Caravana 25 anos
  • Grupo de dança “Meninas de Paulistana” é destaque na Caravana

    O grupo de dança “Meninas de Paulistana” foi destaque no especial da Caravana 25 anos da TV Cidade Verde desta sexta-feira (8). A equipe é formada por alunas da unidade escolar do município sob a coordenação da professora e coreógrafa Jesus Vieira.


      
    “Através da dança tentamos passar uma mensagem para as pessoas. Nessa apresentação, trabalhamos o tema da pedofilia. Com isso conscientizamos a população sobre esse tema”, explicou a professora.


     
    No palco do Jornal do Piauí, nove meninas se apresentaram ao vivo. A música e a dança traziam uma reflexão sobre os pesadelos vividos pelas crianças vítimas de pedofilia.




    Jordana Cury (Especial para o Cidadeverde.com)
    redacao@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 15:58
  • Projeto cultural ajuda a manter vivas as tradições quilombolas e a capoeira

    O grupo Quilombola da localidade São Mateus é um projeto social de Paulistana que reúne o amor por uma vida saudável a cultura e tradições africanas no Piauí. Integrantes desta ação mostraram, no palco improvisado da Caravana 25 Anos, uma apresentação de capoeira.

    Fotos: Thiago Amaral / Cidadeverde.com

    “Reunimos no grupo 20 jovens e cerca de 30 crianças. Nosso objetivo é não deixar a cultura morrer. Por isso, trabalhamos com dança, teatro e música para manter as tradições vivas na nossa população”, disse o coordenador da iniciativa, Adenilton Pascoal. 


    Crianças a partir de 8 anos já podem integrar a ação. O esporte e a dança também são pontos utilizados para ensinar a arte da capoeira. Uma roda foi improvisada no cenário e um grupo de 15 jovens de Paulistana pode mostrar a tradição africana revelada pela dança.


     â€œA capoeira ajuda a pessoa ter disciplina e o equilíbrio entre corpo e mente. É muito mais do que um esporte, uma dança ou uma tradição: é uma vivência que ajuda o ser humano a ser transformar”, opina Adenilton.


    O projeto realizado em Paulistana recebe o selo de qualidade da Fundação Zumbi de Palmares. 



    Lívio Galeno (Enviado à Paulistana)
    liviogaleno@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 13:13
  • Amadeu Campos mostra crescimento de Paulistana guiando trator

    O apresentador Amadeu Campos comanda o Jornal do Piauí especial com a Caravana Cidade Verde 25 anos diretamente da cidade de Paulistana. O município é considerado uma das fronteiras do desenvolvimento para o Estado e como símbolo deste fato, Amadeu iniciou a transmissão dirigindo uma motoniveladora que rasga o semi-árido abrindo caminho para a Ferrovia Transnordestina. 



    Dentre as riquezas da cidade, o apresentador mostra que no subsolo da região há uma grande jazida de minério de ferro, que rendeu a alcunha de Eldorado do semi-árido nordestino. Estas riquezas devem ser transportadas através da ferrovia que tem previsão de conclusão pra 2013. 


    O ar também é uma grande riqueza para a cidade. Estudos revelam que por Paulistana sopra a segunda melhor corrente de ventos do Nordeste, atrás apenas da cidade litorânea cearense de Acaraú. Em terceiro lugar vem Parnaíba. Um ponto positivo para o vento de Paulistana é que as correntes são constantes e na mesma direção o ano inteiro, diferente das outras cidades, onde o ar muda de sentido a cada seis meses. 

    Identidade
    Paulistana é uma cidade jovem, de apenas 73 anos. Antigamente era chamada de Vila Paulista, que por sua vez teve origem na fazenda de gado Paulistana, de criadores vindos de São Paulo. 


    Hoje em dia o município passa por um grande desenvolvimento por conta da reserva mineral e é uma prova de bom relacionamento do homem com o clima seco do sertão nordestino. 


    Carlos Lustosa Filho
    redacao@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 13:58
  • Senador João Vicente destaca crescimento econômico de Paulistana

    O senador João Vicente Claudino (PTB) participa da Caravana 25 anos da TV Cidade Verde em Paulistana. O parlamentar destacou o crescimento econômico da cidade e parabenizou a iniciativa da TV de mostrar “a boa imagem a prosperidade por qual a cidade passa”. 

