Cidadeverde.com

A saída para crise política está na Alepi

 

 

A foto de Wilson Filho, do Cidadeverde.com, mostra o governador Wellington Dias pensativo e concentrado como se buscasse uma saída para resolver o embaraço político criado com reforma administrativa.  O governador deverá anunciar depois do carnaval, os ajustes administrativos para fazer a acomodação do PMDB e assim determinar e monitar sua nova equipe.  

E esta é a duvida: o que vai fazer Wellington Dias em relação a acomodação dos partidos da base aliada, em específico o PMDB? Dias está evitando falar em reforma, mas disse no evento do CEIR, que aconteceu na manhã desta sexta, que vai comunicar (primeiro) a imprensa quando tudo estiver resolvido, o que deve acontecer logo a após o carnaval.

Mas, um projeto de le, dá um norte de como Dias poderá ter a saída para a crise a qual criou, ao voltar atrás na ideia de fazer a reforma. Ele encaminhou para Assembleia Legislativa, no último dia 23 de fevereiro, um projeto de lei que permite criar Coordenadorias de Programas e Investimentos Estratégicos do Estado. Na prática cria pequenas secretárias dentro das pastas já existentes.

O projeto estipula que as secretárias poderão ter as Coordenadorias, com autonomia orçamentária e administrativa, que neste primeiro momento foi proposta a criação de nove programas: 1- Gestão dos Recursos Hídricos, 2- Modernização e Qualificação de Empreendimentos Públicos, 3 - Infraestrutura Aeroportuária, 4 - Tecnologia e Inovação,  5 - Educação por Meio de Mediação Tecnológicas, 6 - Agronegócio e Cerrados, 7- Apoio a Piscicultura, 8 - Combate a Pobreza Rural e 9 - Mais vida com Cidadania para o Idoso.

A medida abre a possibilidade acomodar a base de Dias. O projeto cria nove cargos de Coordenação com o salário no valor de 80% de um secretário de Estado e nove cargos comissionados para a cada coordenação, com gratificações que variam do DAS 4 ao DAS 2. No total serão 81 cargos, neste caso, o que está pegando cargos de orgão e transferindo para as coordenações, sem gerar nova depesa para o Estado.

Tramitação

E  este projeto deve começar a tramitar logo após o carnaval. O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (PMDB), garantiu que até quinta-feira  dia 02 de março, após o Carnaval, as comissões técnicas estarão formadas. Os líderes dos partidos ou blocos vão indicar os nomes dos membros das comissões técnicas, que deverão começar a se reunir na terça-feira  28 de fevereiro.

Sobre a indefinição do líder do bloco PSDB/PDT, Themístocles Filho adiantou que as comissões técnicas serão formadas de acordo com a proporcionalidade e que as vagas destinadas ao bloco ficarão reservadas, cabendo a esse líder indicá-las, após o retorno dos trabalhos na casa, na quinta-feira. 

Foram indicados líderes e vice-líderes: bloco PTB/PR/PTC: Liziê Coelho (PTB) e Dr. Hélio Oliveira (PR); bloco PRTB/PRB/PP: Fernando Monteiro (PRTB) e Júlio Arcoverde (PP); PT: deputados Cícero Magalhães e Aluísio Martins; e PMDB: João Madison (o vice-líder não foi escolhido) e PSB: Gutavo Neiva e Wilson Brandão.

 

Imposto de Renda 2017: Governo vai cobrar imposto de que ganha menos

Em época de crise só sobra para o mais fraco ou seja o contribuinte assalariado. Uma prova disto é a tabela do Imposto de Renda divulgada pela Receita Federal  nesta quarta-feira. A tabela do Imposto de Renda (IR) de 2017, ano-base 2016,  não sofreu correção para reposição da inflação. Com isso, as deduções que têm teto ,como educação e por dependente,  ficaram congeladas. Também ficaram congelados a faixa de isenção,  que  continuam nos mesmos R$ 1.903,98 do ano passado, e o desconto simplificado, em R$ 16.754,34. A estimava da Receita é que sejam entregues  28,3 milhões de declarações. O prazo de entrega vai de 2 de março a 28 de abril.

Para o economista Valmir Falcão, o Governo Federal penaliza o assalariado de menor renda. "Como o Pais está em crise e o Governo precisa arracadar e coloca a parcela mais de renda mais baixa para pagar imposto", afirmou. Ele explicou: quando o Governo Federal não reajusta a tabela de Imposto de Renda mais pessoas passam a contribuir. O salário aumenta fazendo que as pessoas que são insentas passem a declarar e contribuir. E isso segundo o economista sempre  prejudica o contribuinte de menor renda.

Na prática um parcela considerável da população que era insenta de Imposto de Renda passa a declarar e pagar. Está é um das saída do Governo, congelar a tabela do imposto de renda, como fomar de arracadar mais. Valmir Falcar explcou que este é o caminho escolhido Governo, já que no momento de crise, como o atual, o Governo não tem como criar novos tributos. 

O Governo também não reajustou o valor das despesas com educação (ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior, o que engloba graduação e pós-graduação), o limite de dedução permaneceu em R$ 3.561,50 por dependente. 

 

Ministério descredencia laboratório da ADAPI

 

Um dos laboratórios  da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí -ADAPI foi descredenciado pelo Ministério da Agricultura. Com isso a ADAPI não terá como fazer exames de anemia e mormo no rebanho de equinos do Estado. O ato está na portaria nº 23 da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com data do dia 17 de fevereiro e publicada no Diário Oficial da União nesta quarta(22) (Imagem acima).

