Cidadeverde.com

Sarah Menezes decide voltar para antiga categoria e aguarda avaliação da CBJ

Foto: Israel Araújo

Sarah falou sobre a nova mudança de categoria após ser atração da Copa AJEF, no fim de semana

Em Belo Horizonte (MG), no Troféu Brasil Interclubes, que acontecerá nos dias 7 e 8 de outubro, Sarah Menezes voltará para a categoria ligeiro (até 48kg), na qual foi campeã olímpica em 2012. 

A decisão vem sendo amadurecida há meses. Depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, Sarah Menezes passou por um período de férias e voltou a competir só neste ano, já na categoria meio-leve (52kg). 

A mudança de peso se fazia necessária porque a judoca encontrava dificuldades para se manter abaixo dos 48kg. Mas Sarah Menezes teve outras dificuldades na nova categoria, onde enfrentou atletas mais altas e de porte físico melhor. 

A não convocação para o Mundial de Judô praticamente selou a decisão: fora da seleção brasileira, Sarah optou por voltar para o peso antigo. Mas a contusão de Maria Portela abriu vaga para que a piauiense disputasse o torneio na Hungria, do qual saiu sem medalha. 

O Mundial de Budapeste foi o último torneio da judoca na categoria meio-leve. Em entrevista para a Rádio Cidade Verde, Sarah Menezes afirmou que a decisão de retornar para as ligeiros é definitiva. 

Porém, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) pediu que a atleta fizesse novos testes para saber se ela tem mesmo condições de sustentar o peso antigo. Ela aguarda a avaliação da comissão técnica para saber seu futuro na seleção - Sarah Menezes ainda não tem competições definidas no circuito mundial. 

Antes, Sarah Menezes era absoluta na categoria ligeiro. Na primeira mudança, passou a disputar vaga com Erika Miranda. Na volta para a categoria antiga, terá de disputar espaço com Stephanie Koyama, que a substituiu com relativo sucesso nos últimos meses. 

Agora é esperar os próximos episódios dessa saga.

Ouça a entrevista de Sarah Menezes sobre a mudança de categoria:

Copa AJEF bate novo recorde e reúne 1.400 judocas em Teresina

  • ajef-israel-09.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-08.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-07.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-06.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-05.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-04.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-03.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-02.jpg Israel Araújo
  • ajef-israel-01.jpg Israel Araújo
  • ajef-luiz-04.jpg Foto: Luiz Figueiredo Filho
  • ajef-luiz-03.jpg Foto: Luiz Figueiredo Filho
  • ajef-luiz-02.jpg Foto: Luiz Figueiredo Filho
  • ajef-luiz-01.jpg Foto: Luiz Figueiredo Filho

Foram dois dias no superlativo, com muitas lutas, muitas medalhas e, principalmente, muitos judocas. A oitava edição da Copa AJEF, promovida pela Associação de Judô Expedito Falcão, contou com cerca de 1.400 atletas inscritos. Todos presentes no Therezina Hall, na sexta-feira (24) e sábado (25). 

Atletas de Teresina e do interior do Piauí dividiram quatro áreas do tatame com judocas do Ceará, Maranhão e Tocantins nos dois dias de competição. Mas o forte do evento foi o festival infantil, com quase 900 crianças participantes. 

O número de inscritos superou, e muito, o do ano passado. Em 2016, foram cerca de 1.100 participantes. E olha que a edição deste ano não contou com convidados da seleção brasileira. Ao contrário dos torneios anteriores, Sarah Menezes foi a única atleta olímpica a posar para fotos - e teve trabalho para dar conta de tanta gente.  

O professor Expedito Falcão e campeã olímpica Sarah Menezes falaram para a Rádio Cidade Verde sobre o sucesso do evento. Ouça as entrevistas:

E veja trechos da abertura do evento, realizada na sexta-feira:

 

Em torneio dos advogados no Piauí, Edilson Capetinha alerta Corinthians: "muitos jogos ainda"

  • caapi-15.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-21.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-20.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-19.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-18.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-17.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-16.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-14.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-13.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-12.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-11.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-10.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-9.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-8.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-7.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-6.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-5.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-4.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-3.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-2.jpg Tamyres Rebeca/Caapi
  • caapi-1.jpg Tamyres Rebeca/Caapi

Depois de passar por Pedro II, o pentacampeão mundial de futebol Edilson "Capetinha" esteve em Teresina (PI). No último sábado, (23), o ex-jogador participou da abertura da primeira Copa de Futebol da Advocacia Piauiense, promovida pela Caixa de Assistência dos Advogados do Piauí (Caapi).