    Thiago Amaral/Cidadeverde.com

    João Vicente disse que o municipio tem importância econômica, pelo saldo que está tirando dos negócios desenvolvidos na região, como pelo comércio e que isso provoca uma transformação e aumenta a autoestima das pessoas e ainda projeta uma outra imagem para o mundo. 


    Ele destacou as empresas que se instalam em Paulistana, aumentando a frota de veículos, que é importante por causa da transnordestina, o Instituto Tecnológico e potencial cultural. “O poder público tem que entender essa economia e criar um ambiente para se o social, as raízes da região e o potencial cultural se desenvolva. E o prefeito tem feito isso”, afirmou o senador. 


    Caroline Oliveira
    carolineoliveira@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 13:17
  • Senador Ciro Nogueira: “Paulistana é o novo Eldorado do Brasil”

    O senador Ciro Nogueira (PP) afirmou, durante entrevista no Jornal do Piauí desta sexta-feira (08), que Paulistana é a nova “Eldorado” do Brasil. A afirmação do parlamentar se justifica pelo potencial para explorar minérios que no município.


    Thiago Amaral/Cidadeverde.com

    “A cidade vai crescer muito ainda. Os estudos apontam para uma grande concentração de minérios aqui na cidade. Consequentemente, o município tem que crescer. Apostamos muito no comércio e no lazer”, disse Ciro Nogueira.

    Paulistana é a 8ª parada da Caravana 25 Anos, projeto da TV Cidade Verde que visa desvendar os valores do Piauí como um todo. Além da vocação para o comércio, agropecuária e lazer, a cidade, a 452 quilômetros de Teresina, tem atraído olhares de grandes investidores.  




    “Paulistana é a nova Eldorado dos Carajás do Brasil. Temos  potencial para extrair minérios e exportar para o mundo. Aqui, temos uma grande fonte de riqueza que vai ajudar a desenvolver cada vez o Piauí”, avalia o senador.

    Lívio Galeno
    liviogaleno@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 12:51
  • Deputada diz que luta por regularização de motocicletas para beneficiar Paulistana

    A deputada Liziê Coelho (PTB) visitou o estúdio da Caravana 25 Anos da TV Cidade Verde durante o programa ao vivo e comentou sobre o enorme número de motocicletas ilegais na região e sua atuação na comissão que trata do assunto na Assembleia. Ela explica que isso se deve ao alto valor das taxas cobradas pelo Detran.


    Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    Liziê faz parte da comissão na Assembleia que estuda o pedido de diminuição desses valores. "Aqui tem muita necessidade, as pessoas precisam que o problema das motos ilegais seja resolvido e isso só com a diminuição das taxas", declarou a deputada em entrevista a Amadeu Campos. 




    A parlamentar lembrou ainda o tempo em que foi secretária de Assistência Social do município e que desenvolveu várias ações, como a implantação de políticas públicas para atendimento aos idosos e crianças de Paulistana, combate a exploração sexual de crianças e adolescentes, capacitação de psicólogos, professores, psicopedagogos e várias outros profissionais que trabalham diretamente com a assistência social.




    "A vinda da Caravana nos enche de orgulho porque eleva nossa autoestima e porque vem mostrar nossas potencialidades, nossa cultura, nosso desenvolvimento. O que o gestor tem que fazer é trabalhar, arregaçar as mangas", avaliou a deputada.


    Leilane Nunes
    leilanenunes@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 09:54
  • Banda “Trem de Luxo” mostra a força do forró nascido em Paulistana

    Eles pegaram carona na construção da ferrovia Transnordestina para batizar o grupo. O forró “Trem de Luxo” foi a primeira atração da 8ª parada da Caravana 25 anos, da TV Cidade Verde, que nesta sexta-feira (08) está na cidade de Paulistana.


    Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    “Nos tocamos de tudo. De forró, até o swingão que sempre anima a galera. Até o final deste ano estaremos lançando o primeiro CD da banda, somente com músicas autorais”, disse o vocalista Marcelo Batista.

    Entre os sucessos do grupo está o hit “Chama, nêgo véi”, que animou o público que acompanha a transmissão, ao vivo, direto do auditório da AABB de Paulistana. A banda existe há três meses e quer “invadir” em breve os palcos de todo o Piauí.




