Cidadeverde.com

Caminhão carregado de cachaça tomba e explode na BR-402

  • chaval.jpg Divulgação
  • chaval_(9).jpg Divulgação
  • caminhao-moto.jpg Divulgação
  • caminhao-BM.jpg Divulgação
  • caminhao.jpg Divulgação

Um caminhão carregado de cachaça se envolveu em um acidente na BR-402, no limite entre o Piauí e o Ceará, na região Norte, próximo ao litoral. O veículo estaria em alta velocidade e teria sobrado em uma curva, no povoado Lagoa do Camelo, na zona rural de Luís Correia. Ao tombar, o caminhão explodiu várias vezes por conta da carga inflamável. 

Ao derrapar, o caminhão bateu em uma motocicleta atingindo um casal que estava no veículo. O acidente aconteceu às 18h30 de ontem e ambos os veículos ficaram totalmente carbonizados. 

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local. 

O motorista do caminhão e o casal na moto foram encaminhados ao hospital com fraturas pelo corpo, mas não sofrem risco de morte. O motorista foi levado para Sobral e o casal encaminhado para Parnaíba. 

 

 

Caroline Oliveira
Com informações do repórter Darival Júnior
carolineoliveira@cidadeverde.com

Luís Correia: maior maré de 2016 fecha bares e restaurantes na praia de Macapá

  • mcapaa.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • mcapa2.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • mcapa.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • mcap.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • mcaapa.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • macapa1.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • macaapa.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde
  • maacapa.jpg Erismar Calixto/TV Cidade Verde

A maior maré já registrada esse ano fechou bares e restaurantes e está ameaçando casas localizadas à margem da praia de Macapá, em Luís Correia (338 km de Teresina). Empresários e moradores locais afirmam que o mar já avançou cerca de 1 km em 20 anos. 

"Aqui tinha muitas construções. Tinha pousadas, chafariz, sítio, que ficavam pelo menos um quilômetro para dentro do mar. Em 20 anos, o mar invadiu isso tudo. E vai invadir mais e acabar com essas coisas aqui. Tem um bar aqui que já foi mudado oito vezes de lugar", declarou o pescador Raimundo Soares, que em 63 anos e viveu toda a vida na região. 

O empresário Michael Andersen construiu uma casa bem próximo à praia e acredita que poderá ficar no local somente por mais um ano. Nesta maré, o mar chegou a dois metros da varanda da residência. 

"Esse ano é a segunda vez que chega perto assim. Daqui pra frente acho que temos mais um ano para ficar nesse local. A natureza tem um espetáculo com hora marcada. É triste ver meu vizinho lutando para ficar com a casa dele. Mas é um fenômeno local e a praia de Macapá está sempre mudando e acho que isso não vai mudar tão cedo", declarou. 

Neste ciclo, a água deve baixar somente no próximo domingo (10). Por enquanto, os bares permanecem fechados no local. As águas devem voltar a subir com força total ainda no mês de agosto deste ano. 

 

Maria Romero com informações do Notícia da Manhã
redacao@cidadeverde.com

Ex-prefeito de Luís Correia é condenado a pagar multa de R$ 681 mil

Na última segunda-feira (07), os desembargadores do Tribunal Regional da 22ª Região (TRT) reconheceram, por unanimidade, a legitimidade de Francisco Araújo Galeno, o Kim do Caranguejo, ex-prefeito do município de Luís Correia, a responder pessoalmente pelo cumprimento das obrigações acordadas pelo município com o Ministério Público do Trabalho no Piauí (MPT-PI).

O acórdão, assinado pelo relator des. Arnaldo Boson, destaca que a “formalização do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) em gestão anterior não exime o gestor subsequente de sua responsabilidade” levando em consideração o princípio da impessoalidade. O Pleno deu provimento ao agravo de instrução do MPT, que defendeu a legitimidade pessoal do ex-prefeito, mais conhecido como Kim do Caranguejo. 

