Cidadeverde.com

Dia das Crianças: vendas têm o 1º aumento após três anos de retrações

A retomada da economia pode ter seus primeiros reflexos na confiança dos consumidores e aumento do consumo. 

As consultas para vendas a prazo na semana anterior ao Dia das Crianças (entre 5 e 11 de outubro), que é a segunda data mais lucrativa para o varejo no segundo semestre, aumentaram 3% na comparação com 2015. 
Trata-se do primeiro ano de crescimento após três anos consecutivos de retração e a primeira data comemorativa de 2017 com aumento expressivo: Páscoa (+0,93%), Dia das Mães (-5,50%), Dia dos Namorados (-9,61%), Dia dos Pais (-2,18%).

No ano passado as vendas no Dia das Crianças haviam registrado uma variação negativa de -9,02%. Em anos anteriores, os resultados foram de -8,95%  (2015), -1,50% (2014), +3,15% (2013), +4,83% (2012), +5,91% (2011) e +8,5% (2010).

A pesquisa foi realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, o resultado é consequência da melhora da conjuntura e da proximidade do fim da crise econômica. 

“O acesso ao crédito mais difícil e os juros elevados ainda limitam o poder de compras dos brasileiros, mas com o arrefecimento da crise política e a economia dando primeiros sinais de retomada, os consumidores foram às compras de forma menos tímida que nos últimos anos e também nas outras datas comemorativas de 2017”, afirma. “O dado é positivo especialmente quando se considera que o Dia das Crianças desenha a tendência de vendas melhores que deve se consolidar no Natal.”

Neste ano, segundo um levantamento do SPC Brasil, os presentes mais procurados seriam os bonecos e bonecas (31%) e roupas e calçados (22%). O gasto media girou em torno de R$ 194,00.

Comércio do PI registra redução na queda das vendas

De junho de 2016 a junho de 2017, as vendas no comércio varejista piauiense caíram 7,8% - é o que aponta o IBGE, em pesquisa divulgada nesta quarta-feira (11). A boa notícia é que as quedas estão sendo menos intensas. Em julho, o acumulado já foi de - 6,60 e, em agosto, de -5,20. 

A receita nominal caiu 0,10 nos 12 meses encerrados em junho. Em julho, ficou positiva em 0,10 e em agosto subiu para 0,40. Clique aqui para ver a pesquisa completa.

Resultado do país

Em agosto de 2017, o volume de vendas do comércio varejista nacional recuou 0,5%, enquanto a receita nominal teve variação de -0,1%, ambos frente a julho, na série com ajuste sazonal. 

A queda no volume de vendas ocorreu após quatro meses de crescimento, período em que houve um ganho acumulado de 2,1%.  

Em relação a agosto de 2016, o volume de vendas avançou 3,6%, quinta taxa positiva consecutiva nesta comparação. O acumulado no ano foi de 0,7%. O acumulado nos últimos 12 meses permanece negativo (-1,6%), mas reduzindo o ritmo de queda, pois este foi o recuo menos intenso desde agosto de 2015 (-1,5%).

O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, ficou praticamente estável em termos de volume (0,1%) frente a julho de 2017, com alta nas vendas pelo terceiro mês consecutivo, enquanto a receita nominal teve variação de 0,4%. 

Em relação a agosto de 2016, o varejo ampliado cresceu 7,6% no volume de vendas e 5,1% em receita nominal. Os acumulados do volume de vendas foram de 1,9% no ano e de -1,6% nos últimos 12 meses, enquanto a receita nominal registrou taxas de 2,3% e 1,2%, respectivamente.

Lojas e supermercados devem ter prejuízo de 20% com feriadão

Apesar da campanha do Sindicato dos Lojistas do Piauí e da Câmara de Dirigentes Lojistas, prefeitura e governo a decretar ponto facultativo após o feriado, o que, segundo as entidades, causam prejuízo de 18% nas vendas em um único dia. 

