Cidadeverde.com

Levar o cachorro à praia requer cuidados extras

Por Graciane Sousa

O melhor amigo do homem é companhia inseparável também durante as férias, não é mesmo! Mas levar o bichinho para a praia requer alguns cuidados, alerta a veterinária Rosa Melo. Se o cão for viajar de carro, a atenção deve começar ainda durante a viagem, pois o animal pode sofrer com náuseas e enjôos. 

"Alguns animais ficam calmos, mas alguns podem apresentar estresse ou mesmo enjôo e para isso existem alguns remédios que podem ser levados na bagagem. A recomendação é procurar um veterinário pois a automedicação não é válida", explica Melo. 

Dependendo da duração da viagem, serão necessárias paradas na estrada para que o animal possa se alimentar, tomar água e também fazer xixi. 

Independente do destino da família, se a viagem é para campo ou para a praia, os donos têm que manter o calendário vacinal dos pets em dia, além da vermifugação. Outra orientação importante é sobre o uso de carrapaticidas.

"Os tutores devem se lembrar que o animal vai para um ambiente totalmente diferente e os cuidados devem ser redobrados. Há casos em que as pessoas se descuidam e o cão volta para casa cheio de carrapato, por exemplo", explica Rosa Melo.


Hora de entrar no mar

 

Quando o assunto é permitir se o cãozinho entra ou não no mar, alguns veterinários divergem. A veterinária Rosa Melo não vê problema em deixar o animal entrar na água, desde que sejam obedecidas algumas regrinhas. "Imediatamente ao sair do mar, o animal deve tomar banho com água corrente, pois deixar o sal na pele dele, pode ocasionar algum problema de pele", alerta. 

Rosa chama atenção também ainda para os cuidados com alimentação e orienta: NADA DE FRUTOS DO MAR, pois assim como acontece com humanos, o cão pode desenvolver alergias. 

 

Mais algumas dicas 

- Você deve saber que apesar da praia ser um lugar muito atrativo para você, ela pode não ser tão agradável para seu cão. Não são todos os animais que gostam de água, de areia, de calor e você deve observar bem a tolerância de seu cão a todos eles.

- Apesar de todos os cuidados os cães estão propícios a transmitirem doenças aos seres humanos. Você jamais deve levar seu animal para um local público se ele não estiver com todas as vacinas, vermífugos e anti-pulgas em dia.

- Você deve sempre ter em mão o cartão de vacinação do seu cachorro, pois em algumas cidades existem fiscalizações para poder minimizar os riscos contra a integridade e saúde da população.

- Somente você conhece seu cão completamente, ou seja, lembre-se de analisar os riscos que este cão pode oferecer as pessoas do local. Por exemplo, se seu animal for bem agressivo, certamente o passeio na praia é uma péssima opção, mas se mesmo assim você optar por levá-lo, você deve estar atento e tomar todos os cuidados.

- Você deve estar bem atento a isso e pesquisar antes de viajar, pois em algumas cidades é proibido levar o cachorro até a areia.  Para evitar eventuais dores de cabeça você deve ler atentamente as leis municipais da cidade pra onde você está indo.

– Os cães são curiosos e podem querer entrar no mar, portanto, fique atento e não presuma que seu cachorro sabe nadar. Eles precisam aprender! Por isso, tenha muita atenção.

– A água salgada não faz muito bem para o cachorro, por isso, não permita, que ele a beba. Ela pode provocar vômitos e até intoxicação devido ao sal. Para manter o seu melhor amigo hidratado e saudável, dê a ele água comum.

– Você quer correr na praia com o seu cachorro? Vá com calma e respeitando o ritmo dele, porque correr na praia pode ser muito cansativo. Inicie a corrida devagar e aumente o ritmo aos poucos.

– Lembre-se de que o seu cachorro precisa descansar, também. Por isso, não se esqueça de reservar uma sombra fresca e água saudável.

– Outra dica, é tomar cuidado com a areia quente. Já pensou em ensinar o comando vem para o seu cão? Desta forma, ele vai saber quando ficar próximo a você.

– As praias costumam estar lotadas, certo? Use uma coleira de identificação no seu cão com o nome, telefone, entre outras informações, que considerar útil. Os cães são muito curiosos por isso é preciso se prevenir para o caso de perda ou fuga.

– Se o seu melhor amigo tiver com menos de quatro meses, evite-o levar a praia, porque existe um risco dele ficar doente ou até mesmo se machucar. Converse com o veterinário antes de levar o seu cão para a praia, principalmente, se ele filhote.


Não custa nada lembrar 

- O animal vai fazer suas necessidades, então você deve juntar todas as fezes do seu cão. Isso não devia nem ser lembrado aqui, mas como vimos cada absurdo por ai não custa nada relembrar.

- RISCO DE AFOGAMENTO: Você deve lembrar que o mar não é piscina e nem lagoa, o cão pode cansar muito mais rápido e também ser levado pela maré, a não ser que seu cão seja um exímio nadador, você jamais deve deixá-lo entrar sozinho e no local muito fundo. Muitas pessoas saem para passear e acabam por provocar uma tragédia enorme, para evitar este tipo de situação você deve estar sempre preparado para emergências e precaver todos os riscos.

Agora você já pode viajar consciente e sabendo se é uma boa levar ou não seu cão para o tão desejado passeio na praia. Caso você opte por levá-lo, basta tomar todas as precauções citadas e certamente você evitará muita dor de cabeça.

 

bicharada@cidadeverde.com