Cidadeverde.com

Brasa Samba homenageia a dança em desfile na Marechal

  • 20160210032746.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032745.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(2).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(3).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032745_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(4).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(5).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(6).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(7).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(8).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032746_(9).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032747.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032747_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032747_(2).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(2).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(3).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(4).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(5).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032748_(6).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032749.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032749_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032750.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • 20160210032750_(1).jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com

Sob as bênçãos de Shiva, Deus da Dança, a Brasa Samba foi a segunda escola a desfilar na Marechal Castelo Branco na noite desta terça-feira (09). 

Com um número menor de componentes em relação aos anos anteriores, a agremiação fez o público se encantar apresentando vários estilos de dança, tema do samba-enredo de 2016. Os grandes homenageados da noite foram os professores de dança Helly Batista e  Lenir Argento, precursores da arte no Piauí. 

"A escola vem menor por conta da crise, mas vem bonita. São mais de 300 componentes que representam várias modalidades de dança. Um dos carros é em homenagem a duas figuras importantes já falecidas, que estão representados pelos bailarinos e o filho do Helly Batista vem em um dos carros", disse a presidente Eliane Gonçalves.

Para o coreógrafo Helly Batista Júnior, representar o pai durante o desfile foi emocionante. "Meu pai já tinha desfilado na Brasa Samba e hoje eu estou muito feliz por representá-lo. Essa foi minha primeira vez na avenida e fiquei muito emocionado e nervoso. Eu sinto a presença do meu pai constantemente. Ele sempre foi uma pessoa muito boa e sempre sinto suas boas energias", disse Helly Júnior. 

No chão e nos carros alegóricos foram representadas as danças espanhola, clássica, havaiana, primitiva entre outras. Uma das alas trouxe zumbis do famoso clipe Thriller, do cantor Michael Jackson. O samba-enredo foi representado em três carros alegóricos e um tripé.

O desfile da Brasa Samba transcorreu com tranquilidade, mas problemas com o som irritou tanto o público como a organização da escola. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com