Cidadeverde.com

Quadrilha invade casa e amarra família durante assalto em Altos

Uma família inteira foi feita refém dentro de casa durante um assalto no início da tarde deste domingo (23) em Altos, município a 49 km de Teresina. Cerca de cinco homens fortemente armados invadiram a casa da família, onde funciona um comércio, por volta do meio-dia e obrigou todos a entrarem. Todos foram amarrados e obrigados a ficar em um cômodo da casa durante a ação que teria durado cerca de 20 minutos.

“A família está totalmente abalada e mal conseguia contar como foi direito. Chegamos assim que eles foram soltos e nos relataram que os bandidos não agiram com agressividade. Falavam com calma e diziam que só queriam o dinheiro. Nos relataram que eles estavam fortemente armados com pistolas e até possivelmente fuzis, armas longas. A família tem um grande comércio no município e segundo eles os cinco se identificaram como clientes do comércio antes de invadir a casa”, explicou o cabo Francisco Roque da Força Tática da Polícia Militar de Altos que esteve no local.

Na fuga, os bandidos conseguiram levar dinheiro, joias e outros pertences da família ainda não contabilizados. Todos precisaram ser socorridos no hospital do município por conta do choque após o assalto.

Ainda segundo o policial não há informações sobre o veículo usado pelos bandidos para a fuga. Diligências foram realizadas na cidade e em seu entorno e nada foi encontrado até o momento.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Mãe e filha são baleadas durante assalto em trailler; suspeito morre

Um suspeito morreu e duas pessoas foram baleadas durante assalto em um trailler no centro do município de Altos, a 37 km de Teresina. O caso ocorreu na noite desta quarta-feira (19). O tenente Flávio Miranda, comandante interino da Companhia da PM de Altos, conta que as vítimas estavam lanchando quando foram abordadas pelo suspeito que chegou em uma moto com um comparsa. 

"Ele chegou anunciando o assalto, rendeu o dono do trailler e a todo tempo pedia dinheiro. No local havia um PM que estava lanchando. O suspeito reconheceu o militar e atirou. Em seguida, houve a troca de tiros que acabou com o suspeito morto e duas mulheres feridas", explica o tenente. 

O suspeito- identificado como Janderson Macedo dos Santos, 21 anos- morreu no local. De acordo com a Polícia Militar, ele tinha passagens por assalto e tráfico de drogas. A arma utilizada por Janderson, um revólver calibre 38, foi apreendido. O comparsa fugiu em uma motocicleta e até o momento não foi localizado. 

As mulheres feridas no tiroteio são mãe e filha, de acordo da PM. Elas foram trazidas para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), passaram por cirurgia e o estado de saúde é estável.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Homem é morto esfaqueado por suposta amante em Altos

Uma mulher foi presa, na noite do último domingo (16), como principal suspeita da morte de Francisco das Chagas Silva. Ele foi esfaqueado no abdômen e não resistiu ao ferimento. Informações preliminares obtidas pela Polícia Militar dão conta de que os dois eram amantes. 

O crime aconteceu na rua Epitácio Pessoa, bairro Santa Inês, por volta de 20h30 de ontem. A Polícia Militar recebeu a denúncia de que havia um homem esfaqueado no local e constatou o crime. 

A suspeita é Aline Pereira de Morais. Ela foi levada para a Central de Flagrantes de Teresina (PI). O caso deverá ser investigado pelo 14º Distrito Policial, da cidade de Altos. 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Justiça solta três suspeitos de atropelar e matar sargento da PM

Os suspeitos de matar o sargento da Polícia Militar, Carlos Alberto Inácio de Abreu, de 55 anos, tiveram os seus pedidos de prisão preventivas revogados nesta quarta-feira (12). A decisão é da juíza Andrea Parente Lobão Veras, da comarca de Altos.  Eles deverão ser soltos nos próximos dias, pois a decisão e a expedição dos alvarás de solturas foram enviadas hoje para a Penitenciária de Esperantina, onde estão presos. 

