Cidadeverde.com

Prorrogadas inscrições para o concurso público da prefeitura

As inscrições para o concurso público da Prefeitura Municipal de Corrente foram prorrogadas para o próximo dia 29. Ao todo estão sendo ofertados 172 vagas, distribuídas em 37 cargos, de níveis fundamental, médio e superior. 


Os candidatos serão avaliados através de provas objetivas, práticas e de títulos. A taxa de inscrição varia de R$ 35 a  R$ a 95, de acordo com o cargo concorrido. Já os salários variam de R$ 724 a R$ 3 mil. 

Na segunda-feira (18), será publicado no site da Consep, organizadora do certame,o segundo aditivo ao edital com o novo cronograma de execução do concurso. 


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Sesapi capacita profissionais de Corrente para Teste Rápido de AIDS

Termina hoje (15), em Corrente, mais uma capacitação em Teste Rápido realizada pela Secretaria Estadual de Saúde, através da Coordenação de Doenças Transmissíveis. O público alvo são médicos e enfermeiros da Atenção Básica do município, além de profissionais do Hospital RegionalJoão Pacheco Cavalcante.


Segundo Karina Amorim, coordenadora de Doenças Transmissíveis e ministrante do curso em Corrente, ao longo do ano vem sendo feito um trabalho de sensibilização e apoio aos municípios para a aplicação do Programa Estadual de DST/Aids, que prioriza a prevenção da doença através dos testes rápidos.

“Esse teste na rede privada demora cerca de 20 dias para sair o resultado. Os testes são realizados de forma segura e totalmente sigilosa”, explica.

A capacitação aconteceu na 14ª Coordenação Regional de Corrente. "O objetivo maior é preparar os profissionais para fazer o diagnóstico precoce do vírus HIV, além de Sífilis e as Hepatites B e C", informa Karina.

O evento contou ainda com a participação da enfermeira da Sesapi Maíra Nogueira e a sssistente social, Thâmara Vilanova. Até o final do ano, o Programa Estadual de DST/Aids deverá está implantado em todo o estado.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Corrente: diretora da Uespi coloca o próprio nome em quadra

Após ser reformada, a quadra esportiva do Campus da Uespi de Corrente recebeu o nome da própria diretora Miriam Folha, a atitude chamou a atenção do promotor do município Rômulo Cordão que abriu inquérito civil público para investigar a escolha.

Foto: Portal Corrente

Para o ministério público, a escolha fere o princípio da impessoalidade e segundo o promotor será pedida a retirada do nome do local. "Vamos pedir a retirada do nome pois fere o princípio da impessoalidade na gestão pública, já que reconhecimentos devem ser póstumos. Vamos pedir a retirada do nome sobre pena de entrarmos com uma ação civil pública", declarou o promotor.

Rômulo Cordão acrescenta que a desobediência pode configurar até ação de improbidade administrativa. O promotor afirma que já ouvir a diretora e que ela alegou que a escolha foi aprovada no conselho deliberativo da Uespi. 

A quadra envolvida na polêmica fica no bairro aeroporto. Em Corrente, até o próprio campus da instituição tem o nome do prefeito, Jesualdo Cavalcanti, e segundo o promotor um ofício também será enviado pedindo a modificação do nome por ferir o mesmo princípio, o da impessoalidade.

Flash de Yala Sena
Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Prefeitura constrói barragens comunitárias para amenizar seca na região

Mesmo com o estado de emergência decretado em decorrência da seca, o prefeito Jesualdo Cavalcante revelou que enfrenta dificuldades para aprovação de projetos para o enfrentamento do problema. Segundo o gestor, como medida paliativa, foram construídas sete barragens comunitárias e novas alternativas estão sendo projetadas para amenizar as consequências da estiagem na região. 



“Em alguns lugares chove tanto e esta água vai toda embora, ficando o sertanejo, na maior parte do ano, sem água nem para dar aos animais. Com estas barragens, ao menos garantimos que o pequeno produtor rural não irá perder a sua fonte de renda, que é a criação de animais”, explica Cavalcante. 

Desde 2013 já foram construídas sete barragens nas localidades Vereda do Capão, Lajeiro, Pedra Furada, Porta do Araçá, Vereda Escura, Grota da Piaba e Cocos. 


“Temos a intenção de construir mais barragens pois, no momento, é a alternativa mais acessível para enfrentarmos a seca. A gestão municipal já construiu sete barragens, beneficiando inúmeras famílias. Os reservatórios são construídos em terrenos doados a prefeitura e são sempre locais acessíveis a toda a comunidade", reitera o prefeito. 

