Cidadeverde.com

Diretoria do River ouve jogadores antes de contratar novo técnico

Foto: Victor Costa/River A.C.

O presidente Elizeu Aguiar está empolgado com a união do grupo tricolor. Perguntei se o clima de agora chega a ser melhor que o de 2015 e ele confirmou com entusiasmo. 

Por isso, a preocupação antes de contratar o substituto de Waldemar Lemos se tornou ainda maior. O River tem evitado falar sobre negociações, não só dirigentes, como os jogadores e comissão técnica. 

Fontes dão conta de que a diretoria, ao se reunir com jogadores para tratar da demissão de Waldemar Lemos, também tratou da contratação de seu substituto, e possíveis nomes foram levantados. 

Elizeu Aguiar evita falar sobre negociações e possíveis nomes, mas admitiu que o grupo o pediu cautela na escolha. 

- Queremos um treinador dentro do perfil do grupo que aí está. Nós não queremos inventar. O trabalho que está sendo feito por toda comissão é um bom trabalho.

A maior preocupação de todos no River é que o novo treinador não se encaixe no trabalho que já vem sendo executado e traga até novas peças que prejudiquem a harmonia da equipe.

- É aí onde tem a questão da cautela, de não trazermos de forma assodada para não trazermos alguém que vá chocar com o grupo, que chegue com quatro, cinco jogadores debaixo do braço e tumultue um ambiente que é excepcional dentro do River. 

A entrevista de Elizeu Aguiar foi ao ar no Cidade Verde Notícias desta quinta-feira (23). Ouça:

 

Samurai ou Safadão? Zagueiro do River se diverte com apelidos

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Quando o argentino Oscar Brizuela fez o segundo gol do River no empate em 2 a 2 com o 4 de Julho, ontem (22), pelo Campeonato Piauiense, parte da torcida começou a gritar:

- Valeu, Safadão! Vai, Safadão!

Depois do jogo, perguntei a Oscar Brizuela se ele sabia que o apelido gritado pela torcida era para ele. 

- Tô sabendo não (risos). É... Fazer o quê, né? Tá certo, os caras chamam de Samurai, Safadão... É o estilo. 

No Acorda Piauí, da rádio Cidade Verde, Fenelon Rocha, lembrou que Roberto Firmino, atacante do Liverpool, tem estilo parecido. 

Você compara os três.

O momento descontraído na entrevista após o jogo interrompeu o lamento do jogador, que reclamou da arbitragem na partida com o 4 de Julho, mas admitiu que o River teve chances para vencer a partida e não soube aproveitar.

Para ele, o Galo saiu de campo com um gostinho de quero mais. Tomara que matem essa fome sábado, contra o Sport, pela Copa do Nordeste. 

 

Célio Mata Boi e Ted Love: ataque do 4 de Julho se destaca pelos gols e apelidos

Fotos: Fábio Lima/Cidade Verde

Apelido de Célio Mata Boi remete a antiga profissão do jogador

Nos últimos anos, o 4 de Julho presenteou narradores esportivos com Pedra Preta na escalação – repita rápido e em voz alta o nome dele cinco vezes seguidas para entender a ironia. 

Com Pedra Preta no banco de reservas, o técnico Luís Miguel tem escalado uma dupla de ataque eficiente, mas que ao mesmo tempo chama a atenção pelos apelidos: Célio Mata Boi e Ted Love. 

Célio Mata Boi saiu do Lindolfo Monteiro, ontem à noite, lamentando ter perdido uma chance de gol no fim da partida contra o River, que terminou empatada em 2 a 2.

Mas o Cidadeverde.com quis matar a curiosidade do torcedor e descobriu que Célio tinha outra profissão em Manaus (AM) antes de se profissionalizar no futebol. 

- É da profissão que eu tinha antes de eu jogar bola. Eu trabalhava no matadouro, no açougue, e esse apelido veio daí. 


Ted Love marcou gol contra o River

Já Ted Love, autor do segundo gol do Colorado de Piripiri contra o River e outros dois no Campeonato Piauiense, não quis revelar o que o levou a ganhar o sobrenome em inglês, que virou até comum no Brasil depois de Vagner Love, então nas categorias de base do Palmeiras, ter sido suspenso por ter levado uma garota para a concentração do time, em 2003. 

- É por causa de uma coisa pessoal que eu não posso falar (risos). Tem a ver com uma coisa passada, apaixonada.

Vamos respeitar a privacidade do artilheiro. 

Os dois falaram sobre os apelidos para o Acorda Piauí desta quinta-feira (23). Ouça como foi o programa:

 

Promoção: Rádio Cidade Verde sorteia ingressos para River x Sport

Tem jogo da Copa do Nordeste no sábado de Carnaval e você só vai viajar para a folia no interior do Piauí no domingo, depois de curtir River e Sport, às 21h, no Lindolfo Monteiro. 

Você já pode comprar seu ingresso nos postos de venda autorizados. Ou participar da promoção da Rádio Cidade Verde. É só acessar a página da emissora no Facebook, seguir as instruções da postagem e torcer. 

