Cidadeverde.com

Audiência pouco acrescenta sobre subconcessão

A Assembleia Legislativa discute, em audiência pública, licitação para subconcessão da Agespisa

 

A justificativa do deputado Gustavo Neiva (PSB), autor da proposta, era que se discutisse a fundo o processo de licitação para subconcessão dos serviços da Agespisa. Segundo ele, “o que tem sido divulgado nos meios de comunicação não é o suficiente.” Para tanto, aprovou uma audiência pública, realizada ontem na Assembleia Legislativa. Mas ela pouco, muito pouco, acrescentou ao debate.

Representantes do Governo do Estado, das empresas que disputam a concessão, do Tribunal de Contas e  da Prefeitura de Teresina, além de funcionários da Agespisa e sindicalistas, participaram da discussão com os parlamentares.  

Em resumo, os discursos dos interessados na subconcessão e dos que a combatem foram os mesmos. Os primeiros reiteraram que a Agespisa está inviabilizada e que a mudança vai garantir a melhoria nos serviços de abastecimento de água e de saneamento. Os segundos insistiram que se trata de uma privatização que vai encarecer as tarifas de água e esgoto e provocar desemprego.

Dados desencontrados

Informações desencontradas e que se chocam foram dadas na audiência. O técnico Fernando Marcato, da Fundação de Pesquisas Econômicas (Fipe), da Universidade Estadual de São Paulo, responsável pela elaboração do estudo que concluiu que a melhor forma de solucionar os problemas da Agespisa é a subconcessão dos serviços da empresa, fez a apresentação de um resumo do trabalho.

Ele disse que o estudo concluiu que a situação do abastecimento de água e do saneamento básico em Teresina é alarmante e que os serviços não serão privatizados, já que haverá apenas uma subconcessão, a valer pelo prazo de 20 anos, prevendo investimentos de R$ 1,7 bilhão na melhoria da prestação desses serviços à população.

O presidente do Sindicato dos Engenheiros do Piauí, Florentino Filho, contestou os dados apresentados pelo técnico da Fipe e disse que o Governo do Estado deixou de aplicar R$ 60 milhões em uma estação de tratamento que iria ampliar consideravelmente o saneamento básico na Capital. Ele disse também que 20% da água produzida pela Agespisa é desviada para atender milhares de pessoas que moram nas vilas e favelas de Teresina e que a empresa tem mais de R$ 400 milhões em contas atrasadas para receber.

A subconcessão da Agespisa volta à baila amanhã, quando o Tribunal de Contas do Estado julga o processo de licitação em andamento, já na fase final.

Indústria de cimento

O governador Wellington Dias informou que vai procurar os diretores da Itapissuma para tentar reverter o fechamento da indústria de cimento no Piauí.

O secretário de Governo, Merlong Solano, disse ontem que desde o início o Governo do Estado vem dando todas as condições para o funcionamento da empresa, antes mesmo de sua instalação.

Incentivo fiscal

O secretário informou, inclusive, que o incentivo fiscal já foi renovado no atual mandato do governador.

Merlong garantiu que o Estado fará tudo, dentro da lei, para garantir o funcionamento da indústria.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, ouve Heráclito sobre a Itapissuma

Solução conjunta

O deputado Heráclito Fortes (PSB) procurou ontem o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, em busca do encaminhamento de uma solução sobre o fechamento da indústria de cimento Nassau, no Piauí. “Pedi a ele o apoio para uma solução conjunta, Pernambuco-Piauí, e juntos buscarmos uma solução para esse problema. É lamentável, é uma crise, e temos que nos unir neste momento”, disse o deputado.

No Planalto

Heráclito disse que está em contato também com o ministro Moreira Franco para uma audiência com o presidente Michel Temer a fim de tratar sobre a questão.

Para o parlamentar, a notícia não poderia ser pior para o Estado, especialmente para a cidade de Fronteiras que nos últimos anos cresceu e se desenvolveu economicamente com a indústria. 

Corpos liberados

Os corpos da família que morreu carbonizada em um acidente na BR 135, no dia 26 de fevereiro, no município de Cristalândia, finalmente foram liberados pelo Instituto Médico Legal de Teresina para sepultamento.

O enterro será nesta quarta-feira, na localidade Paraim, zona rural de Corrente.

Sem exame de DNA

Os corpos foram liberados sem a realização do exame de DNA, por causa da dívida do Governo do Estado com o laboratório que fornece os reagentes para a realização do exame.

Segundo o site Portal Corrente, o IML fez a liberação dos corpos a partir das informações do inquérito da Polícia Civil, que aponta os ocupantes do veículo de acordo com os relatos dos familiares, além do acordo assinado pela família para a liberação dos corpos dos dois adultos e das duas crianças como cadáveres não-identificados.

 Dirigentes do PPS conversam com Dr. Pessoa sobre 2018

Aceita, Dr.!

O presidente do PPS no Piauí, Celso Henrique, acompanhado do secretário-geral Mário Rogério e do suplente de vereador de Teresina Édmo Graciano, visitou ontem o deputado Dr. Pessoa (PSD). Na oportunidade, foi feita uma análise política do momento no Piauí e no Brasil e discutidas as perspectivas eleitorais para 2018.

Os dirigentes do PPS levaram ao deputado o convite para que ele se filie ao partido.

OAB em campo

A OAB do Piauí entrou na Operação Sesmaria. O Conselho Pleno da Ordem discutiu acerca das prisões de advogados que ocorrem no Estado. Após ouvir relator do caso envolvendo a prisão do advogado Manoel de Sousa Cerqueira, preso durante a Operação, os conselheiros aprovaram, à unanimidade, ato de Desagravo Público em favor do profissional, além de outras ações.

