Cidadeverde.com

PSB pede Adin contra reforma de Wellington Dias

O ex-governador Wilson Martins critica PEC "Pablo Santos"

O presidente regional do PSB, ex-governador Wilson Martins, encaminhou solicitação à direção nacional do partido, para que ingresse com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a reforma administrativa do governador Wellington Dias recém-aprovada pela Assembleia Legislativa.

Em sua solicitação ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, o ex-governador se fixa na PEC que alterou a Constituição Estadual para permitir que deputados estaduais assumam, sem prejuízo de seus mandatos, cargos de direção de fundações, autarquias e estatais.

A mudança na Constituição foi aprovada especificamente para que o deputado Pablo Santos possa assumir a direção da recém-criada Fundação Hospitalar do Piauí, dentro do acordo político que levou o PMDB para o governo. Hoje o governador dá posse aos titulares de nove coordenadorias criadas pela sua reforma para acomodar aliados e correligionários.

“O governador está abertamente loteando o governo em troca de apoio para a sua reeleição”, criticou Wilson Martins, arrematando: “Tudo isso na contramão da crise que vivemos, da necessidade de contenção de despesas”.

Apesar da crítica do presidente estadual do PSB, o seu partido apoiou integralmente a aprovação da reforma proposta pelo governador, inclusive o deputado Rubem Martins, irmão de Wilson, que foi um dos votos favoráveis à proposta.

 

Anistia ao caixa-2: eles não desistem nunca

Na comemoração dos três anos da Operação Lava Jato, na sexta-feira passada, os cabeças da força-tarefa ficaram de orelha em é. É que é grande a movimentação dos congressistas para passar uma borracha nos crimes de caixa 2.

A ideia é antiga, mas ela voltou agora com força total. Em novembro do ano passado, deputados tentaram incluir no projeto ‘Dez Medidas Contra a Corrupção’ um artigo que previa a anistia para quem tivesse praticado o crime de caixa 2.

Na prática, o adendo desfigurava o projeto original, proposto pelo Ministério Público Federal, que visa justamente coibir este tipo de conduta. À época, sob críticas e após a repercussão negativa da manobra, os parlamentares recuaram.

Agora, a imprensa vem publicando que um grande acordo está sendo costurado com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e as lideranças dos principais partidos para pautar a anistia ao caixa 2 na Casa.

Com esse tipo de artimanha, os parlamentares se mostram como que alienados à realidade do país, que cobra justamente mais combate à corrupção e o fim da impunidade.

Estado ganha novas coordenadorias

O Governo do Piauí se estrutura, na administração direta, em 21 secretarias, mais 7 coordenadorias, além do Cerimonial, PM, Defensoria Pública, Gabinete Militar, Ouvidoria Geral do Estado, Procuradoria-Geral do Estado e três superintendências. A administração indireta conta com mais 6 institutos, 5 fundações, 6 autarquias e 5 empresas públicas.

A toda essa estrutura serão acrescidas, a partir de segunda-feira, mais nove coordenadorias, cada uma com 9 cargos de confiança, além da Empresa Hospitalar do Piauí. As funções das novas coordenadorias já são exercidas por outros órgãos do governo. Ou seja, os novos órgãos, criados em tempos de grave crise financeira, não têm qualquer utilidade prática. Vejamos:

1. Coordenadoria de Gestão dos Recursos Hídricos- Já tem a Semar e SDR que fazem essas atividades, além de um coordenadoria de fomento à irrigação;

 2- Coordenadoria de Modernização e Qualificação de Empreendimentos Públicos- já existe a Secretaria de Administração que cuida disso, junto com a Emgerpi;

3 – Coordenadoria de Infraestrutura Aeroportuária- Já tem a Secretaria de Transportes para tratar do assunto;

 4 – Coordenadoria de Tecnologia e Inovação - Já existe a Agência de Tecnologia e Informação (ATI) com a função de cuidar da área;

5 – Coordenadoria de Educação por Meio de Mediação Tecnológicas - Já  existem a Secretaria de Educação e a própria ATI para cuidar disso;

6 – Coordenadoria de Agronegócio e Cerrados - Já existem a SDR e Secretaria de Desenvolvimento Econômico para a tarefa;

7- Coordenadoria de Apoio à Piscicultura – Já existem a SDR e o Emater;

 8 – Coordenadoria de Combate a Pobreza Rural - Já tem a SDR para cuidar do assunto;

9 – Por fim, Coordenadoria Mais vida com Cidadania para o Idoso - Já tem a Sasc com a incumbência de cuidar da área.

Portanto, o governo Wellington Dias está chovendo no molhado, com a criação dessas novas coordenadorias para abrigar aliados e correligionários. Elas são absolutamente desnecessárias.

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, aproveita para arriscar um chute 

Em campo

Dizem que em Parnaíba o prefeito Mão Santa está jogando um bolão, conforme o registro de Walter Fontenele.

O prefeito pouco para no gabinete. Ontem, ele percorreu vários pontos da cidade afetados por alagamentos causados pelos últimos dias de chuva.

Estrada da morte

Do ex-prefeito de Corrente, Jesualdo Cavalcanti, sobre as últimas abordagens jornalísticas acerca da BR-135, a “rodovia da morte”:

“Vê-se que, aos poucos, as cabeças pensantes do Piauí vão se dando conta que essa diabólica armadilha de ceifar vidas, que é a BR 135, não é assunto apenas dos gurgueianos, mas de todo o Piauí e do Brasil, pois é o corretor natural e direto de transportes entre o Sul/Sudeste e esta parte do Nordeste.”

