Cidadeverde.com

Lavrador confessa que matou esposa durante “discussão familiar”

A Delegacia de Esperantina efetuou, nessa terça-feira (05), a prisão do lavrador Francisco Luís de Sousa. O delegado Leonardo Alexandre informou que, em depoimento, o suspeito confessou que matou a esposa, Maria Creuza Ferreira Gomes, 41 anos, durante uma “discussão familiar”. 

O crime foi praticado no último dia 27 de novembro. Maria Creuza foi morta a facadas dentro da residência onde morava com o marido, com quem era casada há 20 anos. 
 
“Durante seu interrogatório o investigado alegou que matou sua companheira por conta de uma discussão por motivos familiares, vindo a perder a cabeça e efetuar facadas na vítima”, conta o delegado Leonardo Alexandre. 

Uma das filhas do casal estava brincando no quintal casa quando o crime foi praticado. “Ela viu a mãe pedindo socorro e o pai segurando a faca usada no assassinato”, acrescenta o delegado.

Desde a data do crime, o lavrador estava foragido. A defesa do investigado entrou em contato com o delegado Leonardo Alexandre e o suspeito se apresentou à delegacia ainda ontem.   

 Francisco Luís será indiciado por feminicídio. O delegado lamenta o crime e ressalta que este é mais um caso de violência doméstica registrado contra mulheres. 

“Ele [preso] poderia ter resolvido o problema familiar de outra forma, mas se valeu da superioridade de força física que tinha para matar a esposa”, conclui o delegado Leonardo. 

O lavrador será encaminhado ao sistema prisional do Estado. 

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Preso casal suspeito de comandar tráfico de drogas em presídio no Piauí

Penitenciária Regional de Esperantina

Um casal foi preso supeito de comandar o tráfico de drogas dentro da Penitenciária Regional de Esperantina, ao Norte do Piauí. Eles foram identificados como Francisco Silva Castro e Naiara Keli Silva Rodrigues, presos neste sábado (02). 

As investigações apontaram que Naiara Keli seria responsável por aliciar visitantes a entrarem no presídio com drogas. 

"Os presos que tinham dívidas de drogas com Francisco teriam que convencer suas companheiras a entrarem com o entorpecente na penitenciária. A Naiara seria entregava a droga as visitantes que escondiam nas partes íntimas. Quando conseguiam entrar, elas [ visitantes] repassavam a droga a seus companheiros até chegar no Francisco que fazia a venda dentro do presídio mesmo", explica o titular da 13ª Delegacia de Policia Civil de Esperantina, Leonardo Alexandre. 

Após a denúncia, Francisco Silva foi transferido e atualmente cumpre pena na Colônia Agrícola Major César, na cidade de Altos. A investigação durou cerca de seis meses. 

Além do casal foram presos os irmãos Raimundo Nonato da Silva (investigado pela acusação de tráfico de drogas) e Yure Alisson Martiliano da Silva, preso em flagrante por roubo. De acordo com a Polícia Civil, na casa deles foram apreendidos aproximadamente R$ 400, 14 celulares e vários objetos sem comprovação de origem.

Material apreendido na casa dos irmãos


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

“Crianças ouviram pedido de socorro da mãe esfaqueada”, diz delegado sobre feminicídio

O delegado de Esperantina, Leonardo Alexandre, e a equipe da delegacia estão em diligências para capturar o autor do assassinato da dona de casa Maria Creuza Pereira, 41 anos.  A mulher foi morta a facadas na tarde dessa segunda-feira (27) na zona Rural do município. O principal suspeito do crime é o marido dela, identificado como Luiz Filho. 

O crime aconteceu dentro da residência do casal. Houve uma discussão e o suspeito desferiu cinco perfurações de faca na vítima. O delegado Leonardo Alexandre Martins disse ao Cidadeverde.com que, no momento da agressão, as filhas do casal estavam na casa e ouviram os gritos de socorro da mãe. 

“Não podemos dizer se as crianças presenciaram o crime porque ainda estamos colhendo depoimentos. Segundo relatos, as meninas, uma delas de seis anos de idade, ouviram os pedidos de socorro da mãe e quando foram ver o que aconteceu, encontraram a mãe esfaqueada. As próprias crianças que foram pedir ajuda aos vizinhos. O suspeito já havia fugido”, detalha o delegado. 

A Polícia Civil tenta descobrir a motivação do assassinato, no entanto, pelas características do crime o delegado Leonardo Alexandre já caracteriza o caso como feminicídio. Pelo que foi investigado até agora, Maria Creusa e seu companheiro tinham uma histórico de agressão. 

Mulher chegou a ser atendida no hospital, mas não resistiu os ferimentos

“Levantamos que o casal tinha problema de convivência, tinha se separado e retornaram o relacionamento recentemente. Estamos investigando se a vítima já havia registrado Boletim de Ocorrência contra o suspeito”, informou o delegado Leonardo. 

A Polícia Civil continua em diligências para capturar os suspeitos. 

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Dona de Casa é esfaqueada pelas costas em Esperantina; suspeito está foragido

O companheiro da dona de casa, Maria Creuza Pereira Gomes, é suspeito de esfaqueá-la com cinco perfurações na tarde desta segunda-feira (27). O crime ocorreu na residência do casal, na localidade Tapuio, na zona Rural de Esperantina, por volta das 13h, no horário do almoço.  Os vizinhos da vítima que chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

Segundo cabo Cesar, da Polícia Militar de Esperantina, as informações são de que a dona de casa foi atingida com quatro facadas pelas costas, na altura dos rins, e uma no braço. O suspeito foi identificado como Luiz Filho.

O irmão da vítima, que não teve o nome divulgado, disse que Maria Creuza chegou a ser socorrida e levada ao hospital da região. 

O suspeito está foragido e a política continua em diligências. 

De acordo com a PM, a informação que chegou a guarnição é de que a vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. 

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Câmeras flagram assalto em posto de combustível de Esperantina

Câmeras de segurança de um posto de gasolina flagraram um assalto no começo da tarde desta terça-feira (21) na avenida Petrônio Portela, em frente a Rodoviária da cidade.

No vídeo é possível ver que os bandidos se aproximaram em uma motocicleta modelo Honda Titan, ano 84 de cor vermelha. 

Após apontar a arma para o frentista um dos homens aguarda na moto e o outro usando um capuz recolhe o dinheiro. O motorista que abastecia o veículo no momento do assalto também foi roubado.

A dupla conseguiu fugir e a Polícia permanece em diligência neste momento.

Rayldo Pereira
Com informações de Revista AZ
rayldopereira@cidadeverde.com

Suspeito dopa adolescente com refrigerante e a estupra em motel

A Delegacia Regional de Esperantina prendeu, em flagrante, I.R.S.N, 32 anos. Ele é suspeito de estuprar uma adolescente de 14 anos de idade em um  motel, após dopá-la com refrigerante. O caso aconteceu na última terça-feira (14). 

O delegado Dennis Sampaio informou ao Cidadeverde.com que a vítima relatou que saiu de casa para ir ao banco e I.R.S.N lhe ofereceu carona. Durante o trajeto, o suspeito lhe deu um refrigerante no carro e pouco tempo depois a adolescente perdeu a consciência. 

“A adolescente conta que quando acordou estava em um motel da cidade de Batalha e já havia sido abusada. Ela ainda resistiu e ele provocou algumas lesões nela, como arranhões na coxa dela”, conta o delegado.

Após o estupro, o suspeito deixou a vítima no banco onde ela ia e, ao chegar em casa, a garota contou aos familiares sobre o estupro e registrou Boletim de Ocorrência na delegacia de Esperantina. 

Delegado Dennis Sampaio

I.R.S.N foi preso em flagrante e desmentiu a versão da garota. “Ele diz que manteve relação sexual com ela,  mas que não foi forçado, e que ela que insistiu bastante para que acontecesse. Ele também negou uso de substância para dopá-la”, acrescenta o delegado Dennis. 

No entanto, a adolescente foi encaminhada para a realização de exames no Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexual (Samvis) e os laudos comprovaram que houve estupro.

Um exame toxicológico também foi feito para detectar se a adolescente foi ou não dopada. A Polícia Civil aguarda que a análise fique pronta. 

I.R.S.N está detido por estupro. 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Ex- candidato a vereador morre afogado no Rio Longá


Após mais de dez horas de buscas, o Corpo de Bombeiros da cidade de Esperantina, distante 174 quilômetros de Teresina, resgatou o corpo de Jossantos Carvalho, 25 anos. Segundo a imprensa local do município, o jovem  já foi candidato a vereador. 

Jossantos se afogou nas águas do Rio Longá no sábado (21) e só foi localizado no início da tarde de ontem. 

A Polícia Civil informou ao Cidadeverde.com que Jossantos tomava banho no rio com amigos quando, de repente, desapareceu.  O jovem mergulhou nas águas e não voltou mais. A informação é de que ele tenha entrado em uma área de forte correnteza. 

Além do Corpo de Bombeiros, pescadores ajudaram nas buscas de Jossantos. 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Presídio de Esperantina é interditado após risco de desabar pavilhões

  • fba1b41b-f9a8-47d2-a2de-28269ce47cfd.jpg
  • f7c80fab-8047-4910-8274-ef73588f127b.jpg
  • eb0287f9-782a-480f-9900-ee7b71fe2738.jpg
  • e6da7ef9-7f28-448e-b1ae-dc16660a00bf.jpg
  • c6474ce5-4dc9-4d77-917f-2314f7aa0f50.jpg
  • b9a98921-5a92-44d9-b082-1de96cbc28a6.jpg
  • aea9d4cd-ae71-4680-b972-d02c2ee317ee.jpg
  • 942547e9-4027-4c2a-9849-c7ebc1fd29c5.jpg
  • 614f9b53-20fa-4d7f-a6d5-1453641a374b.jpg
  • 33a92808-da8b-4d72-bc24-e7119384b37c.jpg
  • 32f3745b-7af4-4717-88d9-2ee12f5d782f.jpg
  • 32ac274f-2b46-4c4d-83d2-06af1c7461fe.jpg
  • 4d29d26b-ed9e-44cc-bde1-253c7dcbc064.jpg
  • 4cc1719e-64e5-4760-bb06-fedc9159deb4.jpg
  • 3bea56f0-9703-47f6-b477-4d19f0b7b91a.jpg

O secretário Estadual de Justiça, Daniel Oliveira, confirmou na manhã desta quinta-feira (12) ao Cidadeverde.com que determinou a interdição do presídio de Esperantina. Segundo ele, o setor de engenharia constatou que há risco de desabamento dos pavilhões. Todos os presos foram transferidos, ficando apenas os que trabalham nas hortas e os que ajudam na reforma do presídio.   

Com a interdição, 167 presos foram transferidos para outras unidades prisionais, por meio da Operação Erupção.

"Determinamos a interdição após constatarmos que há risco de 80% de desabamento dos pavilhões. O setor de engenharia conclui amanhã o levantamento dos prejuízos  para que as obras sejam feitas", disse Daniel Oliveira que passa o feriado em Esperantina acompanhando a operação deflagrada nesta manhã. 

A Operação contou com a mobilização de 30 agentes penitenciários e 40 policiais militares de Teresina, Parnaíba, Esperantina, Altos e São Raimundo Nonato, utilizando-se escolta especializada para remoção dos presos e 25 veículos e viaturas.

A rebelião de grandes proporções teve início por volta das 13h do dia 6 deste mês sem qualquer reivindicação dos presos. Os detentos ocuparam todos os pavilhões. Uma cena que chocou foram vídeos gravados que mostram os presos em cima do presídio numa demonstração de completo caos.

Um total de 85 presos figuram do presídio, deste 41 foram recapturados e 44 continuam foragidos. A informação que o Sejus é que a rebelião começou após brigas entre internos. No mesmo dia haveria uma transferência de 10 presos.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a rebelião e a Secretaria de Justiça também investiga o caso.

Devido a situação caótica, o governador Wellington Dias (PT) e o secretário Daniel Oliveira pediram interdição federal em Esperantina.  

 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Esperantina: aulas são retomadas, mas prefeita diz que sensação de medo permanece

Foto: Reprodução/TV Cidadeverde

Atualizada às 09:48

Boletim divulgado na manhã desta terça-feira (10) pela Sejus informa que 40 fugitivos da Penitenciária de Esperantina foram recapturados e 45 continuam foragidos. 

Matéria original

A prefeita de Esperantina, Wilma Amorim (PT), informa que as aulas das escolas públicas e particulares e todos os serviços públicos do município foram retomados nesta terça-feira (10). No entanto, a gestora disse ao Cidadeverde.com que a sensação de medo permanece entre os moradores da cidade. 

A suspensão das atividades do município foi decretada após a fuga de mais de 80 presos da Penitenciária Regional Luís Gonzaga, que fica em Esperantina. Para garantir a segurança dos moradores mais de 90 policiais militares foram destacados para a cidade. Segundo balanço da secretaria estadual de Justiça, 34 fugitivos foram recapturados e  51 ainda  estão foragidos. 

“A cidade está mais tranquila, os serviços foram retomados, o comércio está fluindo, mas o sentimento de medo permanece. A população toda está apreensiva. Quando a gente imagina que 50 presos ainda não foram recapturados e a gente sabe que boa parte pode estar aqui, ficamos com receio”, declarou a prefeita. 

Wilma Amorim disse que para assegurar a segurança dos alunos, rondas policias estão sendo feitas constantemente nas escolas da cidade. O policiamento também está reforçado no entorno dos postos de saúde. 

“Hoje, por exemplo, a polícia acompanhou os ônibus de transporte escolar da zona Rural da cidade”, disse a prefeita. 

A prefeita pede que a população evite sair tarde de casa e procure ficar em segurança.  A Polícia Militar divulgou dois números para que a população ajude com informações sobre foragidos: (86) 9 8165 7542 ou (86) 9 8858 1332.

 
Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Pânico em Esperantina: após fuga de presos, prefeita alerta sobre perigos, mas pede calma

A prefeita de Esperantina, Vilma Amorim (PT), disse que a retomada dos serviços públicos nos postos de saúde e das escolas será discutida, na tarde desta segunda-feira (09), após a chegada do reforço policial na cidade.  A suspensão das atividades ocorreu depois de que 85 presos fugiram da penitenciária no município. A informação é de que até o momento 35 detentos já foram recapturados. Diante da situação, o governador do Estado, Wellington Dias (PT) chegou a decretar situação de emergência no presídio. 

“Vamos retomar alguns dos serviços, mas não na sua totalidade porque não podemos ter prejuízos. Nós vamos aguardar oficialmente sobre quais serviços serão retomados. Estamos iniciando uma conversa com a polícia e vê a região dos serviços que voltarão a atender”, declarou.  

Vilma Amorim ressaltou que a sensação da população é de medo, pois não sabem a identidade daqueles que fugiram e podem estar transitando livremente pela cidade; além do receio de serem vítimas de assaltos.  No entanto, a prefeita pediu que os moradores não entrassem em pânico, pois uma força tarefa está sendo executada para garantir a segurança nas ruas.

“As pessoas estão vivendo uma situação de medo, mas ao mesmo tempo em que temos esse medo existe a segurança de saber que a polícia está no local. Diante disso tomamos a iniciativa de fazer com que hoje não houvesse aula e o não funcionamento de uns postos de saúde devido o deslocamento tanto dentro da cidade como na zona rural. Esse deslocamento de certa forma ainda é um perigo. A gente quer alerta a população que não precisa ter esse medo todo, pois a situação tá sendo controlada e sendo tomada à normalidade”, comentou a prefeita em entrevista ao Jornal do Piauí.  

A fuga ocorreu durante o último final de semana, sendo que mais de 80 % da estrutura da penitenciária foi destruída durante a rebelião. Alguns dos presos que não fugiram precisaram ser transferidos para outras penitenciárias. 

“Com o reforço policial temos uma tranquilidade maior e nós precisamos passar essa tranquilidade. Na medida em que nós temos essa sensação de medo à população também fica em pânico. O que podemos dizer é que a situação está sendo controlada, a polícia já está aqui para garantir essa tranquilidade”, reforçou a gestora. 

O coordenador de operações da Polícia Militar, coronel Alberto Menezes, está em Esperantina. Ele informou que equipes foram enviadas para reforçar o policialmente principalmente nas ruas, tanto na zona urbana como na rural, e na recaptura dos foragidos. 

Uma reunião vai ser realizada na tarde de hoje para reforçar e traçar um plano de segurança para o município. 

Números

A Polícia Militar divulgou dois números para que a população ajude com informações sobre foragidos: (86) 9 8165 7542 ou (86) 9 8858 1332 

Mais informações

Presos invadem pavilhão vizinho e ferem 3 detentos em Esperantina

Após rebelião, governador decreta emergência na Penitenciária de Esperantina

Dezenas de presos fogem com rebelião em presídio de Esperantina

Após nova fuga, população vive clima de "pânico" e escolas suspendem aulas em Esperantina


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Posts anteriores