Cidadeverde.com

Autorizada reforma de mercado e hospital em José de Freitas

Em visita à cidade de José de Freitas, na região metropolitana da Grande Teresina, a governadora em exercício Margarete Coelho autorizou a reforma do mercado público municipal e do Hospital Estadual Nossa Senhora do Livramento (HENSL). Na oportunidade, ela também deu aval para a obras de pavimentação e abertura de novas vias em bairros e comunidades do município.

A reforma no Mercado Público Municipal Estevan Alves de Oliveira, que funciona desde 1966, será feita pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid). “O mercado faz parte da história de José de Freitas e precisa desse apoio. Vamos fazer um belíssimo projeto, preservando as características e a história que aquele prédio tem, mas ao mesmo tempo adequando ele aos novos tempos à modernidade, garantindo o conforto dos que o utilizam. Autorizamos o projeto e em breve será a licitação. A ideia é realizar essa obra o mais rápido possível”, garantiu a governadora em exercício.

A reestruturação do mercado vai dar uma nova roupagem a estrutura do prédio, atraindo novos consumidores, como explica a feirante Mariana Saraiva, que há 20 anos trabalha no local. “Aqui só entra gente que nos conhece e quer ajudar. Como a estrutura está velha, as pessoas chegam ali fora e acham que aqui não funciona, nem entram”, lamenta a vendedora que aguarda a reforma com urgência.

Para o deputado estadual João de Deus, um dos objetivos da visita ao município foi mostrar aos gestores estaduais a situação e a necessidade de investimentos nas estruturas públicas do município. “Sabemos da capacidade e da vontade do Governo do Estado em estar nos ajudando para propiciar um mercado mais salubre para os feirantes e para os consumidores”, pontuou o parlamentar.

Reforma hospital

Outro benefício levado pela governadora em exercício na viagem ao município foi a autorização para elaboração do projeto de reforma do Hospital Nossa Senhora do Livramento. O hospital é regional e atende moradores de José de Freitas da região. A reforma será realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), com recursos do Tesouro Estadual, contemplando diversas áreas de atendimento, como urgência e emergência, pré-natal e parto humanizado.

“Queremos garantir também, por meio da reforma, o parto humanizado, que exige um bom pré-natal, pré-parto e pós-parto, aguardando e respeitando a hora da gestante e a hora da criança. Nós precisamos que os filhos de José de Freitas nasçam em José de Freitas e que este hospital seja referência na região. Queremos ainda que o hospital fature com urgências e emergências, por meio de financiamentos para essa área. Mas para que isso ocorra, o hospital deve estar preparado, com infraestrutura. Precisamos oferecer esse serviço com dignidade e com qualidade”, ressaltou Margarete Coelho, em discurso no plenário Prefeito Ferdinand Linhares, da Câmara Municipal

A Sesapi ainda se comprometeu em criar, no HENSL, um espaço de estabilização de pacientes em estado de urgência e emergência. “Como o hospital faz parte da Rede de Urgência e Emergência, vamos trabalhar fazendo uma sala de estabilização que, com o Samu, terá maior êxito no atendimento de urgências e emergências, se tornando uma referência e um ponto de apoio na região”, afirmou Telmo Mesquita, coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria da Saúde.

De acordo com a governadora, investir na estrutura e na humanização do direito à saúde pública é uma tarefa urgente. “Não é só projetar para o futuro um serviço de qualidade. Nós temos que trabalhar também o fator tempo, imaginando que as pessoas estão sendo privadas desse serviço. Serviço de saúde, um hospital, deve ter a capacidade de atender as pessoas em um momento em que elas estão mais vulneráveis, um momento em que sua saúde está em risco, que a sua saúde está abalada ou que elas precisem de um profissional obstetra para fazer um parto”, apontou Margarete.

Segundo o prefeito de José de Freitas, Roger Linhares, a parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado vem sendo feita por meio de muito diálogo. “A governadora viu de perto a necessidade de reformas. Vamos elaborar o projeto para licitação e execução, para assim mudar e transformar esses pontos que são tão importante para a nossa cidade”, ressaltou o gestor.

Asfaltamento de novas ruas

Margarete também autorizou serviços de pavimentação de ruas e avenidas na cidade. A governadora apontou para a necessidade de avanços nas linhas de acesso e comunicação entre os bairros e demais partes urbanas. “Mais do que pavimentar as ruas, precisamos abrir novas vias de acesso para a cidade. O poder público tem que reconhecer os bairros. Para ser bairro, tem que ter praça pública, para ser bairro precisa se integrar com o Centro e com outros da cidade. Para isso, é necessário abrir novas vias de trafegabilidade para as pessoas”, disse Coelho.


redacao@cidadeverde.com