Criminalização

A Instituição se diz contra a criminalização da advocacia e, por esse motivo, o Conselho Seccional estudará possíveis medidas contra autoridades responsáveis por prisões ilegais.

Para a OAB-PI, as violações são rotineiras e ocorrem em termos de prisões cautelares. 

Fernanda Lages

Vem aí mais um livro do escritor Enéas Barros. Com título e capa ainda mantidos em segredo, o lançamento do livro-reportagem do escritor aborda o caso Fernanda Lages. O lançamento será no dia 16 de março, às 19 horas, no Cine Teatro da UFPI.

A obra traz depoimentos polêmicos, como o do promotor Eliardo Cabral, do engenheiro Jivago Castro e do advogado Lucas Villa.

* A vice-governadora Margarete Coelho viaja hoje a São Paulo, com a cúpula da Segurança, para receber um prêmio conquistado pelo Piauí.

* O Estado foi agraciado com um selo do Fórum Nacional de Segurança Pública por ter apresentado uma das três experiências inovadoras na área no país.

* A iniciativa premiada do Piauí foi o Núcleo de Feminicídio, que vem garantindo mais proteção à mulher e punição aos seus agressores.

* O Piauí ganhou ontem mais um deputado estadual. Ismar Marques (PSB) foi convocado para a cadeira do deputado Zé Santana (PMDB), que assumiu a Sasc.É feliz quem vive aqui!

 

O troco

Do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, sobre as frequentes críticas do ex-ministro João Henrique Sousa à adesão do PMDB do Piauí ao governo Wellington Dias:

- Olhe, eu acho melhor o ministro João Henrique aproveitar o prestígio que ele tem com o presidente Michel Temer e ajudar mais o Piauí.

Audiência sobre Agespisa: chamaram o Freitas Neto?

Freitas Neto: no governo, ele zerou a dívida da Agespisa e revitalizou a empresa

A Assembleia Legislativa realiza hoje, a partir das 11 horas, uma audiência pública para debater o processo de licitação para subconcessão da Agespisa. Este processo foi deflagrado há muito tempo, mas só agora os deputados se lembraram de discutir a questão em uma audiência!

O requerimento para a audiência é de autoria do deputado Gustavo Neiva (PSB). Foram convidados para a sessão representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), das empresas (primeira e segunda colocadas) na licitação para a subconcessão e a superintendente das Parcerias Público-Privadas, Viviane Moura, encarregada da licitação.

De acordo com Gustavo Neiva, é importante que o Tribunal de Contas e o governo coloquem seus pontos de vista perante a Assembleia, numa sessão em que representantes dos servidores da Agespisa também estejam presentes. Para ele, o que tem sido divulgado nos meios de comunicação não é o suficiente.

O parlamentar fez referência a um atestado de capacidade da empresa Aegea, ganhadora da licitação, citando como exemplo o abastecimento de uma cidade de apenas quatro mil habitantes, 0,5,% da população de Teresina.

Se há mesmo a intenção de debater o processo de subconcessão da Agespisa a fundo, um convidado que não pode faltar em todas as discussões é o ex-governador Freitas Neto. Em seu governo, ele zerou completamente a dívida da Agespisa e revitalizou a empresa. Que milagre ele fez? Não pode passar a receita para os atuais gestores? Como a dívida da companhia passou de zero para mais de R$ 1 bilhão e 200 milhões? 

Outro que não poderia faltar era o atual secretário de Governo, Merlong Solano. Quando presidiu a companhia, no governo Wellington Dias, ele disse que a tornaria superavitária. Por que não conseguiu?

Também não seria demasiado convidar para a audiência o ex-governador Wilson Martins, para ele explicar por que desistiu da subconcessão da Agespisa.

Ora, se não convidou esses ex-gestores, a Assembleia está tratando apenas de perfumarias. Nada mais!

Fechamento de indústria de cimento, 2º golpe

A suspensão das atividades da Itapissuma, fábrica do cimento Nassau no Piauí, é o segundo grande golpe contra a economia da região de Picos em pouco tempo. O primeiro foi o fechamento das Indústrias Coelho, do ramo têxtil. Os dois empreendimentos tiveram grande impacto na economia da região.

O encerramento das atividades da Itapissuma no município de Fronteiras foi anunciado ontem pela empresa, instalada no final dos anos 90 e inaugurada em julho de 2001. Com o fechamento da indústria, 526 trabalhadores perdem seus empregos.

A instalação da Itapissuma em Fronteiras mobilizou uma grande estrutura, desde a construção de estrada asfaltada à montagem de uma subestação de energia com capacidade para abastecer uma cidade como Picos.

O ex-senador João Vicente Claudino informou ontem que acompanhou de perto todo o processo, como secretário de Indústria e Comércio do Governo Mão Santa. Ele lamentou o fechamento da indústria.

A Itapissuma recolhia mensalmente em torno de R$ 500 mil em ICMS para o Estado do Piauí. 

Indústrias Coelho

As indústrias Coelho S/A, com sede em Petrolina-PE, se instalaram em Picos nos anos de 1960. Após uma forte crise do setor têxtil, foi arrendada pela Piauí Têxtil S/A, em 1980. Já no fim da década de 2000, a indústria, em virtude de uma crise administrativo-financeira, pôs fim à suas atividades no município, demitindo seus funcionários sem os devidos pagamentos trabalhistas.

O fato gerou grande repercussão local, pois a indústria empregava parcela significativa de trabalhadores da região. Existiam casos e trabalhadores com mais de 25 anos na empresa. A Justiça do Trabalho, através da Vara do Trabalho de Picos, determinou a venda de toda a estrutura da fábrica da antiga Indústria Coelho, para pagar  débitos trabalhistas de mais de 300 trabalhadores, bem como as contribuições previdenciárias, custas processuais, honorários advocatícios e impostos. O espólio da indústria foi adquirido em 2015 pelo Grupo R. Sá. 