O sorteio será no Cidade Verde Notícias de sexta-feira (24). O programa começa a partir de 12h, no comando de Nadja Rodrigues e Zózimo Tavares. 

Aliás, nem precisa ir lá no Facebook. Olha aqui:

 

E fique atento aos postos de venda de ingressos:

River x Sport
25/02/17 - 21h - Lindolfo Monteiro
Copa do Nordeste - 4ª rodada

Ingressos
Geral: R$ 20
Arquibancadas: R$ 30
Cadeiras: R$ 50

Postos de venda:
Lojas Noroeste (Praça Saraiva, Rua Coelho Rodrigues, Teresina Shopping); Lojas Sportiva; SOS Farmácia (Piçarreira); Erofarm (Grande Dirceu); Centro Musical (Dirceu e Riverside) e CT do River.

Celso Teixeira brinca e diz que Flamengo foi melhor sem ele no banco

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

Celso Teixeira observa treino do Flamengo: a cara de mau esconde um técnico muito bem humorado

Suspenso por conta da expulsão na partida contra Picos, o técnico Celso Teixeira teve de ver o jogo do Flamengo contra o Piauí na geral do Lindolfo Monteiro. No intervalo, os jogadores se reuniram ao lado do alambrado para receber as orientações. Deu certo a ponto do treinador relevar sua presença no banco de reservas. 

- Acho que foi melhor, ganhou de 3 a 0 e eu não participei (risos). (...) Eu acho que a importância do treinador é durante a semana, é na montagem da equipe, nos treinamenos que ele realiza e não no dia do jogo propriamente dito. 

Apesar do bom humor, Celso Teixeira enfrenta dificuldades no rubro-negro, que vão desde a busca de reforços que se encaixem no teto financeiro do clube a recuperação dos atletas lesionados. Com o grupo reduzido, tem sido difícil fazer trabalhos táticos e treinos coletivos, que só devem ser retomados semana que vem.

- Tranquilidade quando você trabalha num clube como o Flamengo você não tem nunca. Até porque existe sempre aquela questão de você sempre ter de vencer o próximo jogo. E a gente atravessa uma dificuldade em termo de plantel, um plantel diminuto e você não consegue realizar o trabalho que necessitaria que você realizasse. 

Nesta quarta-feira, o rubro-negro treinou no estádio Albertão. Os jogadores terão folga apenas no domingo de Carnaval. No dia 5 de março, o time disputa o clássico Rivengo, pelo Campeonato Piauiense. Expulso contra o Piauí, o atacante Fabinho está fora da partida contra o ex-clube - mais um problema para o treinador resolver. O bom humor do Celso Teixeira já ajuda. 

Chegadas e partidas em Picos: clube busca novo zagueiro

Depois de dispensar dois zagueiros, a Sociedade Esportiva de Picos está em busca de um novo jogador para a posição. 

O clube anunciou a saída de Júnior Soares e Danilo Cerqueira, que não fazem parte do elenco do Zangão desde segunda-feira, dois dias após a derrota por 3 a 1 para o Parnahyba, em casa, pelo Campeonato Piauiense. 

Em compensação, já chegou ao Zangão o goleiro David Amorim, que defendeu o Piauí Esporte Clube na Copa do Nordeste de 2015. 

O presidente Rodrigo Lima disse ao Cidadeverde.com que espera anunciar, nos próximos dias, o nome de um novo zagueiro, para repor as perdas na posição. 

A SEP entra em campo no próximo domingo (26), em Teresina, contra Altos.

Elizeu Aguiar alega 'coisas internas' e diz que demissão foi por 'respeito à entidade River'

Foto: Roberta Aline/Cidade Verde

Após a entrevista de Waldemar Lemos, em tom magoado e contestando a decisão do River em demití-lo, torcedores começaram a se manifestar pedindo a permanência do treinador e criticando a diretoria do clube. O presidente Elizeu Aguiar viu a repercussão rebateu críticas feitas por tricolores nas redes sociais. 

A entrevista gravada para a rádio Cidade Verde era para falar sobre os próximos jogos do Galo e a contratação do novo treinador. Mas Elizeu Aguiar pediu a palavra para tratar da saída de Waldemar Lemos. Mesmo que sem se aprofundar no assunto e manter detalhes sob sigilo. 

- Nenhum presidente, nenhum diretor sente prazer na demissão de um jogador ou mesmo de um treinador, e de um treinador que estava vencendo. Tem algumas coisas internas que você não pode externar, e que eu não vou externar porque é o meu estilo, que não permitiam que o Waldemar ficasse no River Atlético Clube. 

As declarações são uma tentativa também de encerrar o assunto. Além de serem uma resposta direta aos críticos. 

- Na realidade as pessoas não têm o conhecimento interno, mas eu posso garantir aos senhores que o caminho é sem volta. O Waldemar inclusive já está empregado em outro local. E na realidade não é por vaidade ou por ser arrogante, muito pelo contrário. É por manutenção do respeito à entidade River Atlético Clube que nós tomamos às vezes algumas atitudes, que elas não são expostas, e na realidade o torcedor faz um valor de juízo de forma errônea.

