Cidadeverde.com

Deputados avaliam efeitos da lista da Lava Jato

A lista da operação Lava Jato divulgada na noite desta terça-feira repercutiu na sessão de hoje na Assembleia Legislativa. Os deputados ouvidos pelo Cidadeverde.com são de partidos citados. Eles tentaram diminuir o impacto da denúncia e das acusações que pesam sobre políticos de vários partidos dentre eles três parlamentares piauienses. 

A divulgação da lista da operação lava jato foi um dos principais assuntos entre os deputados. Para o deputado João de Deus - PT, a operação lava jato tem apenas um objetivo: destruir a imagem do Partido dos Trabalhadores e a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. Mesmo o alvo da lista divulgada na terça-feira, sendo uma quantidade muito grande de políticos do PMDB e do PSDB. o deputado disse que o objetivo do juiz Sérgio Mouro e de parte da Polícia Federal é inviabilizar o projeto político de retorno à presidência da república de Lula, pré-candidato que aparece muito bem nas pesquisas para 2018. 

Apesar desse posicionamento João de Deus falou que é a favor da operação lava jato e que tudo seja muito bem apurado para punir quem cometeu qualquer tipo de deslize ou crime. O presidente do Partido Progressista no Piauí, Deputado Julio Arcoverde, disse que em relação ao senador piauiense Ciro Nogueira, que foi denunciado na lista do STF, está tranquilo. "Essa é a oportunidade para que tudo se esclareça e o senador Ciro mostre a justiça e a sociedade que nada fez de errado". 

Para o deputado João Mádison Nogueira, PMDB, a população e os políticos devem evitar o julgamento precipitado. "Este é o momento onde todos que estão nas listas devem apresentar suas defesas". O deputado voltou a falar que a justiça não pode punir sobre um fato que aconteceu no passado. No caso o caixa 2, segundo Mádison o fato denunciado não era crime anteriormente e não pode gerar essa punição agora.