Cidadeverde.com

Área que funciona lixão será reflorestada após construção de aterro sanitário

A área que funciona um 'lixão' em Campo Maior, no bairro São Luís será desativado com a construção do aterro sanitário no município. O novo local para depósitos de resíduos sólidos, que está em fase de licitação,  será construído em breve. Os recursos para investimentos, cerca de R$ 800 mil, estão assegurados através de parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). 


“O lixão não vai mais existir. Os resíduos orgânicos que se encontram lá serão transferidos para o aterro sanitário  e vão ser depositados em uma vala favorecendo as comunidades dos Bairros Renascer, São Luís e São João”, destacou Maria Pessoa, gerente de Operações em Meio Ambiente e Recursos Hídricos.


De acordo o técnico Lucas Ribeiro, uma das metas do projeto após a retirada do lixão é reflorestar a área. “A intenção é recuperar o equilíbrio ecológico preservando o lençol freático, rios e mananciais de água. Após o transporte do material, a área será cercada para evitar a presença de pessoas, animais ou qualquer ser vivo”, disse Ribeiro.


O local para a construção do aterro sanitário foi determinado por técnicos da Funasa que avaliaram as condições geológicas, altitude em relação a distância para as áreas hídricas e outros princípios técnicos que garantam a preservação do meio ambiente”, explicou Maria Pessoa.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Homens armados assaltam joalheria em Campo Maior e rendem filha da proprietária

Três homens armados invadiram uma joalheria e loja de roupas "Toinha Bandeira" no Centro de Campo Maior (78 km de Teresina) e fugiram levando joias e dinheiro. Durante a ação, a filha da proprietária foi rendida. 


O crime foi registrado por volta de meio-dia desta quarta-feira (11). A polícia foi acionada e faz diligências para encontrar os suspeitos. 

Até o momento, a única informação é de que os ladrões fugiram em um gol branco. O assalto foi rápido, pois as joias levadas estavam expostas em uma prateleira de fácil acesso.

Com esse assalto cresce o clima de insegurança entre os comerciantes. Além da loja ‘Toinha Bandeira’ foram assaltadas as lojas TIM, Aquarela, Posto Garcia e o caixa eletrônico do BB na drogaria São Lucas.

Jordana Cury
*Com informações do Portal Campo Maior
redacao@cidadeverde.com

Homem morre carbonizado após explosão de depósito de combustíveis‏

A explosão de um depósito clandestino de combustíveis causou a morte de Erivan Fortes Teixeira, 40 anos, proprietário do estabelecimento, que ficou totalmente carbonizado. O acidente aconteceu nesta terça-feira (10), na zona rural de Sigefredo Pacheco, em frente à igreja central do povoado Lagoinha. De acordo o chefe do cartório da delegacia de Campo Maior, Baker Martins, as possíveis causas ainda estão sendo investigadas mas acredita-se que tenha sido um acidente, provocado quando a vítima estava utilizando uma máquina de solda. 

         Foto: Lusilene Rocha

Segundo informações de Martins, o local onde aconteceu o acidente era dividido entre um comércio para a venda de cereais, bebidas e alimentos, a residência do proprietário e um depósito no qual eram vendidos gasolina e óleo diesel. 

O incêndio não atingiu outros compartimentos da residência da vítima que morava apenas com sua esposa. Populares ajudaram a impedir que o fogo se espalhasse para outros cômodos do imóvel do casal, jogando água. 

"As causas ainda estão sendo investigadas, mas pelo o que constatamos no local, acredita-se em acidente. Encontramos uma máquina de solda e temos informações que no local existiam 500 litros de combustíveis. Não descartamos também que possa ter sido um incêndio criminoso ou curto circuito", disse. 

O chefe do cartório da delegacia de Campo Maior, ainda ressalta que o comércio de combustíveis era ilegal pois somente a Agência Nacional de Petróleo (ANP) se responsabiliza pela venda do produto. "Apesar de não ser permitida a venda, a prática é muito comum no interior do Estado. Algumas pessoas alegam que praticam o comércio devido a ausência de postos de gasolina o que não se justifica em nenhum dos casos. Em Sigefredo Pacheco por exemplo há dois postos". 