 

Cara nova

O Governo Wellington Dias está de cara nova. O governador deu posse ontem ao novo secretário de Assistência Social e Cidadania, Zé Santana (PMDB), e também ao novo diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Castro Neto.

Os dois entram no governo no bojo da aliança do governador com o PMDB.  Mais dois auxiliares serão empossados em breve, ainda como parte do acordo.

Chiou

Quem não gostou da mudança foi o deputado Henrique Rebelo (PT), despejado da Sasc. Foi assim que ele reagiu, em postagem em sua página no Facebook: “Caros amigos e amigas, após noventa dias de avalanches de "recados", estrategicamente veiculados pelos mais diversos meios de comunicação e após os desmentidos oficiais, EIS QUE A AGONIA CHEGOU AO FIM !”

O ex-secretário Henrique Rebelo (PT), ao lado do governador: fritura

Marretadas

Depois de informar que fora informado da mudança na última hora, o secretário demissionário da Sasc desabafou: “Embora esteja me sentindo destruído a marretadas ante a forma como fui fritado, hei de manter-me firme, pois sei que esperam isso de mim”.

Farsa

Henrique Rebelo não esconde a sua mágoa diante de todo o processo: “Confesso que havia percebido que depois que a avalanche começa,não há nada que consiga pará-la,então apesar da angústia, sabia o que o final era incerto,o enredo seria o mesmo de sempre -mistura de farsa, desmentidos oficiais e suspense.”

O ex-secretário retorna à Assembleia Legislativa na condição de suplente de deputado estadual convocado.

MP pede mais

O Ministério Púbico Estadual mandou para a Assembleia Legislativa projeto de lei concedendo revisão salarial para seus servidores efetivos e ocupantes de cargos em comissão.

O MP alega que a medida tem o objetivo de recompor perdas inflacionárias em 2016.

Se aprovado, o projeto causará um impacto financeiro de R$ 1 milhão 880 mil, no exercício de 2017.

Palestra

O ex-ministro João Henrique Sousa foi recebido ontem à noite no diretório regional do PSB, onde fez sua palestra “O Piauí em Movimento”.  Ele apresentou um diagnóstico do estado, fez críticas ao governo Wellington Dias e apontou caminhos para o Piauí.

O ex-ministro João Henrique faz palestra para o PSB do Piauí

Deu a louca

Na Fundação Municipal de Saúde, o clima é de tensão, depois do corte da gratificaão de insalubridade de médicos e enfermeiros que trabalham nos Caps, atendendo pacientes com doenças mentais, e também dos médicos auditores, que trabalham nos hospitais. 

* O deputado Luciano Nunes (PSDB) se reuniu ontem com o superintendente regional do Dnit no Piauí, Paulo de Tarso Cronemberg.

* O parlamentar foi para tratar da situação da BR 135, importante rodovia do Sul do Piauí, e pedir urgentes melhoria para a estrada.

* O Governo do Piauí lançou nota de pesar ontem pelo falecimento, na noite de domingo, de dona senhora Maria Aldenora Rodrigues, 71 anos.

* Ela era a mãe do coordenador de Comunicação Social do Governo, João Rodrigues Filho. 

 

Agora vai!

Ontem, ao agradecer a palestra do ex-ministro João Henrique Sousa para lideranças e militantes do PSB, o presidente regional do partido, ex-governador Wilson Martins, endossou as críticas do palestrante ao governo Wellington Dias. E arrematou:

- Mas espero que agora o Piauí melhore, com a chegada do PMDB ético ao governo.

 

Nassau fecha sua fábrica de cimento no Piauí

Unidade da fábrica de cimento Nassau em Fronteiras

A Itapissuma, gigante produtora do cimento Nassau, do Grupo João Santos, fechou suas portas hoje no município de Fronteiras. Instalada em Fronteiras e explorando jazida mineral no vizinho município de Pio IX, a empresa lançou hoje uma nota (reprodução abaixo) comunicando a suspensão de suas atividades.

No comunicado, a empresa alega que a medida deve-se à crise econômica que assola o país. Também revela que suas vendas caíram 80%. A nota convoca os funcionários a compareceram ao Clube Nassau para assinarem o comunicado de dispensa.

Com o fechamento da fábrica, centenas de trabalhadores ficam sem emprego. O impacto da medida é desastroso para a economia da região. A empresa já vinha sinalizando dificuldades há algum tempo. A situação se agravou no mês passado.

No dia 17 de fevereiro, os trabalhadores decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado, por conta de atraso salarial. Com pouco mais de 500 funcionários, a empresa estaria sem pagar salários aos seus colaboradores há pelo menos três meses. Em seguida, a fábrica anunciou a redução de seu plantel de operários quase pela metade.

Foto: Lagoa do Rato

A fábrica de cimento Nassau em Fronteiras já foi uma das maiores do Nordeste

Impulso econômico

A instalação da fábrica de cimento em Fronteiras deu grande impulso ao desenvolvimento econômico e social do município e da região. A indústria está localizada na zona rural de Fronteiras, no limite com o município de Pio IX, próxima à localidade Quixaba, onde se encontra uma das maiores e melhores jazidas de mármore do mundo, comparada inclusive à de Carrara, na Itália.

A fábrica já foi apontada como uma das mais importantes do Nordeste e contribuiu para que Fronteiras alcançasse em 2012 o terceiro maior PIB per capita do Piauí (R$ 14.319,49). Quase igual, portanto, à média nacional (R$ 16.917,66) e mais de duas vezes maior do que a média estadual (R$ 6.051,10), conforme levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A sede do Grupo Nassau fica em Recife. Fundada por João Pereira dos Santos, patriarca da família, a marca homenageia o holandês Maurício de Nassau. O empresário João Santos - conhecido por "Seu Santos", como gostava de ser chamado - fundou um império que incluiu, além das fábricas de cimento, companhias de açúcar e papel, fazendas, empresas de comunicação (TV e jornal) e uma empresa de táxi aéreo. Ele faleceu em 2009 e seu império começou a entrar em dificuldades.

