Caravana 25 anos
  • Políticos parnaibanos governaram Piauí por 19 anos

    A secular cidade de Parnaíba é berço de grandes nomes da política piauiense recente. Três de seus políticos filhos da cidade governaram o Estado por 19 anos durante o século XX e início do século XXI.
     
    No final dos anos 1950, Chagas Rodrigues assume o Palácio de Karnak, mais precisamente em 1958. Dez anos depois ele perdeu seus direitos políticos por divergências com o regime militar, mas antes disso conseguiu se eleger como deputado federal.  Nos anos 1980 lançou-se senador e assumiu seu cargo em Brasília. 






    Na década de 1970 Alberto Tavares Silva foi nomeado governador pelo regime militar e acabou se tornando um carismático líder de apelo popular e um mito na política piauiense, sobretudo na capital Teresina, onde obtinha grande percentual de votos que lhe elegeram duas vezes senador e deputado federal. 


    Em 1986, Alberto Silva volta ao governo através de eleição direta, uma das mais disputadas da história do Piauí, na qual derrotou seu adversário Freitas Neto com menos de 1% dos votos de diferença. 


    A dinastia parnaibana no Karnak retorna oito anos depois com a eleição de Francisco de Assis Moraes Sousa, o Mão Santa, recém-saído da prefeitura de Parnaíba. Contra um forte esquema político, Mão Santa venceu no segundo turno de uma eleição inusitada. Em 1998 ele se reelege com pequena margem de votos, sendo cassado em novembro de 2001, mas voltando ao poder em 2002 quando elegeu-se senador. 

    Atualmente outro parnaibado em destaque é o vice-govenador Moraes Sousa Filho. 

    Elivaldo Barbosa (TV Cidade Verde)
    Carlos Lustosa Filho

    Em 05/09/11, 12:14
busca
recentes
| © CidadeVerde.com 2017 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masvio |