Cidadeverde.com

Nomes das comissões técnicas serão conhecidos na quinta

Atualizada às 19h20

A definição dos nomes das comissões técnicas da Assembleia Legislativa termina na manhã desta quinta-feira (26).  Decisão saiu depois de uma reunião realizada na tarde de hoje. Os lideres dos partidos deverão voltam a se reunir manhã de hoje  para indicar os nomes. O certo é a disputa entre o PMDB e o PT pela Comissão de Constituição e Justiça - CCJ não existe mais. As três principais comissões a CCJ, Finanças e Controle e a Comissão de Administração Pública  serão presididas pelas maiores blocos/bancadas. A CCJ deverá ficar com o bloco PT-PTB, (nome que deve ser indicado é do PTB), PMDB  e o bloco formado por PDT, PP e PRB dividirão as presidências das comissões de Administração Pública e a de Finanças e Controle  

O deputado Wilson Brandão (PSB) disse que toda definição acontecerá amanhã na reunião e  os partidos ou blocos com mais de três deputados indicarão o restante das presidências das outras comissões da Assembleia Legislativa.    

Comissões técnicas devem ser fechadas ainda nesta quarta

O presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, confirmou que a formação das comissões técnicas da Casa está fechada. Segundo ele, as reuniões dos líderes partidários estão ocorrendo e nas próximas horas podem estar definidas. 

No entanto, falta somente o Partido dos Trabalhadores se pronunciar. 

Um dos projetos de Lei que espera a definição dos deputados é o reajuste no piso salarial dos professores, que obedece ao piso nacional e deve ser pago retroativo a janeiro. 

 

Governo deve controlar a contratação de comissionados

“82,6% - esse foi o percentual de redução dos cargos comissionados do Piauí entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015. O número caiu de 4.871 para 844, segundo dados do Portal da Transparência. O total de contratados também caiu, para menos da metade: de 7.781 em dezembro para 2.368 no mês seguinte. A redução nos gastos públicos atingiu também a contratação de serviços prestados, mas com menor impacto. No mesmo período, os números passaram de 3.202 para 3.176.”

A informação acima está na coluna Economia & Negócios, assinada por Jordana Cury, no cidadeverde.com. E traz um dado interessante: o Estado reduziu drasticamente o numero de comissionados, não passou de um corte normal. Afinal de contas, com o fim da gestão de Zé Filho em dezembro de 2014 todos os cargos comissionados foram exonerados.

E a partir do mês de janeiro, com a posse de Wellington Dias os cargos comissionados voltam a ser preenchidos, para a composição da equipe de Governo. A redução na quantidade de cargos deu um alívio na situação das finanças do Estado e esta deveria ser tônica: o cuidado com as finanças públicas.

O Estado deve manter um olhar vigilante para não inchar a máquina pública. O inchaço provocado pela contratação descontrolada de comissionados pesa nas contas públicas e este peso  causa o desequilíbrio financeiro. 

Acordo acaba com disputa pela CCJ

 

Um acordo parece ter selado a paz entre o PMDB e o PT na Assembleia Legislativa, pelo menos para o deputado João Mádison - líder do PMDB na Casa.  O deputado Nerinho - PTB (foto) foi o interlocutor de uma conversa entre o PMDB e o PT, mais precisamente entre os deputados João Mádison e Fábio Novo. 

O deputado do PTB  costurou  a tentativa de um entendimento, onde os líderes dos dois partidos chegaram a um acordo prévio o PMDB indicará o presidente da CCJ e o PT o presidente da Comissão de Administração, no ano que vem quando as comissões serão renovadas, os farão um rodizio a Comissão de Constituição e Justiça será do PT e o PMDB ficará com a Administração.

Para João Mádison, a conversa foi uma prova de boa vontade dos dois partidos e que o PT e o PMDB querem que os projetos do Governo andem na Assembleia Legislativa. “Eu tenho palavra o acordo será cumprido”.