Ao não expor os fatos, a diretoria se expõe e aceita arcar com as consequências, em especial as queixas do torcedor na mal explicada demissão de Waldemar Lemos - que por sinal, na entrevista para a rádio Cidade Verde, também citou a existência de fatores internos que ele preferiu não comentar. 

Com o silêncio de um lado e do outro, o assunto é encerrado. 

River poupa Gustavo e Tiuí para encarar o 4 de Julho

Foto: Victor Costa/River A.C.

O lateral Wesley está suspenso por um jogo, por conta da expulsão na vitória por 2 a 0 sobre o Piauí. Mas ele não será o único ausente na partida do River contra o 4 de Julho, nesta quarta-feira (22), às 20h, no Lindolfo Monteiro, pelo Campeonato Piauiense. 

A comissão técnica, interinamente comandada por Lucas Andrade, decidiu poupar o zagueiro Gustavo Eugênio e o atacante Rodrigo Tiuí. 

Lucas Andrade, auxiliar técnico do clube, que comandará o time interinamente após a demissão de Waldemar Lemos, explica o processo de recuperação dos jogadores. 

- Nós tínhamos peças importantes, como todos na verdade são. Estamos recuperando o Juninho (Paraíba), o próprio Rodrigo Tiuí, o Gustavo, esse pessoal que vinha de uma transição de departamento médico nós trabalhamos com eles a parte para que eles já comecem a ficar no mesmo nível dos demais. 

Citado na entrevista, Juninho Paraíba foi relacionado para o jogo. Mas sua volta ao time titular não foi confirmada. 

- O importante é que nós temos um grupo, no qual quem entra, quem sai, tem dado conta do recado. Têm buscado espaço aqueles que estão de fora, quem está dentro têm lutado o máximo para permanecer. 

Veja a lista dos relacionados do River para o jogo com o 4 de Julho

Goleiros: Leandro e Robson
Zagueiros: Allan Miguel, Oscar Brizuela, Caíque e Gabriel Gonçalves
Laterais: Rossales, Matheus Mendes, Ricardo Sena e Jorge
Volantes: Amorim, Osmar e André Luís 
Meias: Juninho Paraíba, Cléber Lucas, Humberto e Lucas Chupeta
Atacantes: Viola, Tety, Lucas Bacelar e Robinho 

Criciúma escala reservas contra o Inter e titulares pegam o Altos

Fernando Ribeiro/www.criciuma.com.br

Lembra do Deivid? Aquele que foi atacante do Corinthians, Santos, Flamengo... Virou auxiliar técnico e foi efetivado como treinador no Cruzeiro no final de 2015. Agora comanda o Criciúma, adversário do Altos nesta quarta-feira (22), pela Copa do Brasil.

Para a partida, Deivid convocou a torcida a lotar o Heriberto Hülse e disse que a responsabilidade é dos donos da casa.   

- Com todo o respeito ao Altos, a responsabilidade é do Criciúma. A gente tem que jogar, a gente tem que propor o jogo. A gente tem que assumir essa responsabilidade, jogando em casa com o nosso torcedor. 

Deivid tem uma semana difícil. Na quarta-feira, o Altos. Na quinta-feira, o Internacional (RS), pela Primeira Liga - isso mesmo, um jogo atrás do outro. E isso é porque eu nem falei do sábado, quando o Criciúma pega o Metropolitano, pelo Catarinense. 

A solução encontrada por Deivid foi simples: com o Criciúma eliminado na Primeira Liga, a prioridade é a Copa do Brasil. Os titulares enfrentam o Altos. Os reservas encaram o Inter.

- Esse jogo é muito importante para a gente, contra o Altos. Esperamos que possam estar todos a disposição e a gente possa usar todos (os jogadores). 

Elizeu Aguiar diz que terá ‘celeridade responsável’ para buscar novo treinador

Foto: Victor Costa/River A.C.

Sem a pressa de guepardo, mas sem a velocidade de uma tartaruga. 

Com o desfecho da saída inesperada de Waldemar Lemos, o River busca um substituto sem marcar data, mas ciente de que precisa agir rápido. 

Elizeu Aguiar, presidente do clube, adiantou ao Cidadeverde.com que os nomes começaram a ser sondados, mas não há previsão de anúncio para antes do jogo de quarta-feira (22) com o 4 de Julho, pelo Campeonato Piauiense.   

- Não queremos dar um prazo para anunciar o novo treinador até para não gerar uma expectativa. Estamos trabalhando com uma celeridade responsável. 

Para a partida de quarta-feira, no Lindolfo Monteiro, o treinador interino será Lucas Andrade, um dos auxiliares técnicos da equipe tricolor. 

A efetivação de um auxiliar, como ocorreu com Capitão na saída de Zé Teodoro, em 2016, agora está fora dos planos da diretoria. 

- O Lucas está sabendo, tanto como toda a comissão técnica, ele está consciente disso. Estamos trabalhando e vamos contratar um treinador. 

Posts anteriores