Cidadeverde.com

Amigos se inspiram em "loira do paredão" e vão para avenida de topless

Os amigos Levson, Iago e Laércio se inspiraram na polêmica prévia de carnaval ocorrida na semana passada em Teresina, onde uma garota fez topless em cima de um paredão de som, para bolarem a fantasia do corso. Com seios "falsos", perucas e uma minissaia, os amigos montaram o traje de última hora.

"Esses seios a gente encontrou no Mocambinho, a peruca nós compramos no centro e a saia pegamos emprestado. A loirinha do paredão  foi que nos inspirou", disse Levson.

Já o folião Iago afirmou que a fantasia foi adquirida em tempo recorde. "Foi a fantasia mais rápida que deu para montar", afirmou.

Maria Romero (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
redacao@cidadeverde.com

Sucessos musicais inspiram alegorias dos caminhões

Made In Roça, Bodes Metralheiros, Corso Incana são alguns dos caminhões que este ano vieram inspirados em nos hits e bordões musicais do momento. Eles são alguns dos que se preparam para sair na avenida.

Vinícius Castelo Branco, do carro Bode Metralheiros conta que todos os anos o grupo vem com algum tema que é assunto no momento. Este ano o hit Paredão Metralhadora, da banda Vingadoras foi a inspiração do grupo. “A gente se conhece da faculdade e este ano a música está estourada. Tinha que ser o nosso tema.”, disse posando com uma pistola d’agua ao lado do caminhão.


Vinícius reuniu os amigos e usou o hit Paredão Metralhadora como inspiradora

As jovens Maisa Melo e Debora Galvão estão no caminhão Corso Incana. Nas camisetas, trouxeram estampadas uma das frases de Ivete Sangalo que fez sucesso já no inicio de 2016 e virou meme nas redes sociais: “Quem é essa daí, papai”. “A gente veio com os nossos namorados e nem é uma indireta. É só para tomarem cuidado”, brinca Debora. No caminhão em que elas estão, pelo menos 100 pessoas devem fazer parte da folia.


Maisa e Débora dizem que a camisa não é indireta para os namorados


O caminhão Corso Incana reúne muita gente bonita e animada

A música Made In Roça, do sertanejo Loubet, é uma das que está fazendo sucesso e não deixaria de ser tema de algum carro. Galba Coelho é um dos integrantes do caminhão que leva o nome do hit. Com fantasias de caipira, ele e os amigos da escola se reuniram em cerca de 50 pessoas. “Viemos inspirados nos sertanejos que estão fazendo sucesso”, diz.

Flash de Maria Romero [do local] 
Diego Iglesias da Redação
Redacao@cidadeverde.com

AO VIVO: Transmissão do Corso 2016 na TV Cidade Verde

 

FMS possui mais de 1 milhão de preservativos para distribuir no carnaval 2016

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está com mais de 1 milhão de preservativos masculinos e femininos para distribuir aos foliões de Teresina durante o carnaval 2016, principalmente no Corso, pois é considerado o maior evento carnavalesco do Piauí, que ocorrerá nesta sábado (30).

Segundo a coordenadora de DST/AIDS da FMS, Andrea Fernanda Lopes, a distribuição integra a campanha educativa de conscientização contra a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. Também será distribuído gel lubrificante.  

“Vamos iniciar as ações de prevenção na campanha contra a transmissão do HIV e de outros DSTs, que consta principalmente na distribuição de camisinhas masculinas e femininas durante o Corso de Teresina, bem como em toda a época do carnaval”, disse a coordenadora.

Andrea também destaca que uma equipe da FMS estará distribuindo as camisinhas e orientando os foliões sobre a prevenção de DSTs durante todo o Corso 2016.  A equipe estará localizada embaixo da Ponte Estaiada João Isidoro França ao lado de uma banca de revista, na Avenida Raul Lopes, local do evento. 
 
“Estaremos com essa ação não somente no Corso de Teresina, mas também durante todo o carnaval”, acrescentou.  Andrea explica que os interessados podem estar buscando os preservativos diretamente nos postos de saúde, não precisa de cadastro ou documento de identificação. 
 