As onze fábricas do Grupo João Santos, todas iniciadas pelo prefixo “ita”, de origem Tupi e que significa pedra, estão distribuídas em 10 estados do Norte, Nordeste e Sudeste: Cibrasa (Capanema – PA), Itapuí (Barbalha – CE), Itabira (Cariacica – ES), Itaguassu (Nossa Senhora do Socorro – SE), Itapessoca (Goiana – PE), Itapetinga(Mossoró – RN), Itapicuru - Codó – MA), Itapissuma (Fronteiras – PI), Itautinga (Manaus – AM), Itacimpasa (Itaituba – PA) e Itaguarana (Ituaçu – BA).

O comunicado sobre o fechamento da fábrica de cimento em Fronteiras

Justiça bloqueia contas da Aegea em São Paulo

A subconcessão da Agespisa é a maior da história do Piauí. É também a maior do país no momento. O valor do investimento privado no negócio é de R$ 1 bilhão e 700 milhões. Isso explica muito das disputas e celeumas em torno do processo, em análise no Tribunal de Contas do Estado desde o final do ano passado. Amanhã haverá audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir o caso.

No final de semana, mais uma dor de cabeça para o Governo do Estado. O jornal Folha de S. Paulo noticiou que a Justiça de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) bloqueou R$ 18 milhões das contas do grupo Aegea, acusado de ter recebido por serviços não prestados no departamento de água da cidade.

O bloqueio foi concedido após pedido do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público paulista, no âmbito da operação Sevandija. A operação investiga o que é apontado como maior escândalo de corrupção da história da cidade, com fraudes em licitações na prefeitura que somam ao menos R$ 203 milhões.

De acordo com a apuração, além de ter recebido R$ 16,8 milhões por serviços não executados, a Aegea teria feito pagamentos no valor de R$ 1,5 milhão, em propina, a envolvidos no escândalo de corrupção. A empresa é a mesma que venceu a licitação para explorar os serviços da Agespisa em Teresina.

Certamente que esse será um complicador a mais para o Tribunal de Contas do Estado dar sinal verde para a licitação envolvendo a empresa no Piauí. A decisão da Justiça de São Paulo também dará mais munição aos que combatem a privatização dos serviços de água e esgoto em Teresina. 

O governador Wellington Dias recebe parabéns pelo aniversário na Poticabana (foto: Face Fábio Novo)

Aniversário

Deu a maior cachorrada, ontem, no aniversário do governador Wellington Dias, comemorado na Poticabana.

Como presente de aniversário, o governador pediu doações para a Associação Piauiense de Proteção dos Animais (Apipa).

E muitos foram ao parque cantar parabéns e comer do bolo de aniversário levando seus cachorros, com direito a posar para fotos. 

Presente

O aniversário era do governador Wellington Dias, mas a festa foi do PMDB. O partido foi o primeiro a chegar na Poticabana para a comemoração dos 55 anos do governador.

Wellington confirmou que presenteou o PMDB com a Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares, a Sasc, DER e PCPR.

O PMDB em peso na festa de aniversário do governador Wellington Dias (foto: Raoni Barbosa - Cidadeverde.com)

Posses

As mudanças começam hoje. O deputado Zé Santana toma posse na Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania e o engenheiro  Castro Neto, filho do deputado federal Marcelo Castro, presidente do PMDB, será empossado no Departamento Estadual de Estradas de Rodagens (DER). 

As posses na Fundação Hospitalar e na Coordenação de Combate a Pobre Rural acontecerão após aprovação de projeto criando os órgãos na Assembleia Legislativa do Piauí.  

Ônus

Wellington Dias ressaltou que os aliados também terão o “ônus” da responsabilidade ao assumir cargos no governo.

Os novos aliados estavam para se matar por esse “ônus”.

Postagem do PMDB nacional nas redes sociais: crítica direta ao PT

E agora?

No momento em que o PMDB do Piauí se aninha no governo do PT, o partido divulga em nível nacional, pelas redes sociais, uma peça publicitária enaltecendo seus feitos e criticando frontalmente os petistas.

O que os peemedebistas piauienses dirão dessa postagem?

Previdência

O Tribunal de Contas do Estado reunirá amanhã os prefeitos e gestores dos 63 municípios que implantaram o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) no Piauí.

 O objetivo é informar e esclarecer os gestores sobre as novas regras e procedimentos que devem adotar em relação ao RPPS, a fim de solucionar problemas que ameaçam inviabilizar o sistema previdenciário nos municípios. 

Dívida

O caso é deveras preocupante.  No Piauí, existe prefeitura devendo até R$ 11 milhões de recolhimento da Previdência.

A reunião com os prefeitos está marcada para as 9 horas, na Escola de Gestão e Controle (EGC).

O encontro foi articulado pela Comissão Permanente de Fiscalização e Controle de RPPS, presidida pela conselheira Lilian Martins.

Café com o PSB

O ex-ministro João Henrique Sousa é o convidado de hoje para o “Café com política” do PSB. O evento é realizado periodicamente pelo partido no Piauí.

O interesse do PSB é conhecer a pregação que o secretário-executivo da Fundação Ulysses Guimarães vem fazendo pelo interior através da Caravana Piauí em Movimento.

O convite do PSB para o café com o ex-ministro João Henrique, hoje

 

* No país inteiro, muita gente está com a barba de molho; outros com o cabelo em pé, depois das novas revelações sobre delações da Odebrecht.

