Cidadeverde.com

Assembleia Legislativa tem contas aprovadas pelo TCE

O presidente da Assembleia Legislativa Themistocles Filho (PMDB) teve suas contas aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas de Estado do Piauí, na sessãod a última quinta-feira (23).  A analise da prestação de contas prestação de contas da Assembléia Legislativa do Estado
do Piauí foi feita em relação ao exercício de 2013. O relator da matéria foi o conselheiro Luciano Nunes. 

A advogada Lenora Conceição Lopes Campelo Vieira  fez a defesa de Themistocles Filho e de  Cristiano Gomes de Paula presidente da comissão de
licitação  da Assembleia.  Na sua argumentação ela afirmou que as irregularidades  encontradas na prestação de contas de 2013 foram sanadas. "Desta vez o presidente observou a legislação e por isso que as contas da Assembleia Legislativa estão regulares", afirmou defensora  no plenario do TCE, ao fazer um paralelo anos anteriores, como 2009, quando as contas do Legislativo foram reprovadas.

As contas de Themiscles Filho e Cristiano de Paula foram aprovadas com ressalvas e ambos foram multados em 500 UFIRs.    

Ciro consegue recursos para a Saúde em Teresina

A saúde de Teresina pode ser um dos cartões de visita do Partido Progressista - PP para 2018. Tudo a partir do trabalho coordenado, em um primeiro momento a captação de recursos, na etapa seguinte execução e em seguida funcionamento dos serviços. A audiência entre o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), o senador Ciro Nogueira (PP/PI), junto com o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Sílvio Mendes (PP/PI), , nesta quinta-feira (23)  foi a primeira etapa deste trabalho.

O senador obteve a garantia da obtenção de recursos para a reforma e aparelhamento de um Centro de Atenção à Saúde da Mulher e para a compra de novas ambulâncias para o SAMU. Esta pode ser a primeira ação concreta do PP na atual gestão do tucano Firmino Filho, viabilizando investimento, do Ministério da Saúde, para a aplicação por meio da FMS, que é gerida por Sílvio Mendes.  
 
“Nossa capital terá, em breve, um novo centro especializado em saúde da mulher e que funcionará em um anexo do Centro Integrado Lineu Araújo.  O público alvo serão mulheres a partir dos 14 anos, que receberão atendimento para a prevenção e diagnóstico de doenças, como câncer de mama e câncer de colo de útero”, informou Ciro.

O objetivo do Centro é se tornar um espaço de referência no atendimento a esta parcela da população, que segundo dados do IBGE (2012), é de 442.138 pessoas somente em Teresina. O atendimento será feito por uma equipe multiprofissional, das áreas de ginecologia, mastologia, radiologia, ultrassom, entre outras.A previsão de início de funcionamento é para o primeiro semestre deste ano. “Já estamos iniciando a adequação do espaço físico e levantamento de profissionais. Vamos ainda adquirir mais aparelhos para mamografia e prevenção de câncer de colo uterino”, adianta Sílvio Mendes.

 Na reunião também foi acordada a compra de cinco novas ambulâncias, que serão utilizadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU.  Segundo Ciro, os veículos vão reforçar a frota e agilizar os atendimentos em toda a capital.
 
“Com as novas ambulâncias, os teresinenses receberão atendimento melhor e mais rápido. A saúde é uma área que merece todo o nosso empenho e o ministro tem sido muito atento aos nossos pedidos”, afirmou Nogueira.


 
 

 

Teresina sedia simpósio do Exército sobre operação carro-pipa


A Guarnição Militar Federal de Teresina realizou  o Simpósio do Programa Emergencial de Distribuição de Água Potável no semiárido brasileiro (Operação Carro-Pipa),  participaram do evento as Organizações Militares subordinadas à 10ª Região Militar (engloba Ceará e Piauí) que atuam no programa.
  

