Cidadeverde.com

Quatro atitudes que não se deve tomar após uma demissão

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra a discussão entre um funcionário de uma conhecida rede de fast food e sua chefe. A reação exagerada foi gravada por celular e tem mais de 4 milhões de visualizações no Youtube. O desespero causado por uma demissão pode ser inevitável, mas ceder ao pânico pode acabar com a carreira de qualquer pessoa. Veja abaixo 4 atitudes que não se deve tomar após ser desligado do cargo:

1) Queixar-se do ex-emprego ou do ex-empregador
Isso pode passar a mensagem de que o funcionário não aprendeu nada com a experiência anterior e que está se fazendo de vítima. Nesse sentido, também é fundamental evitar desabafos nas redes sociais, porque, acima de tudo, demonstra imaturidade.

2) Atirar para todos os lados
Sair à procura de novo emprego no dia seguinte é arriscado, principalmente se o funcionário já era reconhecido profissionalmente. O importante é analisar com cautela as vagas existentes, para não perder tempo em um novo emprego que não é bom como se esperava.

3) Sair de férias
Tirar férias após a demissão pode adiar a chegada de novas oportunidades e causar isolamento e desatualização, a não ser que esse período já esteja planejado há algum tempo e o funcionário tenha um plano a ser seguido.

4) Omitir a demissão
É inútil. O mercado é dinâmico e as informações estão constantemente circulando entre empresas. A postura mais correta, portanto, é ser honesto e citar a demissão.