Cidadeverde.com

Inscrições para vendedores e ambulantes no Corso começam na segunda (19)

Os ambulantes e vendedores em gerais que estão programando garantir renda durante o Corso 2015, neste ano precisarão se inscrever para comercializar seus produtos. A Prefeitura de Teresina por meio da Superintendência de Desenvolvimento Leste (SDU Leste), junto com a Fundação Municipal Monsenhor Chaves (FMC), organiza o evento que acontece no dia 7 de fevereiro e atua no sentido de garantir a oranização.

As inscrições começarão nesta segunda-feira (19), no Distrito de Limpeza da SDU Leste localizado na Rua Coronel Belisário da Cunha esquina com Avenida João XXIII, próximo ao balão do São Cristovão, e encerram no dia 30 de janeiro. “Serão feitas as inscrições de todos aqueles que nos procurarem dentro do prazo determinado. O cadastro do ambulante mostra o compromisso que ele tem com a cidade agindo corretamente inclusive com o meio ambiente”, disse Francisco Canindé, titular da SDU Leste.

A Prefeitura de Teresina também tem se mostrado bastante preocupada com o meio ambiente durante o evento que terá na Avenida Raul Lopes o seu trajeto principal, onde caminhões estilizados vão desfilar. A Raul Lopes possui hoje um dos maiores parques ambientais da cidade, que é o Parque Raul Lopes, ao lado do Rio Poty. Até ano passado, ambulantes armavam suas tendas para vender bebidas e comidas no local. Este ano será proibida a utilização do espaço exceto pelos foliões.

A imprensa terá seu espaço reservado no canteiro central da Avenida Raul Lopes e os ambulantes do lado esquerdo no sentido do início do percurso que entra pelo balão da Universidade Federal do Piauí (UFPI) até o balão da Jockey Club, próximo ao Riverside Shopping.

 

redacao@cidadeverde.com

Conheça as músicas que devem virar hits do carnaval 2015

O carnaval é a época mais esperada do ano também para os músicos. É nesse período que intérpretes e compositores saem do anonimato e encontram o sucesso.

Tudo depende do hit do verão, a música que for a mais tocada nas rádios, paredões, trios elétricos e bailes em todo o Brasil, projeta talentos ou revela celebridades instantaneas.

Via de regra a preferida do público é um novo ritmo  – acompanhado de um coreografia sensual – lançada no sul da Bahia.

Foi assim com “Rebolation” em 2010 . Mas nem sempre o grande boom do carnaval obedece a lógica. Em 2011, a música mais tocada foi “Ai se eu te pego”  do sertanejo Michel Teló . E já teve até música internacional sacudindo o Brasil no reinado de momo. Quem não dançou ao som de “Oopaa gangnan style” do estiloso coreano Psy ?

Na sequencia estouraram o “Lek lek”, oriundo do funk em 2013 e a Bahia voltou a dominar as paradas de sucesso em todo o carnaval de 2014 com o “Lepo lepo”.

Há ainda as versões para músicas nada carnavalescas, como “Esse cara sou eu” de Roberto Carlos e “Camaro amarelo” que foram das mais ouvidas no Corso em 2013  e “Garçom” que tocou ate abusar no ano passado, em homenagem póstuma a Reginaldo Rossi.

E esse ano, qual você acha que vai ser a música do Corso  ?  “Pararatibum”, de Mc Tati Zaqui” e “Moriçoca Soca”, do Rei da Cacimbinha, estão no páreo.  Outras candidatas ao título são “Xenhenhem” da Banda Psirico; “Mamolengo” do Leo Santana ,” Zap zap” de Alexis Ferrrari e uma versão mais animada de  “Porque homem não chora” do cantor Pablo do Arrocha.

A cantora Lene Silva, interpretou alguns desses hits a pedido da repórter Solange Souza.Veja!

Texto: Indira Gomes

redacao@cidadeverde.com

Lojas de aluguel de fantasia contratam pessoal para atender pedidos para o Corso

Se você ainda não escolheu o figurino pro Corso, é bom se apressar. Nas casas de fantasias é grande a procura e quem não correr pode ficar sem a roupa do personagem preferido.