 Os réus são Laércio Ferreira de Oliveira, Maykon Fontinele da Silva e Witalo Antonio Alves Lima. Eles respondem por crimes de homicídio culposo, omissão de socorro e furto qualificado. 

O Ministério Público do Piauí que ofereceu a denuncia contra os três, que agora irão responder em liberdade. Os denunciados foram presos em flagrante delito, no dia 28 de março de 2017, às 17h30min, pela prática de crime de latrocínio. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva. 

Na decisão, a juíza explicou que a soltura foi determinada porque os “denunciados renúnem as condições necessárias para obtenção da liberdade provisória, pois são primários, não há registro de antecedentes criminais, residem no distrito da culpa, nada havendo a indicar que representem risco à instrução penal, à eventual aplicação da lei penal ou à ordem pública”.   

No documento, a juíza ressalta que “o descumprimento das medidas aplicadas ou a prática de infração penal poderão ocasionar (novamente) a decretação da prisão preventiva” e que expedição do alvará de soltura será concedida apenas se por outro motivo não estiverem presos. 

Crime
 
O sargento da PM, Carlos Alberto de Abreu, fazia uma caminhada pela rodovia estadual que liga os municípios de Altos e Coivaras, quando foi encontrado por populares com diversas lesões pelo corpo, vítima de um atropelamento, no dia 28 de março deste ano. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu um dia depois. O policial foi encontrado caído e desorientado, e sem a arma. Nas buscas, a Polícia Militar encontrou os três suspeitos de cometerem o atropelamento e roubarem a arma do policial. 

Matérias relacionadas

Sargento da Polícia Militar é atropelado e morto enquanto fazia caminhada

Viúva de policial militar morto em Altos desabafa no IML: 'Revolta'


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Prefeita de Altos pede reforço ao comandante-geral da Polícia Militar do Piauí

Diante da onda de violência que vem assustando os moradores de Altos, a 40 Km de Teresina, a Prefeita da cidade, Patrícia Leal, mais uma vez manteve contato com o comandante-geral da Polícia Militar do Piauí, Coronel Carlos Augusto Gomes de Souza, para pedir reforço policial no município. Ela falou sobre o crime que resultou na morte do Sargento Inácio de Abreu e dos inúmeros assaltos registrados em Altos nos últimos dias.

Na oportunidade, Patrícia solicitou aumento no efetivo da Polícia Militar, e sugeriu que medidas mais firmes sejam adotadas com urgência. “O que podemos fazer é cobrar das forças de segurança mais proteção à população. Para isso, precisamos de maior contingente e melhor aparato para que os policiais possam realizar seu trabalho a contento”, destaca a prefeita.

Ainda segundo a gestora, o comandante-geral, Coronel Carlos Augusto, mostrou-se preocupado com a situação e assegurou que vai reforçar o policiamento ostensivo no município. “O coronel nos garantiu que vai enviar mais guarnições da RONE para Altos. Além disso, assegurou que irá se reunir com os comandantes da nossa região para traçar novas estratégias de segurança”, ressaltou.

Uma reunião com o coronel foi agendada para esta segunda-feira (10). Além da adoção de medidas que possam trazer de imediato mais segurança para a população, no encontro será discutida a possibilidade de uma parceria entre a Prefeitura de Altos e a Polícia Militar para a realização dos Projetos Pelotão Mirim e Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

Nesta sexta-feira (07) Patrícia Leal ainda manteve contato com o Governador Wellington Dias e o Secretário de Segurança, Capitão Fábio Abreu. Eles afirmaram que irão concentrar mais atenção na segurança pública do município. “Na verdade entrei em contato com todos os organismos policiais do nosso estado. O que podemos fazer é cobrar mais apoio, e isso nós temos feito. Repassei toda a situação para o secretário e o governador, de modo que eles prometeram reforçar a estrutura das Polícias Civil e Militar, em Altos”, complementou a prefeita.

Fonte:Ascom
cidades@cidadeverde.com

Polícia acredita que trio suspeito de matar sargento tentou forjar acidente

A Polícia Civil vai investigar se os suspeitos de participação na morte do Sargento Inácio forjaram o acidente para roubar a arma do militar. De acordo com informações da 3ª Companhia do 8º Batalhão da PM, o revólver calibre 38 da vítima só foi localizado duas horas após o ocorrido e a cerca de 10 metros do local onde ele foi atropelado. 