Jesualdo Cavalcante destaca ainda que além, da construção das barragens, o município de Corrente pleiteia junto aos governos estadual, federal e Codevasf, auxílio para a aquisição de caminhões- pipa, construções de poços artesianos e cisternas.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com 

Acusado de estupros pode ser condenado a mais de 70 anos de prisão

A Polícia Civil do Piauí concluiu o inquérito policial contra Jaelson Pereira dos Santos, 29 anos, conhecido Erick Gaivota, acusado de uma série de estupros no município de Corrente, a 874 km de Teresina. De acordo com o Delegado Rodrigo Morais, responsável pela investigação, a soma de todos os crimes atribuídos ao acusado pode ultrapassar 70 anos.

O delegado explica que além de duas tentativas de estupro, dois estupros consumados e um estupro de vulnerável, Erick Gaivota também responderá pelos crimes de roubo qualificado com uso de arma de fogo, além porte ilegal de arma.


"A soma das penas máximas pode ultrapassar 70 anos de reclusão, mas pela nossa legislação, ele deve ficar 30 anos em regime fechado. Além de crimes no Piauí, Erick Gaivota é acusado de porte ilegal de arma de fogo e três estupros na Bahia e uma suspeita também de estupro em Alagoas", explica Rodrigo Morais. 

O delegado conta que solicitou à Justiça que a prisão temporária do acusado, que expira em 14 de agosto, seja convertida em preventiva, para que Erick Gaivota responda ao processo custodiado. 

"Ele solto é um risco a população pois pode volta a delinquir, por isso solicitamos que no decorrer do processo, ele permaneça preso", finaliza Rodrigo Morais. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Corpo enterrado há um mês desaparece de cemitério

O corpo de um homem enterrado como indigente desapareceu misteriosamente de uma das covas do cemitério do município de Corrente, a 874 km de Teresina. O caso foi comunicado a Polícia Civil, no último fim de semana, após o vigia perceber que o túmulo estava revirado e o caixão semiaberto, sem os restos mortais. 

Foto: Correnteenoticia

O delegado João Rodrigo de Luna explica que o corpo enterrado no local seria de um homem, sem identificação, e que teria vindo a óbito em um hospital, em consequência de causas naturais. 

"Como a morte do idoso não foi violenta não foi realizada perícia no corpo para revelar as causas da morte. À época nenhuma familiar apareceu ou registrou BO para reclamar do corpo e a pessoa foi enterrada como indigente", explica Luna. 

Em depoimento, o vigia revelou a polícia que o túmulo foi cavado e os restos mortais levados durante a madrugada. No local não há câmeras de segurança, o que dificulta a investigação policial. 

"Como delegado ainda não tinha apurado um caso desta natureza. Já ouvimos o vigia e acionamos a polícia de cidades vizinhas para elucidar o desaparecimento do corpo, até por que os restos mortais não teriam valor comercial e estamos apurando o motivo de terem levado o defunto", finaliza o delegado interino João Rodrigo de Luna.

Idoso é velado por engano e família descobre no momento do enterro

Neste fim de semana, outro caso inusitado ocorreu no interior do Piauí. O idoso identificado como Eliomar Moreira Félix foi velado e quase enterrado por engano por uma família que não era a sua em Piripiri, a 157 km de Teresina. O erro foi descoberto somente no dia seguinte, no momento do enterro, quando a família foi avisada por um morador da região, de que o corpo velado não era do seu parente, Manoel Romão, que na verdade estava vivo e na zona Rural do município.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Corrente está entre as cidades do país que mais apoiam o micro e pequeno empreendedor

O consultor credenciado do sistema Sebrae e da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Rômulo Rende, visitou o município de Corrente para verificar a implementação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.


Rômulo Rende explica que o objetivo das ações promovidas pela implementação da lei é estimular os municípios brasileiros a adotarem uma gestão pública empreendedora e cada vez menos assistencialista. 

“Precisamos de gestores públicos empreendedores que não se prevaleçam da miserabilidade do povo para ganhar votos. Acreditamos que ao atingir este nível, teremos uma sociedade mais justa, mais rica e com menos problemas”, destaca o consultor.

Um relatório com informações colhidas em Corrente será enviado à Brasília, o que servirá para a definição de novas metas e ações a serem desenvolvidas.

O consultor esclarece que as duas entidades se uniram para trabalharem juntas no estímulo ao desenvolvimento econômico territorial, principalmente com foco na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

Rendi acrescenta ainda que no portal do Sebrae há um sistema de monitoração, onde é possível acompanhar em que estágio se encontra a implementação da lei em todos os municípios do país, a partir de 58 perguntas a serem respondidas pelos próprios municípios.  

"Os municípios com maior pontuação são os que se destacam e Corrente está entre os 40 com as melhores pontuações do país. Estes 40 municípios estão recebendo a visita de consultores, para constatar a veracidade das informações, além de verificar quais outras ações estão sendo realizadas para o desenvolvimento econômico", explica. 

