Cidadeverde.com

Planos de saúde podem ter reajuste de até 13,55%


Os planos de saúde estão autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a reajustar as mensalidades em até 13,55% a partir deste mês de maio até abril do próximo ano.

A decisão foi publicada pelo Diário Oficial da União ainda na sexta-feira (29), e inclui os planos  médico-hospitalares individuais e familiares, atingindo 8,2 milhões de beneficiários. Isso corresponde a 17,2% dos 47,5 milhões de clientes de todas as operadoras de planos de saúde do país. 

O aumento, no entanto, só pode ser aplicado na data de aniversário do contato. A cobrança retroativa também é permitida, caso a data de  aniversário já tenha passado, mas as operadoras estão obrigadas a informar o índice de reajuste no boleto de pagamento, bem como o mês previsto para aplicação do próximo reajuste anual.

Mercado tenta ajustar preço do dólar e recuperar a bolsa

Nesta sexta-feira (19), após o pânico de ontem, o principal indicador da bolsa brasileira opera em alta, num movimento de ajuste. Às 11h, o Ibovespa subia 2,15%. Ações da Petrobras já subiam 2%, a Vale, 3%.

Nessa mesma dinâmica de tentar um ajuste, o dólar abriu em queda. Às 11h10 estava em R$ 3,30 na venda.

O clima de incerteza ainda é muito grande e isso deve continuar pelos próximos dias, pela análise dos economistas. Ninguém, até o momento, arrisca nem ao menos prever uma tendência do mercado. O que se entende é que o dólar deve buscar um patamar em torno de R$ 3,22 nessa semana. 

Crise: empregados informais com baixo salário sobe no Piauí

Até o final de 2016, o Piauí tinha uma das menores taxas de desemprego do país: 8,8%. Isso significava que 123 mil piauienses estavam procurando se recolocar no mercado de trabalho. Mas nesta quinta-feira (18), o IBGE apontou que a situação, que tenderia a melhorar, piorou. A taxa de desemprego subiu para 12,6% no Estado - são, agora, 175 mil piauienses sem trabalho. 

Os dados são referentes ao trimestre de janeiro a março de 2017. 

É importante explicar que as pessoas que são consideradas desempregadas (ou desocupadas) são aquelas que têm mais de 14 anos e que não estão trabalhando porque não conseguem emprego. Nesse sentido, excluem-se os estudantes, as donas de casa, e todas as classes que não trabalham por opção, e que somam mais 1,156 milhão de piauienses. 

A renda média dos trabalhadores piauienses continua na laterna do país, mas teve um pequeno acréscimo. Era de R$ 1.310 no trimestre encerrado em dezembro e ficou R$ 1.412 no trimestre encerrado em março. O reajuste foi de 7,7%. 

Ocupação x renda

- Os empregados com carteira assinada cairam de 239 mil no trimestre encerrado em dezembro de 2016 para 230 mil. Essa categoria teve um pequeno incremento na renda (2,9%) - passou de R$ 1.347 para R$ 1.386.

- O número de empregados sem carteira subiu de 215 mil para 216 mil. Mas a renda deles diminuiu ainda mais, passou de R$ 596 para R$ 584 (redução de 2,1%).

- A quantidade de empregados domésticos continua caindo. Era 79 mil até dezembro. Agora está em 75 mil. No mesmo período do ano passado, havia 91 mil empregados domésticos no Piauí. A renda média dessa categoria passou de R$ 527 para R$ 534 (reajuste de 1,2%). 

- Até o número de empregados no setor público caiu, de 197 mil para 189 mil. A renda continua a segunda maior entre todas as classes e teve reajuste de 6,8%. Passou de R$ 2.721 para R$ 2.906.

- Os empregadores subiram de 58 mil para 59 mil. E ainda continuam na primeira posição quando o assunto é renda mensal, além de terem tido o maior reajuste (8,8%). O rendimento passou de R$ 3.222 para R$ 3.504. 

- O número de trabalhadores por conta própria caiu de 390 mil para 359 mil. O rendimento dessas pessoas passou de R$ 697 para R$ 751 reajuste de 7,8%).

- Quem trabalha ajudando a família somava 90 mil e agora soma 89 mil. 

 

Volume de recursos

As pessoas ocupadas no Piauí fizeram circular mensalmente R$ 1,59 milhão nos meses de janeiro, fevereiro e março. Esse valor é 3,2% maior que o que circulava no trimestre anterior (R$ 1,54 milhão). 

 

Dados do Brasil: A taxa de desocupação do país está em 13,7%, o que representa 14,17 milhões de pessoas procurando emprego. A renda média mensal é de R$ 2.110. 