“A distribuição de preservativos nessa época do ano é fortalecida em todo o país devido a enorme fluxo de pessoas nas cidades, em especial nas ruas por causa dos blocos. Pessoas se encontram, se conhecem e gostam uma das outras. Por isso, reforçamos o uso de camisinhas, pois essa é a maneira mais eficaz de proteção contra as DSTs, dando atenção especial ao vírus HIV por estar bastante presente nos jovens de 15 a 24 anos, de acordo com dados do Ministério da Saúde”, pontua Andrea. 
 
Uma pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira (PCAP), divulgada pelo Ministério da Saúde, informou que a maioria dos brasileiros (94%) sabe que o preservativo é a melhor forma de prevenção às DST e AIDS. No entanto, 45% da população sexualmente ativa do país não usaram nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses.

Carlienne Carpaso (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

Preparada para o desfile, avenida concentra animação e família

Enquanto os foliões se preparam para o início do Corso do Zé Pereira em Teresina e a equipem que coordenam o trânsito a avenida de trabalham para que os carros consigam trafegar sem problemas. Enquanto isso, foliões já começam a soltar a alegria para o desfile.

Parte da Marechal Castelo Branco foi bloqueada no sentido Sul/Norte, entre a Ponte Estaiada e o Atacadão para que os caminhões possam se organizar e iniciarem o desfile. Já a via no sentido oposto está liberada. O acesso à Ponte Estaiada pela Rua Amazonas de quem vem pela Marechal também está liberado. Equipes da Strans estão no local auxiliando os condutores juntamente com a Polícia Militar.

Com a avenida preparada para a folia, os foliões já começam a se aglomerar com a mesma irreverência dos anos anteriores. Sandra trouxe a família para brincar e veio preparada para qualquer desafio. Acompanhada do marido Ramiro e do filho Nícolas, de 11 anos, vieram de Super-Homem acompanhando o caminhão Tudo Junto e Misturado. “Todos os anos nós participamos do Corso e este ano decidimos vir os três de Super-Homem. Acreditamos que este ano vai ser melhor porque está mais organizado”, afirma.


Ramiro, Sandra e Nícolas aproveitam a festa fantasiados e em família 

Não foi só o casal que optou em levar o filho pra folia. Pela terceira vez no corso, Denise, mãe de Mateus, de 4 anos, afirma que a alegria está tomando de conta do momento. “A gente sempre vem e traz a família. É um momento de diversão. E nós adoramos apreciar as fantasias.”, diz empolgada. 


Denise e o marido levaram os filhos para a diversão na Avenida Marechal

Se preparando para começar o desfile, os integrantes do caminhão Havaloucos garantem muita animação. “Vai ser muito melhor esse ano porque tem menos caminhões. Estamos nos organizando desde o dia 15 de janeiro e temos certeza que será muito bom. Estamos desde cedo para aproveitar tudo”, afirmou o estudante José Carlos, um dos 30 jovens que integram o grupo.

Pedro Alan e Jessica Lobão resolveram fazer do corso também um protesto. Ela veio pra avenida de policial, ele veio de presidiário e com a máscara do ex-presidente Lula. "A intenção é se divertir, mas também fazer um protesto contra a impunidade do país."

Já as estudantes Mariana, Yulaia e Isadora vieram com uma fantasia inusitada, a de GPS do Amor. Elas explicaram que fazem parte de um bloco e acrescentaram: "quem estiver em busca do amor, encontra aqui", afirma.

Flash de Jordana Cury [do local]
Diego Iglesias da Redação
Redacao@cidadeverde.com

Caminhão alerta foliões para combate ao mosquito Aedes aegypti

  • corso6.jpg Yala Sena
  • corso5.jpg Yala Sena
  • corso4.jpg Yala Sena
  • corso3.jpg Yala Sena
  • corso2.jpg Yala Sena
  • corso1.jpg Yala Sena

O Corso de Teresina também serve para alertar as pessoas sobre o perigo de várias doenças. Em época de dengue, chikungunya e zika, o mosquito Aedes  aegypti não poderia faltar. Um caminhão idealizado pelo Centro de Zoonoses vai mandar o recado aos foliões.