* Benedito Júnior, ex-executivo da empreiteira, revelou dados sobre doações para as campanhas eleitorais em vários estados.

* Os dados estão em 60 anexos entregues ao Tribunal Superior Eleitoral e dão conta de repasses para as campanhas de vários partidos.

* Muito dinheiro entrou por dentro (caixa 1) e muito dinheiro entrou também por fora (caixa 2). Daí a aflição de muitos que embolsaram a grana.

 

Faltou uma gelada

Ontem, no aniversário do governador Wellington Dias, na Poticabana, um irreverente foi cumprimentar o aniversariante e demorou pouco na festa. E ainda justificou:

- Vou ali tomar uma gelada. Aqui faltou Itaipava!

Wellington Dias, 55 anos: do sonho ao legado

Wellington Dias: do sonho de ser vaqueiro ao Governo do Estado

 

A primeira-dama Rejane Dias revelou, descontraidamente, ainda no primeiro mandato do marido no Palácio de Karnak: toda vez que se aproxima o aniversário de Wellington Dias, ele fica com o semblante um tanto fechado. E brincou: “Deve ser o peso da idade”.

Hoje, o governador Wellington Dias celebra o seu 55º aniversário. Ele nasceu em 5 de março de 1962, no município de Paes Landim, nos ermos Sertões de Dentro do Piauí. Em criança, queria apenas ser vaqueiro, quando crescesse. A vida lhe reservou outra missão.

Montando o cavalo da sorte, que passou selado à sua porta, campeou sonhos e votos.  Segurando com firmeza e sabedoria as rédeas de seu destino, varou o tempo e a galope faz uma carreira política luminosa, a mais bem-sucedida entre os políticos de sua geração.

Em 1992, aos 30 anos, ele se elegia vereador de Teresina. Dois anos depois, pulava para a Assembleia Legislativa. Nas eleições seguintes, em 1998, chegava à Câmara Federal. Antes de terminar seu mandato em Brasília, dava o grande salto para o Governo do Estado. Reeleito em 2006. Nas eleições de 2010, voou para o Senado. Antes de completar a metade de seu mandato, estava de volta para o governo. Sempre pelo PT, a sua estrela guia.

Não foi só isso. Além de conquistar todos esses mandatos, Wellington elegeu e derrotou quem bem quis, o que prova e comprova a sua liderança inconteste. Até agora, nenhum outro piauiense conseguiu tal façanha em período democrático.

Nas páginas da história

Não chegasse a tanto, só pelos seus três mandatos de governador – todos conquistados no primeiro turno – ele já teria o seu nome escrito em relevo na história do Piauí.

A propósito, como Wellington Dias será lembrado pela história? Como o governante que cumpriu a sua missão histórica, tirando o Piauí do atraso crônico e mudando os costumes políticos e administrativos do Estado? Ou será como um Noé da política, que nem precisou de dilúvio para construir uma exótica “arca” para nela caber toda espécie de bicho? Que obra estará associada ao seu nome quando tudo isso passar? Enfim, qual será o seu legado?

Por estes dias, o governador provavelmente andou, mais uma vez, de semblante fechado. Porém, ao contrário da brincadeira da primeira-dama, não deve ter sido pelo peso da idade, pois ele ainda é muito jovem. O velho Joqueira ensinava que o político, aos 50 anos, ainda é dente de leite. Então, a mudança de semblante do governador deve ter sido mesmo pelo peso da responsabilidade. Sim, pois, como advertiu Lucas, o evangelista, “a quem muito foi dado, muito será cobrado”.

Que o seu aniversário seja de alegrias e muitas felicidades! E também de renovação de forças e esperanças! E ainda que esta data o inspire e o encoraje a fazer o governo de que o Piauí precisa e que o seu povo merece!

Campanha busca preservação da caatinga

Caatinga piauiense, em foto de André Pessoa

O arcebispo metropolitano de Teresina, dom Jacinto Brito, abre hoje para a comunidade a Campanha da Fraternidade 2017, com missa campal marcada para as 17 horas, no Parque da Cidadania, no Centro. Este ano, o tema da campanha é "Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida".

A CF-2017, cujo lema é “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), alerta para o cuidado com o planeta, de modo especial os biomas brasileiros. A proposta é dar ênfase à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho.

Para a Igreja Católica, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. A CF deseja, antes de tudo, levar à admiração, para que todo o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada.

A campanha será difundida pela Igreja Católica durante o período da quaresma.

Bioma estigmatizado

O bioma caatinga encontra-se envolvido pelo clima semiárido, na estreita faixa entre a Mata Atlântica e o Cerrado. O semiárido abrange uma área de 969.589 quilômetros quadrados, predominantemente territórios de oito estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Pernanbuco, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, mais o Norte de Minas).

Nessa região estão localizados 1.135 municípios, onde vivem cerca de 27 milhões de pessoas. Isto é, aproximadamente 46% da população do Nordeste. O assessor da CF-2017, Roberto Malvezzi, chama a atenção para alguns aspectos desse bioma:

“É importante observar que o semiárido, clima da caatinga, é relativamente mais amplo do que o próprio bioma. Trata-se do bioma brasileiro mais estigmatizado, sobre o qual se tem mais preconceitos”.

Segundo ele, isso se dá por uma compreensão equivocada. “Durante séculos, foi criada no imaginário nacional a idéia de uma região seca, miserável, de gente vivendo à míngua e gado morrendo de fome e sede”, observa.

O assessor da Campanha da Fraternidade assinala, ainda: “Com longas secas, vinham as grandes migrações, além de intensa mortalidade infantil. Essa tragédia social, cantada nas músicas, na literatura, na pintura, ainda hoje predomina no imaginário de amplas parcelas da população brasileira”.

