Cidadeverde.com

União defende padronização da Orla litorânea no Piauí

Durante audiência pública para discutir os entraves nos investimentos turísticos no litoral piauiense, realizada nesta sexta-feira (12), em Parnaíba, os representantes da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) alegaram que a demora na emissão de autorizações para a construção de novos empreendimentos nas praias piauienses se deve à limitação de pessoal do órgão, bem como à busca pela padronização da orla litorânea. A discussão foi proposta pelo deputado estadual Dr. Hélio Oliveira (PTC) e contou com representantes de diversos órgãos envolvidos com a preservação do meio ambiente.

“Em 1999, a SPU junto com o Ibama detectou 234 construções irregulares no litoral piauiense, número este que reduziu expressivamente após a intensificação das fiscalizações. Temos que combater essa cultura da invasão de terras, buscando preservar o meio ambiente. A SPU não está contra o desenvolvimento do Estado, mas o reduzido efetivo acaba atrasando o andamento dos trabalhos, pois temos muitos afazeres, que vão além da verificação da viabilidade de instalação dos empreendimentos. Temos uma faixa de praia muito pequena e que deve ser preservada, pois daqui a pouco não teremos nada para oferecer”, argumenta Ana Célia Veras, representante da Superintendência da União.

Para o proponente da discussão, o encontro visa buscar definições em relação à burocracia existente atualmente para a implantação de novos empreendimentos no litoral. “Queremos que os investidores coloquem recursos no Piauí para tornar nossas praias um destino nacional e internacional, mas tomando todos os cuidados necessários para a manutenção dos recursos naturais. Queremos construir um embasamento a partir do diálogo técnico para criar fatores facilitadores para deliberação das licenças, determinando um prazo para que os órgãos possam se posicionar. Nosso Estado não pode se dar ao luxo de perder essas oportunidades, pois nossa população aguarda pela geração de emprego e renda”, defende Dr. Hélio Oliveira.

Para a prefeita de Luís Correia, Adriana Prado, a realização da audiência é um momento oportuno para firmar parcerias em prol do desenvolvimento do litoral piauiense. “Os outros estados só crescem porque, passada as eleições, todos se juntam para impulsionar o turismo. Temos que pensar juntos para ver o que queremos para os próximos anos, partindo da regularização fundiária para dar a garantia jurídica necessária aos empresários e à população local. A Prefeitura sozinha não vai a lugar nenhum, por isso temos que unir forças”, reforça.

Estiveram presentes durante a audiência pública, os deputados estaduais Rubem Martins (PSB) e Juliana Moraes Souza (PMDB), além do secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira e o secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Nerinho. Também compareceram a prefeita de Cajueiro da Praia, Vânia Regina, Hebert Silva, prefeito de Ilha Grande, além de representantes do Ibama, ICMBio, Semar, Instituto Chico Mendes, empresários, bem como representantes de organizações não-governamentais.   

Emenda

De acordo com o deputado federal Átila Lira, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Federal, os parlamentares estão debatendo a aprovação de emenda à Constituição para modificar a legislação existente em relação ao terreno de marinha, incluindo a transferência de parte das terras existentes aos municípios.

“Temos que legislar tentando manter uma sustentabilidade que respeite a situação social das pessoas. O ideal é que nós possamos aprovar uma emenda à Constituição para transferir grande parte das áreas para os municípios. Entendemos a importância de atualizar essa legislação do Patrimônio da União, que é antiga, da década de 50, e que somente agora está sendo reformulada em relação à tributação”, relata Átila Lira.   

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Senador Ciro Nogueira solicita auxílio do governo ao Hospital de Luis Correia

O senador Ciro Nogueira (PP) e a deputada Iracema Portella (PP) solicitaram ao secretário estadual de Saúde, Francisco de Assis, que o órgão estude uma forma de auxiliar a prefeitura do município de Luis Correia na administração do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Durante reunião na manhã desta sexta-feira (29), os dois parlamentares e a prefeita do município, Adriane Maria Magalhães Prado, expuseram a situação de dificuldade pela qual passa o hospital.