Destruição

“Intenso é o movimento, dia e noite, de imensas carretas e bitrens, incompatíveis com sua bitola e condições de tráfego, deixando um rastro de morte, destruição e desespero. Se não bastasse a destruição da rodovia e de tantas vidas, é desesperador também o estrago que esses gigantescos veículos provocam nas ruas e praças de nossas pequenas e indefesas cidades ao longo do percurso. Até quando vamos permitir tamanho absurdo???”

*No Brasil, o próprio governo estava financiando através do BNDES carne pobre e envenenada consumida largamente pelos brasileiros.

*É como dizia o escritor Ignácio de Loyola Brandão: “Não verás país nenhum”.

*O escândalo estourou quando a carne brasileira começava a entrar forte nos mercados asiáticos, sob o esforço do ministro da Agricultura, Blairo Maggi. E agora?

*Os governadores que aparecerem na Lava-Jato só poderão ser processados com autorização das respectivas Assembleia Legislativas.

Velocidade controlada

Seu Chiquinho, de Canto do Buriti, cismou que o vice-prefeito de Dom Inocêncio, Marcos Damasceno, e o Padre Herculano, ex-prefeito de São Raimundo Nonato, correm muito na estrada que passa na porta da chácara dele, vindo para Teresina. E os procurou para uns conselhos:

Chiquinho: - Corram, mas cuidado com a velocidade; tem cheiro de morte.

Padre Herculano: - Eu gosto de andar rápido (180 km/h) porque é distante e me causa tédio a demora.

Damasceno: - Seu Chiquinho, velocidade é muito relativa (anda a 140 km/h). O Agostinho tombou o carro do padre a 20 km/h, ao desviar de uma galinha no terreiro da dona Catarina.

PEC alarga caminho do PMDB no governo

A Assembleia Legislativa limpou o caminho para a “gambiarra” que o Governo do Estado propôs para a Constituição de Piauí. Ontem, a  Comissão de Constituição e Justiça – CCJ se reuniu extraordinariamente para aprovar  Projeto de Emenda Constitucional – PEC nº 01/2017, que possibilita o licenciamento de parlamentares estaduais para assumir cargos na administração indireta estadual.

A PEC foi relatada pelo deputado João Mádison (PMDB). Ele justificou que “mais de 6 estados já fizeram essa mudança permitindo que deputados assumam fundação. Acho que aqui estamos apenas copiando, não vejo como uma matéria inconstitucional”, argumentou o parlamentar.

O deputado Rubem Martins (PSB) votou de acordo com o relator, porém chamou atenção para a possibilidade de haver conflitos com a Constituição Federal. O presidente da CCJ, deputado Evaldo Gomes (PTC), disse acreditar na consistência do relatório e não vislumbra problemas posteriores.

A mudança na Constituição Estadual foi apresentada pelo governo para agasalhar em sua equipe o deputado estadual Pablo Santos, indicado pelo PMDB para dirigir a Fundação Hospitalar do Piauí, recém-criada. O parlamentar estava relutante em assumir o cargo. Ele temia perder o seu mandato na Assembleia.

A PEC foi, dessa forma, o sapato que o Governo do Estado e seus estrategistas encontraram para o pé do deputado Pablo Santos. “Vejo com tranquilidade a aprovação desta PEC, acho que o debate é sempre importante e  estou confiante no relatório apresentado que dá toda a garantia para que o deputado assuma a fundação sem problemas judiciais, pois a proposta está em consonância com as constituições federal e estadual”, avaliou o presidente da CCJ.

O empenho do governo nesse episódio revelou três aspectos que eram completamente desconhecidos. O primeiro é que o deputado Pablo Santos é imprescindível ao governo; o segundo, é que a Saúde vai mal no Piauí e precisa urgentemente de um novo gestor; já o terceiro é que sem o PMDB o governador não poderia sonhar com a reeleição! Só pode!

O lançamento do livro "O Boato", do escritor Enéas Barros, sobre o Caso Fernanda Lages

Acabou o mistério!

“O Boato” foi o título que o escritor Enéas Barros deu ao seu novo livro, que tem como subtítulo “Verdade e reparação no Caso Fernanda Lages”. A obra foi lançada ontem à noite, no Cine-Teatro da Universidade Federal do Piauí, com apresentação do escritor Edmilson Caminha Jr.

Nos últimos dias, o autor vinha divulgando o livro sem apresentar o seu título.

O mistério

Em 400 páginas, “O Boato” refaz a história do Caso Fernanda Lages: “No amanhecer de 25 de agosto de 2011, quinta-feira, o corpo da estudante de Direito, Fernanda Lages Véras, foi encontrado por operários no canteiro de uma obra da construtora Macrobase, onde seria a futura sede do Ministério Público Federal, em Teresina.

A partir daquele instante, nascia um mistério que por muitos anos intrigou a sociedade, influenciada por um boato que foi publicado como notícia”.

Enxugamento

Pelo menos 700 cargos comissionados serão extintos na Prefeitura de Teresina, se a Câmara Municipal aprovar proposta nesse sentido apresentada ontem pelo prefeito Firmino Filho.

Segundo a Prefeitura, a medida faz parte de um pacote de ações para adequar a administração à crise financeira vivida pelo País.  

