Cidadeverde.com

Sambão critica falta de repasses para escolas de samba

  • f8cea415-b456-4372-9610-46dec4689bcd.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • c8457611-711c-42b2-abac-d32b1999a616.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • c78217c0-f957-4b15-92e7-9794617e36bb.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • b0de00f4-d046-43d8-94df-7fc12bfd9f84.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • 176b29d5-60b3-4fba-81bd-dd6eb7b2ab95.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

Manoel Messias, um dos diretores da escola Sambão, lamentou que esse ano não houve o tradicional desfiles das escolas de samba em Teresina, mas que isso não intimidou a entidade, que criou o bloco Sambão na Rua. O bloco fez diversas apresentações na capital e pelo interior do Piauí.  

O diretor também destacou que a Prefeitura de Teresina precisa, sim, investir mais em blocos de rua, mas que não deve se esquecer das escolas de samba. "O carnaval tem espaço para todos, tanto para as escolas como par aos blocos", criticou. 

Sobre o Sambão na Rua, Manoel disse que o bloco surgiu para manter a tradição da escola e sempre participar do carnaval. "Isso foi para manter a tradição. O Sambão tem uma história, ele existe independente de ter desfile ou não. Nossa escola tem uns 150 participantes e sai com mais de 600 nos desfiles. A escola não deixa de existir porque não tem o tradicional desfile", disse. 

Manoel disse ainda que Teresina precisa ter um espaço dedicado exclusivamente para os desfiles das escolas de samba. 

"Teresina é uma grande metrópole e precisa de um espaço exclusivo para os desfiles, um sambódromo, como tem em outros estados. As entidades poderiam fazer nele atividades para se manter, como oficinas de percussão. Além disso, precisamos de mais apoio de empresários e atividades populares". 

Em 2017, o Sambão comemora 44 anos de fundação. Atualmente, a escola é a vice-campeã do Carnaval de Teresina 2016 e já conquistou quatro títulos.

O bloco Sambão na Rua é comandado pela “Bateria Show Pulsação”, que é composta por participantes de duas gerações entre novatos e veteranos. 

 Nesta terça (28), o bloco iria se apresentar na rua onde está localizado o antigo galpão do grupo, mas precisaram cancelar após a morte de um amigo querido do grupo é antigo morador da rua. O grupo vai se apresentar a partir das 18h junto com outros blocos na praça Pedro II, no Centro de Teresina.

Carliene Carpaso (flash)
redacao@cidadeverde.com