Cidadeverde.com

Traficante se disfarça de carroceiro, mas é preso com 2 kg de maconha em Campo Maior

Um traficante identificado como Joaquim Antônio de Olibeira foi preso no fim da tarde desta segunda-feira (20) com cerca de dois quilos de maconha em Campo Maior, a 80 quilômetros de Teresina. De acordo com a Polícia Civil, ele se disfarçava de carroceiro para afastar as suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas. Com ele, os policias apreenderam também um jumento.

Segundo o escrivão da Delegacia Regional de Campo Maior, Baker Martins, Curió, como é mais conhecido, já vinha sendo monitorado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Civil na cidade. A droga apreendida em sua posse estava escondida no quintal de casa, localizada no bairro Estação.

"Essa história de carroceiro era só um disfarce. Ele é traficante. Essa prisão é fruto de investigação da Polícia de Campo Maior. Pela quantidade de droga apreendida, o valor seria grande, cerca de R$ 5 mil", comentou o policial civil.

Curió já tinha passagens pela Polícia por furto e roubo. Autuado em flagrante nesta segunda-feira por tráfico de drogas, ele está preso na Delegacia Regional de Campo Maior e aguarda vaga no sistema prisional para ser removido. Há a suspeita que o jumento usado por ele era roubado. O animal também foi apreendido.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Prefeito Paulo Martins diz que acidente foi "susto" e trabalhará de casa

Após passar por uma cirurgia no tendão do tornozelo direito, o prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT) terá que ficar com o pé imobilizado por 40 dias. O gestor sofreu um acidente com um quadriciclo em Luís Correia no último fim de semana. O gestor chegou a ficar com o pé preso ao quadro de freio do veículo e foi arrastado por alguns metros, mas relata após a cirurgia que o acidente "foi um susto".

"Foi um susto. Fiquei mais preocupado porque meu pé ficou preso ao quadro de freio e fui arrastado mas passou. Hoje ainda sinto dor estou tomanco cinco medicamentos por conta disso mas estou bem  e von continuar trabalhando de casa", garantiu o gestor.

Por conta da grande demanda de trabalho o gestor garante que não pode se afastar, mas por estar com o pé imobilizado e não poder usa-lo no chão terá que delegar funções e acompanhar usando a teconologia. "Hoje temos muita tecnologia a nosso favor, celular, internet e eu vou poder delegar funções e cobrar tudo de casa nesse período", completou.

Paulo Martins já havia sofrido uma lesão no mesmo tendão enquanto jogava futebol em 2009. Na época ele ainda era Deputado Estadual e levou aproximadamente três meses para se recuperar. Paulo deve fazer fisioterapia para acelerar o processo de recuperação.

O gestor teve alta na tarde deste domingo e está na casa do irmão, o deputado estadual Aluisio Martins.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Mulher morre e bebê fica ferido em acidente com duas motos na PI 115


Um acidente entre duas motos vitimou uma mulher no fim da tarde deste domingo (20) no povoado Bem Bom, há cerca de 20 km de Campo Maior. De acordo com o comandante do Batalhão de Polícia Militar do município, coronel Rui Nunes Cordeiro, ao fazer uma parada com a família, outra motocicleta atingiu a mãe que segurava o bebê.

"A família estava em uma moto, a mulher, o homem e o bebê. Eles pararam e outro motoqueiro chegou e bateu em cheio na mulher que estava com o bebê", explicou o policial.

Segundo o comandante o motoqueiro estava embriagado. A mãe foi atendida no Hospital Regional de Campo Maior, mas não resistiu e veio a óbito. O bebê foi transferido para o Hospital de Urgência de Teresina, HUT mas até o momento nenhum boletim do hospital foi divulgado.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Prefeito Paulo Martins sofre acidente e passa por cirurgia em Teresina

Atualizada às 16h16

Segundo a assessoria do prefeito, Paulo Martins recebeu alta no início da tarde deste domingo. O gestor está na casa do irmão, o deputado estadual Aluisio Martins, onde deve permanecer até esta segunda-feira. O petista recebeu a orientação médica de passar 50 dias sem pisar o pé direito no chão. 

Postada às 11h04

O prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT), sofreu acidente em uma praia de Luís Correia, neste fim de semana. De acordo com a assessoria do gestor, ele estava a passeio no litoral piauiense com a família e ficou lesionado ao cair em um buraco, quando andava de quadriciclo. 

A primeira-dama Walquiria Alencar informou que, no momento do acidente, o prefeito estava no veículo com um de seus filhos e outra criança, que saíram ilesas. Paulo Martins sofreu uma forte pancada no tornozelo direito, lesionando o tendão calcâneo, mais conhecido como Tendão de Aquiles. 

