Cidadeverde.com

Tecnologia: Aplicativos auxiliam corretores e clientes no fechamento de negócios

O uso de aplicativos tem se tornado cada vez mais frequente no dia a dia de corretores de imóveis que necessitam estabelecer um atendimento prático e de qualidade com seus clientes. 

O relacionamento é tido como a base para o sucesso e concretização das vendas e deve ser priorizado mesmo na intensa rotina de trabalho e compromissos que fazem parte da vida de um corretor de imóveis. 

AppCi, Google Agenda, Whatsapp, Google Maps e AutoCAD são alguns dos aplicativos auxiliam no relacionamento dos corretores de imóveis e seus clientes. 

Não à toa que os aplicativos já fazem parte da rotina profissional do corretor de imóveis Pedro Lima, de 25 anos. Há quatro anos ele exerce a profissão e garante que as tecnologias são essenciais para a praticidade no atendimento aos clientes. 

“O Google Earth, por exemplo, possibilita o detalhamento do local exato do imóvel, possibilitando observar as redondezas, formato, tamanho, entre outros aspectos”, explica o corretor.

Pedro também destaca o AppCi  que possui as mesmas funções da agenda convencional. “Nele podemos criar eventos, agendar visitas, marcar horários de atendimentos, programar alertar e lembretes, ou seja, tudo o que um corretor de imóvel organizado e pontual necessita. No aparelho celular você arquiva todos os seus compromissos e não precisa mais carregar uma agenda”, enfatizou. 

Já os corretores de imóveis mais ousados utilizam o AutoCad para apresentar os projetos arquitetônicos e plantas de um apartamento, casa ou mesmo um terreno. “A ferramenta é mais voltada pra os engenheiros, mas também é útil para os corretores que queiram apresentar um projeto arquitetônico aos clientes, tornando o atendimento mais rápido”, revelou o corretor Pedro Lima. 

O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (Creci-Pi), Nogueira Neto, afirma que os corretores de imóveis estão se adequando ao uso das novas tecnologias para fidelizar seus clientes e obter sucessos nos negócios. 

“Hoje temos como aliadas as novas ferramentas que surgiram para facilitar a comunicação tornando possível estar sempre próximo e em contato com os nossos clientes, por meio dos aplicativos que, muitas vezes, são específicos para os profissionais da categoria”, afirmou. 

Nogueira Neto também ressalva que os aplicativos devem ser utilizados de forma planejada e estratégica levando em consideração o objetivo que o corretor deseja alcançar. “Cada ferramenta tem suas características e especificidades e não devem ser utilizadas de forma aleatória. 

 No Whatsapp, por exemplo, o corretor pode enviar instantaneamente fotos e vídeos do imóvel que está sendo negociado, além de poder marcar reuniões e visitas, por meio de mensagens de texto”, enfatizou o presidente que também é adepto das novas ferramentas tecnológicas.

A vitória da democracia e da tecnologia

Tecnologicamente, nosso sistema brasileiro de votação e apuração é o mais moderno do mundo. Não por isso, foi aceito ou adotado em qualquer outro País onde foi oferecido.

Para alguns, sinais de que o sistema possa ser frágil ou manipulado. Ou que mereça mais testes.

Os que defendem o sistema afirmam que tais países não possuem o nível de comprometimento e confiança imposto, por exemplo, pelo nosso Tribunal Superior Eleitoral, e consequentemente, não são capazes de seguir todos os riscos de engenharia e segurança necessários. 

De fato, a logística de uma votação eletrônica é bem mais complexa, exige mais recursos humanos, técnicos especializados, mais treinamento, mais tecnologia, enfim, mais infraestrutura. 

Evoluímos desta vez para o recurso da biometria, que no primeiro turno deixou a desejar, com muita dificuldade para identificação, longas filas e aborrecimento por parte dos eleitores, mas que evoluiu nesta "segunda" chance para Presidente da República. 

Acredito, contudo, que mais uma vez o sistema saiu fortalecido e a tecnologia nos livrou de dias e dias de apuração. Imagine se a apuração para Presidente fosse no papelzinho como antigamente? Já teria enfartado milhares de aecistas e dilmista pela disputa tão acirrada que foi. 