No entendimento do Tribunal, “ao assumir o cargo de prefeito e tomar conhecimento do TAC, o gestor tem a obrigação de cumpri-lo em nome do município”. Dessa maneira, foi reformada a sentença expedida pelo juiz da Vara do Trabalho de Parnaíba, e determinada a execução do TAC.

Entenda o caso – A procuradora do Trabalho, Maria Elena Rêgo, ajuizou ação de execução de TAC alegando que o ex-prefeito não cumpriu as obrigações assumidas com o Ministério Público de fornecer aos trabalhadores da coleta e transporte de lixo urbano e hospitalar os equipamentos de proteção individual adequados ao risco da própria atividade e de submeter o sistema de coleta de lixo às normas de segurança e saúde dos trabalhadores. 

Kim do Caranguejo foi prefeito de Luís Correia de 2009 a 2012, administração que sucedeu o senhor Antônio José dos Santos Lima, que assinou o acordo com o Ministério Público em 09 de julho de 2008.

A sentença da 1ª instância da Justiça do Trabalho havia eximido Kim do Caranguejo do pagamento da multa pessoal diária de R$ 500,00 por cláusula infringida do TAC, mas a procuradora do Trabalho, Maria Elena Rêgo, recorreu à segunda instância do TRT/PI, argumentando que, por três vezes, notificou o então prefeito para discutir os itens não cumpridos do Termo de Ajustamento de Conduta, mas ele não se manifestou.

O Pleno entendeu que “ao assumir o cargo de prefeito e tomar conhecimento do acordo firmado, tem a obrigação de cumpri-lo em nome do município, sob pena de ser responsabilizado nos termos estabelecidos com o MPT”. Ao reformar a sentença, o TRT autorizou a execução do TAC, que prevê a condenação do senhor Francisco Araújo Galeno ao pagamento de multa no valor de R$ 681.000,00 em razão do descumprimento do Termo de Ajuste de Conduta.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Após gravação de clipe, advogado denuncia sujeira deixada em praia e banda pede desculpas

A banda piauiense In Nature foi alvo de críticas na web esta semana após se envolver em uma polêmica por deixar lixo na praia para a gravação de um clipe. A banda se reuniu no último fim de semana na Praia de Itaqui em Luís Correia e cerca de 70 pessoas participaram de uma verdadeira festa para a gravação que terminou com várias garrafas e lenha deixadas na areia do local.

Ao chegar na praia no final da tarde, o advogado e praticante de esportes aquáticos, Roberto Mossoró, se deparou com a situação e registrou a denúncia em sua rede social onde fez um desabafo. Confira:


Também no Facebook a banda se posicionou e admitiu o lixo deixado após a gravação do clipe. Segundo a nota, sacos de lixo foram entregues para as cerca de 70 pessoas envolvidas na gravação, mas mesmo assim as garrafas de bebida e o lixo foram deixados no local. A banda pede desculpas publicamente e agradece a ajuda dos kitesurfistas que limparam a bagunça.

Leia a nota na íntegra:

"Primeiramente a banda In Nature, pede desculpas pelo fato da sujeira deixada na raia. A logística da gravação não permitiu a estadia da banda no dia seguinte. Foram disponibilizados sacos de lixo durante todo o período da gravação, porém, realmente foi difícil fazer com que várias pessoas tivessem esse bom hábito. Ficamos realmente tristes e gostaríamos de salientar que a banda é totalmente contra a degradação do meio ambiente, pelo contrário, a banda participou de diversos eventos em função disso. Realmente gostaríamos de agradecer por não deixar passar batido isso, e com certeza teremos mais atenção. Perdão pelo erro. Agradecemos também a associação dos kitesurfistas que se propuseram a limpar a bagunã. Sem vocês o dano seria maior."

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Turista é preso acusado de assalto em Luís Correia

Uma guarnição da Polícia Militar prendeu um turista acusado de assalto na cidade de Luís Correia, a 365 km da capital. O crime aconteceu na praia de Atalaia e, com o suspeito, foi apreendida uma faca.