Na ocasião, o também ex-jogador do Corinthians falou sobre o momento do time no Brasileirão e alertou que o título não está garantido - apesar da vantagem de 10 pontos de diferença para o segundo colocado. 

Edilson disse que acredita no título do Corinthians...

- Mas tem muitos jogos ainda. Tem que tomar muito cuidado porque os adversários a partir de agora vão começar a jogar contra o Corinthians e é aí que mora o perigo. 

Ouça a entrevista, concedida no sábado, antes do empate do Corinthians com o São Paulo (1 a 1):

Edilson Capetinha e o presidente da Caapi, Rafael Orsano, também falaram sobre o torneio, que vai movimentar os profissionais da advocacia até outubro. A primeira etapa reúne times apenas de Teresina. Na segunda, entram na disputa os times de outras subseções da Ordem dos Advogados do Brasil no Piauí. Ouça:

Fundespi pode se mudar para o Verdão e quer reabrir ginásio em outubro

Foto: Glenda Uchôa/Rádio Cidade Verde

O ginásio Verdão e o estádio Albertão podem ser usados não só para eventos esportivos. Em entrevista no Acorda Piauí desta sexta-feira (22), o presidente da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), Paulo Martins, revelou que existe a chance do ginásio abrigar o órgão, que hoje funciona no Centro Administrativo. Espaços do estádio no bairro Redenção também podem ser usados por órgaos públicos. 

- O Governo tem vários órgãos que ainda estão em prédios alugados. Existe a possibilidade da Fundespi centralizar tudo no Verdão e lá ser o centro esportivo do Estado (...) Essa é uma possibilidade, aí desocuparia o prédio (ocupado hoje pela Fundespi) para outras secretarias - disse Martins. 

A economia com aluguel poderia ser feita também com o uso do Albertão por órgãos público - o estádio já abrigou parte da estrutura do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Paulo Martins diz que há 120 salas desocupadas que também podem servir para a administração pública. 

Reabertura do Verdão em outubro
Ainda sobre o Verdão, Paulo Martins manteve a previsão de reinauguração para outubro. A reforma no ginásio foi concluída e estão sendo instalados os equipamentos que serão usados no local. A Fundespi já recebeu proposta para aluguel do ginásio para a realização de eventos de lutas e vê essa e outras fontes de arrecadação para dar conta dos custos do espaço esportivo, cuja manutenção mensal está estimada em R$ 35 mil. 

Albertão com 5.000 lugares no fim de setembro
Em relação ao Albertão, o presidente da Fundespi confirmou que trabalha para dar condições de liberação do estádio para pelo menos 5.000 lugares. A intenção é fazer a abertura do Campeonato Piauiense Sub-11 no dia 30 de setembro, com a presença das 24 equipes participantes. 

Bolsa Atleta em 2018
Paulo Martins afirmou que aguarda o governador sancionar o projeto do Bolsa Atleta aprovado pelos deputados na Assembleia Legislativa. A ideia é por o programa em prática no próximo ano. O limite de 70 bolsas não pode ser ampliado e a Fundespi busca emendas parlamentares para apoiar projetos de base no esporte. 

Ouça a entrevista na íntegra:

 

Após iluminação, Lindolfo Monteiro passará por novas intervenções

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Sem Photoshop: Renato Berger no setor de cadeiras, área que também foi beneficiada com a nova iluminação

Após semanas de espera, a nova iluminação do estádio municipal Lindolfo Monteiro foi inaugurada, na noite de ontem (20), com o jogo Piauí 2x1 River. 

Parece que só faltava um pouco de luz para o Piauí, que havia empatado todos os jogos que disputou na Copa Piauí até então. 

A iluminação, aprovada por profissionais de imprensa e torcedores, foi cortesia de uma empresa, segundo o secretário de esportes de Teresina (PI), Renato Berger.

Mas as intervenções no Lindolfinho continuam. As cabines de imprensa serão reformadas e as obras devem começar nas próximas semanas. 

O novo placar eletrônico, prometido ainda durante o Campeonato Piauiense, chegou quebrado. A Prefeitura de Teresina mandou devolver e aguarda a chegada de um novo nos próximos dias. 

Já o gramado, que está de dar dó, esse só vai ter jeito quando o calendário do futebol parar. A prefeitura só pode fazer intervenções quando não existirem jogos a serem realizados no local.  

Na entrevista para a Rádio Cidade Verde, Renato Berger dá detalhes sobre as intervenções:

 

Evento espera mais de 1.000 judocas em Teresina

  • ajef04.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • ajef03.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • ajef02.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • ajef01.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

As inscrições para a edição deste ano da Copa AJEF, promovida pela Associação de Judô Expedito Falcão, terminam nesta quarta-feira (20). A expectativa é de um novo recorde de inscritos, superando os cerca de 1.100 que participaram do evento em 2017. 