    “Hoje a noite nos vamos tocar na finalização da festa que será comandada por Frank Aguiar, no parque de Exposição. Em breve queremos chegar a Teresina”, informou Marcelo Batista.

    Lívio Galeno (Enviado à Paulistana)
    liviogaleno@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 12:48
  • Economia de Paulistana aposta na construção civil e na cultura para crescer

    A “cidade dos ventos” passa por um processo de verticalização e investimentos na cultura de olho no aquecimento da economia. Os investimentos giram na exploração de minérios contidos no solo de Paulistana, mas o lazer também é explorado com afinco.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com

    Obras da Praça de Eventos, primeiro "shopping" de Paulistana.


    Prova disso é a chegada do primeiro “shopping” ao município. O espaço, localizado no centro da cidade será dedicado ao lazer. Estão em fase de finalização as obras de quatro quiosques da Praça de Eventos, que será destinada para feiras e lazer cotidiano.



    O investimento está orçado em R$ 156.268,93 e vai aquecer as noites da cidade, que apresentam temperaturas na média de 25° e com ventos fortes.



    “Estamos ansiosos para ver o resultado final. A noite aqui já é animada, mas precisa ter mais opções. O povo daqui já ta até dizendo que vai ser o primeiro shopping da cidade”, conta a estudante, Carine Aguiar.




    Outro ponto de destaque são as constantes obras na cidade. Paulistana passa por um contexto de verticalização que vem gerado renda e diversos empregos diretos. Entretanto, a arquitetura tradicional do município criado em 1938.


    Praça da Matriz, Paulistana.


    Lívio Galeno (Enviado à Paulistana)
    liviogaleno@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 10:40
  • Exposição Agropecuária de Paulistana reune animais premiados com valor de até R$ 10 mil

    Paulistana, a 452 quilômetros de Teresina, é uma cidade piauiense com vocação para o agronegócio. O clima  agradável, a vasta disponibilidade de terras e a visão de um povo empreendedor fazem o setor crescer e movimentar a economia regional.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    Prova disso é a realização anual da Exposição Feira Agropecuária, que em 2011 comemora a 12ª edição, e ocorre sempre no Parque Municipal Luiz Coelho da Luz, desenhado e construído especialmente para os produtores de gado e bode.

    O evento, que prossegue até o dia 10 de julho, conta com cerca de 20 stands de exposição. Os criadores trocam dicas de manejo com os animais, além de negociar carne e fazerem contatos de olho na procriação das raças.



    Em Paulistana, as negociações fervem a partir das 5h. O evento atrai produtores de toda a região, além de expositores do Maranhão, Ceará, Bahia e Pernambuco. Na feira estão animais avaliados em até R$ 10 mil.

    As atrações culturais são um destaque a parte. Nesta sexta-feira (08), ponto alto da festa, o cantor Frank Aguiar mostra seus sucessos no espaço, com capacidade para receber até 10 mil pagantes.




    Lívio Galeno (Enviado à Paulistana)
    liviogaleno@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 10:07
  • Paulistana: terra do minério, dos ventos e da caprinocultura

    A Caravana 25 Anos da TV Cidade Verde chega a Paulistana, localizada a 452 Km de Teresina. Amadeu Campos comanda a 8ª parada da equipe desta vez mostrando que Paulistana é a terra do minério, dos ventos e da caprinocultura. 


    Thiago Amaral/Cidadeverde.com



    As reportagens especiais mostrarão a abertura da 12ª Feira Agropecuária de Ovinos e Caprinos, que aconteceu na noite de ontem (07). A cidade tem ainda riquezas no subsolo e no ar.

     


    Estudos mostram que o potencial eólico de Paulistana, que fica na região do semi-árido, é igual ao do litoral piauiense. Você verá também que embaixo da terra Paulistana tem toneladas de minério de ferro, esperando para serem exploradas.

     


    O programa especial da Caravana vai ao ar a partir do meio dia de hoje (08). Além de todos esses atrativos, você vai conferir a cultura local.







    Leilane Nunes
    leilanenunes@cidadeverde.com

    Em 08/07/11, 09:13
  • Caravana dos 25 Anos chega a Paulistana para mostrar desenvolvimento

    É a oitava parada da Caravana TV Cidade Verde. Você verá reportagens especiais sobre caprinocultura e as riquezas da região.


