Cidadeverde.com

Belezas do Norte da Argentina que estarão mais perto com novo vôo

Nesta semana a companhia de aviação Aerolínea Argentinas lançou um novo vôo para a cidade de Jujuy na Argentina saindo de São Paulo. A partir de 2018 ele estará em processo de experimentação. A Gol também estuda oferecer a mesma rota.

Jujuy fica no Noroeste da Argentina, região que fica próxima à Bolívia. O seu aeroporto é um centro que espalha turistas por toda a área que possui belos atrativos. São mais de 700 mil turistas visitando a região anualmente, sendo que 140 mil são estrangeiros. Destes 70 mil já são brasileiros. Veja algumas fotos do destino que está mais perto do Brasil agora.

Campo Maior deu um gostinho de quero mais no Festival Sabor Maior

Interior da Matriz de Santo Antônio encanta com a luz provocada pelos seus vitrais.

Campo Maior é uma cidade muito famosa entre os teresinenses. Entre os municípios da Grande Teresina (talvez de todo o Piauí) é aquele que possui a melhor relação com a capital. Os festejos de Santo Antônio e a tradicional vaquejada mobilizam os teresinenses que sempre vão em massa a esses eventos.

Para fortalecer ainda mais seu calendário, Campo Maior organiza há 7 anos o Festival Gastronômico Sabor Maior. Aproveitei o evento para buscar conhecer melhor a cidade. Não pude presenciar boa parte da programação, meu interesse maior era pelos passeios, logo não poderei falar com propriedade de shows e, infelizmente, dos pratos.

Planejei fazer um bate e volta. Viagem de 1 dia indo pela manhã e voltando no final da tarde. Havia consultado a programação e já havia ouvido comentários de várias pessoas sobre os atrativos da cidade. Saí de Teresina de carro próprio às 8 horas e às 9 parei para um café da manhã no tradicional restaurante Café na Roça. O lugar já é conhecido por muita gente, não tem segredo. Fica na BR-343 e serve comida regional de qualidade.

Café da manhã no restaurante Sabor na Roça

Em seguida, fui à beira do Açude Grande, aonde ficam os bares, lojas de artesanato e o ponto de atendimento a turistas. Chegando lá, uma grande decepção. Não seria mais possível fazer o passeio para a Serra de Santo Antônio. Ele havia saído às 8 horas e 30 minutos, informação que não constava na programação. Além disso, estranhei justo no sábado do evento realizarem as trilhas apenas pela manhã, sendo que, seria o melhor dia para quem trabalhou na sexta. Também não seria possível conhecer as fazendas históricas, Trabalhada e Abelheiras, porque estavam disponíveis apenas na quinta para a visita.

Apesar do atendimento bastante atencioso, saí decepcionado. Restava dar uma volta pelo Centro Histórico (sem guia, pois dessa forma também só ocorreu em uma manhã dos 3 dias do evento), visitar o Monumento Heróis do Jenipapo e procurar um dos restaurantes participantes do festival.

É possível andar em pedalinhos pelo Açude Grande

O Centro Histórico é realmente encantador. O prédio da Prefeitura está muito bem preservado e é impactante. A rua que se dirige ao local também possui casinhas que levam o turista para uma outra época. Paralela a ela está a rua do comércio aonde ao final está o Mercado Municipal. Mas o destaque é a Igreja e sua praça. Digo sem dúvidas que a matriz de Campo Maior tem um interior mais impactante do que as de Teresina. Não sei dizer se manteve o padrão histórico, acredito que não, mas os vitrais são muito belos. A praça também é muito bonita. Com suas ruas em paralelepípedo e casinhas antigas ao lado formam um ótimo cenário.

Vitral da Matriz de Santo Antônio

Em seguida fui ao Monumento dos Heróis do Jenipapo. Havia conhecido ainda quando criança e não me lembrava muito. O local possui um pequeno museu com algumas peças antigas. Infelizmente são daquelas que encontramos em vários museus do Piauí, sem muita variedade, e pela importância do recinto falta mais interatividade. A visita se resume a ver a pequena sala, o cemitério e algumas placas que contam a história.

Por último, segui para o almoço. Em um dos restaurantes que ficam à beira do Açude Grande e que participava do Sabor Maior. Procurei uma mesa com vista para o açude mas estavam todas ocupadas, algo normal para um dia de grande movimento. Infelizmente, preciso fazer 3 destaques negativos. O maior deles foi a demora do prato. Aparentemente o local não se preparou para a demanda durante os dias do evento. Em segundo, o prato competidor não estava disponível, estaria apenas durante a noite. O último foi a falta de água que talvez tenha sido um dos motivos do atraso. De positivíssimo o prato. Uma carne de sol que faz jus à tradição de Campo Maior.