As lutas vão acontecer no Therezina Hall, na sexta-feira (22) e sábado (23), com entrada aberta ao público. 

Os judocas devem procurar seus professores para se inscreverem na plataforma Zempo, utilizada pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) para registro de atletas e competições. 

Em visita à rádio Cidade Verde, o professor Expedito Falcão, organizador do evento, apresentou a medalha que será dada aos melhores da competição - todas as crianças que participam do torneio infantil também recebem medalha. 

A Copa já tem a presença confirmada de judocas do Maranhão, Ceará e outros estados. Ouça na entrevista com Expedito Falcão:

 

Na Rádio: hoje tem decisão na Libertadores. E o Decisão FC em campo...

Hoje é dia de decisão para os clubes brasileiros na Libertadores. Santos, Grêmio e Botafogo disputam duas vagas na semifinal do torneio. 

Dia decisivo também para Sport, Ponte Preta e Corinthians na Copa Sul-Americana. 

E é dia do Decisão entrar em campo pela Série A2 do Campeonato Pernambucano. Conhece o Decisão Futebol Clube? Falamos dele e de muito mais no Acorda Piauí desta quarta-feira (20), que também teve o resumo dos jogos no futebol europeu e a rodada da Copa Piauí Sub-21. 

Ouça na íntegra:

 

Na Rádio: o árbitro de vídeo vai funcionar? Para Cuca, vai ser uma "lambança"

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O gol de Jô com o braço, domingo, na vitória de 1 a 0 do Corinthians sobre o Vasco, está longe de ser a primeira polêmica de arbitragem do futebol brasileiro em 2017. 

Mas foi a favor do Corinthians. E foi contra o Vasco, comandado por Eurico Miranda, que reclamou com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. 

A CBF decidiu antecipar o que ela já havia afirmado nem ter condições de fazer em 2017: implantar o árbitro de vídeo. 

O técnico Cuca, do Palmeiras, disse em entrevista coletiva que vai ser uma "lambança". 

E você, o que acha disso tudo? 

Ouça os comentários sobre o assunto do time do Acorda Piauí no Cidade Esportiva desta terça-feira (19):

 

Na Rádio: atacante deu uma de "Jô sem braço"...

No Corinthians, Jô está nos fazendo mudar as expressões populares. Depois do gol de ontem (17) contra o Vasco, dar uma de "João sem braço" é coisa do passado.

O polêmico gol com o braço na vitória por 1 a 0 rendeu piadas na internet e revolta de muitos torcedores. E rendeu muita discussão no Acorda Piauí desta segunda-feira (18). Ouça na íntegra:

 

O badminton do Piauí tá sobrando em quadra!

  • badminton_jebs-1.jpg Na foto Thiago Ribeiro do Piaui, medalha de ouro - Jogos Escolares da Juventude - Etapa 12 a 14 anos
    Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-4.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-5.jpg Na foto as irmãs do Piauí Juliana (e) e Julia Vieira medalha de ouro nas duplas feminina - Jogos Escolares da Juventude - Etapa 12 a 14 anos
    Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-6.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-7.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-8.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-9.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-10.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-11.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-12.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-13.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB
  • badminton_jebs-14.jpg Foto: Gaspar Nobrega/Exemplus/COB

Você viaja com quatro atletas para um evento no qual estão em disputa cinco medalhas de ouro. Seu time fatura todos os ouros, faz duas finais - e com isso leva duas pratas - e ainda traz para casa uma medalha de bronze. 

Nos Jogos Escolares da Juventude, que acontecem em Curitiba (PR), eram 20 medalhas em disputa: 5 de ouro, 5 de prata e 10 de bronze. Os alunos da escola Nossa Senhora da Paz, de Teresina, ficaram com 8 delas: 5 de ouro, duas de prata e uma de bronze. 

Confira os resultados do último fim de semana:

Simples masculino: Thiago Mozer (ouro), Marcos Ryan (bronze)
Simples feminino: Juliana Viana (ouro), Julia Viana (prata)
Duplas masculino: Thiago Mozer e Marcos Ryan (ouro)
Duplas feminino: Juliana Viana e Julia Viana (ouro)
Duplas mistas: Juliana Viana e Thiago Mozer (ouro), Marcos Ryan e Julia Viana (prata)

É fato: o badminton piauiense está sobrando nas categorias de base. O que faz ser necessário um esforço pensando no futuro. É preciso que a garotada de agora tenha condições de manter os bons resultados quando crescer e até entrar no ensino superior - porque ninguém vai disputar Jogos Escolares pelo resto da vida. 

Posts anteriores