Cidadeverde.com

Dudu diz que prefeitura criou regras demais para o corso

O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), criticou a prefeitura de Teresina por ter burocratizado e criado regras em demasia para os foliões participarem do Corso 2017, que está acontece neste sábado (18) na Avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina.

De acordo com ele, a festa não pode perder sua espontaneidade e quando a Prefeitura cria muitas normas para a participação de caminhões ou de paredões de som, isso diminui a folia. Os carros de som, que haviam sido proibidos até nas ruas laterais da Raul Lopes, foram liberados já no final de tarde, para que pudessem permanecer no arredores da Avenida.

"É um festa espontânea e a gente percebe que diminui muito a quantidade de participantes. Isso é um recado do povo que não quer burocracia do poder público, quer continuar espontaneamente vindo para cá para se manifestar.

Quando você burocratiza demais, cria regras, o povo começa a se afastar, e não queremos assim, queremos o Corso como  um canal. Em Teresina, o que a gente vê é que a prefeitura não incentivou o Corso, assim como não incentivou o carnaval este ano. Estamos vendo o esvaziamento grande e espero que não venha a acabar', destacou o vereador.

Ele lamentou que a quantidade de pessoas esteja diminuindo, mas considerou que o Corso não perdeu a beleza e espontaneidade. "Espero que volte a ser vigoroso como sempre foi", finalizou.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com