Ainda de acordo com a assessoria da prefeitura, o gestor foi submetido a uma cirurgia em um hospital particular de Teresina, neste sábado (18) e ainda permanece internado, esperando avaliação médica. Após ter alta, o prefeito fará sessões de fisioterapia e ainda não há informações sobre o tempo necessário para recuperação.

Devido ao acidente, o prefeito cancelou agenda administrativa para os próximos dias e não irá acompanhar a entrega de obras em alusão ao aniversário de Campo Maior, que acontece de 04 a 08 de agosto. 

Essa é a segunda vez que Paulo Martins sofre lesão no mesmo tendão. A primeira aconteceu durante uma partida de futebol em homenagem ao dia dos pais no ano de 2009. Na época ele ainda era Deputado Estadual e levou aproximadamente três meses para se recuperar. Paulo deve fazer fisioterapia para acelerar o processo de recuperação.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Homem toca fogo em casa de vizinha e mata animais de estimação queimados

  • Incendio_Campo_Maior.jpg Portal Campo Maior
  • Incendio_Campo_Maior_5.jpg Portal Campo Maior
  • Incendio_Campo_Maior_4.jpg Portal Campo Maior
  • Incendio_Campo_Maior_3.jpg Portal Campo Maior
  • Incendio_Campo_Maior_2.jpg Portal Campo Maior

Um homem identificado como Jailson Alves Rodrigues foi preso na terça-feira (14) acusado de tocar fogo em uma casa e matar 11 animais de estimação na cidade de Campo Maior, a 80 quilômetros de Teresina.

De acordo com o escrivão da Delegacia Regional de Campo Maior, Baker Martins, o caso aconteceu no bairro Flores. "Pelo que apuramos, o acusado tinha bebido um pouco. Ele foi à casa dessa mulher, fez ameaças e chegou a lesioná-la levemente com uma faca. Depois disso, pôs fogo quando a mulher já não estava mais. O fogo matou os filhotes de animais e queimou todos os móveis. A dona da residência perdeu tudo", comentou o policial civil.

Segundo Baker, Jailson não explicou por que tocou fogo na casa da vizinha. "Ele estava bêbado. Alguns vizinhos comentaram que ele tinha alguma atração por ela, mas ele nega", disse o escrivão.

Jailson deverá responder pelos crimes de lesão, dano qualificado, incêndio e crime ambiental. Antes de ser detido na terça-feira, ele já tinha passagem por roubo. "Ele passou cerca de 90 dias preso, mas foi solto e estava respondendo em liberdade. Só que, quando ele foi liberto, o juiz impôs algumas condições, como não se envolver em outros crimes", destacou.

Preso em Campo Maior, Jailson deve ser removido para o sistema penitenciário em breve.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Ministério envia equipe para acompanhar projetos sociais em Campo Maior

Uma equipe de comunicação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome -MDS foi enviada a Campo Maior para acompanhar as ações desenvolvidas pelos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e pelo Centro de Referência de Assistência Social (CREAS) na secretaria de Desenvolvimento Social de Campo Maior (SEMDES).

A equipe é formada pela assessora de comunicação Cristiane Hidaka, a fotógrafa Ana Cláudia Nascimento e Luiz Carlos Moreira, repórter de rádio. As entrevistas vão dos locais onde funcionam os programas até os beneficiários. O trabalho da equipe na cidade deve durar até esta quarta-feira (15) e esteve com conselheiros tutelares e o presidente do Conselho das Execuções Penais, Marco Pereira, que tem parceria com o município nas medidas sócio-educativas, psicólogos e o coordenador de Assistência Social da SEMDES Welber Araújo.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Hospital Regional de Campo Maior implanta classificação de risco

O Hospital Regional de Campo Maior iniciou nesta segunda-feira (13) a implantação da Classificação de Risco na urgência e emergência, com o objetivo de garantir uma assistência adequada na porta de entrada destes serviços. Além disso, a partir de hoje, toda a unidade hospitalar estará interligada por um novo sistema de informatização.

“Devido ao crescente número e a gravidade dos pacientes que procuram as unidades de emergência do SUS, vimos, em parceira com o Ministério da Saúde, a necessidade de reorganizar os processos de trabalho destas unidades, no intuito de dar resolutividade na assistência aos diferentes graus de complexidade”, explicou o secretário Francisco Costa.

Para a diretora do hospital, Jardênia Ribeiro, “com a implantação da Classificação de Risco e desse novo sistema de informatização, o paciente estará bem aparado desde a sua entrada no hospital até à alta médica, o que significa um ganho enorme tanto para o paciente quanto para o hospital”, frisou.