Sindicato aposta na tecnologia para implementar ousado projeto de comunicação

Em tempos de tecnologia, redes sociais, geração Z, network e o acesso cada vez maior da população à internet e sobretudo a smartphones e tablets, o SESCON-Piauí larga na frente e aposta no desenvolvimento inovador de uma rede de integração multimedia envolvendo portal de notícia, TV, Rádio, aplicativo para celular e informativo virtual.
 
Segundo o Presidente do Sescon Piauí, contador José Raulino Castelo Branco Filho, a idéia é revolucionar o modelo atual de comunicação que o Sindicato possui com a sociedade e com seus associados.
"Vamos conectar pessoas, serviços e envolvê-las dentro de uma rede de comunicação multi-acessível, para tornar o Sindicato mais próximo de todos” completa o Presidente.
 
Na vanguarda técnica do projeto está a Masavio Multimedia, empresa com larga experiência no setor de programação web, que prestará assessoria no desenvolvimento de todas as ferramentas administrativas do sistema. Marcos Sávio, diretor da empresa, destaca que este é um projeto ousado e pioneiro dentro da área contábil, em especial ligado aos demais Sindicatos e que será uma referência para as demais associações.
 
O PROJETO
O Projeto, batizado de "SESCON MULTIMIDIA” consiste no desenvolvimento de quatro módulos de serviços principais.
 
PORTAL DE NOTÍCIAS 
O primeiro módulo é o do "Portal de Notícias”, que substituiu o site atual por um projeto novo de design, programação, integração total com redes sociais e ainda conta com modernas ferramentas de monitoração e administração. Um dos conceitos aplicados neste módulo é o do "layout responsivo”, que permite que o site seja visualizado de forma adaptados aos dispositivos móveis, assim como a desktops com resoluções de tela diferentes, sem perda de informação. Neste módulo também estão as integrações da base de dados com as principais redes sociais da web, como o facebook, twitter, Google Plus e Instagram, o que ajudará no compartilhamento das informações de forma mais abrangente. No site também estarão disponíveis todas as novas edições do Jornal Informativo do SESCON, em formato digital, para leitura virtual em formato dinâmico conhecido como "Flip”, quando as pessoas passam as páginas como se estivessem lendo um arquivo impresso.
 Acesso ao portal: http://www.sesconpiaui.org
 
TV SESCON
O segundo módulo é a TV SESCON, que vai gerenciar e organizar conteúdos de vídeo produzidos pela entidade ou por terceiros. A TV Sescon terá um canal exclusivo no Youtube, onde serão hospedadas todas as produções do segmento de vídeo.
 
RÁDIO SESCON
O terceiro módulo é o da RÁDIO SESCON, em fase experimental, com 24 horas de programação voltada ao associado e até com programação ao vivo para ocasiões especiais. A rádio é transmitida em streaming de boa qualidade e com acesso ilimitado de usuários. Importante ressaltar que tanto a TV quanto a Rádio estão integradas ao novo site e às redes sociais.
 
APP
O quarto módulo é a cereja do bolo, ou seja, o meio que vai agregar todos os módulos anteriores e mais outros serviços de uma forma simples, descomplicada e ao alcance de todos na palma da mão. O Aplicativo para celular e tablets do SESCON-PI vai agregar todas as informações de vídeos, áudio, notícias e redes sociais e será mais uma ferramenta de comunicação do Sindicato. O aplicativo estará disponível para os celulares com os sistemas Android e IOS e ficarão para downloads nas lojas Google Play e App Store, respectivamente.
 
Além de toda a integração de conteúdo, o aplicativo vai ter recursos exclusivos de geolocalização, serviços de foto dentro do app, ligue fácil, notificações para usuários do sistema entre outros.Para o Presidente Raulino Filho, o sistema vai melhorar a comunicação do SESCON com a sociedade.