Uma faixa no caminhão com os dizeres "divirtam-se, mas não brinquem com o mosquito", reforça as ações contra o aedes.

"É um momento para alertar o folião que deve combater o mosquito", disse Marta Sousa, da Agência de Zoonoses de Teresina.

Duas pessoas vestidas de mosquito "provocam" os transeuntes na avenida. Agentes de endemia, comunitários e de limpeza estão presentes no caminhão.

 

Yala Sena (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
redacao@cidadeverde.com

Irreverência marca concentração do Corso 2016

A animação já toma conta da concentração do Corso de Teresina. Quem vai pra festa para conseguir uma grana extra também tem que entrar no clima. A ambulante Ismaele Costa improvisou um carrinho de supermercado e foi para Marechal vender bebidas. Batizado de carro do Zap Zap, ela promete vender toda a mercadoria.

"Corso vai ser muito legal. Tenho certeza que vou vender tudo e não vai sobrar nada", afirmou.

O único caminhão que está na concentração é o caminhao da Diskar/Skol. A organizadora falou da expectativa para o Corso. "O caminhão vem cheio de amigos. A expectativa é a melhor possível. Vamos brincar na paz", disse Carmem Lucia Carvalho.

Yala Sena (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
redacao@cidadeverde.com

Bandas começam a tocar na concentração e crise econômica é tema de caminhão

  • _MG_0184.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0183.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0166.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0160.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0159.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0151.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0150.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • _MG_0145.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

A animação dos foliões para o corso de Teresina já começa na concentração da Avenida Marechal Castelo Branco. Em muitos caminhões as bandas já começam a tocar, duas horas antes de o desfile ter inicio. Futebol, paz e até a crise econômica viram tema para os caminhões.

Os foliões não se intimidaram em exibir as contas vencidas do último mês como decoração. Dois carros vieram para a avenida com o nome "Caminhão da foba, crise tô fora", ironizando a crise econômica. Inspirados na paz e no amor, o grupo de amigos "Calango", que há oito anos participa do corso de Teresina, escolheu o tema como forma de chamar atenção das pessoas para o bem.

"Esse ano, com tantas violências e catástrofes acontecendo, a gente veio com o tema Paz, Calango e amor”, explica a assistente social Samara Barbosa, uma das organizadoras do caminhão. Ela conta ainda que os 25 amigos que estão na organização se conhecem desde a infância.

O estudante Franze Pacheco veio participar da festa em um caminhão de tema aberto e diz que mesmo sem muito planejamento ainda prefere vir no caminhão, enquanto para algumas pessoas o corso está mudando de perfil e parece mais vantajoso ir no chão, outros mantém viva a tradição dos caminhões.

"Acho que vale muito mais a pena estar em cima do caminhão, é mais confortável e acho mais seguro. Ficamos todos juntos, os amigos que combinam de vir", declarou ele.

Prêmio Cidade Verde
A TV Cidade Verde, que este ano completa 30 anos, também vai premiar os melhores da festa, que já entrou para o Guinness Book como o maior desfile de carros decorados do mundo. Um juri formado por profissionais da TV Cidade Verde vai eleger os melhores.

#Corsocidadeverde
Para participar ao vivo da transmissão é só postar fotos da folia usando a hashtag #corsocidadeverde. Usando a hashtag você terá um canal direto e interativo com os apresentadores e com a equipe do Cidadeverde.com.

Flash Maria Romero (Do local)
Lucas Marreiros (Da redação)
redacao@cidadeverde.com

Caminhões se concentram na Marechal; paredões animam os foliões

Os caminhões já começam a se concentrar na avenida Marechal Castelo Branco para o Corso 2016. Enquanto o desfile não inicia, os paredões fazem a animação dos foliões que já estão no local. Rodolfo Branco levou o paredão "Chupa Cabra" para o esquenta da festa, que conta a presença da mãe, namorada e amigos.