"Após o ocorrido, três viaturas fizeram buscas no local e não encontraram a arma, que estava dentro de uma pochete. Já à noite, uma guarnição voltou lá e encontrou a bolsa com a arma e o celular do sargento. A pochete estava presa ao corpo do militar e não tinha como ter sido lançada tão longe. Acreditamos que alguém tenha ido lá e colocado a bolsa depois de tudo que aconteceu para dar a impressão de que foi um acidente", disse um militar lotado na mesma companhia que a vítima. 

O comandante da PM de Altos, capitão José Manoel de Negreiros, explica que está sendo avaliado se as lesões no corpo da vítima são compatíveis com o acidente ou agressão. Há informações de que após o atropelamento um dos suspeitos ainda passou com o veículo em cima da vítima. A família acredita em latrocínio: roubo seguido de morte. 

Fotos: Graciane Sousa/Cidadeverde.com

Comandante da Polícia Militar de Altos

"Esperamos justiça, estamos chorando e lamentando a perda de um trabalhador e esperamos que amanhã ou depois eles não estejam soltos novamente comentendo mais crimes. Para a família, foi um latrocínio. Tinha tanta gente caminhando lá, porque atropelar logo ele?", interroga John Wesley, genro da vítima. 

John Wesley, genro da vítima

Da pochete do militar, foi subtraída apenas a quantia de R$ 300. Bastante abalada, a viúva do PM clama por justiça. 

"Era um bom esposo, avô, vizinho e muito preocupado com a saúde. Quando não estava trabalhando, sempre fazia caminhadas. Era uma pessoa saudável. O sentimento é de revolta", disse Maria Solange Ferreira de Abreu, que aguarda a liberação do corpo juntamente com outros familiares. 

Familiares da vítima

O crime

Carlos Alberto Inácio de Abreu foi atropelado por volta das 16h50 de ontem, enquanto fazia cooper entre as cidades de Altos e Coivaras.

Ele chegou a ser socorrido com vida, foi encaminhado ao Hospital de Altos, sofreu duas paradas cardíacas e foi levado ainda vivo ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ele teria sofrido fraturas nas duas pernas e traumatismo craniano. O PM morreu no hospital. 

Os suspeitos, identificados como Maycon Fontenele da Silva, 22 anos, Witalo Antônio Alves Lima, 18 anos, e Laércio Ferreira de Oliveira, 18 anos, foram presos em Altos horas após o crime e autuados na Central de Flagrantes de Teresina por roubo qualificado. A polícia também apreendeu as duas motocicletas usadas na ação. Os veículos estavam sem placa. 

 

Graciane Sousa (Flash)
Maria Romero (Redação)
redacao@cidadeverde.com

Sargento da Polícia Militar é atropelado e morto enquanto fazia caminhada

Policiais militares do Piauí, mais uma vez estão de luto, com a morte de um companheiro de farda. O sargento Carlos Alberto Inácio de Abreu, 55 anos,  foi vítima de latrocínio na noite desta terça-feira (28). Três suspeitos de participação no crime foram presos. 

O militar fazia caminhada entre as cidades de Altos e Coivaras quando foi atropelado de moto pelos suspeitos e teve a arma roubada. Ele teve fratura exposta em uma das pernas e sofreu uma forte pancada na cabeça, sendo encaminhado com vida ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu aos ferimentos.

O coronel John Feitosa, Relações Públicas da PM-PI, explica que será investigado se os suspeitos teriam provocado o acidente para roubar o sargento.

O corpo do militar chegou por volta das 7h45, desta quarta-feira (29), no Instituto Médico Legal (IML). O sargento era reformado e havia retornado recentemente para o serviço administrativo da corporação. 

Na semana passada, o comandantedo 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, major Mayron Moura Soares, 44 anos, morreu após ser alvejado com um tiro durante assalto, na região do Grande Dirceu, zona Sudeste de Teresina. Este é o terceiro assassinato de PM no mês de março. 

