Carnaval 2014
  • Unidos da Santana abre desfile das escolas de samba e traz quadrilha

    Atualizada às 21h

    Com atraso de mais de uma hora, a escola de samba Unidos da Santana abre, na noite desta terça-feira(04), o desfile das Escolas de Samba de Teresina, na avenida Marechal Castelo Branco. Esta é a primeira vez que a escola participa do carnaval de Teresina.

    Fotos: Rayldo Pereira/Cidadeverde.com


     
    O diretor da escola, conhecido Cau, foi chamado várias vezes pelo carro de som para comparecer na concentração, o que pode ser supostamente, um dos motivos do atraso no desfile, que começou às 20h25.

    A escola que é estreante, inova na avenida, com a participação de uma quadrilha junina. O grupo "Chapadão do Corisco" do bairro Dirceu, fará parte do desfile e mostra um pouco do que será apresentado nos festivais em junho. De acordo com Betoven Veras, coordenador da quadrilha, não é a primeira vez que o grupo se apresenta no carnaval e a volta das escolas de samba, representa um espaço a mais para mostrar o investimento.

    "Nós investimos em torno de R$ 40 mil na quadrilha, estamos ensaiando desde Setembro e aqui nós podemos dar uma amostra do que estamos preparando", afirmou o diretor. ,

    Tema da escola

    Com o tema “A saga de um sertanejo, a força e a glória de um povo, em um jardim às margens do Poti”, a escola conta a história do surgimento do bairro Usina Santa, na zona Sudeste da capital. A previsão é que 450 integrantes desfilem e a apresentação de um carro alegórico. Nas fantasias são abordados temas como: tradições, a natureza e a sustentabilidade.

    A maior parte das fantasias foi confeccionada com material reciclado.

    A rainha de bateria Valéria Oliveira, de apenas 17 anos, mostrou simpatia durante o desfile e garante que este será apenas o início. “Eu sempre sonhei em desfilar em uma escola. Era o que eu mais queria, eu me sinto privilegiada, finalmente vou poder mostrar o que eu sei”, afirmou o destaque.

    Um dos destaques do carro alegórico, da escola de samba Unidos da Santana, deixou o público preocupado, pois a madeira na qual ele estava apoiado, há cerca quatro metros do chão, amoleceu e ameaçava cair. Ele precisou se apoiar em duas barras de ferro, evoluindo como borboleta, ao longo da avenida.

    Retorno à Marechal

    Após quatro anos sem desfile de escolas de samba na Avenida Marechal Castelo Branco, três agremiações se propuseram a retomar o desfile e foram bem recebidas pelo público que compareceu em massa para assistir. Populares lotam as arquibancadas e as laterais da avenida Marechal que está interditada.

    Em 2010, a Prefeitura de Teresina tentou um novo formato de apresentação nos bairros, porém não foi repetido nos anos seguintes.


    Flash de Rayldo Pereira
    Redação Caroline Oliveira
    redacao@cidadeverde.com


    Em 04/03/14, 20:31

busca


recentes

| © CidadeVerde.com 2017 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masávio |