O fato aconteceu no início da noite do último sábado quando uma jovem foi abordada por um homem na companhia de uma menina nas proximidades do Bar do Carlitus, na praia de Atalaia. Armado com uma faca, ele subtraiu um celular.

Uma viatura da Polícia Militar fazia ronda na região e, em pouco tempo, conseguiu localizar o suspeito, identificado como Lucas Eduardo Monteiro, de 19 anos, que estava acompanhado de uma adolescente de 16 anos. Ambos são oriundos do estado do Pará e estavam há poucos dias em Luís Correia. Com eles, foi encontrado o celular roubado.

Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Parnaíba, onde Lucas foi autuado por roubo qualificado e corrupção de menor.

Da Redação
Redacao@cidadeverde.com

Saúde realiza testes rápidos DST/Aids no litoral

Com ação para prevenir as doenças sexualmente transmissíveis, a Secretaria de Estado da Saúde também entrou na festa carnavalesca com o tema nacional "Deixe a camisinha entrar na festa". Na ação, são disponibilizados preservativos masculinos e femininos, além de lubrificantes, e a realização de testagem rápida e gratuita para diagnóstico de HIV, sífilis e Hepatite C. O teste de DST/Aids é rápido, gratuito e sigiloso. 

Para isso, realiza até a segunda-feira de Carnaval, 8, no Shopping Amarração, em Luís Correia atividades de promoção a saúde. Somente para o litoral, foram disponibilizados mais de 100 mil preservativos masculinos e femininos.

Karina Amorim, coordenadora de Doenças Transmissíveis da Secretaria,  explica que mesmo em meio a folia, é importante levar esclarecimentos à população. "A qualquer tempo, chamamos a atenção da população para refletir sobre as doenças sexualmente transmissíveis, ofertando o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno. Quando antes for o diagnóstico,  melhores os resultados no tratamento".

Karina explica ainda que, se positivo para uma das patologias, o paciente é aconselhado a buscar o tratamento. Se sífilis, no próprio município é feito o acompanhamento. Se hepatite, o paciente também inicia na unidade de saúde, para em seguida, ser encaminhado para Teresina, onde o tratamento pode ser feito tanto no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) e ainda no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

Se HIV positivo, o paciente pode procurar o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) nos municípios de Parnaíba, Piripiri, Picos, Floriano e Teresina.

Para aqueles que não foi detectado nenhuma daquelas infecções, o paciente recebe aconselhamentos, como explica Jorge Carlos Nascimento, um dos quatros aconselhadores da equipe. "O uso de preservativos é imprescindível, aliada a informação. E importante salientar que se a pessoa manteve relações nos últimos 30 dias sem preservativos, ela está nos que chamamos de janela imunológica. Ou seja, ela deve repetir os exames. Se for sífilis ou HIV, repete com 30 dias. Se hepatite B, 60 dias, e Hepatite C, em 90 dias".

E aconselha ainda: "Deve-se usar preservativos sempre, se você continuar mantendo  relações sem preservativos,  sua saúde fica vulnerável e você pode se infectar", conclui Jorge Carlos.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Vigilância Sanitária fiscaliza estabelecimentos do litoral para o carnaval

Com a proximidade do carnaval, a Diretoria de Vigilância Sanitária do Estado (DIVISA) deu início ontem (27), às fiscalizações dos estabelecimentos que manipulam e comercializam alimentos no litoral do Piauí. O objetivo da ação é minimizar os riscos da população durante os dias de folia.

Duas equipes foram montadas para realização dos trabalhos de inspeção, iniciando os trabalhos nas barracas de Barra Grande. “Nossas equipes irão trabalhar em parceria com fiscais do município, uma vez que essa é uma ação realizada todos os anos para darmos apoio para as vigilâncias sanitárias municipais”, explicou a coordenadora de alimentos da DIVISA, Iolanda Soares.

Durante as fiscalizações, são avaliadas a estrutura física dos estabelecimentos, acondicionamento, transporte e destino final de resíduos, reservatório e tratamento de água, condições de uso e higiene dos equipamentos e utensílios, higiene dos manipuladores (uniforme, atestado de saúde, entre outros), produção e acondicionamento dos alimentos crus e preparados e ainda verificar a relação saúde/doença nos ambientes de trabalho.

