Cidadeverde.com

Fábio Novo se rende ao Corso: "Maior manifestação de carros decorados do mundo"

O deputado estadual Fábio Novo (PT) participou do Corso de Teresina neste sábado (7) e se rendeu à festa que reuniu cerca de 250 mil pessoas nas avenidas Marechal Castelo Branco, Duque de Caxias, Petrônio Portela e Raul Lopes.

Em entrevista à TV Cidade Verde, o petista disse que o Corso de Teresina não é apenas a maior festa popular do Piauí. "Eventos como esse mostram a boa imagem do Piauí. O Corso se confirma como a maior manifestação de carros decorados do mundo. As pessoas estão desde o início da tarde aqui. Isso é muito original do Piauí", elogiou.

Em 2012, o Corso de Teresina entrou para o livro dos recordes justamente como maior desfile de carros enfeitados do mundo. "A cada ano que passa, quem organiza o Corso de Teresina vai observando as falhas e aprimorando a festa. Nosso poeta já havia dito: a gente não quer só comida; quer comida, diversão e arte", comentou.

Flávio Meireles
Com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com

Ciro elogia segurança do Corso: "Andei mais de 10 km e não vi uma confusão"

O senador Ciro Nogueira (PP) e a deputada federal Iracema Portella (PP) prestigiaram o Corso de Teresina neste sábado (7) e elogiaram a grandiosidade e a segurança da festa. 

"O Corso é uma festa bem democrática. Andei mais de 10 quilômetros e não vi uma confusão. É a população só com vontade de se divertir. Teresina acertou em cheio na democratização do Carnaval", comentou Ciro Nogueira em entrevista à TV Cidade Verde.

Com o sucesso de mais uma edição do Corso de Teresina, Iracema Portella lembrou que o próximo passo é nacionalizar o evento. "O maior desafio é essa questão de nacionalizar e fazer com que Teresina possa receber turista nessa época do ano", destacou.

Ciro Nogueira se mostrou entusiasmado com a ideia, uma meta estabelecida pela prefeito Firmino Filho (PSDB). "É uma festa que ainda está muito no Piauí. Estava conversando com o prefeito Firmino Filho. Se ele consolidar metade do que está pretendendo, teremos uma das maiores festas do país".

Flávio Meireles
Com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com

Administrador faz fantasia com galhos de árvore do quintal de casa

  • corsoval4.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval3.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval2.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval1.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros28.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros27.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros26.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros25.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros24.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros23.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros22.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros21.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros20.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros19.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros18.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros17.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros16.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros15.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros13.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros12.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros11.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros10.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros9.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros8.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros7.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros6.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros5.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros4.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros3.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros2.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carro1.jpg Evelin Santos e Valdete Martins

Foto: Jairo Moura

Nada de super heróis ou personagens da moda. O administrador Emanuel Ramos resolveu investir em uma fantasia ecológica para brincar o Corso 2015. A matéria-prima para confeccionar o figurino veio do quintal de casa e além das folhas da mangueira, apenas uma fita adesiva foi suficiente para caracterizar o 'homem manga'. 

"A inspiração veio hoje de manhã quando minha mãe mandou eu cortar o pé de manga porque estava sujando muito. Então, fiz o serviço e aproveitei os galhos da árvore para montar o look", brinca o administrador. 

Outro detalhe curioso e inusitado é que a fantasia improvisada ainda tem frutas de verdade. "Vim de casa com mais de 50 mangas de fiapo no corpo, quase não andava. Agora tem menos de dez porque as pessoas vão arrancando e eu também vou comendo. Hoje nada de alcool, manga é a base da minha alimentação no corso", disse bem-humorado o administrador. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Lázaro diz que houve mudança de hábito dos foliões do Corso

O presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, Lázaro do Piauí, disse que as duas metas da prefeitura para o Corso 2015 estão sendo superadas: segurança e mobilidade e que os foliões mudaram os seus hábitos. A PM já contabiliza 250 mil pessoas na avenida e nenhum incidente grave. 

“Era uma preocupação do prefeito Firmino que os foliões tivessem segurança e que pudessem curtir a festa no chão ou no caminhão, com mobilidade e é o que está acontecendo. Esse ano temos o dobro de pessoas no chão e a metade de caminhões, mas temos mais gente que no ano passado”, garantiu o presidente da FCMC. 

Ele destacou que o Corso já existe há 80 anos e tem uma tradição de 50 anos, sempre se reinventando. 

“As mudanças ocorrem porque é uma questão de hábito das pessoas. Os jovens de hoje são muito impacientes para ficarem quatro, cinco horas em cima de um caminhão, mas nem por isso os caminhões vão acabar. É natural que sofra mudanças”, destacou Lázaro.