 

Cisterna: solução simples e barata para combater os efeitos da seca no semiárido (Foto: Cáritas do Brasil)

A virada da caatinga

Roberto Malvezzi destaca que o bioma caatinga desenvolveu imensa e inteligente capacidade de reproduzir milhares de espécies de vida vegetal e animal muito bem adaptadas ao ambiente e ao clima. “A caatinga, nos tempos sem chuva, adormece, hiberna , despertando somente nas próximas chuvas”, lembra.

Hoje, “com o paradigma da convivência com o semiárido”, a região recebeu mais de um milhão de cisternas de captação da água da chuva. O programa foi idealizado, lançado e executado pela Cáritas Brasileira. Também foram realizadas mais de 200 mil obras com tecnologias para guardar a água de chuva para a produção, além de ter sido desenvolvida uma agroecologia apropriada para esse ambiente.

Piauí, 3º em devastação

O Ministério do Meio Ambiente divulgou um relatório em 2010 mostrando que o Piauí era o terceiro Estado do Brasil que mais desmatava a área de caatinga. No levantamento, o Piauí aparece com 30,25% de área de caatinga destruída. 

No artigo “Caatinga: um bioma entre a devastação e a conservação”, escrito por Maria Marta Avancini e Glória Tega e publicado no site da Universidade Federal de Pernambuco, as autoras mostram que o avanço da fronteira agrícola significa desmatamento, fragilizando ainda mais o delicado equilíbrio climático da Caatinga. “

No caso do Piauí, afirma o IBGE, boa parte do desmatamento é feito para viabilizar a agricultura familiar, mas o agronegócio também começa a ganhar espaço na região, intensificando os impactos ambientais. Em 2009, por exemplo, foram identificados 3,9 mil focos de calor no Piauí contra 3,5 mil em 2004, de acordo com o IBGE.

As pesquisadoras afirmam também que a exploração de carvão é outro fator que contribui para acelerar o desmatamento. Novamente, o estado do Piauí é o cenário de devastação, exemplificando um processo que se repete em outras partes da Caatinga.

Em 2006, foi implantado na região da Serra Vermelha o projeto Energia Verde, com aprovação do Ministério do Meio Ambiente e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, prevendo o desmatamento de 78 mil hectares de matas nativas para a produção de carvão vegetal.

O projeto acabou envolvido em uma série de irregularidades ambientais e trabalhistas, como o uso comprovado de trabalho escravo. Por isso, foi suspenso pela Justiça, mas não houve a interrupção da exploração de carvão. 

Os fornos que queimavam as matas da caatinga piauiense, em foto de André Pessoa

PT quer pegar carona na jogada do goleiro Bruno

Em artigo publicado no início da semana, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, defende a imediata soltura de petistas presos pela Lava-Jato. Ele quer os companheiros fora da prisão com base no argumento que garantiu a liberdade do goleiro Bruno, condenado pela morte de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador.

A decisão liminar (temporária) que tirou o ex-goleiro do Flamengo da prisão foi tomada na última sexta-feira (24) pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF. O principal argumento do ministro é que não há base legal para manter Bruno na prisão, uma vez que ele ainda aguarda julgamento de recurso na segunda instância.

Em seu artigo, o presidente do PT questiona: “Afinal, por que manter presos João Vaccari, José Dirceu e Antônio Palocci – e há outros em situação semelhante — contra os quais só existem delações e nenhum prova consistente?”. Com a palavra, a Justiça.

As duas situações são, porém, muito diferentes. Se no Caso Bruno não apareceu o corpo da ex-namorada, no caso dos petistas as provas do crime estão às vistas do país: obras públicas superfaturadas; caixa 2; propina; o desmonte da Petrobras, uma aguda crise política; uma recessão econômica sem precedentes, com mais de 13 milhões de famílias desempregadas; a falta de recursos para investimentos públicos em setores básicos...

É compreensível que o presidente do PT queira soltar os companheiros. Mas ele certamente teria mais sucesso se estivesse a pedir isonomia de tratamento. Ou seja, que sejam presos também os cúmplices do Partido dos Trabalhadores espalhados por outras siglas, inclusive na que derrubou o governo petista e assumiu o poder, o PMDB. 

 

Entrou água

O presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Olavo Rebelo, bem que avisou, e ontem o TCE determinou a suspensão de três licitações realizadas por órgãos estaduais e prefeituras municipais na Quarta-Feira de Cinzas, 1º de março.

As licitações totalizavam R$ 1.089.570,02.   

Transparência

O ex-juiz e agora advogado Márlon Reis, o homem que idealizou a Lei da Ficha Limpa, tem audiência agendada para hoje com o presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo.

Vão conversar sobre transparência e controle externo da gestão pública.

Anuidade

Os advogados piauienses têm até o próximo dia 10 de março para quitar a anuidade 2017 da OAB-PI com 10% de desconto, ficando de R$ 794,23 para R$ 714,81 para profissionais com mais de cinco anos de inscrição. Além disso, foi prorrogado o parcelamento em até três vezes no cartão de crédito ou boleto bancário do valor integral da anuidade.

Sétimo dia

Será celebrada amanhã, às 9 horas, na Capela do Cemitério São Judas Tadeu, a missa de sétimo dia do advogado Aurino da Rocha Nunes Neto, filho do professor Ribamar Nunes e sobrinho do ex-reitor Jônathas Nunes.

Ele faleceu vítima de parada cardíaca, aos 53 anos.

Não deu

A família Temer não se adaptou com o Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República desde JK. O presidente, a primeira-dama Marcela e Michelzinho voltaram para o Palácio Jaburu, a residência oficial do vice-presidente.

Quem nasce para vice, disso não deve passar.