 A falta do funcionamento do laboratório preocupa os criadores, o deputado João Mádison (PMDB), que é presidente da Associação de Criadores de Gado Zebu (APCZ), disse que o fechamento do laboratório leva prejuízo para os criadores de equinos.  Ele afirmou que a qualidade do trabalho da ADAPI caiu nos últimos anos. "Sem mão de obra qualificada, os servidores da ADAPI com baixos salários e sem investimentos, a qualidade do serviço reduz". Segundo Mádison a gestão da agência também deixa muito a desejar.

Para Ravi Lages, presidente da Associação do Vaqueiros Amadores do Estado do Piauí, o fechamento do laboratório pode causar prejuízo para o pequeno criador. "Um criador de baixa renda terá mais dificuldade para fazer exames nos seus animais, como ele vai fazer para custear os exames em um laboratório privado? Isso aumenta o risco de casos de anemia e mormo", afirmou. Ele disse que no casos dos praticantes de vaquejadas, os exames nos cavalos são feitos em laboratórios privados fora do Piauí.
 
A ADAPI explicou que o laboratório estava sem funcionar há um ano e o ato do Ministério em cancelar o credenciamento, segundo o diretor de Defesa Animal da Agência, Idilio Moura, foi só uma formalidade. "O técnico que trabalhava no laboratório foi para outra cidade do Piauí e faltou concluir uma aferição do Inmetro nas máquinas do laboratório, por isso o local parou de funcionar. Como a demanda era pequena e é necessário um investimento muito alto para a unidade voltar a funcionar, foi tomada a decisão de fechar o laboratório". Segundo ele, não compensava para ADAPI manter o local funcionando "e não há prejuízo para a saúde dos animais, existe hoje um laboratório particular credenciado pelos Ministério da Agricultura, para fazer os exames de anemia e mormo, nos equinos", tranquilizou.

 

 

Comissões na Alepi só depois do Carnaval

Só depois do carnaval que as Comissões Técnicas da Assembleia vão funcionar. De nada adiantou os pedidos do presidente da Casa, deputado Themistocles Filho (PMDB) para que as bancadas ou blocos partidários fossem compostos e os seus líderes indicados. Na sessão desta terça-feira  o deputado Evaldo Gomes (PTC) falou sobre a necessidade de os parlamentares se reunirem e formar as comissões, ele fez a observaçã, durante a sessão no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi).
 
O deputado alertou que a Casa está com suas atividades legisaltivas paradas por causa da não formação das comissões. “Já estamos praticamente chegando ao final de fevereiro e já existem muitos projetos a serem votados. Então, é importante que as comissões possam se reunir, para escolher os seus membros. Acho que essa Casa não pode ficar parada. Depois do Carnaval, senhor presidente, nós temos muito trabalho a ser feito, e acho que as comissões, estão na hora de funcionar ”, disse o deputado Evaldo Gomes, em seu pronunciamento no pequeno.
 
O presidente da Casa, Themístocles Filho respondeu ao deputado Evaldo Gomes e ressaltou que somente o PSDB ficou de indicar o seu líder. “Eu também fui informado que o PDT vai fazer um bloco e que vai indicar um líder. Mas todos os partidos já indicaram os seus líderes. Nós vamos esperar, até amanhã, para que o PSDB junto com o PDT possam indicar os seus líderes”, informou o presidente.
 
O deputado Themístocles Filho disse ainda que depois disso, será realizada uma reunião dos líderes partidários. “Matematicamente, todo mundo sabe, como são feitas as comissões da Casa. Então, é importante que logo depois do Carnaval, nós possamos abrir todas as comissões técnicas, com os seus presidentes, vice-presidentes, deputados titulares, suplentes, para iniciarmos a tramitação de todos os projetos, aqui na Casa”, finalizou o presidente da Alepi.

O clima entre o PP e o Governador Wellington Dias não está bom

O governador Wellington Dias passou por uma situação nada confortável no evento das filiações do PP, que aconteceu hoje pela manhã. Ele recebeu poucos aplausos, uma vaia foi ensaiada. E por incrível que pareça o ato que havia sido pensado e planejado para ser  a reafirmação entre o PP e o governo de Wellington Dias foi constrangedor para o governador.

Em seu curto discurso  Wellington Dias falou da importância do PP como parceiro em sua gestão e que torce para o partido continue crescendo para  Na sua fala da importância do PP para o Estado o Estados e do Piaui e seu Governo, com as novas filiações.  Elogiou as pessoas dos novos filiados aos partido (Washington Bonfim, Sílvio Mendes e Luci Silveira), falando que todo devem ter um sentimento comum em trabalhar em favor do Estado.

Mas o Governador estava visivelmente incomodado com a situação e tentou minimizar o caso "Nós temos que trabalhar que pelo Piauí juntos, e é isso que faz o senador Ciro, como parlamentar, como presidente de partido, manhã, tarde e noite sempre pesando o Piauí  só gratidão", com está frase o Wellington Dias tenta por fim ao mal estar criado. 

Na única fala sobre a reforma da base aliada em uma rápida entrevista, Dias admitiu que Ciro Nogueira não pediu a Secretaria de Saúde. Ele não falou em distribuição de cargos, e disse que não existe problemas entre o PP e o governo. "Vamos seguir trabalhando", com está frase  o governador encerrou os assunto com os jornalistas.

A insatisfação com o governador Wellington Dias era visível no evento. Um deputado do PP disparou: "O acordo do PP em votar em Wellington Dias para o Governo em 2018 está mantido, mas o governador tem que orientar o petistas para cumprir a outra parte do acordo que é votar em Ciro Nogueira para o Senado". 

Posts anteriores