Cidadeverde.com

Deputados dizem que decisão do TJ sobre licitação da Agespisa foi acertada

Deputados de oposição comemoraram a decisão do desembargador Sebastião Ribeiro Martins em devolver para o TCE a competência para julgar a licitação da Agespisa. O deputado Gustavo Neiva (PSB) subiu à tribuna e afirmou que, ao tomar essa decisão, o desembargador devolve para a população a legalidade do processo. 

Ele afirmou ainda que "não dá para entender como é que uma empresa que ofereceu mais, para explorar o serviço, fica em segundo lugar no processo licitatório". Ele se refere à empresa Águas do Brasil, que ofereceu R$ 180 milhões para explorar os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto sanitário em Teresina, contra R$ 160 milhões oferecidos pela Aegea, que venceu a licitação. 

O deputado Robert Rios frisou que "uma organização criminosa veio ao Piauí para tentar ganhar a licitação e administrar os serviços que são prestados hoje pela Agepisa" e afirmou não entender "porque o governo quer fazer tudo com tanta pressa". 

Rios completou afirmando que o governo do estado está usando desse expediente, de "contratar pequenas empresas de fachada para serviços de consultoria com o intuiro de desviar dinheiro por meio de serviços não prestados". Ele falou ainda: "Posso falar da CIPE, e de um braço da FGV, que prestaram serviços de consultoria ao governo do estado".

Gustavo Neiva declarou que vai acompanhar e espera que o TCE tome a medida mais acertada no processo de licitação da Agespisa, no julgamento do processo que vai acontecer no próximo dia 20

 

Ubiracy Rocha (Flash)
Maria Romero (Redação)
redacao@cidadeverde.com