A Classificação orienta, entre outras medidas, como identificar vítimas que necessitam de atendimento imediato e encaminhá-las corretamente, conforme protocolos técnicos, o transporte adequado de pacientes, oferecendo assistência durante a transferência até o local de atendimento, e como diminuir as sequelas decorrentes da manipulação inadequada dos pacientes. 

Na recepção, ao dar entrada no hospital, o paciente deverá apresentar seu cartão do SUS junto a outro documento de identificação. “Assim, ele será cadastrado e, a partir desse momento, teremos acesso a todos os passos do paciente dentro da unidade. A intenção é priorizar os atendimentos emergenciais e orientar adequadamente os pacientes e seus acompanhantes sobre os critérios de prioridade para o atendimento”, disse Jardênia.

A metodologia classifica a ordem de atendimentos, utilizando cinco cores: vermelho, laranja, amarela, verde ou azul, com cada cor indicando o estado de saúde do paciente e, com isso, a ordem de atendimento.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Judiciário determina reabertura de escolas que foram fechadas em Campo Maior

O Tribunal de Justiça do Piauí decidiu, por unanimidade, pela reabertura e desnucleação de todas as Unidades Escolares e Creches envolvidas no processo realizado pelo município de Campo Maior. A liminar foi expedida em virtude do Executivo Municipal ter fechado, em 2013, diversas escolas da região, com o argumento de não ter condições financeiras de manter as unidades escolares em funcionamento.

De acordo com o promotor de Justiça de Campo Maior, Maurício Gomes de Sousa, o Município fechou as escolas e creches sem a autorização do Conselho Municipal de Educação.

“Entramos com ação para anular essa ação da Prefeitura da cidade, tendo em vista que as escolas estavam funcionando. O Plano Nacional de Educacional é voltado para o incentivo da modalidade em tempo integral, tendo a escola como uma segunda casa”, explica o promotor de Justiça. 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Acordo garante retomada das obras da penitenciária de Campo Maior

As obras da penitenciária de Campo Maior serão retomadas até o mês de agosto. Na manhã desta sexta-feira (10), durante audiência no Fórum do município, foi homologado o acordo que garante a reinício das obras, paradas desde 2010. Além disso, a construção vai atender à lei e garantir 5% das vagas de emprego aos egressos do sistema prisional do Piauí.

“Estamos retomando as obras paradas e buscando investimentos para a construção de novas unidades. Dessa forma, podemos amenizar o problema da superlotação e garantir a construção de um sistema mais seguro, onde a ressocialização seja viável”, destaca o secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira.
 
Durante a audiência, o secretário foi representado pelo chefe de gabinete, Carlos Edilson Rodrigues. O promotor Maurício Gomes de Sousa, o juiz Júlio César Menezes e a procuradora do Estado Lorena Portela também participaram da audiência e assinaram o acordo, juntamente com o representante da empresa responsável pela obra. 
 
“Cerca de 25% da obra já foi feita. Com o acordo, a empresa vai retornar aos trabalhos num prazo previsto de 45 dias,  a partir da liberação do alvará por parte da prefeitura do município”, destacou o chefe de gabinete da Secretaria estadual de Justiça, Carlos Edilson Rodrigues.
 
A nova unidade tem capacidade para 140 internos e, dentro da estrutura prevista, há um módulo educacional e um módulo para visitas íntimas. O secretário Daniel Oliveira vem buscando, desde o início do ano, um acordo com o Judiciário para garantir a finalização dessa obra, de suma importância para a região.
 
Em maio, o secretário participou de uma audiência pública na Câmara Municipal de Campo Maior, onde estavam presentes o prefeito de Campo Maior, Paulo Martins; os deputados estaduais, Aloísio Martins e Antônio Félix; o Promotor de Justiça Cláudio Bastos; o representante da Ordem dos Advogados do  Brasil, Seccional Piauí, Décio Mota, e o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí - Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho.
 
"O Governo do Estado já garantiu os recursos para a conclusão da obra. Felizmente conseguimos fechar o acordo e em breve poderemos contar com mais 140 vagas no sistema", concluiu o secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Prefeitura anuncia dois dias de shows no aniversário de Campo Maior

A Prefeitura de Campo Maior (PI) anunciou que o aniversário de 253 anos do município comemorado no próximo dia 08 de agosto terá uma vasta programação com dois dias de festas.

Segundo o Prefeito Paulo Martins, no dia 07 de agosto a prefeitura realizará o Festival de Quadrilhas no Complexo de Cultura e Lazer, Valdir Fortes encerrando com show do "Forrozão Tropykália". Paralelala programação de shows, acontece a Conferência da Juventude com palestras, debates e eventos culturais.

No dia 08 a programação encerra com a banda "Xé Pop" e outra atração ainda não divulgada.

Da Editoria de Cidades
cidades@Cidadeverde.com

Posts anteriores