Cidadeverde.com

Feiras para o microempreendedor em Altos

 

Altos recebeu na última sexta-feira (07) dois importantes eventos para os pequenos empresários do município. Por meio do Banco do Nordeste e da Secretaria de Finanças da Prefeitura Municipal de Altos, foram realizadas na Praça Cônego Honório a 1º Feira do Microempreendedor e a Feira Crediamigo Negócios.

Na oportunidade, dezenas de microempreendedores puderam apresentar seus negócios. Durante o evento, o público presente pôde conferir a exposição de produtos nos segmentos do artesanato, comidas típicas, bijuterias, doces, bolos e outros produtos da região.

Para a estudante de Designer, Lana Biara, a ação foi um sucesso e de grande importância para a região. “Nós, microempreendedores, tivemos a oportunidade de mostrar nosso trabalho e socializarmos experiências. Altos possui grandes talentos que só precisam de um incentivo como esse, para crescerem”, destaca a estudante, que também é proprietária do “Biara Ateliê”.

A prefeita de Altos, Patrícia Leal, o secretário de administração, Warton Lacerda, e o secretário de finanças, Anison Almeida, prestigiaram o evento.

“Presenciamos muitos modelos de negócio, pois as feiras são bastante democráticas, para todos os públicos. A grande verdade é que nossa cidade possui grandes empreendedores; pessoas trabalhadoras e com grande talento”, ressalta a gestora do município.

O secretário de administração também comemorou o sucesso das feiras. “O evento foi um sucesso. Centenas de pessoas compareceram ao local e puderam conferir um pouco do importante trabalho realizado pelos microempreendedores da nossa cidade. Esta modalidade empresarial só tem a crescer em Altos”, observa Warton Lacerda.

Anison Almeida, secretário de finanças do município e um dos idealizadores do evento, ratificou a importância da iniciativa. “Estas ações representam um importante fomento para os microempreendedores de nossa cidade. A atividade deste setor colabora com a geração de emprego e renda, sendo, portanto, um grande aliado para o fortalecimento da economia local”, explica.

As feiras também contaram com o do apoio do SEBRAE e das secretarias municipais de agricultura, saúde, desenvolvimento social e educação.

Fonte: Ascom