Cidadeverde.com

"Foca na Dieta" vence a premiação da TV Cidade Verde como melhor caminhão de 2017

  • premio-campeao.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio25.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio24.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio23.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio22.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio21.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio20.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio19.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio18.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio17.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio16.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio15.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio14.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio13.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio12.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio11.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio10.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio09.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio08.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio07.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio06.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio05.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio04.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio03.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio02.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde
  • premio01.jpg Foto: Roberta Aline/Cidade Verde

A votação popular pelo Cidadeverde.com definiu os três caminhões mais bonitos e animados que desfilaram pela avenida Raul Lopes, durante o Corso de Teresina, no último sábado (18). “Foca na Dieta”, “Era uma vez” e “De volta ao Faroeste” foram os vencedores da tradicional premiação da TV Cidade Verde.

1º lugar: "Foca na Dieta"

O júri da TV Cidade Verde havia decidido pelos cinco finalistas durante a transmissão da festa e ficou a cargo dos internautas do portal Cidadeverde.com a definiu dos três melhores que ganharam produtos oferecidos pela cerveja Itaipava. 

O vencedor foi divulgado no Jornal do Piauí nesta terça-feira(21). O caminhão 'Foca na Dieta' conquistou o 1º lugar e vai receber 1.080 latinhas de cerveja Itaipava e mais um freezer Itaipava. Já o caminhão 'Era uma Vez' ficou com 2º lugar leva para casa 600 latinhas cerveja Itaipava mais cinco conjuntos de mesa. Para o 3º lugar, o caminhão “De volta ao Faroeste” levará 360 latinhas cerveja Itaipava e mais dois conjuntos de mesa. 

Esta é a segunda vez que a turma vence o concurso da TV Cidade Verde. Ano passado eles levaram o segundo lucar com o caminhão "Crise? Tô Fora!". "Esse ano nossa proposta foi fazer uma sátira com relação a essa dieta que os brasileiros e muitos de nós começamos e nunca colocamos a frente. Nós representamos toda a ideia da Shopping Gráfica e dos seus empresários que pensaram em todos os detalhes", explicou Cleane Leal, representante do caminhão vencedor.

A turma agora planeja uma festa para depois do Carnaval para reunir todos os amigos que estiveram no caminhão e comemorar a vitória com as mil latinhas de Cerveja Itaipava.

Já o caminhão "Era Uma Vez" também repete a dose de outras edições do prêmio. Ano passado eles venceram o concurso com o caminhão África Pop e esse ano faturaram o segundo lugar com a temática do universo do soldadinho de chumbo e da bailarina. "A gente sentiu que esse ano existia uma resistência ao corso e a gente teve que vir revalidar e mostrar que essa festa é nossa identidade e merece respeito e valorização", declarou Lana, que representava o caminhão.

2º Lugar: "Era uma Vez"

3º lugar: "De volta ao Faroeste"

 

Da redação
redacao@cidadeverde.com

Prefeitura recolhe mais de 17 toneladas de lixo no Corso

A tradicional prévia de carnaval de Teresina reuniu uma multidão de foliões na Avenida Raul Lopes, no último sábado (18). O Corso do Zé Pereira já se consolidou como a maior festa popular da capital e contou com um intenso esquema de limpeza. Durante o evento, 357 profissionais trabalharam divididos em equipes e, ao todo, foram recolhidas 17,79 toneladas de lixo.

Os resíduos foram removidos nas avenidas Marechal Castelo Branco, Duque de Caxias, Petrônio Portela, Raul Lopes e Nossa Senhora de Fátima; principais vias de concentração dos foliões.

Além dos 296 catadores que trabalharam no dia do evento, outros 61 foram às ruas no domingo para finalizar a limpeza. "O esquema de limpeza foi planejado para oferecer mais conforto aos populares. Nossos agentes trabalharam em horário especial, inclusive na madrugada, para poderem entregar uma cidade limpa antes, durante e depois do Corso", enfatiza o assessor técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), Robespierre Leite. 

Os foliões se divertiram acompanhando o tradicional desfile do corso. Os 33 caminhões que participaram do evento deste ano se concentraram na Avenida Petrônio Portela e seguiram o percurso pela avenida Raul Lopes, mostrando muita animação e criatividade com suas decorações temáticas.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

TV Cidade Verde define caminhões finalistas do Corso. Vote agora

Chegou a hora de escolher os três melhores caminhões que desfilaram no último sábado (18) no Corso de Teresina. O júri da TV Cidade Verde definiu os cinco finalistas durante a transmissão da festa. São eles: “De Volta ao Faroeste - Bode dos Medonhos”, “Foco na Dieta”, “Era Uma Vez”, “Paz no Futebol” e “Deuses da Folia”.