Segundo a prefeita Adriane Magalhães, a prefeitura destina mensalmente R$ 250 mil para o custeio do hospital. "Estamos com dificuldades para manter o hospital em funcionamento porque o recurso é insuficiente. O hospital é imenso, tem várias dependências, mas está funcionando apenas o setor de emergência. Se não tivermos um suporte, vamos ter que fechar a unidade", lamentou a prefeita durante reunião com o secretário.

Ciro Nogueira solicitou que o secretário Francisco de Assis estude uma forma de auxiliar a prefeitura. "Falamos com o governador Wellington Dias sobre a situação e estamos aqui pedindo que a secretaria possa analisar o caso e auxiliar na resolução da questão", afirmou o senador. 

O secretário Francisco de Assis explicou que o governo do Estado vem trabalhando para organizar a rede hospitalar em todo o interior. "A gente reconhece que não dá para ficar com o ônus sozinho. Temos 21 unidades sob os cuidados do Estado. Estamos trabalhando para a reabertura do hospital de Buriti dos Lopes para auxiliar no atendimento às comunidades próximas. Vou solicitar que uma equipe vá a Luis Correia para vermos a capacidade de faturamento do hospital", declarou.

A proposta do secretário é que o hospital consiga captar mais recursos do Sistema Único de Saúde, informando os procedimentos de forma correta ao Ministério da Saúde. 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Bandidos arrombam Correios de Luís Correia pela 2ª vez em uma semana

Bandidos ainda não identificados pela Polícia arrombaram na madrugada desta quarta-feira (27) a agência dos Correios de Luís Correia, a 340 quilômetros da capital Teresina. Foi o segundo atentado ao local em apenas uma semana. Segundo informações da Polícia Militar, apesar do arrombamento, os criminosos não roubaram nada.

A violação no prédio foi constatada na manhã desta quarta-feira, quando os funcionários da agência chegaram para trabalhar. Em seguida, a Companhia Independente de Policiamento Turístico foi acionada. A Polícia Federal, no entanto, não foi informada da ocorrência. De acordo com o tenente Antônio Monteiro, a ação dos criminosos só não foi mais danosa porque o caixa eletrônico do local não estava funcionando.

"A princípio, não foi roubado nada porque o cofre do caixa eletrônico e o computador que tem as imagens do último assalto foram enviados na semana passada para Teresina pela Polícia Federal. Ou seja, não havia dinheiro na agência, que só estava recebendo e distribuindo correspondências", explicou por telefone ao CidadeVerde.com o militar.

Antônio Monteiro acrescentou ainda que a agência dos Correios de Luís Correia é alvo fácil dos bandidos porque não possui dispositivos de segurança. "O prédio não tem cerca elétrica, nem vigilante noturno. Além disso, o alarme nunca funciona. De 2000 para cá, a agência de Luís Correia já foi arrombada 12 vezes", destacou.

Na quarta-feira da semana passada, a agência dos Correios de Luís Correia já havia sido alvo de criminosos. Na oportunidade, os bandidos abriram um buraco na parede do banheiro, desativaram os alarmes, viraram as câmeras de segurança para o teto do prédio e roubaram cerca de R$ 32 mil.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Luís Correia: assaltantes arrombam e levam R$ 32 mil de agência dos Correios

A agência dos Correios de Luís Correia, a 340 quilômetros de Teresina, foi arrombada e roubada na madrugada desta quarta-feira (20). Informações não oficiais dão conta que os assaltantes levaram cerca de R$ 32 mil.

De acordo com informações da Polícia Militar, os ladrões entraram na agência pelos fundos do prédio. Antes de roubar o dinheiro do cofre, a quadrilha responsável pelo furto abriu um buraco na parede do banheiro, desativou os alarmes e virou as câmeras de segurança para o teto do edifício.