 

 

A composição das comissões técnicas da Assembleia só deve sair na próxima semana, conforme previsão do líder do Governo, deputado João de Deus (PT).

* Enquanto isso, os projetos em tramitação na Casa estão parados. Eles só podem andar com os pareceres das comissões.

* Foi celebrada ontem à noite, na Igreja de São João Batista, no bairro São João, a missa de sétimo dia do ex-deputado Zé de Castro.

* Curioso: o governo do Estado quer municipalizar os hospitais no momento em que cria uma empresa exclusivamente para administrar hospitais...

 

Licitações

O prefeito Firmino Filho (PSDB) visitou ontem o Tribunal de Contas do Estado. Ele foi cobrar dos conselheiros mais pressa na decisão do processo da licitação da subconcessão dos serviços de águas e esgotos de Teresina. Só foi o prefeito dar as costas, um conselheiro comentou:

- Pois é! Esse aí é o mesmo Firmino que levou dez anos para concluir o processo de licitação das linhas de ônibus de Teresina.

Outro completou:

- E não consegue fazer uma licitação para a galeria da Zona Leste.

Governador cria 90 cargos para aliados

O governador Wellington Dias encaminhou à Assembleia Legislativa, antes do carnaval, projeto de Lei que é um coração de mãe, aquele que sempre cabe mais um. A proposta começa a tramitar tão logo sejam definidas as novas composições das Comissões Técnicas, o que está previsto para ocorrer hoje.

O projeto cria nove cargos de Coordenação, com o salário no valor de 80% da remuneração de um secretário de Estado, e mais nove cargos comissionados para a cada coordenação, com gratificações que variam do DAS 4 ao DAS 2. No total, serão 90 novos cargos. Mas, segundo o governo, eles não geram novas despesas para o Estado.

Várias secretarias ganharão coordenadorias, com autonomia orçamentária e administrativa. A justificativa é a de que elas cuidarão nove programas governamentais: 1- Gestão dos Recursos Hídricos, 2- Modernização e Qualificação de Empreendimentos Públicos, 3 - Infraestrutura Aeroportuária, 4 - Tecnologia e Inovação, 5 - Educação por Meio de Mediação Tecnológicas, 6 - Agronegócio e Cerrados, 7- Apoio a Piscicultura, 8 - Combate a Pobreza Rural e 9 - Mais vida com Cidadania para o Idoso.

Quem se detiver ao exame, ainda que superficial, das funções desses cargos que estão sendo criados não terá nenhuma dificuldade em concluir que as ações das novas coordenadorias já são tocadas por outros órgãos do governo.  Ou pelo menos deveriam estar. Em outras palavras, esses cargos são absolutamente dispensáveis. Ainda mais quando se fala em crise financeira e contenção de gastos.

Os novos cargos, todos sabem, serão entregues a neoaliados do governador que se comprometem a apoiar a sua reeleição, em 2018. Em outros tempos, Wellington Dias daria um murro na mesa, levantaria a voz e chamaria essa troca de cargos por apoio político-eleitoral de “toma lá, da cá”. Agora, porém, o governador dirá, apenas, com voz mansa, que se trata de coalizão. E estamos conversados!

 

Atraso

Os corpos da família que morreu carbonizada no final de semana em Cristalândia, no Extremo-Sul do Piauí, após acidente na BR-135, não serão liberados tão cedo para sepultamento.

Eles só poderão ser reconhecidos após exames de DNA, e o Instituto Médico Legal do Piauí ainda não faz esse tipo de procedimento.

Em casos semelhantes, o resultado do exame demorou até seis meses para chegar a Teresina.

Perfuratriz

O senador Ciro Nogueira fez uma festa porque conseguiu junto ao Ministério da Agricultura uma máquina perfuratriz para o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) no Piauí.

Ciro participou de reunião com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para assinatura do termo de doação do equipamento. Segundo o senador, com a máquina será possível fazer a perfuração de poços no Piauí, auxiliando o abastecimento de água em diversas regiões.  

Participaram também do encontro com o ministro a deputada Iracema Portella (PP) e o coordenador estadual do DNOCS, Djalma Policarpo.

O senador Ciro Nogueira e a deputada Iracema Portella exibem ato assinado pelo ministro da Agricultura doando perfuratriz

Abandono

Ora, o Piauí tem perfuratriz é sobrando. Na semana passada, por exemplo, o líder do governo na Assembleia, deputado João de Deus (PT), ocupou a tribuna para explicar situação de equipamentos que estão parados no Parque de Exposições de Teresina.

Ele disse que se trata de uma máquina para perfuração de poços de mil metros, que o Exército e a CPRM não se interessaram em operar por ser muito onerosa. João de Deus explicou que por conta dessa perfuratriz quatro caminhões estão também no depósito.

Tem mais

Sobre outras máquinas que também foram recebidas na gestão anterior, João de Deus informou que uma para perfuração de poços de 250 metros e outra para poços de 500 metros estão funcionando em parcerias com o Dnocs e a Agespisa. Ele esclareceu ainda que a demanda para poços de mil metros é muito pequena, pois existem apenas dez em todo o Estado. Em resumo, ele disse que o governo está tentando administrar um problema da gestão anterior.

Presente de grego

O deputado Gustavo Neiva (PSB) esclareceu, por sua vez, que os equipamentos são da gestão anterior, mas não foi o governador Wilson Martins que elaborou o projeto, e sim a presidente Dilma Rousseff que os enviou, sem ao menos consultar o Estado sobre a sua necessidade.

Apagão

Um apagão, depois da chuva de ontem à noite, deixou bairros da zona Leste de Teresina por mais de seis horas sem energia.

A interrupção do fornecimento de eletricidade começou por volta das 22 horas. A energia só foi restabelecida depois das 4 horas de hoje.

