Cidadeverde.com

Polícia prende suspeito de estuprar criança de 3 anos

Um mandado de prisão contra Valter Lopes Barbosa foi cumprido na manhã de ontem(14). Ele é suspeito de estupro de vulnerável contra uma criança de três anos. O mandado foi cumprido pelos policiais do 17º Distrito Policial (José de Freitas), na zona rural entre Cabeceiras e Barras. 

De acordo com informações repassada pelo delegado Divanilson Sena, titular do DP, o caso aconteceu no final do de 2016, na localidade Vassouras, zona rural de José de Freitas, onde o suspeito morava na época do crime praticado contra uma criança de apenas 3 anos de idade.

O estupro foi denunciado na época ao conselho tutelar e a polícia civil desta cidade, que juntamente com o ministério público realizarem todas investigações cabíveis entorno do caso e através de exames foi comprovado que o acusado teria introduzido o dedo no órgão genital da vítima, fato que caracteriza estupro.

A prisão foi efetuada na localidade Espingarda, que fica entre as cidades de Cabeceiras do Piauí e Barras, região norte do Estado. Após a captura, valter foi conduzido para a delegacia de polícia de José de Freitas, onde se encontra recolhido em uma das celas aguardando transferência para uma unidade prisional do Estado.


Com informações do Realidade em Foco
cidades@cidadeverde.com

Salão do Livro de José de Freitas começa nesta quinta (16)

Começa nesta quinta-feira (16), o 2º Salão do Livro de José de Freitas (SALIJO). Essa segunda edição Ano Barítono Raimundo Pereira traz como homenageados os autores Antonio Callado e Juan Rulfo.

Com a frase "Ler é descortinar infinitos horizontes", o evento é realizado no Ginásio Antonio Freitas terá bate-papo literário, lançamento de livros, shows musicais e até humorísticos. Entre os participantes estão Clara Melo, Nathan Souza, Cícero Filho, Feliciano Bezerra, Wellington Soares, Fabíola Lemos, Randal Vieira, Holean Costa, Livramento Carvalho e Raimundo Dutra que falarão sobre os mais diversos temas. No Espaço Criança quem marca presença são os artistas Chagas Vale e Thalita do Monte, além das atrações artísticas, como o humorista João Cláudio, banda Wally e Cirilo Vaz.

A iniciativa, segundo a supervisora de Ensino de José de Freitas, professora Livramento, nasceu da necessidade de trabalhar o incentivo à leitura e a produção de texto nas escolas, além da valorização da cultura local. "É importante trabalhar a leitura, a literatura e a cultura como um todo com os estudantes. O Salijo é um marco na história do município", disse.

O Salijo vai até esta sexta-feira (17) com a seguinte programação:

Quinta-feira(16/11/2017)

14h: O Poder da Arte da Palavra(Prof. Wellington Soares)
16h:Educação e formação de professores na contemporaneidade(prof. Raimundo Dutra)
16h: Lançamento dos livros: "Hermenêutica e Narratologia: por uma redefinição da narrativa à luz do pensamento contemporâneo", de José Vanderlei Carneiro; e "As Virtudes da responsabilidade compartilhada: uma ampliação da teoria das virtudes de Alasdair Macintyre", de José Elielton de Souza.

19h: Ai que vida - 10 anos de sátira e comédia política(Cícero Filho)
20h30: Shows musical com Banda Wally e João Cláudio(Canta Luiz Gonzaga)

Sexta-feira(17/11/2017)

8h Palestra: Criação Poética(Escritor Natan Souza)
10h: A Escritura de Torquato Neto(Prof. Feliciano Bezerra)
14h: Cidadania e autoritarismo no Brasil: porque é tão difícil avançar - (Socióloga Fabíola Lemos)
16h: Anne frank:uma vida perseguida ontem, uma história para hoje(Handal Vieira e Holean Costa
19h: palestra Despedida - Meu novo livro(escritora Clara Melo)

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Prefeitura exonera comissionados e 150 devem perder o emprego

A Prefeitura de José de Freitas (PI), 48 quilômetros ao Norte de Teresina (PI), exonerou todos os servidores comissionados - exceto os secretários municipais e os quadros das secretarias de Educação e Saúde. A medida foi publicada no Diário Oficial dos Municípios na última sexta-feira (3). Cerca de 150 pessoas devem perder os empregos. 