O furto foi constatado pelos funcionários da agência no início da manhã. A Polícia Federal investiga o crime.

Em 2014, a agência dos Correios de Luís Correia também foi alvo de criminosos. Na oportunidade, porém, a ação foi mais ousada: os ladrões invadiram o prédio e fizeram o salto a mão armada em plena luz do dia.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Mais de 100 filhotes de tartarugas-de-pente são soltos na praia do Coqueiro

Mais de 100 filhotes de tartarugas-de-pente foram soltos na praia do Coqueiro, em Luís Correia, nesta semana. Os animais estão sendo monitorados por equipes do projeto Biomade, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental.

A soltura foi acompanhada por alunos da APAE de Parnaíba que receberam orientações sobre o ciclo de vida das tartarugas marinhas e a importância do trabalho de conservação. 

“Durante a confecção do ninho a tartaruga deposita em média 90 a 120 ovos e estes demoram um período de 50 a 60 dias em desenvolvimento. Após o nascimento é importante que o maior número de filhotes chegue ao mar para iniciar sua jornada pela sobrevivência.Praticando educação ambiental poderemos acreditar no mundo melhor e na saúde ambiental”, relata Edlayne Mendes, coordenadora de Educação Ambiental do projeto.

 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Seduc entrega nova escola na zona Rural de Luís Correia

A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) inaugura, na manhã deste sábado (18), o novo prédio da Unidade Escolar Pedro II, no povoado Camurupim, zona rural do município de Luis Correia. A secretária Rejane Dias participará do evento

Foram investidos cerca de R$700 mil, recursos oriundos do FNDE, na construção da escola que vai atender a 343 alunos matriculados no Ensino Médio nos turnos manhã, tarde e noite. "Esta é a primeira de uma série de inaugurações de escolas que pretendemos fazer. A construção de escolas sempre atenderá o requisito de demanda para acolher a maior parcela da população com a otimização dos recursos públicos", afirmou a secretária Rejane Dias, que participará da inauguração.

A partir de segunda-feira (20), os alunos que estavam estudando no antigo prédio serão remanejados para a nova sede. Neste ano, a escola recebeu duas parcelas do Programa Nacional de Merenda Escolar e do Programa de Autonomia Cooperação e Transparência das Unidades Escolares do Estado (Pactue), dinheiro destinado à manutenção. A escola ainda receberá a segunda parcela do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), recurso do Governo Federal.

Para o professor Roberto Fernandes, gerente da 1ª GRE, situada em Parnaíba, a construção do novo prédio da Unidade Escolar Pedro II veio atender uma necessidade antiga da comunidade do povoado Camurupim. "A obra tem muita relevância para a população, porque o prédio antigo já necessitava de muita demanda na manutenção. A nova escola é ampla, bonita e arejada. A comunidade está agradecida", afirmou.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Luís Correia garante reajuste no piso salarial dos professores

A Câmara Municipal de Luís Correia aprovou em sessões ordinária e extraordinária, o Projeto de Lei do executivo que reajusta o piso salarial dos professores do município.

Com o Projeto aprovado, os professores de classe A, por exemplo, terão uma carga horária de 40 (quarenta horas) semanais reajustados em 52% do valor de vencimento para uma jornada de 20 (vinte horas) semanais. Os reajustes sofrem alterações conforme as classes que os profissionais ocupam.

Em recente reunião com os diretores na secretaria de educação, a prefeita Adriane destacou o compromisso de sua gestão com a melhor qualidade no ensino em Luís Correia “ Estamos fazendo nossa parte em garantir uma educação de qualidade para os alunos e os professores, em breve esse resultado positivo vai aparecer ”disse a prefeita.