Os servidores poderão folgar na quinta, que é feriado, na sexta, que é ponto facultativo, e no final de semana, quando eles geralmente já não trabalham. Ou seja, serão quatro dias de folga. Com isso, muitas pessoas aproveitam para viajar e a cidade fica esvaziada, refletindo na redução do volume de vendas.

Outro setor que tem demonstrado bastante preocupação com os feriadões é o de supermercados. O empresário Raul Lopes, da Associação de Supermercadistas, calcula um prejuízo de cerca de 20% por dia.

"O governo faz campanha para aumentar a arrecadação do ICMS, mas decreta ponto facultativo. Há um prejuízo enorme para os supermercados, são vendas que não recuperamos, são produtos perecíveis que precisam ser repostos. É um transtorno muito grande", argumenta.

Lopes também critica a justificativa de que a população antecipa as compras. "Não existe isso, temos pesquisas que comprovam que ninguém antecipa as compras. Teremos um prejuízo na sexta, outro no sábado e outro no domingo. E domingo é hoje o segundo dia mais importante para os supermercados", completa.

Sobre o aumento de impostos, o empresário declarou acreditar na majoração dos preços nos supermercados. "Quem paga o aumento dos impostos é o consumidor. Não temos como fugir disso. Tudo é repassado", enfatiza.

Veja o que abre e o que fecha no feriado e no final de semana

No feriado de Nossa Senhora Aparecida, quando também é comemorado o Dia das Crianças, as lojas do Centro e dos shoppings permanecerão abertas em jornada de seis horas. No Centro, fica a critério dos lojistas o funcionamento, mas a maioria garante que abrirá as portas pela manhã. Na sexta e no sábado, o funcionamento é regular.

Teresina e Riverside funcionam de 14h às 20h e Rio Poty de 15h às 21h. Na sexta e no final de semana, o funcionamento segue os horários normais.

As grandes redes de supermercado também devem funcionar neste feriado em horário normal, com exceção do Carvalho, que funcionará em horário reduzido, como nos domingos. 

Bancos
A Federação Brasileira de Bancos informou que não haverá atendimento nas agências bancárias no feriado de Nossa Senhora Aparecida. No dia seguinte (13), o funcionamento é normal.
 
A população poderá utilizar os canais alternativos de atendimento para realizar operações bancárias, como caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes.

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e carnês com vencimento marcado para a data poderão ser pagos no dia 13, próximo dia útil ao feriado, sem incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais). 

As lotéricas seguem o mesmo funcionamento dos bancos.

Administração pública
O governo do Piauí e a prefeitura de Teresina decretaram ponto facultativo nesta sexta-feira (13), portanto, os serviços da administração pública funcionam apenas até esta quarta-feira (11) e só retornam na segunda-feira (16). 

Estão funcionando apenas os serviços considerados essenciais, como hospitais. Problemas relacionados à Eletrobras e à Agespisa podem ser resolvidos através dos plantões, por telefone. 

Superintendente diz que 97% da receita do PI é destinada à despesas obrigatórias


O superintendente da Receita Estadual da Secretaria da Fazenda, Antônio Luiz Nunes, afirmou, em entrevista ao Notícia da Manhã desta quarta-feira (11) que 97% da receita do Estado é destinada às despesas obrigatórias, por isso o Governo precisa viabilizar a entrada de mais recursos para conseguir gerir a máquina pública.

A afirmação é uma justificativa ao projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa que aumenta a alíquota de impostos de diversos serviços e produtos, além de promover anistia de multas e juros para débitos de ICMS e IPVA. O aumento da cobrança seria iniciada em 2018. 

"O governo precisa gerenciar a máquina e se vê num momento em que a receita não consegue suprir as despesas. O salário mínimo e o piso dos professores, por exemplo, crescem todo ano", destacou.