“Eu acho importante essas fiscalizações porque os nossos clientes estão cada vez mais exigentes. A nossa expectativa é grande para o carnaval e já estamos nos preparando para realizar um atendimento de qualidade para os turistas”, comentou Aldira Eschamann, dona de um estabelecimento em Barra Grande.

Além de Luís Correia, o município de Cajueiro da Praia também será fiscalizado. “São municípios de grande fluxo turístico durante o período de carnaval e que solicitaram o apoio da Vigilância Sanitária do Estado para intensificar as ações”, disse Iolanda Soares.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Agespisa faz manutenção e mantém 50% da produção em Parnaíba e Luís Correia

A Agespisa está conseguindo executar o trabalho de manutenção preventiva nos sistemas de Parnaíba e Luís Correia, nesta quarta-feira, 27, sem paralisar totalmente a produção de água. Das quatro estações de tratamento que compõem o complexo de produção da região de Parnaíba, apenas a ETA IV está sem funcionar.
 
“Estamos continuando a manutenção preventiva que foi iniciada no final do ano durante a ‘operação férias’”, explica o engenheiro Moacyr Gayoso, superintendente operacional da Agespisa. O trabalho consiste na substituição de bombas elevatórias na ETA IV, que estavam em operação há cerca de 20 anos. Além de mais modernos, os novos equipamentos tem maior potência. Para se ter uma ideia, uma das bombas novas tem capacidade para impulsionar 720 litros por hora.
 
“Essa é mais uma das medidas que estão sendo tomadas para reforçar o abastecimento das duas cidades, principalmente para o carnaval”, completa Moacyr Gayoso.
 
Ele informou ainda que apenas a ETA IV foi paralisada hoje por conta do serviço de substituição das bombas, comprometendo 50% da produção diária de Parnaíba. A produção total é de 43,2 milhões de litros/dia.
 
Os casos de emergência deverão ser comunicados pelo telefone 0800 086 8888. O serviço funciona 24 horas, inclusive nos feriados. A ligação é gratuita também de telefones celulares.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Reunião define segurança durante Carnaval no litoral do Piauí

O período carnavalesco se aproxima e muitos se direcionam para curtir a folia de momo no Litoral Piauiense. Com isso, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo do Piauí (SETUR), realiza nesta segunda-feira (25), uma reunião para tratar sobre a preparação do esquema de segurança durante as festividades.

Para a reunião, foram convocados os representantes das polícias Civil e Militar, Delegacia do silêncio, Detran, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Segurança, Secretaria do Meio Ambiente e Secretaria de Saúde onde serão traçadas as estratégias para garantir o bem estar dos turistas.

De acordo com o Secretário de Turismo, Flávio Nogueira Júnior, o plano de ação inclui realizar a segurança como um todo, que vai desde de educação no trânsito aos banhistas nas praias. “Vamos nos reunir e debater o nosso principal objetivo que é a segurança dos turistas. 

Queremos um carnaval tranqüilo. Para isso acontecem as reuniões prévias, para que tudo seja pensado, executado e concluído com sucesso. Os turistas devem ser instruídos de como brincar de forma segura. Assim como as fiscalizações nas BR’S e nas praias” destaca Nogueira Júnior.
O secretário reforça ainda a importância e a necessidade do trabalho em conjunto. “Queremos estar preparados. Carnaval é festa, é diversão, é alegria. Por isso, todos os órgãos de segurança estão unidos para manter a ordem pública e a segurança”, pontua.

A Polícia Militar do Piauí (PM-PI) está com o seu plano de policiamento para o carnaval. Segundo o comandante geral da PM, coronel Carlos Augusto, mais de cem policiais serão deslocados para o Litoral. “O trabalho será feito em todas as vias de acesso as praias e principalmente barreiras onde devem acontecer os eventos. Desde já, aproveitamos para alertar aquelas pessoas que circulam com carros pelas praias. Vamos coibir fortemente esse tipo de ação", garantiu.