A economia com a medida está estimada em R$ 500 mil por mês.

Oposição presente

O prefeito Mão Santa, o ex-governador Zé Filho e outras lideranças de oposição já confirmaram presença, hoje, na Caravana “O Piauí em Movimento”, que o ex-ministro João Henrique Sousa leva ao município de Parnaíba.

O evento será realizado no Senai Capitão Claro, no Centro da cidade.

Mais polícia

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), informou que este mês nomeou mais 1.290 policiais militares.

“Com isso, já temos o maior programa de reorganização da PM na nossa história”, conta.

Mais vida

A expectativa de vida aumentou quase 13 anos no Brasil, nos últimos 35 anos. Os dados foram apresentados pelo deputado federal Júlio César (PSD), com base em informações do IBGE:

No Brasil, população vive quase 13 anos mais

*Em Teresina, muitas das ações da Agespisa são executadas em cumprimento de ordem judicial.

*A empresa já não tem um programa de obras e serviços há muito tempo.

*Em Bom Jesus, os repasses do Governo do Estado para o Samu estão atrasados há sete meses.

*O ex-prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT), já despacha como presidente da Fundespi.

O jogador de baralho

Em Amarante, havia um pequeno comerciante, Seu Antonio, que gostava de debulhar baralho com os amigos na porta de seu estabelecimento. Quando ele estava ganhando, deitava as cartas na mesa e saía para atender os clientes e voltava para o jogo. Quando estava perdendo, não arredava o pé da mesa. Um menino chegou para fazer compra:

- Seu Antônio, tem açúcar?

- Açúcar tem, não tem é quem atenda!

De olho no voto, Brasil começa guerra por água

Foto: Ministério da Integração Nacional

As águas do São Francisco começam a correr pelos caminhos da transposição

Dizem que a próxima guerra mundial será por água. No Brasil, ela já começou. O ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma vão à Paraíba contestar a “paternidade” da transposição do Rio São Francisco, inaugurada na sexta-feira pelo presidente Michel Temer. Ou seja, o trecho leste da transposição do Rio São Francisco será inaugurado pela segunda vez em dez dias.

Lula e Dilma vão ao município de Monteiro (PB), no próximo domingo, para repetir o ato oficial protagonizado pelo presidente Michel Teme. O objetivo dos petistas é rebater o discurso do atual governo sobre a “paternidade” da obra.

O palanque petista terá ainda o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que, assim como Lula, é pré-candidato à Presidência em 2018. O ato é organizado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que na semana passada, mesmo na presença de Temer, agradeceu aos dois ex-presidentes e a Ciro Gomes pela realização das obras.

A nova inauguração do trecho Leste contará, claro, com a presença de militantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), de sindicatos e pastorais. O trecho inaugurado tem 217 quilômetros de tubulações e seis estações de bombeamento e também beneficia o estado de Pernambuco. As obras do Eixo Leste prometem levar água a 168 municípios dos dois estados, beneficiando 4,5 milhões de pessoas. Após a conclusão do Eixo Norte, que já tem 94,5% das obras concluídas, 12 milhões de nordestinos deverão ser alcançados pela transposição do São Francisco.

As obras de transposição do São Francisco foram sonhadas por Dom Pedro II. A discussão foi retomada no governo Vargas e os primeiros projetos foram feitos durante o regime militar. As obras foram iniciadas por Lula e continuadas e abandonadas por Dilma, sendo retomadas e entregues agora por Michel Temer.

Foto: Raoni Barbosa/Cidadeverde.com

O deputado Joao Mádison avisa: caminho para o governo não tem volta

Sem volta

O PMDB do Piauí está com o governador Wellington Dias para o que der e vier. É o que avisa o deputado João Mádison, um dos articuladores da adesão do partido ao Palácio de Karnak.

Ele disse que o partido apoiará a reeleição do governador. “Não tem mais volta”, garante.

Mudam de partido

Segundo João Mádison, se for preciso, os deputados que estão ingressando no governo até mudarão de partido para votar em Wellington, caso haja veto da direção nacional.

O parlamentar até já tem um nome para fazer dobradinha com o governador em 2018: o do atual presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho.

As declarações do parlamentar foram dadas ontem à TV e à Rádio Cidade Verde.

Com o inimigo

Ao observar a movimentação dos peemedebistas piauienses, o ex-governador Zé Filho despachou para seus amigos e jornalistas uma mensagem pelo WatsApp: “Era desse PMDB aí que eu estava cercado!”

Zé Filho se desfiliou do partido tão logo começou o namoro dos deputados peemedebistas com o governo.

Pé na estrada

Quem não entregou os pontos foi o ex-ministro João Henrique, presidente nacional do Sesi. Ele pega amanhã a rota do litoral para realizar em Parnaíba a terceira edição da caravana “Piauí em Movimento”, organizada pela Fundação Ulysses Guimarães, que preside no Estado.

O movimento prega a preparação de candidatura própria do PMDB ao Governo do Estado.

Manifestação

Entidades sindicais e do movimento popular protestaram ontem em várias cidades contra a PEC 287/2016, que estabelece mudanças na Previdência Social.

A adesão foi pequena, principalmente de servidores públicos, mas os manifestantes foram muito barulhentos. 

Tem mais!

E vem aí uma nova manifestação, agora puxada pelo Movimento "Vem Pra Rua". Será no próximo dia 26.