O decreto atinge ocupantes de funções comissionadas, prestadores de serviço temporários e servidores terceirizados, "sem prejuízo dos serviços essenciais do Município". 

A assessoria da prefeitura informou ao Cidadeverde.com que a exoneração inicialmente atingirá todos os servidores comissionados - cerca de 400 a 500 - mas, a partir de segunda-feira (6), os que atuam em serviços essenciais serão recontratados. A estimativa do Município é de que 150 comissionados não voltem aos cargos ocupados até semana passada. 

A prefeitura explicou ainda que têm dinheiro em caixa para pagar os servidores, mas os gastos com pessoal em José de Freitas precisam se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O prefeito de José de Freitas, Roger Linhares, publicou extensa carta nas redes sociais justificando a medida. "Ninguém é maior do que a lei e devemos cumpri-la, mas para isto são exigidas decisões difíceis do gestor como cortar despesas com folha de pessoal", diz no texto, disponível a seguir na íntegra:

CARTA AOS FREITENSES

O modelo injusto de distribuição dos impostos pagos pela população aos entes federativos brasileiros agravou sobremaneira a crise por que passam os municípios com as frequentes quedas nas transferências constitucionais por meio do FPM.

Mencionada crise afeta todos os municípios brasileiros e mais ainda os do Nordeste que historicamente foram esquecidos pelo poder central. Pelo fato de não possuírem indústrias ou comércio significativo acabam por ter baixa capacidade de arrecadação. Na mesma situação estão a maioria dos municípios piauienses, como Picos, Floriano, Piripiri, Altos, etc.

Desde que assumimos a Prefeitura Municipal de José de Freitas estamos enfrentando dificuldades de todas as naturezas. Além de pagarmos pelas obrigações inerentes à nossa gestão estamos cumprindo com parcelamentos e débitos deixados pelos gestores do passado.

Para resolvermos todas essas questões, especificamente neste ano, contamos com menos recursos que nos anos anteriores, problema agravado com o aumento dos preços como combustível, salários, encargos e tudo que compõe o custeio da máquina pública.

Apesar de todas essas dificuldades estamos mantendo o atendimento satisfatório em todas as áreas de administração, inclusive, com o pagamento de salários e transferências constitucionais em dia. Ser um bom prefeito exige a precípua obrigação de manter a austeridade nas finanças públicas e de cumprir a LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal.

Como o índice que é utilizado para se aferir a regularidade perante a Lei de Responsabilidade Fiscal é percentual, na medida em que diminui a arrecadação do município aumenta proporcionalmente a nossa participação no cálculo que apura o índice ante ao limite prudencial.

Ninguém é maior do que a lei e devemos cumpri-la, mas para isto são exigidas decisões difíceis do gestor como cortar despesas com folha de pessoal.

Sou obrigado a pagar dívidas milionárias sem comprometer salários e serviços essenciais.
Registro aqui que temos pagado religiosamente em dia o que cabe ao fundo de previdência municipal e ao INSS. Destaco este fato que nada mais é que uma obrigação, mas nas atuais circunstâncias revela nosso esforço hercúleo para fazer a coisa certa, visto que é do conhecimento público que os quatro prefeitos que me antecederam não honraram com esta obrigação colocando em sérias dificuldades o futuro do servidor municipal.

Só a título de exemplificação o nosso débito com a previdência municipal gira em torno de trinta milhões de reais. Mesmo recebendo doze parcelas de FPM dentro de um ano, ainda no mês de outubro já pagamos 11 folhas de pagamento visto que tivemos que honrar com as folhas da administração e da saúde do mês de dezembro de 2016. Serão 14 folhas em 2017 com apenas doze parcelas de receita.

