Cidadeverde.com

Após empate na Copa do Nordeste, jogadores do Altos gravam vídeo: "Que tiro foi esse?"

 

Depois do golaço de falta do Dudu Trindade pela Copa do Nordeste, foi a vez de todo o time do Altos virar meme. 

Nesta sexta-feira (19), o atacante Manoel postou um vídeo em seu perfil no Instagram, no qual aparece na borda de uma piscina e acompanhado de colegas de time. 

Ao som, o hit do momento: "Que tiro foi esse", de Jojo Maronttinni, que a galera só conhece mesmo como Jojo Todynho

Depois do tiro, todos caem na piscina e comemoram - talvez ainda por conta do empate fora de casa, na quarta-feira (17), com o Náutico (2 a 2). 

A festa na piscina acabou. O Jacaré volta suas atenções para o jogo com o Piauí, a estreia no Campeonato Piauiense, domingo (21), às 16h, no estádio Albertão. 

Visitantes aprontam no Nordestão. Sorte do Altos, que só joga fora de casa

Felipe Oliveira / EC Bahia


Oito jogos: dois empates e seis vitórias de visitantes na primeira rodada da Copa do Nordeste. 

Sorte do Altos, que estreou fora de casa (2 a 2 com o Náutico) e vai continuar jogando fora de casa, porque o estádio Felipe Raulino não tem a capacidade mínima de lugares para partidas do torneio.

Pior para o Bahia, atual campeão, que perdeu em casa para o Botafogo (PB), por 1 a 0, e vai tentar a reabilitação fora de casa, justamente contra o Altos. 

Felipe Oliveira / EC Bahia

O novo formato do torneio e os resultados dos primeiros jogos já garantiram mais emoção pra as próximas cinco rodadas. 

As estreias vitoriosas de Ceará (2 a 0 no Salgueiro) e Vitória (2 a 1 no Globo) já eram esperadas. 

O empate fora de casa do Altos só não era esperado por quem não tinha visto os dois times jogarem.

Aliás, dos rebaixados para a Série C, só o ABC começou o ano com pé direito e vitória expressiva sobre o Ferroviário: 3 a 1.  

Tal qual o Náutico, o Santa Cruz só ficou no empate. Pelo menos, foi fora de casa, com o Confiança: 1 a 1. 

O CSA arrancar um empate em casa nos últimos minutos contra o Sampaio Corrêa (1 a 1) mostra como essa chave será dura e o Ceará não terá vida tão fácil. 

Apesar das equipes estarem em início de temporada, tivemos jogos muito bons para um começo de ano. Fruto da reunião de apenas 16 times ao invés de 20. 

A ideia de colocar uma fase preliminar ajuda a elevar o nível do torneio - e quem a disputa não sai de mãos abanando. Ganha a competição e todo mundo fica feliz, especialmente o torcedor. 

Isso sem contar a repercussão que o Nordestão ganhou com sua casa nova na TV aberta. Afiliadas do SBT Nordeste deram um show nas transmissões e lideraram a audiência na última terça-feira (16) - com dados já confirmados pelo Ibope em Recife (PE) e Salvador (BA). 

O torcedor do bom futebol vai ter um prato cheio até a Copa do Mundo, quando será conhecido o campeão do nordeste de 2018. Servido sempre nos jogos de terça-feira e sábado, ao vivo, na TV Cidade Verde. 

Sem condições no Lindolfo, Altos terá de enfrentar Bahia no Albertão


Capacidade do Albertão está limitada hoje a 5.000 lugares

O Altos terá de disputar seu próximo jogo pela Copa do Nordeste no estádio Albertão. A partida será contra o Bahia, no dia 30 de janeiro, às 21h45. 

A informação foi confirmada ao Cidadeverde.com pelo diretor de competições da Federação de Futebol do Piauí (FFP), Robert Brown Carcará. 

Os dados já foram enviados para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Altos comunicado de que o estádio Lindolfo Monteiro não reúne condições para a partida e nem ficará pronto em tempo hábil. 

