Cidadeverde.com

Aneel descarta novo reajuste nas contas de luz em 2015

Uma boa notícia! Após quase 40% de alta, não vai mais haver aumento na conta de luz em 2015. O diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Tiago Correia, garantiu hoje (26) que está descartado um reajuste extra ainda este ano para socorrer operadores de hidrelétricas do país. Os investidores reclamam a perda de R$ 18.5 bilhões no ano anterior, provocada pela estiagem e por isso lutam pelo aumento.

Tiago explicou que esse reajuste pode vir nos próximos dois anos, mas vai depender do estudo que será realizado pela Aneel para analisar as perdas reais em 2014. Os operadores alegam que, com os milhões perdidos, eles precisam recorrer ao mercado à vista para cumprir os contratos, ou seja, comprar a eletricidade que deixam de gerar de outras usinas, basicamente termelétricas, que produzem por meio da queima de combustíveis como óleo e gás -  o que é mais caro.

 

Após alta na Caixa, financiamento de imóveis ficou mais caro em outros bancos

O mercado imobiliário tem sido um dos assuntos mais comentados pelos economistas nos últimos meses. Após a Caixa Econômica Federal (CEF) ter aumentado o valor dos juros dos financiamentos por duas vezes neste ano e restringido o crédito dos imóveis usados, especula-se sobre o possível desaquecimento nas vendas - possibilidade que foi reforçada após o levantamento feito pela Proteste Associação de Consumidores, divulgado nesta terça-feira (26).

Comparando os valores cobrados em maio deste ano com os cobrados em junho do ano passado, o estudo revelou que os demais bancos também reajustaram suas taxas. Os valores subiram em todos os bancos que financiam a casa própria, tanto pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), quanto pelo Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), que enquadram imóveis acima de R$ 650 mil e R$ 750 mil, respectivamente. O levantamento confirmou que não houve reajuste de juros no caso de financiamentos pelo Minha Casa, Minha Vida, oferecidas pela CEF e pelo Banco do Brasil. No Piauí, a maioria dos imóveis vendidos está na faixa de R$ 70 mil a R$ 150 mil, ou seja, podem ser enquadrados no programa.

Telecentro da Ceapi oferece 60 vagas gratuitas para cursos de informática

O Telecentro da Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi) está oferecendo novas vagas para cinco turmas de informática no mês de junho, de forma gratuita. As matrículas estão abertas para os cursos de:

- Digitação;
- Operador em Computador;
- Manutenção em Computador. 

Os cursos têm duração de três meses e os interessados devem procurar a sede da Ceapi. As aulas são ministradas na sede do Telecentro, no prédio administrativo da Ceapi, duas vezes por semana, de segunda a quinta-feira, nos turnos manhã e tarde, de 8h às 9h; 10h30 às 12h; e ainda, das 13h às 14h30. Ao todo, estão sendo oferecidas 60 vagas. 
    
As pessoas interessadas em se inscrever devem comparecer à sede administrativa da Central de Abastecimento até o dia 2 de junho, de 8h às 13h, portando a xerox da carteira de identidade ou certidão de nascimento e comprovante de endereço.  

O mercado do contrabando

Pesquisa do Datafolha revela que um em cada três brasileiros admite já ter comprado produtos contrabandeados. O estudo foi divulgado hoje (25) e 40% dos 4 mil entrevistados disseram saber reconhecer um produto ilegal. Veja mais detalhes:

- 53% dizem que a maior vantagem de um produto contrabandeado é o menor preço. Esse percentual chega a 76% entre aqueles que assumem ter adquirido mercadoria não legalizada.

- Apenas 37% dos entrevistados não veem vantagem na compra de itens contrabandeados.

- 92% acreditam que a população deixaria de comprar produtos contrabandeados se os preços de venda legal fossem menores. 

- 89% creem que produtos contrabandeados têm preços menores porque não pagam impostos.

- 87% acreditam que os valores mais baixos são possíveis porque esses itens não precisam se submeter às normas de fiscalização.

- 77% acreditam que os produtos ilegais têm qualidade inferior.

O dinheiro público acabou?

Valter Campanato/Agência Brasil

 

"Acabou o dinheiro" - a declaração foi do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante reunião de coordenação política na manhã desta segunda-feira (25), em Brasília. O governo agora se preocupa em aprovar as três medidas provisórias do ajuste fiscal, que serão votadas nesta semana no Senado - a única forma, segundo o governo, de manter a máquina funcionando.

Um dos textos, a MP 664, trata originalmente de mudanças nas regras para acesso dos trabalhadores à pensão por morte. A votação da MP 664 deverá ocorrer amanhã (26), logo após a votação da MP 665, que trata de mudanças nas regras para acesso a seguro-desemprego, seguro-defeso e abono salarial. Ainda nesta semana, os senadores deverão apreciar a MP 668, que aumenta as alíquotas de PIS e Cofins sobre mercadorias industrializadas. Todas as três medidas provisórias estão relacionadas ao ajuste fiscal do governo e devem ser aprovadas sem alterações para não perderem a validade por decurso de prazo.

