Cidadeverde.com

Merlong Solano trabalha por uma cadeira na Câmara dos Deputados


Merlong Solano: trabalho para conquistar uma cadeira na Câmara dos Deputados

 

Discreto mas quase onipresente nas principais ações do Governo do Estado, o secretário Merlong Solano trabalha para conquistar uma cadeira de deputado federal. E, ao contrário de 2014, se articula desde cedo, deixando claro qual o projeto que tem pela gente.

Na eleição passada, Merlong tardou a definir seu projeto. Até o começo de 2014, muitos ainda o viam como candidato a mais um mandato de deputado estadual. Com Wellington Dias voando em céu de brigadeiro rumo ao terceiro mandato no Karnak, Merlong foi chamado à disputa por uma cadeira na Câmara. Quase deu certo.

No final das contas, alcançou 45.824 votos, na segunda suplência da coligação governista que elegeu cinco deputados federais (Rejane Dias, Iracema Portela, Assis Carvalho, Paes Landim e Fábio Abreu). Como suplemente, ficou atrás de Silas Freire. Como Wellington chamou dois titulares (Rejane e Fábio Abreu), Merlong chegou a assumir a vaga na Câmara. Mas em seguida saiu para ocupar a Secretaria de Governo, deixando a cadeira de deputado para Mainha, o terceiro suplente.

Certamente, Merlong sabe que ser suplente é sempre uma possibilidade de assumir a cadeira de deputado. Mas nenhum suplente tem a força de um titular. Nesse sentido, ser secretário de Governo dá muito mais projeção, prestígio e poder.

E agora trabalha discreta m,as intensamente para ter um mandato seu, inteiro, desde o primeiro dia. E se articula com cuidado, para não melindrar os aliados que cuidam de um projeto similar.