Quem nos conhece sabe que nunca entramos na política para usá-la como meio de vida. Nem para atender aos nossos interesses pessoais ou para se beneficiar do poder para nos mantermos no poder. Nunca! Isso foi o que combatemos. 

Durante toda a nossa campanha, pregamos – e aqui eu renovo o compromisso – de implantarmos um modelo responsável e democrático de gestão pública. Que não olhasse rosto ou legendas partidárias, mas a coletividade.

É baseado nisso que tivemos de tomar uma atitude agora impopular, visando, contudo, não comprometer a gestão, aspirando que, no futuro, saiamos desta crise de mãos dadas, conduzidos pela responsabilidade, pelo zelo e pela seriedade com os quais devem – ou deveriam – sempre agir todo gestor que tem compromisso com seu município e sua gente.

Não fujo da responsabilidade e continuarei lutando todos os dias para manter a saúde financeira da Prefeitura. Estou buscando junto a APPM que seja feita uma mobilização para que sensibilizemos o Governo Federal da necessidade de termos uma solução definitiva para a crise financeira dos municípios por meio de um novo pacto federativo de redistribuição de renda.

Antes de tudo gostaria de fazer um questionamento para que sirva de reflexão. Assisto diariamente os mesmos que me deixaram essa dívida se fazerem de críticos da minha gestão. Isto é justo? Como o discurso pode mudar em tão pouco tempo?

O que eu gostaria era que todos os políticos que foram votados na nossa cidade retribuíssem a confiança do voto com o empenho para conseguir emendas destinadas a saúde ou educação. Isto já seria um alento. Mas a energia de alguns parece dedicada apenas a jogar pedras, não a construir. Esse é o preço político que não me importo em pagar pois acredito no discernimento da população de José de Freitas, que está vendo o nosso esforço para atravessar a turbulência no momento.

Nosso esforço em mudar a cultura e a realidade do nosso município são visíveis. E são essas mudanças de práticas que eu gostaria de deixar como legado da minha administração. Mudanças de práticas eleitoreiras, que privilegiavam alguns em detrimento da grande maioria.

Conclamo que juntos tiremos José de Freitas do atraso, mas para isto a boa prática não pode ficar apenas no discurso. Depende de ações implementadas e avalizadas por todos nós. Não podemos pensar apenas em si, mas na coletividade. Medidas administrativas mais duras devem ser tomadas.

Esperamos, senão de imediato, mas após uma reflexão serena e racional dos que agora se indignam, o entendimento sobre nossas razões e, acima de tudo, sobre nossas intenções, a cada ato à frente do Município de José de Freitas, para o qual devem estar voltados todos os nossos olhares e paixões.

Roger Linhares

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Por ciúmes da mãe, irmãos tentam matar padrasto e cometem série de crimes

  • 730001a4-cdd5-4378-b8e7-edcbd482e915.jpg PM-PI
  • 0f2a7b7c-d1da-48b3-a823-94eb1bac927f1.jpg PM-PI
  • 9454538c-24dc-440d-90b0-bca7a76cc221.jpg PM-PI
  • 0f2a7b7c-d1da-48b3-a823-94eb1bac927f.jpg PM-PI
  • 4dabb922-7cac-4cb2-9a7e-a9ef307d6a32.jpg PM-PI

Dois irmãos são suspeitos de uma série de crimes no município de José de Freitas, a 48 km de Teresina. O comandante do 16º BPM, Valter Pinto, conta que eles tentaram matar o padrasto, incendiaram a casa da mãe, tentaram estuprar uma vizinha, além de praticarem um roubo com retenção de vítima. De acordo com a Polícia Civl, o ataque de fúria dos irmãos teria sido motivado por ciúmes da mãe com o padrasto. Os dois estariam sob efeito de entorpecentes. 

"Eles arrombaram a porta da casa da mãe e tentaram matar o padrastro com uma faca, mas não conseguiram. Insatisfeitos, incendiaram a residência da mãe", explica o comandante. A casa ficou totalmente destruída. Móveis e a motocicleta do padrasto também foram consumidos pelo fogo. Durante a discussão, a mãe dos suspeitos também ficou ferida.