O ato público está sendo convocado em apoio à operação Lava Jato, pelo fim do foro privilegiado e por renovação política. 75  cidades de 18 Estados já confirmaram presença na manifestação.

É aguardar para ver qual será o nível de adesão a esses novos protestos.

Carga pesada

O brasileiro trabalha 151 dias apenas para pagar impostos. E o Brasil não é o cabeça da lista entre os maiores pagadores de tributo. a diferença é que acaba pagando duas vezes, pois os impostos recolhidos nem sempre voltam em forma de obras e serviços. O levantamento é do deputado federal Júlio César (PSD):

O Brasil e o sétimo do mundo em arrecadação de impostos

* A Assembleia Legislativa aprovou o projeto da reforma administrativa proposta pelo governador Wellington Dias.

* Os novos auxiliares do governo devem tomar posse já na próxima semana. São mais nove coordenadorias, além da Empresa Hospitalar do Piauí.

* Será hoje, às 19 horas, no Cine-Teatro da Ufpi, o lançamento do livro do escritor Enéas Barros sobre o Caso Fernanda Lages.

* A apresentação da obra será feita pelo crítico Edmilson Caminha Jr, que reside em Brasília. O livro-reportagem tem 400 páginas.

Passa lá!

O ex-presidente Lula quebrou a tensão do seu depoimento à Justiça Federal, esta semana, em Brasília, com algumas brincadeiras. Ele contou que havia até um apelido para o Instituto Lula, com base na diversidade de assuntos que eram tratados lá, provocando risos na sala:

— Sabe qual era o apelido do instituto? Posto Ipiranga. Lamentavelmente era assim. Não era por causa do Instituto, era do personagem. Tem problema em tal lugar? Vai no posto Ipiranga. 

O legado do Congresso das Cidades

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

No Congresso das Cidades do Piauí, parcerias garantem o sucesso do evento

A relação dos parceiros que abraçaram o Congresso das Cidades do Piauí e a lista de presença dos gestores convidados dão bem a dimensão da importância que todos atribuíram ao evento, aberto na segunda-feira e que se encerra hoje, na sede da Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi).

O Governo Federal, o Governo do Estado, a Fiepi, o Sebrae e a Associação Piauiense de Municípios (APPM) estão entre parceiros de primeira hora, ao lado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Conselho de Arquitetura do Piauí (CAU-PI) e Conselho Regional de Contabilidade.

Do Governo Federal, destacam-se o apoio da Secretaria de Governo da Presidência da República, Caixa Econômica Federal, Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), IBGE e Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Pelo Governo do Estado, participam do evento, entre outros órgãos, as Secretarias de Fazenda; Administração e Previdência; Educação, Saúde e Planejamento, além da Superintendência de Parcerias e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).

Outras parcerias de peso foram feitas através do Conselho Nacional do Serviço Nacional da Indústria (Sesi). O Congresso inscreveu 218 dos 224 prefeitos piauienses, o que demonstra o alto grau de interesse dos gestores em aprender mais e fazer mais a partir dos 50 eventos realizados.

A organização e os participantes estão conscientes, no entanto, de que toda a temática abordada e os conhecimentos que circularam no Congresso não ficarão limitados ao espaço físico em que ele se realizou. A sua grandiosidade encaminha os gestores para a busca da boa gestão e, consequentemente, da melhoria da qualidade de vida nas cidades.

Por isso mesmo, o evento chega ao fim como o começo de uma caminhada que se inicia com um grande diferencial. É o de os atuais gestores passarem a contar com muitos e bons subsídios para o sucesso de suas missões.

Foto: Renato Bezerra/Arquidiocese de Teresina

O lançamento da Caminhada da Fraternidade 2017, no Edifício Paulo VI

Caminhada

A Arquidiocese de Teresina lançou ontem à noite, no Edifício Paulo VI, a 22ª Caminhada da Fraternidade, que será realizada em junho próximo.

O ato contou com a presença do arcebispo Jacinto Brito, do coordenador geral do evento, padre Tony Batista, diáconos e voluntários, além do prefeito Firmino Filho.

Pela paz

O tema escolhido para a Caminhada deste ano foi “Somos da Paz”. Segundo o padre Tony, o seu objetivo é semear a cultura da paz, em contraponto ao avanço da violência em suas múltiplas manifestações, desde a corrupção aos homicídios e acidentes de trânsito.

Agronegócio

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB) solicitou ao Banco do Brasil a instalação de uma Carteira de Créditos de Agronegócios no município de Bom Jesus, na região dos cerrados do Piauí. Heráclito argumenta que a agência mais próxima do banco apta a trabalhar as políticas públicas do setor agrícola está localizada no município de Balsas, no Estado do Maranhão, a 406 km de distância da região produtiva piauiense. 

Apoio

“Na ocasião em que Banco do Brasil comemora investimentos em torno de R$ 100 bilhões de sua carteira agrícola e o título de maior financiador do agronegócio brasileiro, é imperativo que a Instituição volte sua atenção para essa região que cresce e proporciona desenvolvimento ao Piauí, à região nordeste e ao País”, argumentou o deputado.

PIB com Temer

Dando continuidade às reuniões do presidente Michel Temer com os presidentes das Federações das Indústrias, o quinto encontro aconteceu ontem, no Palácio do Planalto com os estados de Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Tocantins.

