Cidadeverde.com

Foliões pegam carrinhos de supermercados emprestados para brincar o Corso

Dezenas de foliões apostaram no carro de supermercado para transportar bebidas durante o Corso 2015. A ideia não é nova e a cada edição do evento mais teresineses aderem ao veículo que é utilizado também para transportar crianças. Sobre a procedência dos carrinhos, as histórias são variadas e há quem consiga um com amigos e até mesmo com a sogra. Bem como há quem compre ou peça 'emprestado' ao supermercado. 

A médica Joana Santos veio com um grupo de dez amigos curtir o desfile de carros ornamentados e trouxe o carrinho com bebidas quentes e geladas e disse que o meio foi improvisado. "A gente não tinha se programado antes e conseguimos emprestado com um amigo do prédio. Foi um jeito prático que achamos para trazer as bebidas", disse a médica. 

Fotos: Graciane Sousa


Médica Joana Santos se reuniu com um grupo de amigos para brincar o Corso

Para a estudante de Direito, Raíssa Chaves, a comodidade do carro de supermercado foi o que a levou com os amigos a pedirem emprestado. "Moro no Mocambinho e próximo a minha casa tem um comércio e resolvemos pedir emprestado e até assinamos um documento garantindo que devolveríamos o carro", brinca a universitária. 

A estudante de Direito conta que pediu o carrinho emprestado e teve até que assinar documento garantindo a devolução

Um grupo de jovens, que preferiu não se identificar e mas permitiu o registro de fotos, assumiu que pegou o carrinho em um supermercado na zona leste de Teresina durante as compras. "Foi no ano passado. Compramos uma bebidas coloquei o carrinho no carro do meu pai e fomos embora. No ano que vamos trazê-lo caracterizado com rodas maiores e led", disse o jovem. 

Jovens da Zona Norte de Teresina admitem que conseguiram o carro em um supermercado

Outro grupo de amigos tem uma história controvérsia sobre a origem do carrinho, mas garante que adquiriu o veículo por R$ 200. "Compramos só para vir pro Corso, mas não podemos dizer onde. Aqui temos até o motorista do carrinho que não bebe. O veículo é uma ótima opção para transportar bebidas porque haja isopor para carregar tudo", disse o folião que não quis se identificar. 

O auxiliar administrativo, Félix Randson, veio com a esposa, o filho de três anos e dois casais de amigos. Ele conta que o carrinho de supermercado é emprestado da sogra e que a ideia veio do ano passado. "Em 2014 muitos foliões trouxeram carros e analisando bem, sai bem mais barato trazer bebida de casa a comprar na avenida. Tenho um filho de três anos e adaptamos o carrinho com um colchonete para que ele também ficasse mais a vontade", disse Randson. 

O auxiliar administrativo, Félix Randson, adaptou o carrinho para dar mais conforto ao filho de três anos de idade

"O nosso batizamos de 'carrinho do amor' e o conseguimos no ano passado durante o corso. Um casal estava namorando e deu bobeira com o carrinho, aí fomos lá ' e levamos pra casa. No ano que vem, vamos personalizá-lo com cem balões em forma de coração", disse a estudante de enfermagem Ione Valéria que brinca o corso com mais quatro amigos, todos solteiros. 

Grupo de amigos diz que pegou o carrinho de uma casal distraído na avenida em 2014

O acadêmico de Direito, Kaique César, trouxe o carrinho de supermercado para a avenida decorado e a inspiração veio do filme Meu Malvado Favorito. "Resolvemos nos vestir e decorar o carro para homenagear um amigo que fala 'embolado' e lembra o personagem. É uma brincadeira saúdável", disse o estudante.

Carrinho de supermercado foi decorado inspirado  em um filme infantil

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com