O deputado Nerinho que é alinhado ao deputado Fábio Novo no bloco do PT-PTB disse que a o acordo está sendo finalizado.  “Vamos esperar um documento redigido pelo deputado João Mádison e vamos analisa-lo e se tudo estiver do acordo a questão estará resolvida”,  falou Nerinho.

O deputado Francisco Limma (PT) disse apenas que o acordo está sendo encaminhado. 

Em São Paulo, Wellington Dias terá reuniões com Lula e presidente da Suzano

O governador Wellington Dias cumpre agenda em São Paulo hoje e amanhã para tratar de assuntos relativos a investimentos no Estado. Em meio a compromissos com empresários, o petista se encontrará com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, às 12h, no Instituto Lula. 

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

O teor da conversa com Lula não foi confirmado, mas especula-se que, além de política, os dois petistas debatam a proposta de transferência de algumas dívidas do Piauí a serem confirmadas em investimentos.

À noite, Wellington Dias ainda terá uma reunião no diretório nacional do PT com o deputado federal Cândido Vacarezza (PT-SP). 

O Cidadeverde.com apurou que o governador ainda se reunirá nesta terça-feira (24) com representantes da empresa Triumpho, pela manhã, e com o presidente da Brasil Exploração Mineral S.A (Bemisa), Augusto Lopes. 

Na quarta-feira, Wellington Dias também se reunirá com duas empresas de energia eólica, a  Queiroz Galvão Energias Renováveis e a Casa dos Ventos. 

À tarde, o encontro será com o presidente da Suzano Papel e Celulose, Walter Schalka. Em 2011, a empresa adiou a instalação de uma fábrica no Piauí, Durante a campanha eleitoral, Wellington Dias se comprometeu a garantir a presença da empresa no Estado. 

Formada lista tríplice para a Defensoria do Estado

A lista tríplice com os candidatos ao cargo de Defensor Público Geral do Estado do Piauí - DPE-Pi foi definida hoje a tarde. A  defensora pública Francisca Hildeth  Leal Evangelista Nunes , com 64 votos, foi a primeira colocada na lista. Ela foi  seguida pelo o defensor público Alessandro Andrade Spíndola com 44 votos e o defensor público Ulisses Brasil Lustosa, com 21 votos. Dos 105 Defensores Públicos aptos a votar, 102 compareceram ao pleito.

Segundo os critérios da eleição, cada defensor público pode votar três vezes, escolhendo posição de cada candidato na lista tríplice.  A apuração foi realizada por uma comissão eleitoral constituída pelos defensores públicos Roberto Gonçalves de Freitas Filho, Rosa Mendes Viana Formiga, Edvalda Regina Xavier Almeida e  Erisvaldo Marques dos Reis. A comissão apurou  306 votos válidos (dos 102 defensores votantes), sendo que 84 votos nulos e 93 votos em branco e 129 de votos nominais. A votação teve início às 8h e foi realizada no Núcleo Central da DPE-PI.  A votação foi encerrada às 15h desta segunda-feira, dia 23 de fevereiro e a apuração aconteceu logo em seguida.

Depois do resultado a defensora pública geral, Norma Lavenère, que está no seu quarto mandato na DPE, tem um prazo de 5 dias úteis para encaminhar o documento ao governador Wellington Dias.  E o governador, por sua vez, tem prazo de 15 dias para escolher um dos componentes da lista tríplice para ocupar o cargo de defensor público geral do Estado. 

Caso o governador não efetive a nomeação do no prazo de 15 dias do recebimento da lista tríplice, o defensor público mais votado por seus pares será investido automaticamente no cargo.

O defensor público Adriano Moretti, acusado do crime de corrupção, estava apto, segundo informações da Defensoria Pública do Estado, a votar na eleição. Não o fez porque não estava em liberdade na manhã de hoje. 

Posts anteriores