O protocolo foi mantido também com a presença de seis empresários representantes de cada localidade e os presidentes do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique Sousa, e da CNI, Robson Braga de Andrade.

Demandas

Uma oportunidade para o empresariado brasileiro apresentar as demandas de cada região, no sentido de viabilizar o escoamento da produção e fortalecer os setores da economia. No encontro, Michel Temer recebeu apoio integral às recentes medidas deliberadas pelo governo, com o objetivo de equilibrar os gastos públicos e o encaminhamento de projetos estruturais.

O presidente Michel Temer recebe empresários no Palácio do Planalto

* O Tribunal Regional Federal da 3ª Região manteve a decisão de suspender a cobrança da tarifa de embarque de bagagens em voos nacionais e internacionais.

* A mudança deveria entrar em vigor ontem, mas foi suspensa por decisão liminar da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo.

* Saiu ontem a segunda “Lista do Janot”. O procurador-geral da República pediu a abertura de 83 inquéritos contra parlamentares e ministros.

* A nova lista, que é três vezes maior do que a  primeira, encaminhada em maio de 2015, é baseada na delação de 77 executivos da Odebrecht.

Assim caminha a humanidade

O médico Dib Tajra, falecido anteontem, em Teresina, teve uma grande inserção não apenas em seu meio profissional, mas também na área social e esportiva. Foi médico do Flamengo. Uma vez, ele entendeu de ser candidato a deputado estadual, pelo PDT. Sua votação foi minguada. Ele comentou o caso com o ex-deputado Deoclécio Dantas, seu correligionário:

Dib Tajra: - Eu esperava me eleger. Já fiz mais de 14 mil cirurgias.

Deoclécio (já calejado nas lutas políticas): - Ora, doutor! Depois que o cabra se cura, ele esquece até de Cristo. Lembre-se da passagem bíblica dos leprosos.

O desafio da reinvenção das cidades

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Abertura do Congresso das Cidades do Piauí, na sede da Fiepi

Desde ontem, todos os caminhos levam à sede da Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi), onde se realiza até amanhã o Congresso das Cidades. Trata-se de uma iniciativa oportuna e necessária, sobretudo para o momento vivido pelo país.

Durante três dias, o evento reúne gestores, palestrantes, órgãos de controle, especialistas e outros interessados na gestão pública.

O Brasil inaugurou uma era de grandes restrições fiscais, econômicas e financeiras. Ela ainda está em fase de implantação e exige uma nova postura de todos, especialmente dos gestores públicos. O Congresso das Cidades do Piauí chegou com esse objetivo de apontar rumos seguros para a boa governança.

A nova realidade requer a reinvenção das políticas e das práticas públicas. O modelo em vigor já não consegue dar conta das demandas, que aumentam justamente em períodos de crise como o atual.

Nesse cenário, as cidades precisam ser reinventadas. Um dos caminhos é o rigor com a responsabilidade fiscal, ou seja, gastar somente o que pode. Outro é a sustentabilidade. Mais outro ainda é a busca contínua de parcerias.

O Congresso das Cidades oferece, assim, aos seus participantes, a apresentação e discussão de temas como empreendedorismo, planejamento, financiamento de projetos, geração de emprego, como fazer projetos para obtenção de recursos, contas públicas e previdência. 

O evento deve ser saudado, então, como um esforço para a superação deste momento de desafios gigantescos, em todas as áreas, e a busca de alternavas que viabilizem os projetos e as ações dos novos gestores.

Ou seja, procurar fazer efetivamente muito mais com muito menos. 

Caixa-2

Interessante! Quase todo mundo fazendo cara de surpresa com a declaração do patriarca Emílio Odebrecht de que a prática do caixa-2 é antiga no Brasil.

Auxílio-moradia

Vem confusão por aí. A Advocacia-Geral da União pediu que o Supremo Tribunal Federal reconheça a inconstitucionalidade da resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que assegurou o pagamento de auxílio-moradia aos promotores e procuradores. 

PIB

No parecer, a advogada-geral da União, Grace Mendonça, afirmou que ao estender administrativamente o pagamento de ajuda de custo para moradia aos membros do Parquet, a resolução viola o princípio constitucional da reserva legal, que condiciona o pagamento de qualquer espécie de vantagem pecuniária à edição de lei do ente federativo que será onerado com as respectivas despesas.

PPS´s

A superintendente de Parcerias do Governo do Estado, Viviane Moura, uma das palestrantes do Congresso das Cidades, afirmou que os melhores ambientes hoje para a realização de Parcerias Público-Privadas, nos municípios, estão nas áreas de iluminação pública, lixo e creches.

*A medicina do Piauí e o Colégio de Cirurgiões do Brasil perderam ontem um de seus principais nomes, o Dr. Antônio Dib Tajra.

*Ele faleceu no Hospital São Paulo, aos 78 anos, dos quais mais de 50 deles dedicados ao exercício da medicina.

*A Defensoria Pública do Piauí espera realizar novo concurso para defensores até o segundo semestre deste ano.

* Depois de uma chantagenzinha básica, a Piquiatuba recebeu o seu do Governo do Estado e recuou na suspensão dos voos regionais no Piauí.

Festa pefelista

Um dos convidados para a festa dos 70 anos do ex-senador Freitas Neto, o deputado estadual Robert Rios (PDT) saiu-se com esta:

- O pefelê tem pedigree. Trouxe foi uma orquestra, o uísque é de primeira e o vinho é selecionado. Além do mais, a gente pode deixar celular, relógio, bolsa, o que quiser, em cima da mesa que ninguém leva.