Balanço Social Mostra apresenta ações de responsabilidade social da FACID | DeVry

 
 
 
A FACID | DeVry realiza de 15 a 20 de setembro de 2014, a V Mostra de Responsabilidade Social DeVry Brasil. O evento apresenta os principais projetos e ações sociais realizadas pela Faculdade durante o ano, alem de mobilizar alunos, professores, coordenadores e voluntários a fazerem um mundo melhor por meio de ações sociais que ajudam a inserir crianças, jovens e adultos numa sociedade mais justa, humana e participativa.
"A Responsabilidade Social é uma bandeira que a FACID | DeVry levanta desde a sua criação, pois acredita no potencial e na capacidade de transformação das comunidades e das pessoas menos favorecidas”, afirma a Diretora-Geral da Instituição, Profª Joseci Vale.

Segundo Patriotino Lages, acadêmico do Curso de Enfermagem, que participou do evento no ano passado, a Mostra é uma boa oportunidade para o estudante trocar informação e experiência sobre o trabalho social desenvolvido pela Faculdade. A V Mostra na FACID | DeVry vai promover o intercâmbio entre os cursos de Medicina, Enfermagem, Odontologia, Fisioterapia, Farmácia, Enfermagem, Psicologia, Terapia Ocupacional, Direito, Engenharia de Produção, Administração e Ciências Contábeis.

Aberto à comunidade, a V Mostra de Responsabilidade Social DeVry Brasil terá uma vasta programação, como oficinas sobre amamentação, orientação sobre uso de medicamentos, cuidados com a pele, cuidados com o coração, prevenção de acidentes, cursos para gestantes, avaliação para pacientes diabéticos, oficina para adolescentes, atividades para idosos, exame para prevenção e diagnóstico do câncer bucal, avaliação em hipertensos, avaliação postural, distribuição de folders e exposição de banners de projetos sociais da FACID | DeVry, entre outras ações. A programação completa está no site www.facid.edu.br

Apple vendeu um recorde de 4 milhões de iPhone 6 em 24 horas

A Apple lançou na semana passada dois novos smartphones, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus. Na verdade, a Apple conseguiu mexer com as intenções de compra dos consumidores e voltou a bater recordes ao conseguir em apenas 24 horas mais de 4 milhões de pré-encomendas do iPhone 6.

iphone6

Baterias podem passar a durar dez anos

Pela primeira vez, cientistas analisaram como funciona o dispositivo à escala das suas nano-partículas e descobriram que o carregamento lento pode não a ser melhor solução

Uma nova pesquisa pode mudar a maneira como as baterias de ions de lítio são carregadas em eletrônicos de consumo e nos carros elétricos.  O estudo, publicado na revista Nature Materials, desafia a noção comum de que carregar uma bateria lentamente ajuda a prolongar a sua vida. Contesta também a ideia de ser prejudicial ao dispositivo ser sujeito a uma descarga de grande quantidade de energia, durante um curto espaço de tempo.

De acordo com pesquisadores do do MIT, do Sandia National Laboratories, do Samsung Advanced Institute of Technology America e do Lawrence Berkeley National Laboratory, as baterias podem ter uma duração mais longa,  de cerca de dois a dez anos, se for carregada partícula a partícula, através de uma série de cargas muito rápidas. Isso surpreendeu os pesquisadores, pois este tipo de carga era tido como prejudicial.

"Nós, como comunidade científica, temos olhado para a escala macro de como a bateria se comporta no todo, mas a nossa pesquisa foca-se nas partículas individuais para chegar a um modelo de como a carga funciona”, explica William Chueh, um dos autores do estudo, pesquisador do Stanford Institute for Materials and Energy Science.

A equipe conseguiu observar a forma como as nanopartículas individuais se comportam quando a bateria está sendo carregada e descarregada.

É a primeira vez que tal detalhe foi observado e registado. Em vez da corrente elétrica a ser distribuída de maneira uniforme para todas as partículas serem gradualmente carregadas, na realidade ela é absorvida pelos elementos individuais ou em pequenos grupos, durante um curto período de tempo até cada um dos elementos estar carregado, e depois o processo segue para o próximo.