A cidade deixou em mim um gostinho de quero mais. Evidentemente precisa se profissionalizar muito mais. Ainda na semana passada busquei mais informações por telefone mas não consegui nem por representantes do setor turístico e nem da Prefeitura que, como todas as outras, infelizmente, funciona apenas pela manhã. Estando a apenas 80km de Teresina, certamente é um lugar que merece mais visitas de teresinenses e dos que passam pela capital.     

Começa hoje o Festival Gastronômico Maria Isabel em Teresina

Ponte Estaiada, Encontro dos Rios e vários parques compõem os pontos turísticos de Teresina, mas certamente o que mais deixa boas recordações em quem visita a capital é a culinária. E para quem gosta dessa nossa cultura, a partir de hoje terá uma ótima opção. Começa o 3º Festival Maria Isabel que até quarta-feira reúne em um shopping da cidade diversos grandes restaurantes.

20 casas participam este ano com diversidade de especialidades. Hamburguerias, Pizzarias, Churrascarias, Comidas Típicas e muito mais. O cardápio é bem recheado. Confira nas fotos restaurantes e alguns pratos que estarão lá para serem apreciados. O evento começa sempre às 5 horas da tarde. 

 

Sabor Maior destaca gastronomia, cultura e natureza pertinho de Teresina

A apenas 85 quilômetros de Teresina, Campo Maior é uma das maiores e mais tradicionais cidades do estado. Reconhecida por sua história e culinária, o município aproveita o festival para mostrar ainda mais todas as suas belezas.

Para isso, durante o Sabor Maior acontecerão passeios pelo Centro Histórico, Monumento da Batalha do Jenipapo e da Matriz de Santo Antônio. Para quem curte o turismo rural os destaques são as visitas às fazendas tradicionais como a Abelheiras. Todos esses passeios serão gratuitos, saindo da Prefeitura.

No sábado, o destaque é para o ecoturismo e turismo de aventura na Serra de Santo Antônio. Será possível fazer trilhas, escalada e rapel na formação de mais de 400 metros e que se destaca pelo seu tamanho e plenitude.

Entre os 3 dias de festival, que vai de 12 a 14 de outubro, shows com artistas nacionais serão realizados. Nomes como Biquini Cavadão, Solange e Paula Fernandes.

Visitas a fábricas do setor de tecidos também fazem parte da programação.

Como chegar

Carro - 85 quilômetros e 1 hora de carro separam Teresina e Campo Maior pela BR+343. Tenha atenção apenas ao grande movimento de veículos. A estrada é de boa qualidade.

Ônibus - Várias opções estão disponíveis. A cidade faz parte da Grande Teresina e por isso existem linhas saindo regularmente e passando pelas avenidas Miguel Rosa, Frei Serafim e João XXIII. A passagem custa R$14,20.

Onde Ficar

A indicação é ir e voltar no mesmo dia, já que a viagem é muito rápida até Teresina. Mas se quiser dormir na cidade indicamos os 3 hotéis abaixo:

Hotel Pousada do Lago - (86) 3252-2259

Realce Hotel - (86) 99929-9769

Carnaúba Palace Hotel - (86) 3252-4923

 

 

 

 

 

Curso prepara empreendedores e trabalhadores para o turismo

Uma das lacunas do turismo brasileiro é a falta de capacitação de trabalhadores para a área. Se isso é um problema para o setor, para aqueles que se preparam é uma oportunidade. Pensando nisso, o mestre em Administração de Empresas e turismólogo Francisco Correia desenvolveu o curso Turismo para Todos: Empregabilidade e Empreendedorismo. O autor tem larga experiência no campo em vários estados do Brasil.

O curso é baseado no livro Imersão no Turismo, de José de Anchieta Correia, que foi editado pelo Sebrae. Nele são abordados aspectos do marketing, mercado, oferta, indústria turística e diversos outros assuntos. Estes estão divididos em 13 módulos que serão realizados entre 15 de outubro e 15 de dezembro e terão acompanhamento do professor via Facebook, Whatsapp e Email.

Para adquirir o curso, o investimento é de 50 reais, podendo ser dividido em 2 parcelas. Ele vale 200 horas/aula podendo ser utilizado no cumprimento de horas extra-curriculares de estudantes de ensino superior. Ele é voltado principalmente para alunos de turismo, administração, publicidade e propaganda, contábeis, história e geografia, mas qualquer estudante interessado em conhecer melhor a área do turismo pode participar.