Ontem (18), a TV Cidade Verde mostrou os trabalhos que estão sendo feitos para melhorar o gramado do Lindolfinho. O secretário municipal de esportes, Renato Berger, havia dado garantias da empresa responsável pela obra de que o trabalho será interrompido para o jogo no dia 30 e retomado em seguida, mas dando condições de que a partida fosse realizada. 

Reprodução/TV Cidade Verde

Obras no gramado do Lindolfinho seriam interrompidas no dia 30 para o jogo

Hoje, Robert Brown confirmou que o Lindolfinho não terá condições para o jogo. 

A notícia certamente desagrada a diretoria do Altos. O presidente Warton Lacerda havia deixado claro que seu time não iria jogar no Albertão. 

O problema é que faltam opções. O Felipe Raulino, em Altos, não tem a capacidade mínima exigida para a Copa do Nordeste - 5.000 lugares. E o Lindolfinho, por hora, está vetado. 

O Altos pode até tentar um plano D, mas o prazo para alterar o local da partida é inimigo do clube. O jogo é dia 30. O prazo para mudança é de 10 dias. Hoje já são 19 de janeiro. 

Copa do Brasil
A FFP também enviou para a CBF a comunicação dos jogos de Altos e Parnahyba na Copa do Brasil, marcados para 7 de fevereiro. 

O Altos faz intervenções no Felipe Raulino para receber o Atlético (GO). Um observador irá na quarta-feira (24) até a cidade para verificar se as obras suprem a demanda necessária para o jogo. 

O Parnahyba tem punição de perda de mando de campo de um jogo para cumprir de torneio anterior. Terá de jogar a no mínimo 100 quilômetros de distância. A FFP comunicou para a CBF que o jogo será no Lindolfo Monteiro, em Teresina (PI) - cujo gramado já teria condições no dia 7. O Tubarão, no entanto, ainda estuda onde realizar a partida e poderá solicitar a alteração do local nos próximos dias. 

Com gol de Valéria, Brasil vence no Sul-Americano Sub-20 e se classifica

  • bra_valeria-41.jpg Fernanda Coimbra/CBF
  • bra_valeria-1-2.jpg Fernanda Coimbra/CBF
  • bra_valeria-5.jpg Fernanda Coimbra/CBF
  • bra_valeria-3.jpg Fernanda Coimbra/CBF
  • bra_valeria-2.jpg Fernanda Coimbra/CBF
  • bra_valeria-1.jpg Fernanda Coimbra/CBF

A atacante piauiense Valéria marcou seu primeiro gol no Sul-Americano Sub-20, que é disputado no Equador. Ontem (19), a jogadora do Tiradentes (PI) fez o segundo gol da vitória do Brasil por 3 a 0 sobre o Uruguai. O resultado garantiu a classificação antecipada da seleção brasileira para a próxima fase. 

Os gols brasileiros só saíram no segundo tempo. Geyse abriu o placar aos 24 minutos. Valéria, que começou o jogo como reserva, recebeu cruzamento da esquerda e, aos 30 minutos, ampliou. Três minutos depois, Geysy confirmou a goleada. 

Veja os gols:

Com três vitórias na primeira fase, o Brasil lidera o Grupo B e já está garantido no quadrangular final. Mas a seleção ainda irá enfrentar a Bolívia, na segunda-feira (22), pela primeira fase do torneio. 

Após o jogo, o técnico Doriva Bueno e Valéria analisaram a partida. A atacante lembrou da irmã, que também é jogadora - história que contamos aqui no último fim de semana. Veja no vídeo:

Que tiro foi esse, Dudu? O celular do atacante do Altos não para desde o golaço

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Comprem um carregador portátil para o celular do Dudu Trindade que ele vai precisar. O cara nem desceu direito do avião, no desembarque do Altos nesta quinta-feira (18), e já estava recebendo mensagens e ligações dos amigos. 

- Hoje em dia a internet viraliza tudo. Tô feliz pelo acontecido de ontem. 

Moço, se você tá feliz, imagina a torcida do Altos e todos que acompanham o representante piauiense na Copa do Nordeste. Feliz estou eu, a turma que trabalha comigo na Cidade Verde, o Piauí todinho e até a Jojo Todynho!

Que tiro foi esse, rapaz!?