Até o resultado da pesquisa, a carga lenta era recomendada para reduzir o calor na bateria e prolongar-lhe a vida, esclarece Chueh. "Mas descobrimos que isso não é inteiramente correto”.

Com base no novo conhecimento, os pesquisadores estão propondo várias maneiras de carregamento, mais uniformes. Rápidas ou lentas, as novas formas de carregamento deverão provocar um aquecimento menos localizado para não degradar a bateria.

Também estão considerando formas de ativar carregamentos ou descarregamentos mais rápidos, evitando danos à bateria.

Esta investigação poderá beneficiar, entre outras áreas, a dos carros elétricos, os quais requerem muitas vezes cargas de várias horas. Se esse tempo puder ser reduzido, os usuários não terão de parar durante tanto tempo para carregar as baterias ao fazerem viagens longas.

E para as redes elétricas, preveem baterias de armazenamento capazes de lidar melhor com picos repentinos de procura.

Embora ainda precises fazer mais experiências, os pesquisadores já começaram a conversar com fabricantes de eletrônica de consumo e da indústria automóvel sobre a possibilidade de uso dos novos formatos de carregamento.

Fonte: IDGnow

Brasil tem 23,4 milhões de acessos de banda larga fixa

O Brasil conta com 23,4 milhões de acessos de banda larga fixa. Os dados são de julho de 2014, divulgados pelo Serviço de Comunicação Multimídia (SCM).
O serviço está presente em 35,79% dos domicílios.

A banda larga fixa é prestada com a utilização de diferentes tecnologias. Entre as quais Cable Modem, Ethernet, Fibra, satélite, ondas de rádio e Long Term Evolution (LTE), Spread Spectrum e Wimax.

Entre os provedores de serviços, a Embratel/Claro/Net é a que lidera em número de assinantes, com 7,1 milhões de usuários de banda larga. A Oi vem e segundo lugar, com 6,5 milhões de clientes, seguida da Telefônica, com 4,3 milhões de assinaste e GVT com 2,7 milhões de clientes.

Smartphones: o poder dos acessórios

No hall de adereços para celular, as capas já são itens muito conhecidos. Segundo Ticiana Farias, analista de compras da Ibyte, os acessórios mais procurados ainda são esses que possibilitam mudar a aparência do dispositivo. No entanto, o mundo dos acessórios para smartphone tem muito mais que cases coloridas a oferecer. Desenvolvidos para ampliar as capacidades dos equipamentos, eles são capazes de atuar na câmera, na duração da bateria e eu muitas outras coisas, dando novas e até inusitadas funções para o gadget.

Para Ticiana, a principal tendência em acessórios, neste momento, são as baterias externas. Também conhecidos como power banks, esses equipamentos armazenam carga e podem, posteriormente, recarregar a bateria do celular sem a necessidade de uma tomada. Como se isso já não fosse suficiente, eles ainda são fabricados nos mais diferentes estilos, tornando-se ainda uma peça de design.

A reprodução de vídeos e áudios também pode ser potencializada com o uso dos acessórios certos. Para transmitir as imagens direto da tela do celular para a televisão, já existem cabos e adaptadores HDMI feitos especialmente para os novos celulares. É necessário, no entanto, que o aparelho tenha suporte à tecnologia. Já para potencializar músicas e outros conteúdos de áudio, a dica são as caixas de som com conectividade Bluetooth.

Quando o assunto é fotografia, já existem milhares de aplicativos capazes de melhorar e editar as imagens, mas para aqueles que querem algo mais diferente e sofisticado, existem lentes que podem ser acopladas às câmeras. Os diferentes modelos disponíveis podem aumentar o zoom, aumentar o ângulo de visão, dar efeitos diferentes e até dar visão microscópica.

Além desses, existem acessórios como canetas para escrever e desenhar direto na tela, capas especiais à prova d’água, películas de privacidade (que restringem o ângulo de visão da tela) e até joysticks, para quem quer jogar no celular como se estivesse no videogame. Independente da tarefa desempenhada, os acessórios para smartphones têm o poder de transformar esses dispositivos já tão cheios de funções em equipamentos ainda mais completos.

