Cidadeverde.com

Mocidade Alegre do Parque Piauí resgata história do Brasil em desfile

  • 20160208031918.jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(7).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(6).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(5).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(3).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(2).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031918_(1).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031910.jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031910_(2).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031910_(1).jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com
  • 20160208031909.jpg Thiago Amaral / Cidadeverde.com

Com o tema "Ratópolis", a Mocidade Alegre do Parque Piauí entrou na avenida Marechal Castelo Branco, por volta das 23h, neste domingo (07), primeiro dia de desfiles das escolas de samba de Teresina. No sambódromo, a agremiação resgatou a história do Brasil e criticou a situação politica e econômica do país na atualidade.

"Somos seres políticos, por isso achamos importante fazer esse resgate da história do país e deixar registrada uma crítica ao momento em que vivemos, dos grandes escândalos e crise financeira", explicou Gardênia Albuquerque, uma das organizadoras.

Cerca de 500 componentes desfilaram divididos em 10 alas que revisitaram a história do país com olhar crítico. A bateria da agremiação fez referência ao exército brasileiro, enquanto a tradicional ala das baianas abandonou o traje branco e desfilou vestindo a bandeira do Brasil.

Um dos carros da escola, trazia em suas laterais faixas com frases como "Tem ratos no Planalto"; "Mensalão"; "Roubalheira" e "E Brasília se transformou na nova Salém", acompanhadas de caricaturas de políticos como Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso.

Atrasos
O primeiro dia de desfile das escolas de samba de Teresina foi marcado por atrasos. Previsto para começar as 19h, a Fundação Monsenhor Chaves optou por adiar em 1h o início, alegando que o público ainda estava chegando.

Entre uma escola e outra, o tempo de espera foi de pelo menos trinta minutos. A terceira e última a entrar na avenida, a Mocidade Alegre do Parque Piauí, estava terminando a ornamentação dos carros minutos antes do desfile começar.

A agremiação chegou a anunciar que não iria desfilar caso a organização do evento não conseguisse um guindaste para colocar um destaque em um dos carros. No entanto, após o atraso, a escola começou a desfilar.

Veja também fotos dos desfiles das duas primeiras escolas:

Galo Tricolor

Sambão

 

Lucas Marreiros (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com