Começa hoje na Fiepi o Congresso das Cidades

Começa hoje e prossegue até quarta-feira, em Teresina, o Congresso das Cidades. Durante três dias, o evento reunirá gestores, palestrantes, órgãos de controle, especialistas e outros interessados na política da boa governança.

O Congresso será aberto ao público a partir das 17h desta segunda-feira, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi), onde se desenvolverão todas as suas atividades: palestras, feira, encontro de negócios, discussões, exposições, workshop, bate-papos e atividades culturais.

A palestra de abertura será com o fundador da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), Ozires Silva, ex-ministro de Infraestrutura. O tema de sua conferência é “Educação que transforma”. Além de marcar presença na abertura, o governador Wellington Dias retorna ao congresso amanhã para ministrar uma palestra.  

Entre os nomes de peso que farão conferências no evento, destaca-se o do economista e consultor Ricardo Amorim, hoje um dos mais influentes do mundo. Ele falará sobre “Recuperação econômica e desenvolvimento local”. A economista Ana Carla Fonseca traz para o congresso a palestra “Cidades criativas: reinventando as cidades”.

Nessa mesma perspectiva, o Congresso das Cidades convidou dois prefeitos de Minas Gerais e o ex-prefeito de Maringá, no Paraná, Sílvio Barros, para falar sobre as experiências de sucesso em suas gestões. Sobre cidades inteligentes falarão Júlio Pimenta, de Ouro Preto (MG), e Duarte Júnior, de Mariana (MG). O caso UMEIS (Unidades Municipais de Educação Infantil) de Belo Horizonte também será mostrado no encontro.

Prata da casa

Os secretários de Rafael Fonteles (Fazenda), Franzé Silva (Administração), Rejane Dias (Educação), Francisco Costa (Saúde), Francisco Limma (Desenvolvimento Rural) e Antônio Neto (Planejamento) vão participar com palestras dando orientações e ressaltarão as parcerias que os prefeitos podem realizar com o Governo do Estado em suas áreas.

O presidente da APPM (Associação Piauiense de Municípios), Gil Carlos Modesto, o superintende do Sebrae, Mário Lacerda, participam com palestras e destacando o papel do municipalismo e do empreendedorismo. Outro palestrante é o superintende da Caixa no Piauí, Elisomar Nunes Guimarães. O evento terá ainda representantes do Tribunal de Contas do Estado(TCE) e Conselho Nacional do Sesi.    

Ao lado da familia, o ex-senador Freitas Neto agradece os cumprimentos pelo seu aniversário (foto: Socorro Cavalcanti)

Freitas Neto, 70 anos

O ex-senador Freitas Neto foi pequeno para os abraços e cumprimentos, ontem, nas comemorações antecipadas de seu 70º aniversário, que ttanscorre hoje. A festa reuniu parentes, amigos e políticos de todos os partidos, da velha guarda à nova geração. Mais que uma confraternização social, foi um reconhecimento ao homem público que galgou as principais posições na política estadual - de deputado estadual a deputado federal, passando ainda pelos cargos de prefeito de Teresina e governador, além de senador e ministro de Estado.

Lideranças

Entre os políticos que foram abraçar o ex-senador, estavam o governador Wellington Dias, os senadores Ciro Nogueira e Elmano Férrer, o prefeito Firmino Filho e os deputados federais Átila Lira, Iracema Portella, Júlio César e Paes Landim, além do ex-governador Zé Filho, ex-senador João Vicente Claudino, ex-ministro João Henrique, presidente nacional do Sesi, deputados estaduais e prefeitos do interior.

E mais

Dos membros do Poder Judiciário, estiveram presentes o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Erivan Lopes, e os desembargadores Edvaldo Moura e Raimundo Eufrásio, ex-presidentes da Corte.

Também foram confraternizar com o aniversariante os conselheiros Olavo Rebelo, presidente do TCE, Kleber Eulálio, Luciano Nunes e Kennedy Barros.

PIB

Entre os empresários, estavam na festa João Claudino Fernandes, Jesus Tajra e filhos, Reginaldo Carvalho, Valdeci Cavalcante, Joaquim Costa Filho e Lourival Parente. 

Fichas-sujas

Diz-se que o Serviço de Informação do Palácio de Karnak, no governo Wellington Dias, nada deixa a desejar ao da época do ex-governador Wilson Martins, que passou o mandato cercado de “notórios”, aqueles políticos sem voto e fichas-sujas que não poderiam passar nem em calçada de órgão público.

* A passagem dos 194 anos da Batalha do Jenipapo será comemorada hoje em Campo Maior a partir do meio-dia.

*A programação incluiu missa, culto, solenidade de entrega de medalhas e  peça teatral recontando a epopéia do Jenipapo.

* Os médicos credenciados pelo Iapep/Saúde e Plamta decidiram suspender hoje o atendimento aos pacientes. Eles protestam contra o atraso no pagamento.

* O Sindicato dos Médicos informou que vários acordos feitos com médicos, hospitais e clínicas pelos dois institutos não foram cumpridos.