Dívida

A Agespisa ocupa a 10ª posição na lista dos 500 maiores devedores da Previdência no Brasil, com um débito superior a R$ 585 milhões.

O primeiro colocado nessa relação deve R$ 3,7 bilhões.

 

* O deputado Francis Lopes (PRP) aprovou requerimento cobrando da Claro e  da Tim informações sobre problemas na prestação de serviços da operadoras.

* O parlamentar disse que os problemas se verificam nas linhas de várias cidades do interior. Segundo ele, a Tim informou estar averiguando a situação.

* Chico Buarque e mais 400 intelectuais divulgaram manifesto apelando ao ex-presidente Lula para que lance imediatamente sua candidatura ao Planalto.

* Ora, pois eu cuidava que o ex-presidente já estava em campanha eleitoral há muito tempo... 

O portão

Esta foi contada pelo jornalista e escritor José Lopes dos Santos, em um de seus livros sobre a política do Piauí: “Um guarda vê um indivíduo, com sinais de embriaguez, arrancar e rasgar os cartazes colados num muro, todos de propaganda de partidos políticos. Aproxima-se e pergunta-lhe:

- Mas afinal, de que partido o senhor é?

- De nenhum! Eu estou é procurando o portão de minha casa.

Igreja lança hoje a Campanha da Fraternidade

O cartaz da Campanha da Fraternidade-2017

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abre hoje, oficialmente, a Campanha da Fraternidade 2017. Este ano, o tema da campanha é "Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida". O lançamento será na sede da entidade, em Brasília, e será transmitido ao vivo pelas emissoras de rádio e TV de inspiração católica, a partir das 10h45.

A campanha, cujo lema é “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), alerta para o cuidado com a natureza, de modo especial os biomas brasileiros. A proposta é dar ênfase à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho.

Para a Igreja Católica, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. A CF deseja, antes de tudo, levar à admiração, para que todo o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada.

A cerimônia de lançamento contará com as presenças do arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, do secretário geral da Conferência, dom Leonardo Steiner, e do secretário de articulação institucional e cidadania do Ministério do Meio Ambiente, Edson Duarte.

No Brasil, a Campanha já existe há mais de 50 anos e sua abertura oficial sempre acontece na Quarta-feira de Cinzas, quando tem início a Quaresma, época na qual a Igreja convida os fiéis a experimentarem três práticas penitenciais: a oração, o jejum e a esmola

No Piauí, o lançamento da campanha para a imprensa será amanhã, às 10 horas, no Palácio Episcopal, pelo arcebispo de Teresina, dom Jacinto Brito. O lançamento da CF para toda a comunidade católica acontece no sábado, a partir das 18, no Parque da Cidadania. (Com informações da CNBB e da Arquidiocese de Teresina)

Imagens da caatinga piauiense, em foto de André Pessoa

 

 

Nova tragédia na BR

Mais quatro pessoas, entre elas um bebê, morreram na tarde de ontem, em um novo acidente na BR-135, próximo ao município de Cristalândia, a 900 quilômetros ao Sul de Teresina (PI).

O local da nova tragédia fica a apenas um quilômetro do ponto onde outras quatro pessoas de uma mesma família morreram carbonizadas após uma colisão entre dois carros, no sábado à noite.

A 135 na história

Do ex-governador e ex-senador Freitas Neto, atual diretor de Assuntos Econômicos da Federação das Indústrias do Piauí, sobre a BR-135, no Sul do Piauí: “A BR-135, antiga PI-4, foi implantada em revestimento primário no Governo Helvídio Nunes. Asfaltada até aproximadamente Gilbués no Governo Alberto Silva e concluído o asfaltamento até Cristalândia no Governo Dirceu Arcoverde.”

Freitas Neto: BR-135 deve ser uma prioridade

Prioridade

Prossegue o ex-senador: “A melhoria e alargamento dessa BR, a implantação total da Transcerrados e conclusão da ferrovia Transnordestina darão àquela região as condições ideais para atingir seu potencial de produção.  São as verdadeiras prioridades em matéria de infraestrutura para desenvolver”.

Bagagem

A partir deste mês, as companhias aéreas não terão mais que oferecer obrigatoriamente uma franquia de bagagens aos passageiros. Isso significa que os viajantes vão poder escolher, na hora de comprar a passagem, se vão despachar ou não as bagagens. Para quem optar pelo serviço, poderá haver cobrança pelo volume despachado. A medida valerá para passagens compradas a partir de 14 de março de 2017.

Atualmente, a franquia de bagagens é de um volume de 23 quilos nos voos domésticos e de dois volumes de 32 quilos nos internacionais. 

Leão

O delegado da Receita Federal em Teresina, Eudimar Alves Ferreira, divulgará, na sexta-feira, às 10 horas, as regras para preenchimento e entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2017 (DIRPF 2017). O prazo de entrega se inicia no dia 2 de março e vai até 28 de abril.

No Piauí, a Receita espera que 230 mil contribuintes declarem os rendimentos relativos ao ano-calendário 2016. 

* Circulando por São Paulo, o ex-deputado federal Hugo Napoleão  foi aplaudido em restaurantes, quando reconhecido por piauienses.

* O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), segura desde o ano passado dois importantes pedidos de instalação das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs).

* Um é para investigar a União Nacional dos Estudantes (UNE); o outro, o Conselho Administrativo de Recursos Federais (Carf).

* A demora evita constrangimentos a aliados que apoiaram o deputado nas últimas eleições para o comando da Casa, como o PCdoB e o PSDB.

Escola campeã

Correu nas redes sociais, durante o carnaval:

Pai: - Meu filho, que escola você queria ver como campeã em 2017?

Filho: - A pública, pai!

Posts anteriores