Rômulo Rende destaca também algumas ações positivas implementadas no município pelo prefeito Jesualdo Cavalcante como realização de licitação exclusiva para micro e pequenos empreendedores e o estímulo a pequenos pequenos empreendedores como forma de diminuir o assistencialismo público. 

"Há ainda muitos desafios a serem conquistados como a exploração do potencial turístico, a finalização do mapeamento do potencial das atividades econômicas, mas de modo geral o município se destaca na aplicação da lei”, finaliza o consultor do Sebrae. 


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Após nove invasões promotor abre inquérito para apurar situação

Após o nono arrombamento ao Fórum de Corrente, o promotor de Justiça Rômulo Cordão, que responde pela região, decidiu abrir um inquérito civil público que irá apurar do Tribunal de Justiça do Estado, a questão da comissão que trabalha no local não ter um prédio em condições.


"Não temos as condições mínimas pra realizar um trabalho como este. Não há extintores de incêndio, não há lugar para tantos processos. Ao final, caso não seja tomada nenhuma medida, entraremos com uma ação civil pública contra o TJ/PI para ue seja construído um novo prédio", declarou o promotor.

A última vez que o Fórum sofreu a ação de bandidos foi no último dia 14. Dessa vez, os criminosos escreveram em um computador e no chão do local, usando pólvora apreendida, a frase “PCC: nós vamos voltar”. 

De acordo com o promotor Rômulo Cordão, o Fórum, alocado com um prédio antigo, não conta com qualquer estrutura de segurança e de acessibilidade a pessoas com deficiência.
 
“O Fórum não tem cerca elétrica nem muro alto, sem câmeras de vigilância, segurança armada ou vigia. Ou seja, o prédio é velho e completamente abandonado”, endurece Rômulo.
 
Além disso, segundo o promotor, as condições de trabalho no Fórum são insalubres, já que o local conta com infiltrações, iluminação precária, banheiros deteriorados e outros problemas.
 
“Não é só o problema de segurança. É um problema moral. A comunidade de Corrente está insegura e preocupada e quer uma solução urgente para a situação”, assinala Rômulo Cordão.
 
Rômulo também encaminhou cópia do procedimento, buscando providência, para o Tribunal de Justiça do Piauí e a Corregedoria Geral do TJ-PI, Procuradoria Geral de Justiça do Piauí e Corregedoria Geral do Ministério Público do Piauí, Associação Piauiense do Ministério Público (APMP), OAB-PI, Sindicato dos Servidores da Justiça, Defensoria Pública Geral, Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), dentre outras entidades.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

39º edição da Exposição Agropecuária de Corrente começa nesta terça-feira(15)


Começa hoje (15) e segue até o sábado (19) a 39ª edição da Exposição Agropecuária de Corrente. O evento é o primeiro grande evento da pecuária do Piauí após a inclusão do Piauí na área livre da febre aftosa “A 39ª  Expocorrente marca retorno do Piauí ao mapa da pecuária, ao mapa dos grande negócios no setor. A nossa região é a mais promissora na criação de gado e agora o criador terá maior lucro com a exposição porque nosso rebanho poderá sair do Estado sem problemas”, afirma o deputado João Madison, líder do Governo na Assembleia. 

O Piauí tem aproximadamente 1,7 milhão de bovinos e mais de 60 mil criadores, mais de 50 mil cabeças de gado são da região de Corrente, o município com maior rebanho. Segundo o parlamentar a estimativa de negócios da feira é de mais de R$ 800 mil com a comercialização de gado Nelore em dois grandes leilões. Além disso a economia da região de Corrente ganha com a movimentação em torno do evento, que reúne pecuaristas de vários estados, principalmente da região Meio  Norte do Brasil, Piauí, Pará, Maranhão, Tocantins e Bahia. 

“Antes uma cabeça de gado do nosso criador, que não podia deixa o Piauí, era comercializada por R$ 200, R$ 300, agora a situação é outra”, acrescenta. João Madison ressaltou a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Corrente , através do prefeito Jesualdo Cavalcanti, para a realização do evento. O deputado também destinou emenda para que a feira acontecesse.  João Madison estará a partir de amanhã (16) em Corrente para participar do evento. 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Prefeitura lança concurso público com 172 vagas e salários de até R$ 3 mil

A prefeitura de Corrente lançou edital para o preenchimento de cargos efetivos na administração pública municipal. As inscrições, realizadas exclusivamente pela internet através do site da Consep, empresa organizadora do certame,  tiveram início nesta segunda-feira (14) e seguem até 15 de agosto. 


Os candidatos serão avaliados através de provas objetivas, práticas e de títulos, marcadas para outubro. Ao todos estão sendo ofertados 172 vagas, distribuídas em 37 cargos, de níveis fundamental, médio e superior. 

A taxa de inscrição varia de R$ 35 a  R$ a 95, de acordo com o cargo concorrido. Já os salários variam de R$ 724 a R$ 3 mil. 



Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Posts anteriores