Especialização em Big Data

Depois que a Alemanha sagrou-se tetra-campeã mundial de futebol, o termo big data voltou ao cenário de notícias do mundo da tecnologia. Os alemães usaram um software avaliado em 3,5 milhões de reais que fez as análise táticas e de comportamento de todos os times e jogadores da copa, além de avaliar sua própria equipe passo a passo.

Com o tema em alta, seis grandes universidades do Brasil que possuem cursos voltados à tecnologia anunciam a abertura de cursos de graduação, pós-graduação e MBA totalmente direcionados à formação de especialistas em Big Data, uma das maiores e mais importantes tendências mundiais em diversos segmentos de mercado. 

Em uma parceria firmada com a IBM Brasil, a ESPM, Fundação Getulio Vargas (FGV), Universidade Presbiteriana Mackenzie, Universidade de Taubaté (SP), Faculdade de Tecnologia FIAP e Faculdade BandTec passam a contar com materiais, workshops de capacitação de professores e licenças gratuitas para o uso de tecnologias de análise de dados exclusivas da IBM como parte do  conteúdo curricular de seus novos cursos.

Segundo informações do IDC Networking Tracker, o volume mundial de informações digitais alcançará 5,4 Zettabytes em 2014 – 1 zetta corresponde a 1 trilhão de gigabytes. Sabemos também que mais de 90% dos dados disponíveis no mundo foram gerados apenas nos últimos dois anos. 
“A demanda por profissionais que sabem lidar com este grande volume de informações e gerar valor para suas empresas é enorme e o mercado brasileiro está bem carente deste tipo de mão de obra. O nosso objetivo é formar profissionais que se destaquem e ingressem rapidamente nesse mercado”, comenta Marcela Vairo, gerente de Alianças da IBM Brasil. 

A parceria entre IBM e universidades faz parte de um programa mundial chamado “IBM Academic Initiative”, uma iniciativa de aprimoramento técnico e de acesso gratuito com o apoio de ferramentas, softwares IBM, equipamentos, materiais didáticos e incentivos às certificações. 

Destinado a professores, pesquisadores e membros acadêmicos de Instituições de Ensino de Nível Médio, Superior e Institutos de Pesquisa sem fins lucrativos, seu resultado impacta diretamente na formação de alunos das universidades, que saem capacitados, com habilidades sobre as mais recentes tecnologias demandadas pelo mercado, além de disputarem melhores oportunidades no mercado de trabalho.
Veja a seguir os programas de cursos:  
 
ESPM
Curso: Sistemas de Informação em Comunicação e Gestão
A graduação une aos conceitos tradicionais de Sistemas de Informação, os conhecimentos das áreas de comunicação, marketing e gestão para que o aluno desenvolva habilidades e possa atuar em diferentes setores, além das áreas de TI. 
Após os dois primeiros anos de curso, o estudante poderá complementar a sua formação com disciplinas nas seguintes trilhas de conhecimento: Gerenciamento de Games; Desenvolvimento de Aplicativos Web e Mobile; e Digital Business Intelligence.
Duração: 4 anos
Início: 2º semestre de 2014
Informações: http://bit.ly/QajZuX
 
Fundação Getulio Vargas – FGV
Curso: Especialização em Big Data Analytics 
Descrição: o curso mostrará, de forma teórica e prática, as principais tecnologias de Big Data & Analytics disponíveis nos principais softwares do mercado, ressaltando a importância de um profissional em análise de dados para o sucesso de uma aplicação.
Duração: 6 meses
Início: 21 de julho
Informações: http://bit.ly/1gbN8Bd
Por enquanto, o curso só é oferecido no Rio de Janeiro, mas há possibilidade de ser feito em São Paulo no futuro.
 