No período de reveillon, o Litoral recebeu grande fluxo de turistas. Estimativas da Policia Militar apontam que mais de 100 mil pessoas circularam no litoral piauiense. No período de carnaval que ocorrerá nos dias 05 ao dia 09 de Fevereiro o fluxo deve ser igual ou maior.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

No menor litoral do país, Barra Grande atrai com bons ventos e mar quente

O Jornal Folha de São Paulo fez uma matéria especial destacando as belezas e potenciais de Barra Grande, no litoral do Piauí. Menor litoral do Brasil, o local virou paraíso dos kitesurfistas pelo mundo inteiro e foi recém-descoberto pelos amantes da natureza.

Assim que as portas do avião se abrem, um bafo de ar quente invade o interior da aeronave, num choque térmico de arrepiar. Chegamos a Teresina, sob o calor escaldante que ultrapassa os 40°C, normal para os habitantes da capital do Piauí, a única da região Nordeste que fica longe da brisa litorânea.

De lá, serão cinco horas de carro até as proximidades da divisa com o Estado do Ceará, onde fica Barra Grande, praia recém­descoberta pelos amantes do verão, da natureza e do kitesurfe.

A Folha fala sobre o movimento em direção ao areal para a hora do pôr do sol e versa ainda sobre o vaivém das pipas coloridas no céu.

De agosto a dezembro, o vento nordeste passa por toda a costa da região com muita intensidade, o que é ideal para impulsionar as pipas do kitesurfe. Com elas, o esportista "voa" ao mesmo tempo em que desliza sobre a água com uma prancha presa aos pés.

Durante esse período do ano, a orla de Barra Grande fica apinhada de kitesurfistas, que vêm sobretudo da Europa (de países como Alemanha, França e Itália) para passar longos dias na água até que o sol se ponha. Já apelidada de "meca do kitesurfe", a vila tem seu nome definitivamente cravado no mapa­múndi do esporte. Além disso, está inserida na Rota das Emoções, traçado turístico que liga Fortaleza (CE) a São Luís (MA), passando pelo litoral oeste cearense, onde fica a praia de Jericoacoara, seguindo ainda pelo delta do Parnaíba e pelos Lençóis Maranhenses, roteiro, digamos, obrigatório para os adeptos do ecoturismo.

Ventos do Kite

Nos últimos dez anos, Barra Grande vem assistindo a uma importante transformação, impulsionada especialmente pelos kitesurfistas.

Hoje, a vila de 1.800 moradores, situada a cerca de 400 quilômetros de Teresina, permanece pacata, protegida principalmente em razão da dificuldade de acesso ao local. Ao mesmo tempo, respira uma brisa cosmopolita, trazida por gente oriunda de diferentes partes do planeta.

Como acontece em tantos paraísos à beira­mar, muitos forasteiros chegam para relaxar, esquecer a vida, mas se apaixonam e acabam ficando.

Há quem goste de comparar Barra Grande à Jericoacoara de 20 anos atrás. Nas ruas de areia do povoado restaurantes de estilo "rústico­chique", cujas portas se abrem somente após o pôr do sol.

Quase todas desertas e extensas, as praias convidam o visitante a trafegar descontraído, livre de pudores, sobre a areia fofa, deixando­se levar pelos encantos da paisagem.

Na maré baixa, é possível caminhar por cerca de 3 quilômetros mar adentro e relaxar em piscinas naturais de águas mornas e cristalinas sentindo o vento na pele.

O Piauí tem o menor trecho do litoral brasileiro, com apenas 66 quilômetros de extensão –a Bahia é dona do maior pedaço, uma faixa de cerca de 1.000 quilômetros. É pequenino, sim, mas, como dizem orgulhosos os piauienses, de "uma beleza sem fim".

Rayldo Pereira
Com informações da Folha de São Paulo
rayldopereira@cidadeverde.com

Posts anteriores