Bolsa de valores brasileira perde R$ 219 bilhões; veja maiores perdas

O efeito cascata da crise política na economia ainda vai levar um tempo para ser barrado. O dólar teve ontem (18) a maior alta em 18 anos - subiu 8,15% e fechou o dia a R$ 3,389 na venda. Na máxima do dia, o dólar foi a R$ 3,44, numa óbvia reação ao dilúvio político que se sucedeu à delação de Joesley Batista, dono da JBS, que gravou o presidente da república, Michel Temer, supostamente dando aval para comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

O dólar para turismo chegou a ser vendido acima de R$ 4. Algumas casas de câmbio chegaram a interromper a venda pela manhã, outras colocaram o preço mais alto - tudo porque não havia parâmetros para as cotações. A Bovespa fechou na maior baixa diária em quase 9 anos, após ter tido as negociações suspensas para proteger as ações. O Ibovespa, principal indicador da bolsa, caiu 8,8%, a 61.597 pontos. Foi a maior queda diária desde o dia 22 de outubro de 2008, quando a bolsa caiu 10,18%, reagindo à crise financeira mundial.

Ação do Banco Central

Não foram poucas as tentativas de segurar as pontas por parte do Banco Central. A instituição realizou quatro leilões de swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, e que não eram voltados para rolagem de contratos já existentes. Isso aliviou as cotações, mas não foi o suficiente. 

A bolsa de valores brasileira perdeu R$ 219 bilhões de reais nesta quinta-feira (18). Veja abaixo as empresas com maiores perdas:

Petrobras: R$ 27,4 bilhões

ItauUnibanco: R$ 26,6 bilhões

Bradesco: R$ 24,4 bilhões

Banco do Brasil: R$ 18,7 bilhões

Ambev: R$  13,1 bilhões

Santander: R$  11,9 bilhões

BBSeguridade: R$ 6, bilhões

CCR SA: R$  5,3 bilhões

Eletrobras: R$ 4,5 bilhões

Concurso da PM: Parnaíba e Piripiri registram maior concorrência

O Nucepe divulgou o total de inscritos e a concorrência do concurso da Polícia Militar do Piauí. Ao todo, o certame teve 32.010 candidatos inscritos que estão concorrendo a 400 vagas distribuídas por todo o Piauí.

Com 1.993 mulheres inscritas, o 2º BPM de Parnaíba foi o local com a maior concorrência, 221,44 por vaga, em que as candidatas inscritas disputarão nove vagas. O segundo local registrado com maior concorrência foi o 12º BPM de Piripiri, com a concorrência de 217,75 mulheres por vaga, com um total de 871 inscritas para 4 vagas. Enquanto que a cidade de Avelino Lopes foi registrada como a menor concorrência, com 55 por uma vaga, onde 165 candidatas femininas disputarão as três vagas. Em Bom Jesus a concorrência também foi baixa: 34 por uma vaga, onde os 741 candidatos do público masculino disputarão 21 vagas.

A prova objetiva do certame será aplicada neste domingo (21), de 9h às 13 h (horário local), exclusivamente em Teresina, com duração de quatro horas. Clique aqui para ver a concorrência. 

 

Mais da metade do dinheiro do FGTS já foi sacado

A Caixa já pagou R$ 24,4 bilhões em recursos das contas inativas do FGTS no acumulado das três fases de saques até esta terça-feira (16) - isso corresponde a mais da metade do total esperado, de R$ 43,6 bilhões.

O valor representa 84,3% do total previsto (R$ 29 bilhões) para as três etapas do calendário de saques, de acordo com a Caixa. Dos trabalhadores nascidos entre janeiro e agosto, 79% já sacaram. O número de trabalhadores que já fizeram o saque, de 15,8 milhões, alcança mais da metade dos 30,2 milhões beneficiados nas cinco etapas do programa.

Próxima fase de saques

A partir do dia 16 de junho, os trabalhadores aniversariantes de setembro, outubro e novembro terão os valores das suas contas inativas do FGTS liberados para saque, segundo o calendário. Em 14 de julho, receberão os aniversariantes de dezembro.

Todos os trabalhadores beneficiados pela medida têm até o dia 31 de julho para sacar. Os valores não sacados dentro deste prazo permanecerão nas contas do FGTS e poderão ser resgatados nos casos previstos na legislação do Fundo, como aquisição da casa própria e aposentadoria.

Os primeiros reflexos do novo escândalo na economia

Os escândalos envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB) gerou uma nova onda de incertezas e a moeda americana chegou a R$ 3,315 na abertura do dia. A alta é de 5,77%. Isso fez com que a B3 (empresa resultante da fusão de BM&FBovespa e Cetip) interrompesse os negócios, em um mecanismo conhecido como “circuit braker”. 