Uísque faz bem

O humorista João Cláudio Moreno fez uma participação especial na festa de aniversário do ex-senador Freitas Neto. Depois de cantar canções de Luiz Gonzaga, homenageou o aniversariante, destacando que sua trajetória política assentou-se na organização, no planejamento e na austeridade. E concluiu:

- Um homem que soube honrar e dignificar os mandatos e cargos que exerceu. Um ficha limpa. Em meus shows, fiz muitas piadas com seus uísques. E hoje quero me penitenciar, pois ele está mais jovem do que eu.

Conselheiros ainda podem mudar voto na subconcessão

Tribunal de Contas abre espaço para nova proposta de preço para a subconcessão da Agespisa (Foto: TCE)

No placar do Tribunal de Contas, sobre o julgamento da licitação para a subconcessão dos serviços da Agespisa, o governo perde de 4 a 1. Falta apenas o voto do conselheiro Luciano Nunes, que pediu vistas do processo, para a votação ser encerrada. O presidente do TCE, conselheiro Olavo Rebelo, só vota em caso de empate.

Ocorre, porém, que, como o julgamento ainda não terminou, qualquer conselheiro pode mudar o voto. Quem conhece a Corte não joga qualquer ficha nessa hipótese. Mas isso só vamos saber em 15 dias, ou seja, em mais duas sessões do TCE. É este o prazo que o conselheiro Luciano Nunes tem para devolver o processo e apresentar o voto dele.

Um voto não muda mais. É o da conselheira Lilian Martins. Ele viajou para a África do Sul, acompanhando o marido, ex-governador Wilson Martins, e só estará de volta em 20 dias.

A votação

Recapitulando a votação de quinta-feira no TCE: os cinco conselheiros que já votaram disseram que não é para anular a licitação. Desses cinco, um, o conselheiro convocado Jaylson Campelo, que substituiu o conselheiro Kleber Eulálio, votou para que não se anule nada do processo. Era como queria o governo do Estado.

Os outros quatro conselheiros – Kennedy Barros, relator, Lilian Martins, Abelardo Vilanova e Waltânia Alvarenga – votaram para refazer a proposta comercial. Nesse contexto, anularam esse ponto da licitação, que é por técnica e preço. Três desses quatro conselheiros, disseram, pelos seus votos, que é para haver a concorrência de preço, mas sem pontuação da proposta técnica.

O resultado, claro, não foi o que o Governo do Estado queria. O governador Wellington Dias lutava para que o TCE referendasse a licitação e o Estado pudesse, o quanto antes, assinar o contrato com a empresa vencedora do certamente, a Aegea, e tocar os serviços de subconcessão de água e esgoto.

Mudança

Porém, o relatório do conselheiro Kennedy Barros, seguindo o parecer do Ministério Público de Contas, acatou parcialmente o recurso da segunda colocada, a empresa Águas do Brasil. Reconheceu, portanto, a nulidade parcial da licitação, determinando a apresentação de novas propostas de preço. E só encontrou pela frente um voto discrepante.

Ou seja, pelos votos já proferidos, o Tribunal de Contas já formou a maioria necessária para que, desconsiderando o critério das perdas, seja proclamada vencedora da licitação a empresa que vier a oferecer melhor proposta de preço.

Isso, conquanto prejudique a pressa que o governo quer para o julgamento, acaba sendo benéfico para o Estado. A decisão do TCE cria nova oportunidade para elevação das propostas das empresas. A maior oferta foi de R$ 180 milhões e ela poderá crescer na nova rodada, com evidente vantagem para o Estado.

Não causará surpresa, no entanto, que o caso acabe na Justiça.

 

Elmano cobra solução para indústria

O senador Elmano Férrer diz que fechamento da Itapissuma é um choque brutal (Foto: Valdir Barreto/Agência Senado)

O senador Elmano Férrer (PMDB) lamentou da tribuna o fechamento, depois de 21 anos, da fábrica de cimento Itapissuma, que empregava 526 trabalhadores no Piauí. O fechamento, segundo o senador, vai prejudicar famílias e gerar reações negativas em cadeia no setor produtivo na região.

Elmano Férrer lembrou que muitas outras atividades dependem da indústria de cimento, localizada no município de Fronteiras. Por isso, ele apelou para que autoridades do estado busquem alternativas perante a empresa, de modo que algo possa ser feito para evitar o fechamento da fábrica e de postos de trabalho.

— Isso é muito triste, num momento em que o país tem de 13 milhões de desempregados, e uma indústria instalada na região semiárida, numa região já sofrida, por vários aspectos, desde a escassez de água a um comércio fruto de uma agricultura ainda de subsistência. Isso trouxe um choque brutal na vida de mais de 3.500 pessoas.

O senador Elmano Férrer é o segundo membro da bancada federal do Piauí a se pronunciar sobre o fechamento da fábrica de cimento Nassau do Piauí, anunciado na segunda-feira, em comunicado oficial da empresa. O deputado Heráclito Fortes (PSB) procurou na terça-feira, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, em busca do encaminhamento de uma solução. “Pedi a ele o apoio para uma solução conjunta, Pernambuco-Piauí, e juntos buscarmos uma solução para esse problema. É lamentável, é uma crise, e temos que nos unir neste momento”, disse o deputado.

Heráclito disse que está em contato também com o ministro Moreira Franco para uma audiência com o presidente Michel Temer, a fim de tratar sobre a questão. Para o parlamentar, a notícia não poderia ser pior para o Estado, especialmente para a cidade de Fronteiras, que nos últimos anos cresceu e se desenvolveu economicamente com a indústria. 