O superintendente fez ainda algumas ressalvas. "A proposta aumenta o imposto incidente sobre o fumo, que é supérfluo. Nos combustíveis, só aumentará o imposto da gasolina, não vamos mexer nos outros. Na energia, o aumento só atinge consumos superiores a 200 khw", resumiu.

Com o aumento dos impostos o governo pretende arrecadar R$ 250 milhões por ano. 

Gás de cozinha deve aumentar R$ 3 a partir de 4ªfeira

O preço do gás de cozinha (GLP) nas refinarias será aumentado em 12,9% a partir de quarta-feira (11). O anúncio da Petrobras foi enviado à imprensa nesta terça. Este é o segundo aumento no preço cobrado nas refinarias em menos de um mês.

O preço do GLP é um dos fatores que determinam o preço final do botijão de gás comprado pelo consumidor – além de impostos e margem de lucro. A Petrobras estima que se o reajuste for repassado integralmente pelos distribuidores, ele representará um adicional de R$ 3,09 (cerca de 5,1% do preço final).

A Petrobras justifica o aumento através das variações do produto no mercado internacional. A última alta nas refinarias, que entrou em vigor a partir do dia 26 de setembro, foi de 6,9%.

O preço médio do botijão de 13 quilos pago pelo consumidor no país era de R$ 62,21 na última semana, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os valores estão em alta há cinco semanas consecutivas.

Em Teresina, o botijão de gás é encontrado por valores que variam de R$ 60 a R$ 70. 

Infraero espera movimentação de 2 milhões de passageiros no feriado

A Infraero estima que cerca de 2 milhões de viajantes passem pelos 59 aeroportos da rede de 10 a 16 de outubro, por causa do feriado. A estimativa é 3% maior que o número de embarques e desembarques registrado no feriado de Nossa Senhora Aparecida em 2016, quando os terminais operados pela estatal receberam 1,9 milhão de passageiros. Os dias de maior fluxo deverão ser quinta-feira (12), com mais de 296 mil embarques e desembarques previstos; sexta-feira (13), com 310,7 mil passageiros; e segunda-feira (16), com previsão de 347,2 mil viajantes.

Em nota, a Infraero informou que os aeroportos da rede vão intensificar os trabalhos das equipes de segurança e de operações, remanejar escalas de trabalho e fazer manutenções preventivas em equipamentos, como esteiras de bagagens, elevadores e escadas rolantes para garantir a fluidez nas operações no período de feriado prolongado.

 

Prefeitura convoca aprovados em concurso unificado para tomar posse

Dezessete aprovados no concurso unificado da Prefeitura de Teresina estão sendo convocados para tomar posse. Eles devem assumir os cargos na Procuradoria Geral do Município (PGM), de técnico em informática, analista administrativo, contador, engenheiro agrimensor e analista de sistema. 
O edital de convocação foi publicado na edição de segunda-feira (9) do Diário Oficial do Município e os nomeados têm 30 dias, contados a partir da data da publicação, para se apresentarem à Coordenação de Registro da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema).
 
Outras convocações
 
A Prefeitura de Teresina também está chamando cinco aprovados no concurso unificado cujos postos são na Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam). A convocação foi publicada no Diário Oficial do Município do dia 5 de outubro e os convocados também têm o prazo de 30 dias, contados a partir da data de publicação do edital de convocação, para comparecerem à Coordenação de Registro da Sema. Eles vão assumir os cargos de analistas ambientais nas seguintes especialidades: Biologia, Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Química e Engenharia Agronômica.
 
O concurso unificado da Prefeitura de Teresina ofertou 118 vagas em sete órgãos da Administração Direta e Indireta. Quase 17 mil pessoas concorreram às vagas e as provas do certame foram aplicadas em agosto de 2016. O prazo de validade do concurso é de dois anos, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.
 
Local de comparecimento
 
A Coordenação de Registro da Sema está localizada na Rua Firmino Pires, nº 121, Centro de Teresina, por trás do Palácio da Cidade. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira, das 7h30 às 13h30. Na sexta-feira o expediente é interno.