Indústria: Setor de cerveja gera mais de 16 mil empregos no Piauí

 

Levantamento inédito mostra que o setor de cerveja representa 44% da indústria do Piauí. Os dados são do IBGE e da Fundação Getúlio Vargas. Com polos industriais em cidades estratégicas, o Estado recebe investimentos de diversos segmentos da economia brasileira e o cervejeiro é um dos que mais aposta na região. 

 

O total de postos de trabalho diretos, indiretos e induzidos gerados pelo setor cervejeiro no Piauí passa de 16 mil, o que representa uma massa salarial de mais de R$ 114 milhões. No Brasil, o impacto da contribuição econômica da indústria da cerveja também é expressivo: representa 14% da indústria do país, emprega quase 2,3 milhões pessoas em toda a cadeia e gera uma massa salarial de R$ 23,6 bilhões.  

Casas Bahia inaugura 1ª loja em Teresina na próxima sexta (29)

As Casas Bahia chegam ao Piauí na próxima sexta-feira (29). A primeira loja da rede Via Varejo será aberta no Teresina Shopping, com 1.145 metros quadrados de área de vendas e 10 mil itens de produtos. Apenas para esta loja foram contratados 50 funcionários da região metropolitana para dar suporte às operações. 

Teresina: Contribuintes inadimplentes serão cobrados por telefone

 

A Prefeitura de Teresina implantou um sistema de Call Center para entrar em contato com os contribuintes da capital. Por meio de ligação telefônica, os contribuintes são alertados sobre a existência de pendências com o executivo para que possam negociar e regularizar sua situação.

Os contatos são feitos por meio dos telefones: (86) 3230 9500; (86) 3230 9501; (86) 3230 9502; (86) 3230 9503 e (86) 3230 9504. Além de lembrar os contribuintes sobre as dívidas em atraso, as equipes também alertam sobre os riscos da inadimplência e a possibilidade de inclusão do nome na dívida ativa do município.

Faculdades e bancos oferecem financiamento para quem ficou de fora do Fies

Os estudantes que não conseguiram fazer o financiamento pelo Fies agora têm mais chances de cursar o nível superior - faculdades e universidades de todo o país estão fazendo acordos com bancos e oferecendo condições facilitadas de pagamento. Há ainda a possibilidade de financiamento direto com a instituição de ensino. Uma das opções que estão sendo utilizadas nesse caso é o pagamento de apenas 50% do valor da mensalidade e o saldo devedor pode ser quitado em um ano. Mas, é importante que o estudante esteja atento às taxas de juros cobradas pelas universidades e faculdades e verifique se será realmente possível obter o valor devido no prazo determinado.

Os bancos também oferecem crédito estudantil com possibilidade de pagar um semestre em 12 meses. Muitos deles cobram cerca de 8% ao ano de juros, porém, vale ressaltar que as condições desses contratos não são as mesmas oferecidas pelo Fies - ou seja, o primeiro pagamento não será apenas um ano e meio após o final do curso. Dessa forma, é necessário um bom planejamento financeiro, já que o valor vai ser pago quando a vida profissional estará apenas começando. Também não será possível financiar 100% do valor do curso.

Parceria fechada - A Federação Nacional das Escolas Particulares fechou uma parceria com bancos para oferecer financiamento estudantil para as 2.180 faculdades particulares do Brasil. O aluno deve procurar o setor de estudantes da sua escola e se informar sobre as oportunidades oferecidas. Os bancos que oferecem financiamento são: Santander, HSBC, Bradesco e Itaú (por meio do projeto Pra Valer).

Secretário usará "novas tecnologias" para aumentar arrecadação no PI

“Vamos inovar nas fiscalizações, nas auditorias e no uso de novas tecnologias para incrementar a arrecadação do Estado e ajudar a superarmos essa crise, a fim de que possamos trazer mais benefícios para a população, ajudando a desenvolver o Estado” - as palavras são do secretário da Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles. Durante a abertura do VII Encontro Regional dos Auditores Fiscais da Sefaz, na noite de ontem (21), o gestor pediu ajuda para superar as dificuldades financeiras do Estado. 

Foto: Wilson Filho / Cidadeverde.com

Uma das medidas implantadas para aumentar a arrecadação é o parcelamento de impostos. Na segunda-feira (25), Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte, será iniciado o prazo para a regularização de débitos junto ao fisco estadual. O Governo do Estado está oferecendo anistia com parcelamento longo para quem tem débitos com o ICMS, IPVA e ITCMD que forem negociados até o dia 30 de junho deste ano.

Hoje, o débito dos contribuintes, incluindo os da dívida ativa, supera os R$ 5 bilhões. Se a facilidade de pagamento arrecadar, pelo menos, 10% do valor devido somente nos últimos 10 anos, o incremento na economia estadual chegará a cerca de R$ 200 milhões. 

Posts anteriores