- Na verdade, a gente nem espera isso. Apenas procura fazer um trabalho bem feito e eu fui feliz na cobrança, consegui fazer o gol. 

Depois de garantir o 2 a 2 com o Náutico, ontem (17), pela Copa do Nordeste, Dudu Trindade e todo o time do Altos focam agora a estreia no Campeonato Piauiense. Será domingo (21), às 16h, no Albertão, em Teresina. Vai que aparece outra cobrança de falta e o atacante dá outro tiro que nem esse. 

 

River tem dúvida na escalação e espera por Eduardo para estreia

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
Eduardo faz atividades em separado para voltar a treinar com o grupo e é dúvida para o jogo de domingo

O treino da tarde desta quinta-feira (18) é o último do River no Albertão antes da estreia no Campeonato Piauiense 2018. Depois disso, o Galo só voltará ao estádio no domingo, para enfrentar o 4 de Julho, às 18h. 

Na reta final de preparação, o técnico Wallace Lemos tem poucas dúvidas para escalar o time titular de domingo, mas não diz quem entra em campo. O máximo que o treinador relevou foi que estuda um nome a usar no meio/ataque o time. 

- Tem uma situação ainda que eu estou observando, para mudar um pouquinho essa característica. Estou analisando ainda os materiais que nós temos do 4 de Julho e o que eu vi também in loco. Mas pode ter certeza que nós vamos ter uma equipe bastante focada para buscar a vitória. 

Por outro lado, Lemos ainda espera por Eduardo. O atacante se machucou no primeiro amistoso contra o Sampaio Corrêa (MA), no dia 7 de janeiro, e ainda sente dores e está em processo de transição. O treinador disse que vai aguardar a evolução do jogador para saber se irá escalá-lo.

O treinador, que sempre elogiou Eduardo nas entrevistas, deixou claro que quer o atacante não para um jogo, mas para todo o campeonato. Significa não escalar o atacante sem estar plenamente recuperado. 

O River ainda fará um treino coletivo, na sexta-feira, e um recretativo, no sábado, os dois no seu centro de treinamento. 

- Matéria atualizada às 17h12 para inclusão de nova foto

No desembarque, Altos contesta expulsões e diz: "a gente merecia ter ganho"

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

O empate fora de casa com o Náutico, 2 a 2 ontem, na Arena Pernambuco, foi comemorado pela torcida do Altos. E também no time. Mas entre os jogadores, ficou uma sensação de que o resultado poderia ser outro. 

No desembarque em Teresina, no final da manhã desta quinta-feira (18), o atacante Dudu Cearemse, autor do golaço da rodada até agora, disse que o Jacaré poderia ter voltado com três pontos na bagagem, ao invés de um. 

- Se a vitória tivesse acontecido, eu acho que não seria um mal resultado nem pra eles, porque a gente foi bem na partida. 

O zagueiro Everton concorda:

- A gente merecia ter ganho esse jogo. A gente teve duas falhas que não poderia ter. Mas o empate também não é um mal resultado. 

Ruim mesmo para Everton foi a expulsão, que o tirou da partida com o Bahia, no dia 30. O jogador do time piauiense deu a sua versão do embate com Rafael Ribeiro, da equipe pernambucana, que também foi expulso. 

- Ele veio, deu um tapa na minha cara. Foi quando o nervo subiu um pouco. Aí eu fiquei um pouco fora de mim. Mas eu acho que ele deveria dar amarelo, já que eu fui agredido e não agredi. 

O técnico Waldemar Lemos, outro expulso na confusão, disse que saiu em defesa dos jogadores ao invadir o campo e evitou comentar a decisão da arbitragem. 

As entrevistas foram ao ar no Cidade Verde Notícias desta quinta-feira (18). Ouça na íntegra:

Em súmula, árbitro diz que expulsou Waldemar Lemos por "invadir o campo"

Denis Cavalcanti / TV Jornal

Durante a confusão no jogo Náutico 2x2 Altos, ontem (17), pela Copa do Nordeste, quem não estava no gramado - e até quem estava - ficou sem entender a razão da expulsão do técnico Waldemar Lemos, do time piauiense. 