Quem tiver interesse em participar deve fazer contato pelo Whatsapp (86) 9-9996-8772 ou para o email cursovirtual2017turismo@gmail.com.

 

Conheça o memorial do artista homenageado no Dia do Nordestino

Ontem foi celebrado o Dia do Nordestino. A data faz referência ao nascimento do cearense Patativa do Assaré. Na cidade em que o poeta nasceu existe um museu para quem tiver interesse em conhecer melhor a vida do artista. Separei uma postagem do blog Rodando pelo Ceará. Recomendo o canal, principalmente, para quem quer conhecer o estado vizinho além de destinos tradicionais como Jericoacoara, Fortaleza, Beberibe e Canoa Quebrada. No link você pode ver a matéria completa com várias fotos do museu.

"Quando estávamos montando o roteiro para a Expedição Sertões, concluímos que essa era a oportunidade de tínhamos para visitar a cidade de Assaré e lá conhecer o Memorial Patativa do Assaré. A cidade fica cerca de 475kms de Fortaleza. Lá ficamos apenas um dia, mas foi o suficiente para nos apaixonar por essa localidade tão simpática e tão típica do interior. Conhecer o Memorial, principal atrativo turístico da cidade, é conhecer a história deste grande poeta e ícone da cultura popular e da nordestinidade. Vem com a gente!

 

Num sobrado antigo no centro da cidade funciona o Memorial, que é considerado um dos pontos turísticos mais importantes do Cariri. E não é pra menos! O local atrai, diariamente, estudantes, pesquisadores, turistas e até mesmo agricultores interessados em conhecer um pouco melhor sobre a vida e a obra do poeta mais famoso de Assaré. O poeta continua vivo na memória do povo!

Localizado em frente a praça matriz da cidade, onde era comum, em vida, o poeta sentar-se em uma cadeira de balanço. Vale lembrar que bem frente ao memorial podemos também fazer um registro da estátua do poeta, feita em tamanho natural, com 1,60cm, a estátua foi inaugurada em 2004 e restaurada posteriormente, quando em 2011 um turista subiu no pedestal para fazer uma foto ao lado da estátua e acabou caindo e quebrando o monumento (ver detalhes sobre esse fato no site do Diário do Nordeste).

Patativa do Assaré era pluralista! Foi poeta, compositor, cantor e repentista brasileiro e é considerado um dos maiores poetas populares do Brasil. Retratava, com uma linguagem simples porém poética, a vida do povo sertanejo. Um de seus maiores sucessos foi gravado por Luiz Gonzaga, a música "Triste Partida", em 1964. 

O espaço conta com cinco salas temáticas, que narram a história do poeta por meio de fotos, áudios, vídeos e objetos pessoais, como o violão, o inseparável óculos escuro e o chapéu. A visita é guiada por monitores que em vários momentos recitam os versos e prosas do poeta, fazendo a passagem pelo Memorial um momento ainda mais especial. 

Inaugurado em 1999, três anos antes do falecimento de Patativa, uma das salas que mais chamou a nossa atenção foi a que dispõe de farto acervo com quase tudo que já foi publicado sobre o poeta, que é inclusive objeto de estudo de pesquisas em universidades nacionais e internacionais.

Outra curiosidade é que Patativa, também chamado de "poeta da roça" por causa da sua linguagem simples mas que encantava a todos, tinha grande popularidade, possuindo diversas premiações, títulos e homenagens e tendo sido nomeado por cinco vezes Doutor Honoris Causa. No memorial é possível conferir alguns dos muitos prêmios recebidos por ele.

Confira em nosso canal no Youtube ou abaixo um pouco da visita que fizemos ao Memorial.

Espero que tenham gostado. O Memorial Patativa do Assaré fica na rua Coronel Francisco Gomes, 82 – Centro, na cidade de Assaré e funciona todos os dias. A entrada é gratuita. Não deixem de incluir esse importante atrativo em sua visita ao Cariri. Deixe seu comentário abaixo, compartilhe com amigos e viaje mais pelo Ceará!

Piauí e Europa estão mais próximos. Preços devem cair também.