 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Ambulância capota, mata acompanhante e deixa dois feridos

Fotos: Altos Notícias

Um grave acidente entre acidente entre os municípios de Altos e Pau D'arco do Piauí e deixou um morto na noite desta quarta-feira (15). O acidente ocorreu na PI-221, que liga Altos e Beneditinos. O condutor de uma ambulância saiu da pista e acabou capotando por volta das 21h. 

A vítima fatal seria o marido da mulher que estava estava sendo transportada como paciente, que chegou a ser socorrido, mas morreu. O motorista da ambulância e a paciente saíram com ferimentos e foram encaminhados para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em estado grave. 

Segundo informações de testemunhas, uma ambulância da cidade de Pau D'Árco do Piauí, que transitava no sentido Altos/Pau D'Árco, capotou várias vezes após o condutor perder o controle do veículo. Testemunhas comentaram que o motorista teria dito aos socorristas do Samu, que chovia bastante na hora do acidente e a água cobria uma parte da pista. 

Os feridos foram identificados como Justina Maria da Conceição, 79 anos, que passou por uma cirurgia de fratura do fêmur e tíbia está estável no momento. Ela acompanhava o marido. Já o motorista da ambulância, Antonio Francisco Soares de Paiva Neto, de 29 anos, teve apenas escoriações e já teve alta na manhã desta quinta(16) do HUT.

 

Caroline Oliveira

Com informações Notícia do portal Altos Notícias 
redacao@cidadeverde.com

Aluisio Martins cobra do DNIT sinalização em rodovia de Altos


Instalar redutores de velocidade em pontos considerados de grande trafegabilidade é uma das maneiras eficazes para coibir o número de acidentes, em vias do interior ou da capital.  Por conta disso o deputado Aluísio Martins (PT) apresentou requerimento, lido na manhã desta quarta-feira (22), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi) reivindicando atenção ao problema.

No requerimento o deputado  solicita ao superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte no Piauí (DNIT-PI), Paulo de Tarso Cronemberger, a instalação de um redutor de velocidade para a BR 343, na altura do Povoado Vista Alegre, município de Altos.
O ponto onde o deputado pede para que seja instalado um redutor de velocidade, fica em frente a Escola Municipal Agostinho de Pinho.


De acordo com o parlamentar, no local tem ocorrido uma série de acidentes, o que deixa a população em estado de preocupação e alerta.
 
Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Patrícia Leal e Warton Lacerda assinam ordem de serviço para construção do Terminal Rodoviário de Altos

A Prefeita de Altos, Patrícia Leal, e o secretário municipal de administração e finanças, Warton Lacerda, assinaram na tarde desta terça-feira (31) a ordem de serviço para início da construção do Terminal Rodoviário de Altos. A assinatura ocorreu na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Teresina.

Orçada em R$ 1.100.971,06 -, a rodoviária será construída às margens da BR-343, na saída de Altos para Campo Maior. Os recursos foram adquiridos através de emenda parlamentar do Deputado Federal Assis Carvalho e do ex-senador João Vicente Claudino.

O empreendimento é uma demanda antiga da população. Para a prefeita de Altos, Patrícia Leal, a construção do terminal representa a realização de um sonho. “Há décadas que esperamos por este empreendimento tão importante para o desenvolvimento de Altos. Além da melhoria no aspecto estético da cidade, a construção trará oportunidades de emprego e renda, fundamentais para a economia do nosso município”, ressalta a gestora.

Warton Lacerda, secretário municipal de administração, também destacou o importante impacto social da Rodoviária de Altos. “As melhorias que serão implementadas são fundamentais para o município. Neste aspecto, destacamos o tráfego no centro da cidade, a ampliação da infraestrutura nas imediações do terminal e, por consequência, a valorização imobiliária na região”, observou o secretário.

No encontro para a assinatura do convênio, também estiveram presentes os engenheiros Marcos Fernando, da Codevasf, e José Ribeiro, da empresa que executará os serviços de construção do terminal rodoviário.

Fonte: Ascom
cidades@cidadeverde.com

Posts anteriores