No meio da confusão entre jogadores dos dois times, o treinador acabou punido pelo árbitro Denis Serafim, de Alagoas, e muitos se perguntaram o que Waldemar Lemos teria dito à equipe de arbitragem para ser excluído do jogo. 

A resposta é: nada. Pelo menos nada que tenha motivado a expulsão. É o que diz a súmula da partida

Tenho a impressão que o treinador foi expulso para não se expulsar os demais. Meio mundo de gente invadiu o campo na hora da confusão. Essas imagens do Jornal do Commercio (PE) mostram reservas dos dois times dentro do gramado. 

Menos mal que o técnico do Altos não foi punido por agressão verbal, o que poderia levar a Justiça Desportiva a ampliar sua pena. Lemos ficará de fora do jogo com o Bahia, no dia 30, em Teresina - e talvez fique apenas nisso. 

Já as outras expulsões, Rafael, do Náutico, foi excluído por dar um tapa em Everton. E Everton, do Altos, levou cartão vermelho porque teria revidado a agressão. Os dois não jogam na próxima rodada. 

Náutico 2x2 Altos - empate com sabor... de empate mesmo

Empate justo. Melhor e pior para o Altos. 

Pior porque o time do Náutico não meteu medo. O Altos, com um pouco mais de esmero, poderia ter aproveitado o momento ruim dos pernambucanos e saído do jogo com uma vitória. 

Melhor porque os dois vacilos que geraram os gols do Timbu não podem acontecer. 

Esse equilíbrio nos pontos ruins de cada lado é o que torna o empate justo. 

Foi o jogo com mais gols nesta primeira rodada da Copa do Nordeste até agora - o que não significa o melhor futebol apresentado até o momento. 

No fim das contas, conseguir um ponto fora de casa é melhor para o Altos, claro. E se o técnico Roberto Fernandes conseguir dar jeito no Timbu nas próximas rodadas, Botafogo (PB) e Bahia terão um adversário mais complicado nas próximas rodadas.

Tá, é difícil acreditar em um futuro quando se vê o Náutico em campo. Mas estou apenas no aguardo do jogo que fechará a rodada para confirmar uma expectativa: Bahia líder e os outros times (Altos, Náutico e Botafogo-PB) brigando em pé de igualdade pela outra vaga. 

Waldemar Lemos sabe que seu time ainda precisa evoluir. Portanto, dia 30, contra o Bahia, o que vier para o Jacaré é lucro. Contudo, com os confrontos com Piauí e River pelo Campeonato Piauiense no intervalo do Nordestão, o entrosamento deve aumentar e o Altos estará na obrigação de apresentar um futebol melhor para quem almeja passar de fase na Copa do Nordeste. 

Quem tem medo do Náutico?

Foto: Léo Lemos/@nauticope

O técnico Waldemar Lemos chegou a considerar a chave do Altos como "Grupo da Morte" antes mesmo da definição do último integrante - e acrescentou que seria ainda mais difícil com o Náutico. 

Perdão, torcedor alvirrubro: hoje, não é para tanto. Camisa até que pesa e merece respeito, mas o que o Timbu apresentou nos dois jogos da fase preliminar da Copa do Nordeste anda longe de assustador adversários. Ou melhor, assusta a torcida do próprio Náutico. 

Os problemas financeiros do clube repercutem dentro de campo. O Náutico tenta se reerguer após o rebaixamento para a Série C do Brasileirão. Ou melhor, recomeçar. O novo time carece de ritmo, entrosamento e tudo aquilo que um grupo reunido recentemente vai sentir no início da temporada. 

Falta especialmente criação do descoordenado meio-de-campo do Timbu. E sem isso, a bola dificilmente chega aos atacantes - o que leva o time a não fazer gols e ajuda a explicar o 0 a 0 nos dois últimos jogos. 

O Grupo C do Nordestão tem o Bahia como favorito a uma das duas vagas na próxima fase. Altos e Botafogo (PB), em tese, correm por fora para tomar a segunda vaga do Náutico.

Mas se Waldemar Lemos conseguir encaixar seu time nesta quarta-feira (17), o Jacaré morde o Timbu. E a melhor hora para fazer isso é agora, antes do Náutico se organizar na competição. 

Posts anteriores