Universidade Presbiteriana Mackenzie
Curso: Pós-graduação em Ciência de Dados (Big Data/Analytics) 
Descrição: o curso é focado em diferentes profissionais de TI e para aqueles que desejam trabalhar com análise de dados. O objetivo é proporcionar conhecimento para transformá-los em Chefe Executivo de Dados (CDO – Chief Data Officer)
Duração: 3 semestres
Início: Agosto de 2014
Informações: http://bit.ly/1wtXgLr
 
Universidade de Taubaté – UNITAU
Curso: Especialização em Gestão de Projetos Business Intelligence 
Descrição: o objetivo da especialização é unir técnicas e recursos de Business Intelligence, pesquisa, indústria, softwares específicos para Data Mining, entre outros, para fazer com que o profissional seja um especialista em análise de dados e gere insights para a empresa em que trabalha.
Duração: 1 ano e 8 meses
Início: Agosto de 2014
Informações: http://bit.ly/RPFMc6
 
Faculdade BandTec
Curso: Pós-graduação em Big Data & Analytics
Descrição: o curso propõe a tomada de decisão baseada em fatos, tendo os dados como prioridade para crescimento dos negócios e para a inovação. Os assuntos trabalhados serão: visões analítica, estratégica, de governança de dados, tecnológica e computacional, desenvolvimento de práticas de autogestão, engajamento e liderança.
Duração: 1 ano e 3 meses
Início: 13 de setembro
Informações: http://bit.ly/1kxOeZ6
 
Faculdade de Tecnologia FIAP
Curso: MBA em Big Data
Descrição: este MBA auxiliará os profissionais de tecnologia a modelar dados não-estruturados, gerenciar o armazenamento de dados estruturados e não-estruturados, explorar dados com visualizações de alto impacto, compreender implicações éticas e de segurança relacionadas ao uso do Big Data etc.
Duração: 1 ano
Início: Setembro / Outubro de 2014
Informações: http://bit.ly/SVsifN

Especialista aponta seis dicas para organizar o tempo no trabalho

Para ser mais produtivo, recomenda-se que o profissional separe suas atividades em: crises (importante e urgente), urgências (urgente, mas não importante), planejamento (importante, mas não urgente) e rotina (nem importante nem urgente).

"São grandes os resultados que se têm com a capacidade de organizar bem o tempo de serviço, produzindo adequadamente dentro do horário de trabalho, evitando horas extras e dando os retornos necessários", afirma o diretor-executivo da Innovia Training & Consulting, Ricardo Barbosa.

Segundo o executivo, o profissional que estabelece uma boa relação com o tempo terá muito mais horas disponíveis para sua vida pessoal. "Só pensar no trabalho não é bom, pois isso afeta diretamente a nossa saúde, família e qualidade de vida. Quando planejamos nossas atividades, conseguimos ser produtivos", diz Barbosa.

Dicas para organizar o tempo no trabalho

1 - Evite ficar sempre conectado
Liberte-se dos elementos que tiram o foco do trabalho como chats, redes sociais, skype, messengers etc. Reserve um momento no seu dia para cuidar dos seus e-mails e relacionamentos, mas não permaneça 100% do tempo conectado.

2 - Organize suas ações 
Faça uma lista de todas as tarefas do dia e ordene suas realizações. Ficar preocupado com muitas coisas faz com que não realizemos nenhuma ação adequadamente.

3 - Faça hoje 
Por mais que seja convidativo, o adiamento das tarefas gera acúmulo de trabalho. Pode parecer que não haverá problemas, mas tenha certeza de que o resultado não será positivo. Assim, evite deixar para amanhã o que se pode fazer hoje.

4 - Evite a sobrecarga de trabalho 
Muitos profissionais acumulam obrigações e querem resolver tudo para parecerem produtivos. Saiba que cada um tem seu escopo de trabalho e é pago para isso. Assim, priorize seu objetivo final.

5 - Deixe problemas pessoais em casa 
Evite que os problemas pessoais interfiram nos resultados do trabalho. A falta de concentração na tarefa em execução pode levar ao trabalho dobrado ou a prejuízos muito maiores.

6 - Descanse 
Nenhum profissional é produtivo 100% do seu tempo, e cada vez mais precisamos exercer o ócio criativo para termos relações de trabalho balanceadas.

Fonte: Uol

Posts anteriores