Com a aprovação do Projeto de Lei, o município de Luís Correia está dentro de todas as recomendações exigidas para a valorização dos professores do ensino público.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

PRF prende caminhoneiro em Luís Correia por receptação

Na manhã desta segunda-feira (16), o serviço de inteligência da PRF monitorou um caminhão que transitava pela BR 343 em Parnaíba. Nas imediações da prefeitura da cidade de Luís Correia, uma equipe operacional da PRF foi acionada e abordou o caminhão FORD/CARGO 24220.

Após consulta aos sistemas da Polícia, constatou-se o registro de ocorrência de roubo/furto. O motorista identificado como E. L. L., de 57 anos, disse aos agentes que tinha acabado de fazer uma entrega de madeira em Parnaíba e que teria comprado o caminhão, no entanto deixado de honrar com o devido pagamento, levando o proprietário a registrar o caso como furto.

O caminhão e o condutor foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil local para que fossem tomadas as medidas cabíveis.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Tartaruga-cabeçuda é flagrada em desova no litoral piauiense

A equipe do projeto Biomade registrou a desova de uma tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), na praia do Coqueiro em Luís Correia (PI).

As tartarugas marinhas normalmente não se reproduzem em anos consecutivos. A duração entre duas temporadas reprodutivas de uma mesma fêmea é denominada “intervalo de reemigração”. 

Este período varia entre espécies e entre populações da mesma espécie, podendo aumentar ou diminuir ao longo do tempo devido à disponibilidade de alimento, condições ambientais e distância entre áreas de alimentação.

“A APA Delta do Parnaíba é uma área regular de desova de três espécies, ou seja, anualmente a equipe registra ocorrências de tartarugas-oliva, tartarugas-de-pente e tartarugas-de-couro. O que torna a região importante para os trabalhos de conservação e garantir a manutenção destas espécies” falou a coordenadora técnica do projeto, Werlanne Magalhães.

 

redacao@cidadeverde.com

CRO suspende atendimentos em 3 consultórios odontológicos no litoral

Conselho realiza fiscalização e suspende atendimento em três consultórios odontológicos do Piauí. A suspensão se deu nas cidades de Luís Correia, Cajueiro da Praia e Ilha Grande, no litoral piauiense. Foram realizadas fiscalizações nos consultórios odontológicos das unidades básicas de saúde dos municípios e três deles foram fechados.

Segundo o odontólogo Gerson Bezerra, fiscal do CRO/PI, foram suspensos os atendimentos nos consultórios odontológicos da Unidade Básica de Saúde Sede (UBS Sede), do posto de Saúde Mão Santa e da Unidade Básica de Saúde Barro Vermelho (UBS Barro Vermelho), todos localizados na cidade de Ilha Grande. “Foi constatada a falta de condições para o atendimento de pacientes nestes consultórios que tinham, entre outras coisas, infiltração nas paredes, goteiras sobre a cadeira do odontólogo, tubulação entupida e com vazamento em alguns pontos”, afirmou.

Todos os pontos observados pelos ficais do CRO/PI dizem respeito à biossegurança nos consultórios, ponto chave que pode prevenir doenças graves nos pacientes e profissionais nos consultórios. “O consultório odontológico é um ambiente altamente contaminado seja por bactérias vindas da boca do paciente, pelas mãos dos cirurgiões dentistas e assistentes. É uma atividade que expõe os pacientes, a equipe, o próprio cirurgião dentista e, indiretamente, seus familiares, às mais diversas doenças infecciosas. E quando há falhas todos os envolvidos estão à mercê de infecções cruzadas”, explicou Gerson Bezerra.

Os consultórios suspensos terão um prazo estipulado pelo Conselho Regional de Odontologia para se adequar as regras de biossegurança e uma nova fiscalização será realizada pelo CRO/PI para que os mesmos sejam liberados. Neste intervalo de tempo, os odontólogos ficam à disposição da Secretaria Municipal de Saúde para que sejam alocados em outras unidades e possam dar continuidade aos atendimentos, sem prejudicar a população.
 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Posts anteriores