    Paulistana se prepara para receber mais uma edição da Caravana 25 Anos da TV Cidade Verde. A equipe embarcou na manhã desta quinta para preparar o programa especial, que irá ao ar nesta sexta (08), a partir do meio dia. 




    A cidade, localizada a 452 Km ao sul do Estado, é ponto de passagem da Transnordestina, a ferrovia que ligará a cidade de Eliseu Martins até o os portos de Suape e Pecém, em Pernambuco e no Ceará.


    Além disso, você saberá que Paulistana é pólo de descobertas recentes na área de mineração e é grande produtor de caprinos, sediando, inclusive, uma grande feira agropecuária.


    Da Redação
    redacao@cidadeverde.com

    Em 07/07/11, 09:33
  • Validuaté esquenta público debaixo de chuva forte em Pedro II

    A forte chuva não atrapalhou o show da banda piauiense mais tocada do momento, no encerramento do terceiro dia do Festival de Inverno de Pedro II. Validuaté sacudiu o público que ficou debaixo da chuva durante toda a apresentação.

    A banda tocou as músicas dos dois álbuns já lançados, com uma apresentação de cerca de duas horas, entre elas: "Cortesia", "Super bonder", "Ela é", "A lenda do peixe francês". 

    Fotos: Yala Sena/Cidadeverde.com

     
    O vocalista, Quaresma, conversou com a imprensa disse que a apresentação foi a mesma que tem feito sucesso não só entre os conterrâneos, mas também no sudeste do Brasil.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    “Não tem novidades ainda. Estamos deixando elas para agosto, no aniversário de Teresina. Além do terceiro cd, também estudamos fazer um DVD com participações especiais, mas estamos pensando ainda”, destacou vocalista.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    A banda que esteve fazendo shows no Rio de Janeiro e em São Paulo e tem atraído fãs de todas as partes do Brasil. "Temos uma aceitação muito boa, pessoas que visitam nosso site e conhecem nossa música, de Recife, Salvador, Fortaleza. Em São Paulo muitos sabiam cantar nossas canções, no Rio foi um pouco menos, mas mesmo assim foi muito bom. Temos que voltar e participar de feiras e festivais", afirmou Quaresma.

    Foto: Yala Sena/Cidadeverde.com


    Caroline Oliveira
    carolineoliveira@cidadeverde.com

    Em 27/06/11, 10:13
  • “Rainha da chuva”: Mesmo com chuva público esquenta com Vanessa da Mata

    Um show rápido, mas inesquecível! Foi o que a cantora Vanessa da Mata apresentou neste sábado(26) na 8ª edição do Festival de Inverno de Pedro II. A artista mato-grossense disse ter se surpreendido com a empolgação do público, que cantou praticamente todas as músicas junto com ela.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    “Sinceramente, eu não esperava essa recepção. Eu não conhecia as pessoas e achava que minhas músicas não eram conhecidas aqui, mas as pessoas cantaram, inclusive as do novo CD. Isso me surpreendeu muito. Adorei!”, destacou a cantora durante entrevista coletiva após o show.

    Quando Vanessa da Mata subiu ao palco, já passava da meia-noite e cantou por cerca de uma hora e vinte. A primeira música foi “Amado”, que o público cantou junto com ela. A praça da Bonele também foi à loucura em: “Não me deixe só”, “Boa Sorte”, “Ainda bem” e “Vermelho”, dentre outras.



    Uma garoa começou assim que Vanessa entrou no palco e os chuviscos foram aumentando à medida que o show ia passando. A apresentação foi encerrada debaixo de uma forte chuva e o público ficou até o final.

    “Acho que estou virando a ‘Rainha da Chuva’. Toda vez que faço show em local aberto, chove. Em Curitiba-PR foi do mesmo jeito. Tivemos que parar o show. Quero fazer um no sertão, na seca, para ver se levo a chuva para lá também”, afirmou.



    Sobre o Festival, Vanessa disse que é uma obrigação do governo de proporcionar eventos assim, levando cultura para o povo. “É bacana a iniciativa e tomara que cada vez mais cresça, cresça e se me chamarem estarei aqui todos os anos. Quem me dera se na minha terra, Mato Grosso, tivesse um festival desses”, finalizou.

    Durante o show, a cantora quase não conversou com o público, que gritava o nome dela e cantava todas as músicas. No final, com pedidos de mais um, a cantora retornou e cantou seu sucesso “Vermelho” e puxou o carimbó “Sinhá Pureza”, do Pinduca. Quando juntava os músicos de sua banda para a despedida, mais uma vez a plateia gritou e mais uma música foi entoada pela simpática Vanessa da Mata.










    Caroline Oliveira (direto de Pedro II)
    carolineoliveira@cidadeverde.com

    Em 26/06/11, 03:41
  • Feira de Artesanato incrementa economia no Festival de Pedro II

    O Festival de Inverno não é só diversão, mas também é negócio! O exemplo disso é o sucesso da Feira de Artesanato, realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí, que está bastante movimentada desde a última quinta-feira (23), quando teve início a oitava edição do evento.

    Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


    A feira tem 80 expositores de várias cidades do estado e até do Distrito Federal. Nela, podem ser encontrados diversos objetos para serem comercializados, desde artesanatos a bolsas, sapatos, redes, objetos de decoração, bijuterias, brinquedos infantis, roupas, mas os estandes das jóias são os mais procurados, principalmente a opala. 

    As jóias de opala produzidas em Pedro II não deixam a desejar, nem no design nem na qualidade, às peças das melhores joalherias do país. 

    O prefeito de Pedro II, Alvimar Martins, disse que o Festival de Inverno movimenta toda a economia local. “Recebemos mais de vinte mil pessoas durante o evento, as quais injetam recursos no artesanato, no turismo e no comércio. Esse evento é espelho para todo o Estado”, declarou o prefeito.


    A artesã é Osmarina Uchoa, que juntamente com o marido, Cícero Oliveira, é proprietária da Pedra Jóia. Osmarina era beneficiária do Bolsa Família, do Governo Federal, mas com o crescimento da atividade joalheira em Pedro II, se desligou do programa.

    “Em 2006, fiz um curso de ouriversaria promovido pelo Sebrae. Foi quando resolvi montar minha oficina, sonho realizado em 2007. Como não precisava mais do benefício, devolvi o cartão para que o repasse pudesse ser dado a outra pessoa, que necessitasse mais do que eu. E minha vida melhorou bastante. A renda familiar, que era de menos de um salário, passou para cerca de R$ 5 mil. Me sinto realizada com essa minha conquista”, disse Osmarina.

    Cícero Oliveira, marido da artesã, é o atual presidente da Cooperativa de Garimpeiros de Pedro II, sendo responsável pela garimpagem e lapidação das opalas que compõem as cerca de 150 peças produzidas mensalmente na Pedra Jóia. “Essa feira contribui para que divulguemos o nosso trabalho. Ano passado, quando participamos pela primeira vez, conseguimos muitos clientes”, finaliza Osmarina.


    Caroline Oliveira
    Com informações da agência Sebrae
    carolineoliveira@cidadeverde.com

    Em 25/06/11, 14:18
  • Motoqueiros se hospedam em convento em Pedro II

    O grupo de motoqueiros do Carcará Moto Clube já tem hospedagem garantida quando chegam a Pedro II para curtir o Festival de Inverno. Há pelo menos cinco anos, os associados ficam no convento de Santa Ângela, que é administrado por freiras.

    Num convento sim senhor! A irmã Celina é quem abre as portas para as famílias dos motoqueiros, com suas esposas e filhos.

    O local não é literalmente um convento, mas ficou conhecido assim por ser gerido por freiras. Na Casa santa Ângela funciona uma escola agropecuária para 240 crianças do 6º ano do Ensino Fundamental. Elas passam 15 dias na escola e mais 15 na comunidade aprendendo como lidar com a terra.

    O convento é aberto no Festival especialmente para receber os motoqueiros e suas famílias, mas as freiras estudam abrir para o público em geral, novamente porém, tem que passar pelo crivo da irmã Celina. “Os motoqueiros já fazem parte da família”, afirma a irmã.


    Caroline Oliveira (direto de Pedro II)
    Com informações da repórter Indira Gomes
    carolineoliveira@cidadeverde.com

    Em 25/06/11, 13:55
busca
recentes
| © CidadeVerde.com 2017 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masávio |