Um dos objetivos do encontro é padronizar procedimentos de execução, visando otimizar a gestão da Operação Carro-Pipa no Semiárido nordestino, contribuindo, assim, para o bem-estar social das populações atendidas pela Operação. Segundo o coodenador do Programa,  general Pedro Antonio Fioravante, o Simpósio serviu para ajustar as ações nos nove estados nordestinos e o norte de Minas Gerais que são atendidos pela operação carro-pipa. Segundo o general a ação visa discutir melhor forma de execução do serviço, que é levar água potavel para a população do semiárido e a utilização correta dos recursos que são destinados para o programa.

"Temos um cuidado muito grande em realção aos recursos, que são públicos e estão alocados para nossa responsabilidade, que somos criteriosos na sua aplicação", afirmou general Fioravante, lembrando que toda a operação é feita seguindo as orientações do Tribunal de Contas da União. 

A última palestra do simpósio foi proferida pelo tenente coronel Francisco Nixon, conmadante do 25º Batalhão de Caçadores. 

A Operação distribui água potável por meio de carro-pipa para a população situada nas regiões afetadas pela seca ou estiagem, especialmente no Semiárido nordestino. A ação é uma parceria do Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, com o Exército Brasileiro.

PMDB se reúne para definir se permanece na base de apoio ao governador

O PMDB se reúne com a executiva estadual para definir se permanece na base de apoio ao governador Wellington Dias (PT).  Recentemente, foram criadas coordenadorias no Governo para acomodar a base aliada, mas os peemedebistas alegam que não lhes foi dada autonomia financeira e nem administrativa.

Ao todo foram criadas nove coordenadorias. Seis coordenadores foram empossados no início da semana. 

Na prática, as coordenadorias criadas não passariam de cargos sem qualquer tipo de função ou com possibilidade de ação. O fato irritou o PMDB e em especial o deputado João Madson que se sentiu 'enganado' pelo governador. Segundo o parlamentar, Wellington Dias deixou funcionando nas secretarias de origem, coordenadorias semelhantes as recém-criadas. 

A possível saída do PMDB da base aliada agrada a ala do partido que quer candidatura própria ao Governo em 2018, notadamente, João Henrique. 

A reunião da executiva estadual acontece na próxima segunda-feira (24)

Ministério Público Federal arquiva processo contra Wellington Dias

O Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Geral da República, arquivou uma representação contra o governador Wellington Dias que o acusava de lavagem de dinheiro e crimes eleitorais. Segundo o despacho do vice-procurador Geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, que realtou o caso não foi verificado nenhum elemento que demonstre a participação do governador no fato do qual ele foi acusado.

O processo é relativo à prisão de Paulo Fernando de Sousa em setembro de 2014, no município de Barreiras (BA) por ter apresentado uma carteira de habilitação falsa para agentes da Polícia Rodoviária Federal enquanto se dirigia junto com José Martins Ferreira de Araújo para o Piauí. Na ocasião, foi encontrado o valor de R$ 180 mil dentro do carro e José Martins, que seria primo do governador, disse que o dinheiro era seu. O caso foi bastante explorado na campanha eleitoral de 2014, na época foi denunciado  que os recursos aos R$ 180 mil seriam usados para compra de votos.

Na época, o Ministério Público Federal entendeu que haveria possível prática de crime de lavagem de dinheiro e crimes eleitorais, já que o então senador Wellington Dias, era candidato ao Governo do Piauí. Contudo, ao verificar os autos do processo, a Procuradoria Geral da República não encontrou indícios que justificassem a condução das investigações. 

“Mostra-se prematuro o trâmite da investigação no STJ. Não bastam suposições para o deslocamento do foro. Somente no momento em que surgirem efetivos indícios que vinculem pessoalmente o governador ao evento é que se justificará a vinda dos autos a esta instância”, diz o vice-procurador em seu despacho. 

Para o advogado do governador Germano Silva, a decisão do MPF só confirma a tese da defesa de que o governador Wellington Dias não teve nenhuma relação ou ligação com o valor transportado por José Martins. “O governador não teve nenhuma relação com o valor transportado por seu primo e nem foi beneficiado por tal. Nenhum indício ou prova foi encontrado que justificasse tal associação. A decisão do MPF é prudente, justa e garante a veracidade dos fatos quanto à inocência do governador, uma vez que restou provado a origem e o destino do recurso transportado por José Martinho Ferreira”, declarou. 

Posts anteriores