O presidente até inventou um bordão que está usando na imprensa: “No caminhão ou no chão, venha para Raul Lopes e traga alegria e emoção”. 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

PM contabiliza 250 mil foliões no Corso

  • corsoval4.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval3.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval2.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • corsoval1.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros28.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros27.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros26.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros25.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros24.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros23.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros22.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros21.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros20.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros19.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros18.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros17.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros16.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros15.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros13.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros12.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros11.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros10.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros9.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros8.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros7.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros6.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros5.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros4.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros3.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carros2.jpg Evelin Santos e Valdete Martins
  • carro1.jpg Evelin Santos e Valdete Martins

Atualizada às 21h57 (horário local)

Após seis horas de festa, a Polícia Militar do Piauí contabilizou cerca de 270 mil foliões na avenida Raul Lopes durante o Corso 2015. Os números foram atualizados pelo coronel Márcio Oliveira, comandante de policiamento da capital. 

O movimento tem sido tranquilo, sem incidentes policiais, de acordo com o coronel Sá Júnior, responsável pelo policiamento no evento. 

"A maior movimentação tem sido no posto de atendimento médico com foliões passando mal devido ao alto consumo de alcool, mas está tudo transcorrendo de maneira saudável", disse o coronel. 

Ao todo 800 PMs trabalham para manter a segurança durante o desfile de carros ornamentados. Ao londo percurso há três pontos de socorro aos foliões, com ambulância, médicos e paramédicos: rotatória da UFPI Ponte Primavera, estacionamento da Ponte Estaiada e cruzamento das avenidas Raul Lopes e João Elias Tajra. 

"Também estamos com a cavalaria na beira do rio, policiais nas pontes, no início e fim da avenida e ao que tudo indica até o fim do evento tudo irá ocorrer de forma tranquila", reitera Sá Júnior.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Muriçoca, super-heróis, Chaves, e muito mais! Fantasias são destaque no Corso

  • IMG_0335.jpg Evelin Santos
  • IMG_0379.jpg Evelin Santos
  • IMG_0337_album.jpg Foto: Cidadeverde.com
  • _MG_9517.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_9505.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_9494.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8657.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8651.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8638.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8636.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8610.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_8579.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • IMG_0467.jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • IMG_0466.jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • _MG_9639.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_9615.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_9573.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • _MG_9418.jpg Jairo Moura/Cidade Verde
  • chimbinha-w.jpg Evelin Santos
  • IMG_0237.jpg Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_0227.jpg Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_0223.jpg Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_0216.jpg Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_0201.jpg Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_0155.jpg Casal faz referência ao filme 50 Tons de Cinza
    Yala Sena/Cidadeverde.com
  • IMG_6831.jpg Evelin Santos
  • IMG_6829.jpg Evelin Santos
  • IMG_6823.jpg Evelin Santos
  • IMG_6820.jpg Evelin Santos
  • IMG_6817.jpg Evelin Santos
  • IMG_6816.jpg Evelin Santos
  • IMG_6807.jpg Evelin Santos
  • IMG_6804.jpg Evelin Santos
  • IMG_6792.jpg Evelin Santos
  • IMG_6784.jpg Evelin Santos
  • IMG_6783.jpg Evelin Santos
  • IMG_6778.jpg Evelin Santos
  • IMG_6775.jpg Evelin Santos
  • IMG_6768.jpg Evelin Santos
  • IMG_6764.jpg Evelin Santos
  • IMG_6763.jpg Evelin Santos
  • IMG_6759.jpg Evelin Santos
  • IMG_6754.jpg Evelin Santos
  • IMG_6751.jpg Evelin Santos
  • IMG_6714.jpg Evelin Santos
  • IMG_6706.jpg Evelin Santos
  • IMG_6675.jpg Evelin Santos
  • IMG_6672.jpg Evelin Santos

Além da animação, a criatividade certamente é um dos elementos que mais chamam atenção no Corso de Teresina. As fantasias dos foliões sempre atraem olhares seja pelo aspecto curioso, de denúncia, pela beleza ou extravagância. 

Este ano, tivemos heróis como o Gavião Negro, Capitão América, Flash e Mulher Maravilha. Até mesmo uma luta num verdadeiro crossover Marvel vs. DC: Hulk contra o Super Homem. O Chaves, personagem do mexicano Roberto Bolaños também foi bastante lembrado.

Diretamente de um dos hits do carnaval, saíram as Muriçocas. Do lado musical, também esteve presente o casal do calipso, Joelma e Chimbinha.