 

 

O júri foi formado por profissionais da TV Cidade Verde e convidados que ficaram atentos ao desfile. O resultado da votação será divulgado no Jornal do Piauí desta terça-feira (21).

O caminhão que conquistar o 1º lugar receberá o prêmio de 1.080 latinhas mais um freezer Itaipava. Já o 2º lugar leva para casa 600 latinhas Itaipava mais cinco conjuntos de mesa.  Para o 3º lugar, o prêmio é de 360 latinhas Itaipava mais dois conjuntos de mesa. 

A premiação dos melhores do Corso é uma tradição da TV Cidade Verde. Não esqueça, CLIQUE AQUI PARA VOTAR.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Prefeitura estima que 330 mil pessoas participaram do Corso 2017

A Prefeitura de Teresina afirmou neste domingo (19) que pelo menos 330 mil pessoas acompanharam o Corso 2017 na avenida Raul Lopes. A estimativa é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec). A Polícia Militar não realizou contagem oficial este ano.

“O povo foi com a fantasia da alegria e tranquilidade e, segundo a Semdec, foram 330 mil pessoas na avenida”, disse Marlon Rodner, da Comissão Organizadora do Carnaval de Teresina.

A Semdec calcula que houve um aumento de 10% no número de foliões a pé. Em 2015 estiveram na passarela do Corso 250 mil foliões, com base em informações fornecidas pela Polícia Militar, e em 2016 esse número alcançou 300 mil. “Fazemos um balanço positivo. Foi o Corso mais tranquilo dos últimos anos. Acontecem pequenas confusões por conta do tamanho da festa e da bebida, mas o saldo foi bastante positivo”, comemora Marlon.

Segundo ele, o sentimento de dever cumprindo é maior após o boato espalhado nas redes sociais de que o corso não aconteceria este ano em virtude da baixa procura para inscrição de caminhões.

“Começaram a dizer que o corso não ia acontecer, mas a população que quer ficar no chão foi. A população mais uma vez apoia o corso, a maior festa de Teresina”, conta.

O representante da comissão avalia que ainda é cedo para discutir mudanças para 2018, mas por conta do crescimento do público que vai a pé, a prefeitura vai continuar a investir em atrações musicais. 

“Este ano levamos o bandão fazendo a abertura, mas temos que trabalhar com atrações complementando o corso”, afirmou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Corso 2017 contou com 357 agentes na limpeza da Avenida

Para garantir a limpeza na Avenida Raul Lopes antes, durante e após o Corso 2017, uma equipe de limpeza da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), formada por 357 agentes, fizeram a coleta regular do lixo concentrado no evento.
 
Precavidamente, a Prefeitura de Teresina, através das superintendências de Desenvolvimento Urbano Leste, Centro-Norte, Sul e Sudeste, montou um esquema especial de limpeza, principalmente na região Leste da cidade, onde estava prevista a maior concentração de foliões. “Ontem, sábado (18), tivemos 296 homens no espaço. Já na manhã e tarde de hoje (19), serão 61. Nossa equipe fez a catação do lixo, ensacamento e fazendo a alocação no caminhão compactado que ficou distribuído em pontos específicos da avenida”, explicou Renato Lopes, gerente de Serviços Urbanos da SDU Leste.
 
Segundo o gerente, não foi medido esforços para controlar a limpeza durante o evento e realizar o mutirão depois que a folia acabar. “Hoje, temos o apoio de caminhões para remoção do lixo. No entanto, mesmo com esse esquema, sempre é importante as pessoas fazerem sua parte e ajudarem. A cidade ganha e a população também”, declarou o gerente.
 
Planejamento
 
No início deste mês, a equipe da limpeza já executou todo o quadrante que contemplou o evento com os serviços de capina e coleta do lixo. “O trecho compreendeu as avenidas Raul Lopes, Nossa Senhora de Fátima, Jockey Club e Universitária. Fizemos também o levantamento das lixeiras físicas no passeio da Raul Lopes, e as que estavam danificadas fizemos a reposição. No dia também, reforçamos a limpeza com o lotocar que são os carrinhos conduzidos pelos garis. Nosso objetivo é garantir o melhor acondicionamento do lixo que foi gerado pelos foliões”, contou o gerente.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Foliões constroem 'muro' no Corso em protesto contra Trump

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Foliões construíram um 'muro' em plena avenida Raul Lopes para protestar contra o decreto do presidente Donald Trump que prevê a construção de uma barreira física entre os Estados Unidos e o México para frear a imigração ilegal ao território norte-americano. Mas como o Corso é sinômino de folia, mexicanos também entraram na brincadeira e trouxeram o Trump para a festa. 

