Cidadeverde.com

A crise não acabou

Na economia, a crise se apresenta muitas vezes como uma chance de prosperidade para muitos. Na política, não é diferente. O recente episódio da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer foi uma dessas oportunidades não desperdiçadas pelos políticos.

Com o presidente na corda bamba, muitos correram para lhe estender uma rede de proteção mirando, naturalmente, a contrapartida. O clássico jogo do toma lá, dá cá. Sem essa crise política, e com o governo voltado para o ajuste fiscal, dificilmente essa contrapartida sairia.

Houve também os parlamentares que aproveitaram a situação para seus 15 minutos de fama. O que mais chamou a atenção foi o que não se envergonhou de tatuar o nome do presidente em seu ombro, como prova de fidelidade política.

Outros, obscuros e com atuação parlamentar pífia, aproveitaram o desgaste popular do presidente para aparecer. E votaram contra ele sem um exame adequado do teor da denúncia. Apenas para fazer média com o eleitor e tentar faturar politicamente.

E existem ainda os que jogaram lenha na fogueira já de olho nas urnas do próximo ano. Para estes, bater em um governo que tem 95% de reprovação popular chega a ser um achado.

Custa crer, pois, que, motivados por esse espírito oportunista, os que estão na cena política se disponham a dar uma trégua ao presidente. Ao contrário, tudo farão para que a crise política volte à agenda do dia. O país que se vire para sobreviver.

Nem Lula salvou

Nem o ex-presidente Lula conseguiu salvar o PT de uma derrota na eleição fora de época realizada domingo no município de Miguel Leão.

O candidato da oposição, Roberto César de Arêa Leão Nascimento (PR-PP), foi eleito prefeito do município.

O candidato derrotado, Jailson de Sousa (PT), recebeu forte apoio de lideranças petistas. Até o ex-presidente apareceu em um vídeo pedindo voto para ele.

Medo na praia

No pacato município de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, o clima é de apreensão e medo entre os moradores e turistas, depois que um homem muito conhecido na comunidade foi assassinado misteriosamente a tiro de espingarda.

O crime aconteceu na quinta-feira da semana passada e tirou a tranquilidade da pequena cidade. A vítima foi o operário Francisco das Chagas Viana, de 30 anos, morto de emboscada na entrada da sede de Cajueiro da Praia. A Polícia ainda não conseguiu identificar o atirador.

Auditoria cai

O Plenário da Assembleia Legislativa rejeitou, ontem, requerimento de autoria dos deputados Robert Rios (PDT), Gustavo Neiva (PSB), Rubem Martins (PSB) e Marden Menezes (PSDB) solicitando ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) auditoria dos contratos do Governo do Piauí com a Fundação Getúlio Vargas.

O objetivo da apuração seria o acompanhamento das Parcerias Público Privadas (PPPs).

Mais um

O mesmo requerimento pedia também auditoria na contratação, sem processo licitatório, da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo para ministrar curso sobre PPP e Concessões.

Valor do contrato: mais de R$ 887 mil.

Transporte

Outro requerimento rejeitado foi o de autoria do deputado Rubem Martins (PSB) solicitando auditoria no Programa Estadual de Transporte Escolar, visando apurar possíveis irregularidades do referido programa no ano de 2016.

O líder do governo, deputado João de Deus (PT), orientou a base do Governo para a reprovação dos requerimentos.

Nada impede, entretanto, que o TCE faça as auditorias, se entender que há necessidade.

Reprodução

Protesto - O deputado Silas Freire (Podemos) reagiu à divulgação, nas páginas do deputado Assis Carvalho (PT) nas redes sociais, de posts com hostilidades aos adversários e também aliados do governo Wellington Dias. “Não seria estranho esse comportamento partindo tão somente dos sindicalistas que, por exemplo, com a nova e moderna lei trabalhista, perdem a mamata que sustentava seus luxos ou mesmo a militância de esquerda que se frustrou com a absolvição de Temer na Câmara. Mas vindo do presidente do partido que se alinha a outros para se manter no poder? Não é humilhando e hostilizando que se conquista!”, protestou Silas. 

*O PSDB começará a veicular hoje uma inserção de 30 segundos na TV, em horários reservados ao partido para propaganda.

* Diga o que disser, o partido será incapaz de convencer a quem quer que seja.

*O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), vai hoje a Brasília, para audiência com o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

*Em pauta, a liberação da outorga para novos canais da TV Assembleia em mais cidades do Piauí e a inserção da TV Assembleia na Sky.

Quem vai

Do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, ao saber que o PP está aberto para receber dissidentes do PMDB do Piauí:

- Olhe, o único peemedebista que o PP pode levar pra lá é o João Henrique.