Cidadeverde.com

II Fórum de Educação Inclusiva acontece em comemoração aos 120 anos de Floriano

Na manhã dessa quarta-feira (05), no auditório da UFPI, seguindo o cronograma de festividades alusivas aos 120 anos de Floriano, aconteceu a abertura do II Fórum de Educação Inclusiva de Floriano, que tem como objetivo refletir as práticas inclusivas por meio de palestras e do compartilhamento de vivências. Na ocasião, representando o prefeito Joel Rodrigues e o Presidente da Câmara Municipal, estiveram presentes o vice-prefeito Antônio Reis e o vereador Akássio, respectivamente, o secretário de Educação, Joab Curvina, o tenente coronel Rubens Lopes, a coordenadora de Educação Inclusiva, Raimunda Paiva, a presidente do Sinte, professora Léa Almeida, além da representante da UFPI, Anne Karoline e dos demais educadores municipais que formaram uma numerosa plateia para prestigiar o evento. 

O Fórum que tem como tema "Repensando as Práticas Pedagógicas Incluídas", é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação e da Coordenadoria de Educação Inclusiva, que trabalham em parceria com as escolas regulares, oportunizando o acesso e o desenvolvimento de todos os alunos da Rede Municipal de Ensino. A solenidade de abertura foi conduzida pelo hino de Floriano, interpretado simultaneamente na Língua Brasileira de Sinais (Libras), e agraciado com a apresentação artística do aluno da Escola Municipal Raimundinha Carvalho, Diogo Máximo. 

A coordenadora de Educação Inclusiva da SEMED, ressaltou a importância de um trabalho que começou a ser desenvolvido há 11 anos, quando Floriano passou a integrar o Pólo Regional de Educação Inclusiva Brasileiro. "Essa é uma oportunidade de discutir um tema que está presente no dia-a-dia e que faz parte da formação do educador da Rede Municipal de Ensino", finalizou.

De acordo com o secretário de Educação, Joab Curvina, a escolas municipais atendem mais de 300 alunos com necessidades especiais, que são inseridas no contexto da sala de aula regular. "Esse espaço de formação é uma ferramenta que minimiza as dificuldades de incluir os educadores e as crianças com necessidades especias no processo de ensino-aprendizagem, é uma conquista de toda a comunidade", explicou o secretário. 

Na ocasião o vice-prefeito, também professor, Antônio Reis, reconheceu a relevância da educação inclusiva e parabenizou as ações desenvolvidas pela SEMED. "São medidas assim que tornam nossas escolas municipais reconhecidas, para o nosso governo a educação é um prioridade", disse o vice-prefeito. 

O evento que, além de discutir a inclusão de crianças com necessidades especiais, trabalha com debates sobre inclusão étnico-racial, faz parte do calendário da SEMED e acontece anualmente no mês de julho.
 
Fonte: Ascom