A locação custa entre 50 e 100 reais, dependendo do modelo e dos acessórios. Algumas empresas aceitam encomendas para fazer a roupa no esquema de primeiro aluguel, quando o cliente escolhe o modelo a ser confeccionado.

A empresaria Fabíola Rocha já assumiu as fantasias de dois grupos de amigos, com quarenta pessoas em cada caminhão. “Só não recebi mais porque não tem costureiras disponíveis no mercado. Já contratei uma e ainda estou com duas vagas em aberto”, disse Fabíola, que ainda contratou mais quatro funcionárias para atender a clientela.

Em outra loja do ramo, a equipe extra conta com seis funcionárias a mais e para driblar  a dificuldade de costureiras, os donos compraram muitas fantasias fora do Piauí. Todo fim de ano é feita até uma reforma para aumentar o espaço e a visualização do estoque, que hoje tem mais de 2 mil peças. "Já estamos recebendo reservas pro Corso desde dezembro” , disse a gerente Iomara Barbosa.

O crescimento do corso deu um grande impulso aos empresários, mas a festa sazonal não justificaria tantos investimentos. "Não é só isso. As lojas tem movimento garantido o ano inteiro graças as aulas da saudade, promovidas pelas turmas de formatura, mas no corso, eu acredito que todas as lojas juntas não conseguem atender a demanda”, concluiu Fabiola , que montou a loja há quatro anos e meio.

Texto: Indira Gomes

redacao@cidadeverde.com

 

Veja sugestões de brincos para usar no Corso e garantir um visual caprichado

Em contagem regressiva para o maior corso do mundo, a jornalista Liana Aragão, apresenta sugestões de brincos para serem usados no evento.

As dicas foram exibidas no quadro Tudo de Moda do Notícia da Manhã, desta quarta(14).

São brincos de vários tamanhos, formatos e materiais. Segundo Liana, brincos menores devem ser coloridos e com brilho.
 
A jornalista e consultora de moda também recomenda o uso dos brincos metalizados e recortados a laser, que  são tendência no momento. Ela sugere ainda as franjas e as rendas com aplicações em cristais leves.

Com essas dicas de brinco, Liana Aragão garante um visual caprichado, que fará sucesso no Corso 2015.

Veja as dicas de brincos!


Marcelo Lopes
marcelolopes@cidadeverde.com

 

Órgãos envolvidos no Corso fazem visita técnica no local da festa

Fotos: Rômulo Piauilino

Todos os órgãos envolvidos na realização do Corso de Teresina (PI) estiveram nas avenidas Marechal Castelo Branco e Raul Lopes na tarde desta segunda-feira (12). A visita técnica teve como principal assunto a segurança dos foliões, que participarão da festa no dia 7 de fevereiro. 

“A determinação do prefeito Firmino Filho é que a segurança esteja em primeiro lugar. Nós queremos que as pessoas venham se divertir e voltem para casa tranquilamente”, afirmou o presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Lázaro do Piauí. 

Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, cavalaria e policiamento militar motorizado vão reforçar a segurança. Ambulâncias do Samu e particulares estarão no Corso para atender os foliões. 

Uma novidade em 2015 será a ausência de barracas de comidas e bebidas na margem do rio Poti, uma solicitação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O cadastramento dos barraqueiros será feito  pela SDU Leste. 

As inscrições estão abertas na Fundação Monsenhor Chaves e poderão ser feitas até o dia 30 de janeiro.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Confira dicas de como se organizar para participar do Corso 2015

A TV Cidade Verde e o Cidadeverde.com deram a largada para a cobertura da maior festa popular do Piauí. O Corso 2015 voltará a reunir milhares de pessoas na avenida Raul Lopes, em Teresina, e nossas equipes já se preparam para mostrar todos os detalhes da folia. 

Mas antes, é preciso estar preparado para curtir o Corso com tranquilidade e segurança. Para você se organizar com antecedência, a repórter Indira Gomes preparou um vídeo com dicas para você montar o seu caminhão.

Posts anteriores