Cidadeverde.com

Governo arrecada R$ 3,72 bilhões com leilão de aeroportos

Foto: Luisa Melo/G1

O governo federal arrecadou R$ 3,72 bilhões com o leilão dos aeroportos de Fortaleza (CE), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS). O valor é 23% maior que o esperado. 

O ágio está bem abaixo dos valores praticados nas primeiras rodadas de concessão de aeroportos. Os lances mínimos foram fixados com base em 25% do valor da outorga e esses valores terão que ser pagos no momento da assinatura do contrato. O governo garantiu uma arrecadação para esta etapa no valor de R$ 1,46 bilhão, o que representa um ágio de 94% sobre o mínimo estabelecido pelo edital (R$ 753 milhões).

Quem assume

A francesa Vinci, a alemã Fraport e a suíça Zurich são os três grupos estrangeiros que levaram as concessões dos quatro aeroportos. Eles entraram na disputa sem sócios no Brasil - e nenhum grupo nacional participou do leilão. 

As propostas:

- Aeroporto Internacional de Fortaleza
Proposta vencedora: R$ 1,5 bilhão (R$ 425 milhões pagos à vista)
Grupo: Fraport AG Frankfurt Airport Services

- Aeroporto Internacional de Salvador
Proposta vencedora: R$ 1,6 bilhão (R$ 660 milhões pagos à vista)
Grupo: Vinci Airport

- Aeroporto Internacional de Florianópolis
Proposta vencedora: R$ 241 milhões (R$ 83 milhões pagos à vista)
Grupo: Zurich Airport International AG

- Aeroporto Internacional de Porto Alegre
Proposta vencedora: R$ 382 milhões (R$ 290 milhões pagos à vista)
Grupo: Fraport AG Frankfurt Airport Services

Melhorias
O investimento mínimo projetado para os quatro aeroportos juntos é de R$ 6,61 bilhões durante o prazo de concessão, que será de 30 anos (prorrogável por mais 5) , com exceção do aeroporto de Porto Alegre, cujo prazo é de 25 anos (prorrogável por mais 5).