Na semana passada, a Air France/KLM anunciou que Fortaleza será seu hub no Nordeste brasileiro. A notícia está sendo comemorada não apenas pelos cearenses, mas também por todos os nordestinos. Mesmo o secretário de Turismo de Pernambuco, que competia com o Ceará pela operação, celebrou a notícia. No Piauí, as redes sociais foram ao delírio com a perspectiva criada pelos piauienses de irem à Europa com mais facilidade. Mas o que esse “hub” significa mesmo? Vai realmente melhorar algo no estado?

Essas foram as perguntas feitas pelo blog para 2 conhecedores da área de aviação. O advogado Silvio Moura Fé, um amante e estudioso do setor, e Eduardo Barros, responsável pelo site PHB Airline News. Eles ajudaram a explicar que o hub abrirá mais oportunidades para o Piauí. Tanto para quem deseja embarcar, quanto para a atração de turistas.

Primeiramente, é importante explicar o que é um hub na aviação. É um local que serve como base de conexão de uma empresa entre os destinos em que ela opera. Sabe aquela parada em Brasília para ir para o sudeste? Então, Brasília é o hub. E lá no painel você vê cidades de todas as regiões do Brasil passando. Assim, vai ser Fortaleza para a Air France/KLM. Vários voos nacionais farão conexão na capital cearense antes de decolarem para a Europa.

Outros se perguntarão no que influencia isso no Piauí, já que a empresa franco-holandesa não aterrissa em nosso estado. É simples. A Air France/KLM é acionista da Gol e esta é a empresa que mais faz voos para Teresina. Logo que saiu a notícia do hub, a empresa brasileira também anunciou o aumento em 35% do número de voos para Fortaleza, com novos horários para Recife, Salvador, Belém, Manaus e Natal. Além disso, foi solicitado para Teresina um novo voo a partir de janeiro de 2018.

A perspectiva é que se reduza o tempo de viagem e os preços significativamente. Até maio do próximo ano, quando o voo inaugural será feito, de Fortaleza à Europa decolarão aviões apenas para Portugal e Alemanha. A Air France/KLM entrará em um mercado dominado fortemente pela empresa portuguesa TAP, a que mais transporta passageiros entre os continentes, e oferecerá bases diferentes.

Se isso é bom para o piauiense que vai à Europa, para o Piauí atrair mais turistas estrangeiros é melhor ainda. “As possibilidades que se abrem para o mercado receptivo são muito boas para todo o nordeste. No Piauí temos o diferencial do bom relacionamento do Parque Serra da Capivara com o governo francês”, diz Silvio Moura Fé. Eduardo Barros também está otimista, “Segundo pesquisas, o voo da Azul têm muitos turistas estrangeiros. Com esse hub, podemos atrair ainda mais pessoas”. Ele também comenta que a empresa brasileira mudou a origem de seu voo de Recife para Campinas justamente porque na cidade paulista facilita a vinda de turistas de fora do país.

Campanha #euqueroaGolemParnaíba

A notícia do hub foi algo positivo entre várias notícias negativas. Durante os últimos 2 anos, Teresina tem perdido voos e inclusive seu aeroporto é deficitário. Além disso, os aeroportos de São Raimundo Nonato e Parnaíba não conseguem fortalecer a atração nacional, apesar de terem frequências regionais com bom preenchimento de assentos.

Dias depois da notícia da Air France/KLM, a Azul deixou de vender em seu site voos de Campinas a Parnaíba para a partir do mês de abril. Assim que a informação chegou a Eduardo Barros, ele intensificou sua campanha para que a Gol desembarque no litoral piauiense. Ele já conseguiu o apoio, inclusive, de pilotos da empresa e você pode dar uma força divulgando nas mídias sociais.

Mais voos internacionais para o Norte-Nordeste

Além da notícia da Air France/KLM, a Azul e a Tam resolveram ampliar a sua oferta na região para outros países. A Azul terá saída para os Estados Unidos de Belém e Recife. Já a Tam irá ampliar a ligação da capital pernambucana com a Argentina e também com os Estados Unidos.

A americana Delta também é parceira de Gol e Air France/KLM. Seu diretor no Brasil também se mostrou positivo quanto à possibilidade de operar em Fortaleza em curto prazo. Isso ofereceria voos da capital cearense aos Estados Unidos. No entanto, ele disse que é preciso mais incentivos do governo, pois a região sofre forte concorrência com o Caribe na atração de turistas americanos.  

Ministro brasileiro vai ao Papa Francisco para desenvolver Turismo Religioso

Os destinos de turismo religioso podem ganhar um importante reforço. O ministro do Turismo, Marx Beltrão, pediu hoje para o Papa Francisco que a agência de turismo oficial do Vaticano, a Opera Romana Pellegrinaggi, maior do mundo nesse segmento, amplie a oferta de destinos brasileiros comercializados. Na manhã desta quinta-feira (5), o ministro vai ter uma reunião técnica com os principais executivos da agência. Na pauta, um dos principais itens é a inclusão de novos atrativos do Rio Grande do Sul na Rota das Missões Jesuíticas. Atualmente, apenas Foz do Iguaçu faz parte do roteiro comercializado pela Opera Romana.

O Brasil hoje é o país que tem o maior número de católicos batizados no mundo, com 170 milhões de pessoas. Só o turismo religioso doméstico movimenta 20 milhões de viagens em mais de 300 destinos nacionais, girando cerca de R$ 15 bilhões. “O Ministério do Turismo está empenhado em fomentar o turismo religioso para impulsionar a economia. Apesar de termos um mercado interno aquecido nesse segmento, ainda há um amplo espaço para crescer em âmbito internacional”, comentou o ministro do Turismo. De acordo com dados oficiais, apenas 30 mil visitantes internacionais vêm ao Brasil motivados pelo turismo religioso.

A viagem do ministro ao Vaticano faz parte de uma série de ações que o MTur tem adotado para reforçar esse segmento de uma forma geral e, mais especificamente, a Rota das Missões Jesuíticas, que une Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia e Paraguai. Só este ano, o ministro esteve duas vezes no Rio Grande do Sul para tratar da estruturação e promoção do roteiro integrado (clique aqui para saber mais). Na última ocasião, em agosto, foi assinada uma carta de adesão do Brasil ao Programa Global de Crédito, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para a Integração Regional dos Países da Bacia do Prata. O valor total da iniciativa é de US$ 100 milhões para os cinco países.
Na manhã desta quinta-feira, o ministro terá uma reunião com o Monsenhor Remo Chiavarini, diretor-gerente da Opera Romana Pellegrinaggi. Na ocasião, ele vai pedir a inclusão de Santo Ângelo e São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, na Rota das Missões Jesuíticas comercializada pela maior operadora de viagens focada nesse segmento do mundo. Atualmente, o único roteiro que inclui algum destino brasileiro comercializado pela Opera Romana é o Caminho das Missões, que engloba Foz do Iguaçu. Além da ampliação dessa rota para incluir outras cidades do Rio Grande do Sul, Marx Beltrão vai propor que a agência também trabalhe outros roteiros no país.

“Temos uma série de destinos bem estruturados com condições de receber o público internacional, como Aparecida (SP), Juazeiro (CE) e a peregrinação do Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), ligando Caeté a Aparecida, através de 38 cidades”, comentou o ministro Marx Beltrão. A audiência com os representantes da Opera Romana está marcada para 10h (horário de Roma, 5h no horário de Brasília).

Fonte: Ministério do Turismo

Começa estudo de trilhas off-road no litoral do Piauí. Confira as fotos.

  • 1.jpg
  • 2.jpg
  • 3.jpg Equipe formada pelo Governo do Estado, Câmara Setorial de Turismo e da empresa canadense Bombardier
  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 6.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 9.jpg

Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Secretaria de Turismo, Câmara Setorial de Turismo e representantes da Bombardier realizaram, dias 28 e 29 de setembro, o primeiro reconhecimento de trilhas off-road no litoral do Piauí. A empresa canadense produz quadriciclos e UTV's e pretende investir na Rota das Emoções. A mesma já desenvolve esse tipo de aventura no estado do Quebéc, no seu país de origem. 

A perspectiva é que as trilhas comecem a ser abertas ao público apenas no próximo ano. Assim, além de favorecer o descanso e a tranquilidade, o litoral piauiense será reduto de muita aventura em suas dunas. Além disso, passará a oferecer roteiros radicais pelas praias como outros estados do Nordeste já fazem. 

As fotos foram cedidas pelo secretário Ziza Carvalho.

 

 

Domingo com Canyon, tirolesa, remo, bike, corrida e humor em Juazeiro do Piauí

Amanhã a cidade de Juazeiro do Piauí comemora 22 anos de emancipação política. Diferentemente de outros municípios que celebram essas datas com shows de artistas nacionais e regionais, os juazeirenses resolveram utilizar seu grande potencial turístico no evento. 

Vizinho à cidade de Castelo, os 2 municípios fazem parte de um roteiro integrado que reúne muitos atrativos para o ecoturismo. Confira as atividades a ser realizadas no próximo domingo.

 

Posts anteriores