Governo se mexe

O governador Wellington Dias incumbiu a sua equipe econômica de procurar a direção da Itapissuma para se inteirar da situação e buscar uma saída. O secretário de Governo, Melong Solano, adiantou que da parte do Estado tudo já foi feito pela indústria, inclusive a prorrogação do incentivo fiscal, além de obras da infraestrutura.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Nerinho, informou que o Estado suspendeu esta semana o incentivo fiscal da indústria. A medida se estenderá pelo período que durar a suspensão das atividades da empresa.

A Itapissuma recolhia mensalmente em torno de R$ 500 mil em ICMS para o Estado do Piauí. Para sua instalação, foi montada uma subestação de energia que dá para abastecer uma cidade do tamanho de Picos. A indústria conta com um moderno aeroporto, o único do interior do Piauí em condições de fazer operações noturnas.

Landim emplaca irmão

O presidente do PTB do Piauí, deputado federal Paes Landim, já não poderá mais chorar pelos cantos lamentando a falta de prestígio no Governo Wellington Dias.

Ele foi agraciado com o cargo de coordenador de Agronegócios e Cerrados, para o qual indicou seu irmão Luiz Gonzaga Paes Landim.

Milagre

O futuro coordenador de Agronegócio e Cerrado terá missão de acompanhar e apoiar um setor estratégico para o desenvolvimento econômico do Piauí, mas ainda com fraca atuação do governo. 

Pelo visto, estão querendo que Landim faça quase um milagre, pois ele não conseguiu impulsionar o desenvolvimento do Piauí nem como superintendente da Sudene, cargo que exerceu há pouco tempo.

Foto: Beto Barata/PR

O presidente Temer aciona dispositivo que fez as águas da transposição correrem para o sertão

Transposição

O presidente Michel Temer voltou ontem ao Nordeste e deu o pontapé na transposição do rio São Francisco, que estava de rosca.

De Campina Grande, na Paraíba, ele foi aos municípios de Sertânia e de Monteiro, na divisa entre Pernambuco e a Paraíba, para ver a chegada das águas da transposição. Em Sertânia, ele abriu a comporta de um dos trechos de transposição do rio.

Caminho das águas

A viagem da água que leva esperança para os paraibanos do Cariri e Agreste começa na cidade pernambucana de Petrolândia, a 429 quilômetros de Recife. A água é captada na barragem de Itaparica e segue por 208 quilômetros até a cidade de Monteiro, no Cariri paraibano.

Médicos param

O Sindicato dos Médicos do Piauí informou ontem que haverá uma paralisaão do atendimento eletivo aos usuários dos planos Iapep-Saúde e Plamta na próxima segunda-feira.

O movimento, explica a entidade, é em caráter de advertência pelo não cumprimento dos acordos firmados com a categoria, os constantes atrasos de pagamentos e as excessivas burocracias expostas ao médico.

E mais

O Sindicato informou ainda que a medida proposta também contra as glosas injustificadas e arbitrárias, a defasagem nos valores dos procedimentos e elevado custo imposto ao médico para aquisição e uso da licença biométrica.

O prefeito Mão Santa com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, a quem apresenta presentação de projetos e demandas do pólo turístico de Parnaíba. O  presidente da Funasa, Henrique Pires, acompanha a audiência.

Padrinho e afilhado

Diz o ditado que quem tem padrinho não morre pagão. Mas a política é também onde as ordens podem se inverter. Agora prefeito da Parnaíba, o ex-senador Mão Santa, um dos padrinhos políticos do início da carreira do hoje presidente da Funasa, Henrique Pires, conta com o seu afilhado, 'um soldado do Piauí em Brasília'. 

Audiências

Esta semana, Mão Santa esteve em vários ministérios, entre eles os da Saúde e do Turismo. Em todas as audiências, foi acompanhado por Henrique Pires. "O ex-senador Mão Santa é muito querido e tivemos sim aqui ordens expressas do presidente Michel Temer de ajudá-lo no que for preciso nos seus projetos em Parnaíba, o prestígio é dele. Eu sou apenas um soldado do Piauí e do senador Mão Santa”, afirmou o presidente da Funasa. 

* Será hoje, a partir das 10 horas, a homenagem da Academia Piauiense de Letras à memória do desembargador Paulo Freitas, seu ex-presidente.

* Ele ocupou a cadeira número 24 e faleceu no dia 23 de janeiro. O panegírico será conduzido pelo acadêmico Celso Barros, que foi cunhado de Paulo Freitas.

* Começaram a chegar aos contribuintes os carnês do IPTU-2017. O desconto para a cota única caiu para 7%. Esse desconto já foi de 25%.

* Na marcha que vai, a Prefeitura de Teresina acabará cobrando uma multa de quem pagar o IPTU em cota única!

Vinho nacional

O conselheiro Kennedy Barros, do TCE, encontra-se para almoço com o amigo Arnaldo Boson, desembargador do TRT:

Kennedy – Como é, vamos abrir um vinho? Um Delas Frères Côres Du Ventoux ou um Châteu de L´ou...

Boson – Vamos, não. Passei duas semanas agora tomando vinho nacional  todo dia.

Kennedy – Mas esses aí são franceses...

Boson – Sim, mas eu estava justamente em Paris, fazendo um curso, e apreciando vinho bom e barato.

Posts anteriores