Cidadeverde.com

Seid realiza Fórum Regional para Pessoas com Deficiência em Floriano

Com o objetivo de levar informações e serviços às pessoas com deficiência, familiares e agentes que trabalham com essa causa, foi realizado, na sexta-feira (26) e no sábado (27), no Comércio Esporte Clube, em Floriano, o Fórum Regional de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência.  

O evento realizado pela Secretaria de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), em parceria com outros órgãos do Estado e a Prefeitura de Floriano, teve a participação de quase duas mil pessoas dos municípios que compreendem a região. 

O secretário da Seid, Mauro Eduardo, destaca a importância de descentralizar os serviços para as pessoas com deficiência do Piauí e levar mais informações sobre os direitos das PCDs.  “O Governo do Estado, por meio da Seid, vem buscando melhorar, cada vez mais, a vida da pessoa com deficiência. O que nós queremos é que cada um de vocês possam absorver bem o que é repassado e que possam ser, a partir de amanhã, um defensor da causa dos direitos da pessoa com deficiência. Buscamos fazer com que a sociedade não veja essas pessoas como “coitadinhas’. Queremos que a sociedade veja as PCDs como cidadãos de direitos, que podem desenvolver qualquer atividade, de acordo com seu grau de deficiência”, destaca o gestor. 

A Coordenadora-geral do fórum, Helena Lima, fala que o evento é destinado às pessoas com deficiência, familiares e profissionais que trabalham a política de inclusão e moram na região de Floriano. “Promovemos dois dias de muitas informações e serviços. Levamos todas as políticas que o Estado oferece para a melhoria de vida das pessoas com deficiência ao município de Floriano. Na área da saúde, educação, esporte, lazer. Nosso fórum também objetiva a mudança atitudinal da sociedade em relação às PCDs”, destacou a coordenadora.
   
 A assistente social de Simplício Mendes Ana Clotildes participou do encontro e falou da importância de realizar eventos que abordem os direitos das pessoas com deficiência. “Sou assistente social e pessoa com deficiência. Esse fórum é muito importante para que toda a sociedade conheça e respeite as pessoas com deficiência! ”, finaliza a profissional.  

Durante o fórum, foram realizadas palestras, oficinas e outras atividades no sentido de levar informações e serviços à sociedade voltados à temática do evento.
 
Fonte: Ccom