Do Oriente Médio, vieram os terroristas, com direito a bomba e tudo! Um perigo!

Houve também quem resolveu utilizar sua fantasia para fazer protestos contra a corrupção da Petrobras, reclamar por Segurança, pedir por concursos para cargos públicos e um alerta para os abusos do álcool. Confira a galeria acima.

 

 

Carlos Lustosa Filho
carloslustosa@cidadeverde.com

 

 

Professor se veste de Papa Francisco e abençoa foliões no Corso

  • papavaldete1.jpg Valdete Martins
  • papavaldete.jpg Valdete Martins
  • IMG_0335.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0327.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0315.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0309.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0302.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0292.jpg Portal Cidade Verde
  • IMG_0285.jpg Portal Cidade Verde

O professor Waldeck Oliveira, 50 anos, faz sucesso na avenida Raul Lopes vestido de papa Francisco. Com bata prata e a tradicional mitra (chapéu do papa), o professor abençoa os foliões e pede proteção para o maior corso do mundo. Por onde passa, ele é assediado para tirar fotos, fazer selfie e simular uma benção.

“O papa Francisco é espetacular. Ele veio para mostrar que a igreja é simples e melhorar a imagem da igreja que estava denegrida. Que os foliões brinquem na paz e sem violência”.

Woodstock no Corso

Foliões foram para a venida fantasiados de Jami Hendrix e Janis joplin. Poliana Câmara disse que é uma homenagem ao festival Woodstock e a década de 70. “As pessoas estão precisando de paz no coração e menos violência”.

Flash Yala Sena

yalasena@cidadeverde.com

Profissionais da saúde se vestem de Aedes Aegypt no Corso

Os funcionários Edilson Machado e Luciano Bastos da Fundação Municipal de Saúde resolveram participar do dia D de combate à Dengue e a Chinkungunya de forma diferente. Aproveitando o Corso, eles resolveram se fantasiar de mosquito Aedes Agypt o principal vetor das duas doenças. 

“Nós quisemos chamar atenção para o dia de combate a esse mosquito, vindo picar as pessoas no corredor do Corso, para que fiquem atentas e não deixem água parada”, informou os funcionários. 

A FMS está com um estande na avenida Raul Lopes distribuindo panfletos de como evitar a proliferação do mosquito.

 

Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Fãs da Banda Calypso, casal se veste de Joelma e Chimbinha e param o Corso

Fãs da Banda Calypso, o casal piauiense David Alves e Sâmia Alves se caracterizaram de Joelma e Chimbinha para brincar o corso. Os estudantes chamaram atenção pela a avenida Raul Lopes que ficou pequena para a quantidade de foliões que queriam tirar uma foto ao lado da dupla, casada apenas há um ano. 

"Eu sou fã da banda desde 1999 e convenci a minha mulher a se vestir de Joelma. No ano passado viemos caracterizados, mas não pintei o cabelo e agora em 2015 resolvemos vir como manda o figurino. Somos loucos pelo Calyspo e na gravação do DVD de 15 anos em Belém nem conseguimos assistir ao show de tanto assédio do público", disse David Alves. 

Os dois são integrantes do fã-clube 'Teresina é Calypso' e não medem esforços para homenagear o casal famoso. Além da confecção de figurinos, o casal comprou uma guitarra de R$ 460 só para se fantasiar. 

"Não tem cansaço ou salto alto. Aguentamos tudo para representar nossos ídolos e é uma honra pra gente ter o carinho do público. No ano passado tivemos o prazer de encontrar Joelma e Chimbinha em Pedro II e foi uma emoção indescritível. O amor é tão grande que até no nosso quarto temos fotos deles. Ao todo são mais de mil", disse Sâmia Alves. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Cofre vazio, criatividade farta: caminhão homenageia escândalo na Petrobras

Em dia de folia também é possível falar de política. Foi isso que os "corseiros" do caminhão Petrolão fizeram. Insatisfeitos com o escândalo envolvendo a Petrobras, eles protestaram de forma bem humorada durante o Corso de Teresina neste sábado (7).

A ideia partiu da bancária Denise Leal. Mas quase não vingou. "Era certeza que teríamos um caminhão no Corso. Mas estávamos divididos entre o Petrolão e o Islamismo. Gostamos de temas polêmicos. Acabamos optando pelo Petrolão mesmo", comentou a bancária.

Para protestar, os "corseiros" investiram cerca de R$ 2.000 na decoração do caminhão, na customização de camisas (coletes laranjas semelhantes aos usados por trabalhadores de uma plataforma de petróleo) e na confecção de notas de R$ 1.000.

"Acredito que podemos ganhar o prêmio, não pela decoração, mas pela nossa criatividade", vibrou Denise.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Posts anteriores