"Trouxemos o Trump e seis amigos vestidos de mexicanos para a avenida, sendo que três deles fizeram intercâmbio no Méxixo. Foi um forma que encontramos de protestar e tem feito o maior sucesso. Descobrimos até que o Trump é mais famoso que o Temer", brinca o folião Pablo Learth. 

Por onde passa na avenida, o grupo de amigos faz sucesso, posa para fotos e também distribui tequila. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Dudu diz que prefeitura criou regras demais para o corso

O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), criticou a prefeitura de Teresina por ter burocratizado e criado regras em demasia para os foliões participarem do Corso 2017, que está acontece neste sábado (18) na Avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina.

De acordo com ele, a festa não pode perder sua espontaneidade e quando a Prefeitura cria muitas normas para a participação de caminhões ou de paredões de som, isso diminui a folia. Os carros de som, que haviam sido proibidos até nas ruas laterais da Raul Lopes, foram liberados já no final de tarde, para que pudessem permanecer no arredores da Avenida.

"É um festa espontânea e a gente percebe que diminui muito a quantidade de participantes. Isso é um recado do povo que não quer burocracia do poder público, quer continuar espontaneamente vindo para cá para se manifestar.

Quando você burocratiza demais, cria regras, o povo começa a se afastar, e não queremos assim, queremos o Corso como  um canal. Em Teresina, o que a gente vê é que a prefeitura não incentivou o Corso, assim como não incentivou o carnaval este ano. Estamos vendo o esvaziamento grande e espero que não venha a acabar', destacou o vereador.

Ele lamentou que a quantidade de pessoas esteja diminuindo, mas considerou que o Corso não perdeu a beleza e espontaneidade. "Espero que volte a ser vigoroso como sempre foi", finalizou.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Caminhão atropela folião na av. Raul Lopes e Polícia faz socorro

Atualizada às 9h07

Um folião foi atropelado na noite deste sábado (18) durante o desfile do corso. O acidente ocorreu por volta das 19h30 na avenida Raul Lopes, próximo a ponte Estaiada.

Segundo apurou o Cidadeverde.com, o acidente envolveu um carro reboque, que chegou a passar por cima do pé direito do rapaz.

Devido a multidão, a ambulância do Samu não conseguiu fazer o socorro a  vítima. O delegado Lucy Keiko, que estava de plantão na avenida, foi acionado e levou o rapaz na viatura da polícia.

O delegado informou que irá pedi as filmagens de circuito interno para identificar o motorista que provocou o atropelamento. O rapaz foi identificado como Lucas da Silva Santos Oliveira, 19 anos. Ele foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e teve o dedo do meio amputado, mas está estável. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Vice-prefeito avalia público do Corso: 'continua sendo o maior do Brasil'

O vice prefeito de Teresina, Luís Júnior (PMDB), disse que a quantidade de público e de caminhões no Corso 2017, menor do que no ano passado, não diminui a festa e que até facilita para quem quer assistir o desfile de caminhões. Ele considerou o público razoável e disse que continua sendo o maior Corso do país.

"Temos que olhar a participação do Corso por vários parâmetros. Hoje temos uma crise que está sendo sentida no bolso e isso pode representar um quadro menor.  Por outro lado, antes se levava um tempo muito grande para os caminhões percorrerem todo o percurso, muitos nem se apresentavam e com o número menor, agora as famílias estão assistindo o início, meio e fim, participando no horário todo.

Luís Júnior observou que o Corso não perde para nenhum e que deve continuar com esse título. "Acho que tem uma quantidade de gente considerável e continua sendo maior do Brasil. Então porque não continua acreditando em Teresina?".

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Fãs de Star Wars levam réplicas das armaduras da Saga para o Corso

O militar da Marinha, Sergio Murilo Soares, trouxe toda sua paixão pela saga Star Wars para a avenida Raul Lopes. Ele, que mora no Rio de Janeiro, veio visitar a família em Teresina e aproveitou para brincar no Corso vestido como um personagem da série e nada de reciclagem, a armadura e as armas são réplicas da original.

"Como eu trabalhei na Marinha e viajava muito, em todas as viagens eu procurava comprar um objeto e assim consegui formar doze armaduras dos Estados Unidos", declarou Sérgio Murilo, que estava vestido como Tai Fai, o piloto do Darth Vader.

Ele disse que queria trazer todas as armaduras para a avenida, mas só encontrou um companheiro, que vestiu a armadura do Darth Vader. "Não está pesado, só muito quente mesmo", afirmou Renan Moura. 


Caroline Oliveira 
carolineoliveira@cidadeverde.com

Posts anteriores