Graciane Sousa ( Especial para o Cidadeverde.com)
gracianesousa@cidadeverde.com

Regional de Campo Maior capacita agentes na área de endemias

O município de Boa Hora do Piauí recebeu, no último fim de semana, uma capacitação na área de endemias. O curso foi ministrado pelo supervisor de endemias da 5ª Coordenação Regional de Saúde, Antônio Ferreira. A capacitação contou com a participação de todos os agentes de endemias da cidade e, na oportunidade, foram realizadas aulas teóricas e práticas para assegurar uma melhor qualificação aos profissionais.

De acordo com o diretor da 5ª Regional, Denílson Fortes, a visita ao município foi necessária por conta da grande quantidade de serviços existentes. Denílson afirma que o objetivo da capacitação foi preparar os agentes para os trabalhos relacionados à limpeza, fiscalização e prevenção de doenças. “Em Boa Hora foi constatada a deficiência no trabalho executado pelos agentes de endemias. Baseados nessas circunstâncias, realizamos uma capacitação introdutória, possibilitando aos profissionais da secretaria municipal de Saúde mais habilidade com técnicas, anotações etc”, explica.

Desde abril deste ano a cidade de Boa Hora passou a pertencer à 5ª Regional de Saúde, com sede em Campo Maior, e, desde esse período, todas as cidades do Território dos Carnaubais vêm sendo monitoradas.

Secretários de Saúde dos Carnaubais participam de reunião da CIR

Ainda na mesma semana os secretários municipais de Saúde das cidades que compõem o Território dos Carnaubais participaram da reunião da Comissão Intergestores Regionais (CIR), no auditório da 5ª Coordenação Regional de Saúde, em Campo Maior.

Estiveram presentes na reunião os representantes da Vigilância Sanitária Estadual e chefes das Vigilâncias Sanitárias Municipais, para esclarecimento sobre os cortes de recursos acontecidos em 183 municípios do Estado do Piauí e nos municípios do Território dos Carnaubais, com exceção de Campo Maior e de Castelo do Piauí, que estão regulares. Entre as pautas, a operacionalidade do Projeto Telessaúde, que está em processo de conclusão das compras dos equipamentos; a regulação de leitos, além de análises sobre a regulação, controle, avaliação e auditoria da saúde de Campo Maior.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Paulo Martins discute estratégias políticas e revela metas para 2017‏

O prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT), que tenta reeleição este ano, revelou suas pretensões políticas para a disputa municipal. No cargo há cerca de um ano e quatro e meses, ele conta em entrevista ao CidadeVerde.com que uma de suas principais metas é incrementar a economia da cidade. 

Martins destaca que parcerias entre os governos federal e estadual e a manutenção do compromisso com o servidor público municipal foram pontos relevantes durante a sua administração e que está definindo estratégias com representantes dos 13 partidos que apoiam sua candidatura.


"A prioridade do meu plano de governo para gerir o município até 2017 é dobrar o PIB de Campo Maior e aumentar a renda per capita da população. Esta meta é ambiciosa mas acredito que o município ainda tem muito a evoluir", frisou Paulo Martins. 

O gestor ainda ressaltou a importância da aliança firmada com os partidos. "No município temos cerca de 19 partidos e destes consegui apoio de 13 siglas. Esta parceria é significativa e somaremos ideias para serem expostas à população", finaliza. 


Graciane Sousa ( Especial para o Cidadeverde.com)
gracianesousa@cidadeverde.com

Obras de pavimentação asfáltica ficarão paralisadas por uma semana

As obras de pavimentação asfáltica nas principais vias de Campo Maior estão com cerca de 30% concluídas. O serviço, que teve início ainda em junho, ficará paralisado  devido a obras de reparo na encanação realizadas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).


De acordo com o Dibes Ibiapina, coordenador de projetos da Prefeitura de Campo Maior, neste período de interrupção dos serviços, o maquinário utilizado para os reparos será deslocado para Parnaíba, a 318 km de Teresina. 


"A  PAC, empresa responsável pela obra, deslocou suas máquinas para uma outra obra em Parnaíba, mas até o inicio da segunda quinzena de julho os equipamentos retornarão para os trabalhos prossigam", explica o coordenador. 



Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Motoqueiro morre após ser arrastado por caminhão em Campo Maior

O Motoboy Antônio Araújo de Macedo, de 44 anos, morreu, no final da manhã do último sábado, 07, após ser arrastado por mais de 50 metros na BR-343 por um caminhão-baú, da empresa cearense Avine. 

          Foto: Campo Maior em Foco

Segundo informações de testemunhas, o acidente aconteceu quando o motoqueiro perdeu o controle de sua moto, invadindo a pista contrária, vindo a bater em outro veículo sendo enfim colhido pela carreta.

A tragédia provocou congestionamento na estrada por mais de 1km e a Polícia Rodoviária Federal, teve que intervir para organizar o trânsito no local. Dezenas de pessoas se aglomeram no local, dificultando o tráfego.

Foto: Portal Campo Maior

Antônio foi arrastado junto com a moto e teve morte imediata. O veículo chegou a incendiar com a violência do impacto. O corpo da vítima ficou exposto por  várias horas à espera de uma viatura do IML e também a perícia da Polícia Civil.

Fonte: Portal Campo Maior

Drª Liége desiste de candidatura a vice em Campo Maior e oposição muda chapa

Em Campo Maior o deputado Antonio Félix (PSD) assume o lugar de Dr.ª Liége Cavalcante (PSB) como candidato a vice na chapa de Antônio Sena (PSD) nas eleições para prefeitura em 2012.


A chapa é de oposição. Até as convenções estava tudo certo para a médica ser a vice de Antônio Sena, mas a candidata mudou de idéia e preferiu desistir da candidatura. O novo vice será o deputado estadual Antônio Félix (PSD). A notícia foi bem recebida por grande parte dos eleitores do grupo, que acreditam que com Felix na chapa a candidatura de Antônio Sena se fortalece. Dr.ª Liége continuará no grupo e promete subir nos palanques e pedir votos para o candidato.

Na base governista não houve mudanças. Silvia do Caú (PV) permanece como vice de Paulo Martins (PT).

Fonte: Campo Maior em Foco

Associação Universitária de Campo Maior será reformada

A Associação Universitária de Campo Maior (Aucam) receberá reformas estruturantes em suas instalações. O local já foi palco para sediar desde eventos culturais à campanhas solidárias como aconteceu quando o espaço serviu de abrigo para as vítimas de enchentes. 


A assinatura da ordem de serviço acontece nesta sexta-feira (06) a partir das 18h.  A obra será construída através de recursos advindos de convênio entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura do município. A estrutura contará com espaços para atender as necessidades básicas da classe universitária.

A nova sede da Aucam terá duas quadras de esportes, área de teatro, quiosque, pista de skate, academia ao ar livre para as pessoas praticarem atividades físicas e auditório com capacidade para 50 pessoas. 


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

PRF adia fechamento de postos da polícia em Campo Maior e mais duas cidades

A Polícia Rodoviário Federal, (PRF), desistiu de fechar o posto policial de Campo Maior, que estava previsto para acontecer nessa quinta-feira, (05). De acordo com o relações públicas da PRF, inspetor Raimundo Rameiro uma avaliação está sendo realizada para diagnosticar os pontos que necessitam de maior fiscalização.

O fechamento dos postos de Campo Maior, Valença do Piauí, (Sul do Estado) e da cidade de São João da Fronteira, (Norte), fica adiado até agosto, que é quando deve sair o resultado da avaliação.Os policiais que trabalham nesses locais serão deslocados para atuar nos policiamento ostensivo das estradas que cortam o Piauí.


De acordo com o planejamento da Polícia Rodoviária Federal, outros dois postos seriam fechados no Piauí, incluindo o de Campo Maior, mas um estudo de fluxo de veículos e do perigo de acidentes que acontecem no trecho da BR-343, compreendido entre as cidades de Altos, Campo Maior e Piripiri, fez o comando da PRF mudar de posicionamento.

Somente no mês do junho desse ano, seis pessoas foram vítimas fatais de acidente no trecho compreendido entre Altos e Campo Maior. O que está preocupando a PRF também o grande número de motoristas que são flagrados dirigindo embriagado nesse perímetro da BR-343.

Fonte: Portal Campo Maior

Posts anteriores