Cidadeverde.com

Veja a melhor forma de usar a restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal já começou a pagar a restituição do Imposto de Renda 2017. E, nesse momento em que mais de 60 milhões de brasileiros estão endividados, é hora de montar uma estratégia para usar esse recurso "extra" da melhor forma. Veja o que dizem os economistas e especialistas em finanças sobre como gastar a restituição:

- 1º passo: pague as dívidas básicas
Água, luz, telefone, gás, condomínio... essas são dívidas que têm juros baixos e que geralmente não são priorizadas. Porém, são serviços que serão cortados se não forem pagos.

- 2º passo: pague as dívidas com juros altos
Mas antes, entre em contato com os credores e tente negociar, de forma que você tenha desconto por pagar à vista. 

- 3° passo: não esqueça a reserva
Se você não tem dívidas, ou se sobrou dinheiro após pagar as dívidas, ótimo! É hora de fazer uma reserva financeira para casos de emergência - e para que você não precise se endividar novamente. O ideal é que cada pessoa tenha guardado o equivalente a três meses de renda para evitar ficar desamparado em caso de desemprego. Restituição, no geral, não dá para tanto, mas já é um começo.

- 4º passo: hora de investir
O primeiro a levar em conta é que não é indicado fazer aplicações com o dinheiro se você tem dívidas porque os juros das dívidas, no geral, é maior que o lucro de qualquer investimento. Mas, se você está com as finanças organizadas, o que deve prestar atenção antes de decidir sobre investimentos é a liquidez: os investimentos que permitem resgatar o dinheiro a qualquer momento que for preciso são melhores, especialmente para quem está começando, como os títulos do Tesouro Direto que acompanham a Selic.