Clique aqui para ver o edital de chamamento da PGM
 
Clique aqui para ver o edita de chamamento da Semam
 

6 em cada 10 pais guardam dinheiro para o futuro dos filhos

Pesquisa realizada pela Boa Vista SCPC revela que 59% dos pais guardam dinheiro pensando no futuro dos filhos. No ano passado, esse percentual era de 42% - o que mostra que a crise econômica tem aberto os olhos de muitos brasileiros quanto à necessidade de poupar para momentos difíceis. 

Como economizam
Dos que guardam dinheiro:
- 61% ainda preferem a poupança, que é o investimento mais tradicional no país. 
- 7% aplicam em fundos, ações ou CDB, representando um crescimento de 3 pontos percentuais em comparação a 2016. 
- 8% aplicam em previdência privada.
- 6% em títulos de capitalização.

Para que economizam
Mais da metade dos pais que guardam dinheiro (53%) conseguem poupar mais de R$ 50 por mês, para os filhos.

O estudo mostra que 60% destas economias serão usadas no futuro, para ajudar nos estudos, faculdade, por exemplo; 19% para a compra da casa própria e 12% para outras finalidades como, realizar a viagem dos sonhos (2%), aposentadoria complementar (7%) e situações de emergência (3%).

Educação financeira
Por entender a importância de orientar financeiramente os filhos, 65% dos pais dizem que costumam conversar e explicar às crianças o que é, como se ganha e para que serve o dinheiro. E 32% dos pais dizem estimular as crianças a economizar a mesada ou semanada explicando a importância de utilizar os recursos com responsabilidade.

Nas escolas, o percentual de crianças que aprendem sobre esse tema é apenas 3%. 

Quem dá mesada
- 22% os pais costumam dar mesada ou semanada aos filhos. 
- 96% dos que adotam a prática utilizam o dinheiro.
- 4%  adotam o cartão pré-pago ou o cartão de crédito adicional. 
- Dos que utilizam cartão, 56% consideram o cartão uma boa ferramenta para organização das despesas
- 44% acreditam que o uso do cartão ajuda a controlar da melhor forma os gastos dos filhos.

Especialista ministra palestras sobre "vendas no futuro" em Teresina

Empreendedores e empresários interessados em saber como superar a crise no varejo terão diversas dicas e orientações na palestra "Como serão as vendas no futuro", ministrada pelo especialista em varejo Fred Rocha, nesta terça-feira (10), no Gran Hotel Arrey, às 19h. As inscrições ainda podem ser feitas no endereço eletrônico www.pi.sebrae.com.br .

Considerado inovador, disruptivo e irreverente, Fred Rocha tem uma vasta experiência em varejo e vendas. O palestrante é pesquisador e autor do Livro ManUAU do Novo Varejista. Foi eleito duas vezes profissional de marketing do ano de 2016. É fundador do Projeto Varejo Show e criador do primeiro reality show de vendas do mundo. Já fez diversas viagens internacionais em busca de ideias e modelos de negócios. O profissional comandou várias expedições de pesquisa no varejo, sendo uma no Brasil, onde rodou 16 mil quilômetros em 55 dias, do Oiapoque ao Chuí, realizando mais de 200 visitas técnicas e conhecendo pessoas inspiradoras e inovadoras.

“Todas as informações e dicas que darei na palestra podem ser replicadas em empresas já estabelecidas, em startups ou para quem deseja ter seu negócio. Vou mostrar o que está acontecendo com o novo consumidor. As orientações que serão proferidas na palestra são úteis para qualquer profissional, seja empresário, dentista, médico, lojista. Falarei sobre de inovação, vendas, comércio e tenho certeza que contribuirá para geração de varias ideias que poderão ser concretizadas na empresa no dia seguinte”, comenta Fred Rocha.

 

Posts anteriores