A valorização da divisa é um movimento de proteção dos investidores após a divulgação da notícia de que o presidente Michel Temer deu aval para o dono da JBS comprar o silêncio de Eduardo Cunha. No mercado futuro, o Ibovespa, principal índice do mercado de ações local, cai mais de 10%. A paralisação deve durar por cerca de uma hora (devem retomar por volta de 10h30), mas se houver uma alta de mais de 2%, os negócios são interrompidos novamente. 

Em meio a esse cenário de alta volatilidade, o Banco Central (BC) anunciou o leilão adicional de 40 mil contratos de swap, que tem efeito de venda da moeda no mercado futuro. O total equivale a US$ 200 milhões. O montante se soma aos 80 mil contratos (US$ 400 milhões) que já estavam programados. Antes do início do pregão, o Banco Central já havia divulgado nota informando que acompanharia o impacto da notícia sobre a crise política nos mercados.

No mercado de ações os negócios começam às 10h. Se a queda do Ibovespa, o principal índice acionário, chegar a 10%, ocorre uma paralisação por 30 minutos no pregão. Se na reabertura chegar a 15%, uma nova paralisação de uma hora é acionada de forma automática. A última vez que esse mecanismo foi utilizado foi em 2008, durante a crise financeira global.

Banco Central estuda acelerar ritmo de corte dos juros


O Banco Central "pondera" a possibilidade de acelerar ainda mais a redução da taxa básica de juros da economia brasileira. Em abril, o Copom cortou em 1 ponto percentual, levando a Selic a 11,25% ao ano. "Estamos ponderando qual o grau de antecipação adequado, entre o atual ritmo e uma intensificação adicional moderada. Não há definição no momento, a decisão ocorrerá apenas na próxima reunião do Copom", declarou o presidente do BC, Ilan Goldfajn.

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 30 e 31 de maio. Até o momento, o mercado financeiro acredita que a autoridade monetária manterá o ritmo e promoverá uma nova redução de um ponto percentual nos juros, de 11,25% para 10,25% ao ano.

Concurso da FHT é prorrogado por mais um ano; Veja as vagas

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) prorrogará por mais um ano a validade do concurso do edital nº 01/2016, promovido pela extinta Fundação Hospitalar de Teresina (FHT), no ano passado. O concurso tinha validade de um ano, prorrogável por igual período, e ofereceu 167 vagas nos níveis médio e superior. Foram oferecidas 76 vagas para profissionais de nível superior, com 38 vagas para médicos, 25 para enfermeiros, 7 fisioterapeutas, 2 assistentes sociais,  2 nutricionistas, 01 farmacêutico e 01 fonoaudiólogo, além de cadastro de reserva.
 
Para profissionais de nível médio foram oferecidas 91 vagas. Foram 75 para técnico em enfermagem, 15 para auxiliar de administração e um programador, todos com jornada de trabalho de 30h. Os profissionais estão sendo lotados nos hospitais municipais.

PI: 257 empresas do Simples são intimadas a recolher milhões de ICMS


257 empresas foram intimadas pela Secretaria Estadual da Fazenda por suspeitas de sonegação fiscal, após serem identificados indícios de recolhimento em valor menor do que o devido da antecipação parcial do ICMS. O valor a recolher pode passar de R$ 7,5 milhões. 

A Sefaz dá o prazo de cinco dias para as empresas para as empresas se regularizarem de forma espontânea e esclarecerem os fatos através do e-mail informado no documento de intimação. O descumprimento da intimação acarretará na alteração da situação fiscal do contribuinte para irregular e a empresa poderá ser suspensa ou excluída do regime do Simples Nacional. 

A consulta ao demonstrativo detalhado dos valores levantados pela Sefaz, por período, poderá ser realizada através do site da Agência Virtual de Atendimento – e-AGEAT na internet (http://webas.sefaz.pi.gov.br/eageat), módulo SIAT web à Menu Autoatendimento à Malhas Fiscais à Consulta de Malhas. Importante destacar que a consulta às malhas fiscais somente é possível com o uso de certificação digital por contribuintes credenciados na Agência Virtual de Atendimento e no Domicílio Tributário Eletrônico – DT-e. 

As orientações sobre o credenciamento estão disponíveis no Manual de Orientações da e-AGEAT, publicado no site da agência na internet, e as dúvidas devem ser encaminhadas à Sefaz através do serviço Fale Conosco ou através do e-mail eageat@sefaz.pi.gov.br.

Posts anteriores