"Este ano vai ser ótimo com certeza. Já estamos no clima", disse o rapaz do bairro Pedra Mole.

A mãe do rapaz, Camila Vieira, foi pela primeira vez curtir o Corso. "É a primeira vez na avenida e já estou gostando", disse.

O desfile, marcado para ter início 16h30, deve atrasar. Os caminhões ainda não estão no local indicado para a largada e sim espalhados por toda a avenida. A organização espera o batalhão de trânsito para rebocar os veículos até a região do supermercado Atacadão, local onde o corso começará.

"A gente está tentando levar todo mundo para depois da ponte da primavera porque a maioria ficou perto da ponte Estaiada e a passagem ficou prejudicada estamos tentando agilizar para que o desfile seja pontual", informou o membro da organização Marlon Rodner.

O presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Lázaro do Piauí, disse que o desfile deve atrasar em uma hora. "Quem não estiver no local da concentração até às 16h30 vai ser desclassificado. Já temos a previsão de um atraso da entrada dos caminhões de cerca de uma hora. A polícia está lá para tentar resolver isso e fazer todo mundo cumprir o horário", afirmou.

Apenas a via sentido zona norte está interditada na Marechal Castelo Branco. Em 2016, 81 caminhões se inscreveram no Corso 2016.

Yala Sena (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
redacao@cidadeverde.com

Fundação Cultural inscreve 81 caminhões para desfile do Corso 2016

  • corso-2016.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • caminhoes.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • corso-3.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • corso-1.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com
  • cors-2.jpg Thiago Amaral/Cidadeverde.com

As inscrições para a participação de caminhões no Corso do Zé Pereira terminou às 18 horas de ontem(29), com 81 veículos, que devem percorrer as avenidas Marechal Castelo Branco, Duque de Caxias, Ponte Petrônio Portela, para então entrar na avenida da folia Raul Lopes. 

Como todos os anos, a Prefeitura de Teresina, através da Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC) premiará os caminhões mais bonitos e divertidos, com direito a primeiro, segundo e terceiro lugares que ganharão R$ 2.500; R$ 1.500 e R$ 1 mil respectivamente.

A avenida Raul Lopes será interditada a partir das 14 horas da rotatória da Ponte Petrônio Portela (Ponte da Primavera) até a rotatória do Eurobusiness. Agentes da Strans estrão no local orientando o tráfego. 

A Fundação informou que terá 11 veículos de sonorização automotiva que serão espalhado entre os caminhões para que a avenida não fique sem som. 

Prêmio Cidade Verde

A TV Cidade Verde, que este ano completa 30 anos, também vai premiar os melhores da festa, que já entrou para o Guinness Book como o maior desfile de carros decorados do mundo. 

Um juri formado por profissionais da TV Cidade Verde vai eleger os melhores. O 1º lugar vai levar 1.200 latinhas de cerveja Skol, mais uma caixa térmica. O 2º lugar vai fazer a festa com 600 latinhas de Skol, mais 5 conjuntos de mesas. O 3º caminhão melhor colocado ganhará 360 latinhas, mais dois conjuntos de mesas.

Serão levadas em consideração pelos jurados, a animação dos participantes, o tema e a originalidade do caminhão, bem como a riqueza de detalhes. "São estes requisitos para um caminhão estar entre os finalistas", explica Jeane Melo, diretora do departamento de marketing da emissora.

De acordo com o presidente da FCMC, Lázaro do Piauí, A folia na avenida começa incialmente às 16 horas com as charangas e os desfiles dos carros enfeitados deve iniciar entre 16h30 e 17 horas. 

#Corsocidadeverde

O Cidadeverde.com e a TV Cidade Verde estão preparando uma super cobertura para o Corso 2016. O maior desfile de carros enfeitados do mundo terá a cara dos foliões e para participar ao vivo da transmissão é só postar fotos da folia usando a hashtag #corsocidadeverde.

Usando a hashtag você terá um canal direto e interativo com os apresentadores e com a equipe do Cidadeverde.com, que vai acompanhar e trazer todas as novidades da festa em tempo real na internet. 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Posts anteriores