O major acrescenta que, após atearem fogo na residência, os suspeitos foram até a casa de uma vizinha e tentaram estuprá-la. "Logo em seguida tentaram roubar o carro de um vizinho e como avistaram a PM, colocaram o proprietário dentro do carro e fugiram", explica o major. 

A perseguição durou cerca de 20 km e terminou na PI-113 quando os irmãos se depararam com outra viatura da Polícia Militar. 

"Eles abandoram a vítima e o carro e saíram para dentro do mato. Conseguimos prender um deles; o outro é considerado foragido", reitera o major Valter Pinto. 

Os suspeitos foram identificados como Francisco Leomar Vieira Rodrigues, que está preso, e Francisco Alexandro Vieira Rodrigues. Os irmãos já têm antecedentes criminais. O caso é investigado pelo 17º Distrito Policial. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Pai de santo suspeito de extorsão teria conseguido R$10 mil de vítimas

Quatro pessoas procuraram o 17º Distrito Policial, localizado em José de Freitas, distante 48 quilômetros de Teresina, para denunciar um pai de santo pelo crime de extorsão. 

Segundo uma das vítimas, identificada como Vicente Paulo Nunes, o pai de santo Luis Fernando prometeu realizar tratamento espiritual para curar uma suposta doença de sua esposa.

Em um vídeo divulgado pelo site Realidade em Foco, Vicente relatou que foi procurada pelo religioso e deu todo dinheiro que possuía ao pai de santo. Ele diz que há cerca de 4 anos é vitima do pai de santo. As vítimas também denunciam que o pai de santo as difamaram nas redes sociais.

O 17º DP informou ao Cidadeverde.com que as vítimas contam que tiveram prejuízo em torno de R$10 mil. Luís Fernando já foi preso anteriormente por agressão. Ele se envolveu em uma confusão e quebrou a motocicleta de um desafeto.

O caso está sendo investigado pelo 17ºDP, que está na fase de colher os depoimentos das vítimas. 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Criança provoca incêndio e diarista perde tudo da casa

Mãe de três crianças, a diarista Islândia Macêdo, 28 anos, viu sua casa, localizada na zona Rural de José de Freitas, distante 48 quilômetros de Teresina,  ser totalmente destruída pelo fogo na manhã desse domingo (24). O incêndio começou após seu filho, de apenas seis anos de idade, acender fósforos no banheiro da residência, que era feita de palha e barro. 

“Eu tinha indo comprar umas coisas e deixei meus filhos com a minha mãe, que mora ao lado da minha casa. Só que meu filho de seis anos voltou para minha casa sem ela ver e pegou uma caixa de fósforos e tocou fogo no banheiro da casa”, relata Islândia. 

Como a casa é de palha, o fogo de alastrou rapidamente. A criança saiu correndo da residência e chamou a vó, que quando viu as chamas desmaiou. O fogo chegou até a cozinha e causou a explosão do botijão de gás. 

“Perdi tudo que tinha na casa. Cama, fogão, guarda-roupa, televisão, micro-ondas, armário. Tudo que juntei nos últimos anos”, conta a diarista que sustenta os três filhos com uma renda mensal de R$500. Sem casa, ela e as crianças estão morando com a mãe. 

Fotos: Realidade em Foco

 

O fogo foi controlado com a ajuda dos vizinhos de Islândia, que fizeram um mutirão e apagaram as chamas. 

Para recuperar a casa e os móveis, Islândia pede qualquer tipo de ajuda. A diarista pode ser contatada através dos telefones  (86) 99999-6937 ou (86) 98878-9636.  

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Bando rouba R$17 mil e espanca empresário durante assalto

O empresário Juracy Barbosa sofreu um assalto violento no último sábado (23). Além de ter R$17 mil roubados, de acordo com a Polícia Civil, durante a ação ele ainda foi espancado pelos assaltantes. 

