Cidadeverde.com

Nydia Bonetti - Poemas

 

 

Nydia Bonetti, 1958, engenheira civil, Piracaia, interior de São Paulo. Mantém o blog L o n g i t u d e s - (http://nydiabonetti.blogspot.com). Tem poemas publicados na Revista Zunái, Germina Literatura, Revista Mallarmargens, Revista Eutomia e outros sites literários e culturais e antologias diversas. Publicada ainda em 2012 pela Coleção Poesia Viva, do Centro Cultural São Paulo, antologia Desvio para o vermelho (Treze poetas brasileiros contemporâneos). Também em 2012, pela Coleção Instante Estante – Minimus Cantus, Castelinho Edições, projeto de incentivo à leitura. Teve seu livro SUMI-Ê publicado em 2013, pela Editora Patuá. Ainda em 2016 lança ‘de barro e pedra’, pela Editora Urutau. 

 

Seleção de poemas retirados do livro – de barro e pedra – que será publicado até o final do ano pela Editora Urutau, que inaugura com este livro o sistema de financiamento coletivo:  http://www.editoraurutau.com.br/financiamentos.

 

***

sonhei um rio barrento - que corria às avessas
e invadia a casa
subitamente
tentava

com minhas garras
salvar coisas e gente
não conseguia
um leite condensado (eu dizia) um copo d'água

aquele livro azul

minha mãe
(são tantas as fomes)

 

 

***

o tempo é de pedra e corta – preciso

feito lâmina

e a pele fina treme

ao sopro

do vento

por isso canta rios onde se espelha

águas serenas antes

dos pés

tocarem o fundo

em busca

do rosto

que a cada passo se afasta

enquanto

o sangue tinge as águas de vermelho

sem ser tempo de amoras 

 

 

***

recuso-me a nomear estrelas

não as conheço

 

— distantes
 

nomeio pedras

— irmãs

 

 

***

a dor molda o poeta feito um oleiro

e o barro se contorce

entre silêncios, palavras e espantos

vaso de terra

que ao sopro mínimo de vento

canta:- nervos expostos

flor da pele

 

 

***

dentro de mim

moram silêncios de pedra

 

renegadas palavras

 

lavas

que não ousaram fluir

 

(pra não ferir montanhas)