Cidadeverde.com

PEC alarga caminho do PMDB no governo

A Assembleia Legislativa limpou o caminho para a “gambiarra” que o Governo do Estado propôs para a Constituição de Piauí. Ontem, a  Comissão de Constituição e Justiça – CCJ se reuniu extraordinariamente para aprovar  Projeto de Emenda Constitucional – PEC nº 01/2017, que possibilita o licenciamento de parlamentares estaduais para assumir cargos na administração indireta estadual.

A PEC foi relatada pelo deputado João Mádison (PMDB). Ele justificou que “mais de 6 estados já fizeram essa mudança permitindo que deputados assumam fundação. Acho que aqui estamos apenas copiando, não vejo como uma matéria inconstitucional”, argumentou o parlamentar.

O deputado Rubem Martins (PSB) votou de acordo com o relator, porém chamou atenção para a possibilidade de haver conflitos com a Constituição Federal. O presidente da CCJ, deputado Evaldo Gomes (PTC), disse acreditar na consistência do relatório e não vislumbra problemas posteriores.

A mudança na Constituição Estadual foi apresentada pelo governo para agasalhar em sua equipe o deputado estadual Pablo Santos, indicado pelo PMDB para dirigir a Fundação Hospitalar do Piauí, recém-criada. O parlamentar estava relutante em assumir o cargo. Ele temia perder o seu mandato na Assembleia.

A PEC foi, dessa forma, o sapato que o Governo do Estado e seus estrategistas encontraram para o pé do deputado Pablo Santos. “Vejo com tranquilidade a aprovação desta PEC, acho que o debate é sempre importante e  estou confiante no relatório apresentado que dá toda a garantia para que o deputado assuma a fundação sem problemas judiciais, pois a proposta está em consonância com as constituições federal e estadual”, avaliou o presidente da CCJ.

O empenho do governo nesse episódio revelou três aspectos que eram completamente desconhecidos. O primeiro é que o deputado Pablo Santos é imprescindível ao governo; o segundo, é que a Saúde vai mal no Piauí e precisa urgentemente de um novo gestor; já o terceiro é que sem o PMDB o governador não poderia sonhar com a reeleição! Só pode!

O lançamento do livro "O Boato", do escritor Enéas Barros, sobre o Caso Fernanda Lages

Acabou o mistério!

“O Boato” foi o título que o escritor Enéas Barros deu ao seu novo livro, que tem como subtítulo “Verdade e reparação no Caso Fernanda Lages”. A obra foi lançada ontem à noite, no Cine-Teatro da Universidade Federal do Piauí, com apresentação do escritor Edmilson Caminha Jr.

Nos últimos dias, o autor vinha divulgando o livro sem apresentar o seu título.

O mistério

Em 400 páginas, “O Boato” refaz a história do Caso Fernanda Lages: “No amanhecer de 25 de agosto de 2011, quinta-feira, o corpo da estudante de Direito, Fernanda Lages Véras, foi encontrado por operários no canteiro de uma obra da construtora Macrobase, onde seria a futura sede do Ministério Público Federal, em Teresina.

A partir daquele instante, nascia um mistério que por muitos anos intrigou a sociedade, influenciada por um boato que foi publicado como notícia”.

Enxugamento

Pelo menos 700 cargos comissionados serão extintos na Prefeitura de Teresina, se a Câmara Municipal aprovar proposta nesse sentido apresentada ontem pelo prefeito Firmino Filho.

Segundo a Prefeitura, a medida faz parte de um pacote de ações para adequar a administração à crise financeira vivida pelo País.  

A economia com a medida está estimada em R$ 500 mil por mês.

Oposição presente

O prefeito Mão Santa, o ex-governador Zé Filho e outras lideranças de oposição já confirmaram presença, hoje, na Caravana “O Piauí em Movimento”, que o ex-ministro João Henrique Sousa leva ao município de Parnaíba.

O evento será realizado no Senai Capitão Claro, no Centro da cidade.

Mais polícia

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), informou que este mês nomeou mais 1.290 policiais militares.

“Com isso, já temos o maior programa de reorganização da PM na nossa história”, conta.

Mais vida

A expectativa de vida aumentou quase 13 anos no Brasil, nos últimos 35 anos. Os dados foram apresentados pelo deputado federal Júlio César (PSD), com base em informações do IBGE:

No Brasil, população vive quase 13 anos mais

*Em Teresina, muitas das ações da Agespisa são executadas em cumprimento de ordem judicial.

*A empresa já não tem um programa de obras e serviços há muito tempo.

*Em Bom Jesus, os repasses do Governo do Estado para o Samu estão atrasados há sete meses.

*O ex-prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT), já despacha como presidente da Fundespi.

O jogador de baralho

Em Amarante, havia um pequeno comerciante, Seu Antonio, que gostava de debulhar baralho com os amigos na porta de seu estabelecimento. Quando ele estava ganhando, deitava as cartas na mesa e saía para atender os clientes e voltava para o jogo. Quando estava perdendo, não arredava o pé da mesa. Um menino chegou para fazer compra:

- Seu Antônio, tem açúcar?

- Açúcar tem, não tem é quem atenda!