O crime aconteceu quando Juracy chegava na sua casa, localizada no Centro do município de José de Freitas, distante 48 quilômetros de Teresina. O empresário foi abordado por cinco assaltantes. Os bandidos desceram de uma Nissan Frontier e renderam a vítima sob a mira de um revólver. 

O bando entrou na casa do empresário e o forçou a dizer onde estava um cofre onde ele guardava dinheiro. Eles chegaram a arrombar portas da residência e também apontaram arma de fogo para a mãe de Juracy, uma senhora idosa.

O empresário trabalha com a venda de títulos de capitalização e tinha acabo de recolher o dinheiro das vendas dos bilhetes quando sofreu o assalto. 

“Havia aproximadamente R$17 mil guardados no local. Os bandidos provavelmente já sabiam da existência do cofre e levaram tudo”, contou ao Cidadeverde.com o agente da Polícia Civil, Gilvan Leite. 

Fotos: Realidade em Foco

O agente disse ainda que o empresário sofreu lesões leves e foi orientado a fazer exames no Instituto Médico Legal. O caso está sendo investigado no 17º Distrito Policial e até agora não houve prisões. 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Ventania derruba poste em José de Freitas e parte de telhado

Um vendaval na tarde de sábado (16) em José Freitas, a 42 km ao Norte de Teresina, derrubou um poste e parte do telhado de uma casa. O fato aconteceu na rua Juarez Santos, no Centro da cidade. 

Uma loja que fica ao lado também foi atingida. Uma equipe da Eletrobras foi chamada para fazer os reparos na rua. Não houve registros de feridos.

A ventania deixou os moradores da rua assustados. Telhas e os fios de alta tensão ficaram espalhados pela via.

Com informações do Realidade em Foco
redação@cidadeverde.com

Enteado é esfaqueado ao tentar furtar dinheiro para comprar drogas

Uma discussão entre padrastro e enteado terminou com esfaqueamento no município de José de Freitas, a 48 km de Teresina. De acordo com informações da Polícia Militar, o desentendimento ocorreu quando a vítima tentou furtar dinheiro do padrasto para comprar drogas. O caso ocorreu nesta segunda-feira (21), no bairro Ipiranga. 

Os envolvidos foram identificados como Fernando Cardoso Santiago, 34 anos, e Osvaldo Tavares de Sampaio, 67 anos.

"O Fernando é enteado do Osvaldo e teria tentado pegar dinheiro para comprar entorpecentes. Contudo, Oswaldo o flagrou e houve o desentendimento", informou a Polícia Militar, acrescentando ainda que o enteado teria tentado furtar o dinheiro para sustentar o vício em drogas. Na discussão, o idoso também ficou ferido. 

Fernando Cardoso foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora do Livramento e passa bem, uma vez que as facadas foram superficiais. Já Osvaldo Tavares se apresentou espontaneamente no 17º Distrito Policial, foi ouvido e liberado em seguida. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Jovem de 18 anos sofre acidente com forrageira e morre em José de Freitas

Um rapaz de apenas 18 anos morreu após um grave acidente de trabalho, enquanto utilizava uma forrageira na fazenda Segredo, zona rural de José de Freitas (48 km de Teresina). O acidente ocorreu na tarde de ontem (3). Segundo o delegado Divanilson Sena, a polícia civil vai apurar possível negligência da vítima ou de terceiros no manuseio do equipamento. 

A informação é de que o jovem já tinha experiência com a máquina, mas que em um momento de distração teve um dos braços triturado. No momento do acidente, ele preparava alimento para o gado da fazenda. 

Na tentativa de soltar o braço ferido, ele acabou tendo o outro braço também puxado pela forrageira. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas ele morreu ainda no local. 

O delegado Divanilson informou que o IML e a perícia criminal foram acionadas e, a partir desta segunda-feira (4), colherá depoimentos de outros funcionários da fazenda sobre o acidente. 

"Temos que apurar se foi culpa exclusiva da vítima ou negligência de outras pessoas, verificaremos todas as circunstâncias do caso", finalizou. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores