Cidadeverde.com
Eugenio Fortes

MÁQUINA ATLÉTICA

Sabemos que a combinação de várias peças em uma máquina é o que a torna resistente, forte, produtiva ou não.

Imagine uma corrente onde o metalúrgico esmerou-se na fabricação de alguns elos, fazendo-os fortes de aço puro, e outros ele construiu sem tanta atenção, usando material bem mais frágil, porque esses ficariam tão visíveis durante o uso desta corrente.

No treinamento de musculação, tal qual o metalúrgico, muitos praticantes fortalecem músculos específicos e localizados (ex : bíceps enormes) que trazem resultados estéticos porém desprezam o fortalecimento da cadeia muscular de forma sinérgica, harmônica.

Voltando a imagem da corrente com elos de aço e outros de latão, no primeiro teste para sustentar um balanço não vai cumprir sua função. Um corpo esteticamente trabalhado é muito diferente de um corpo atleticamente treinado.

Funcionalmente são maquinas com eficiência bem diferentes .

Treine com exercícios que melhorem sua performance e tenha certeza que a estética resultante deste treinamento é muito mais harmônica. Os "elos" ficarão muito fortes e distantes de lesões. 

Treine músculos visando a estética em moda mas não esqueça de exercitar a musculatura profunda.

Tenho certeza que você vai adorar o resultado.