Cidadeverde.com

Viola e Hungaro citam Juventus x Barcelona após vitória no Rivengo

Foto: Victor Costa / River AC

Atacante do River, Viola, comentou o jogo de ontem (19)...

- O time que está perdendo vai dar um sufoco. A gente viu isso no Barcelona e Juventus. Juventus trabalhou bem a bola, mas quando o Barcelona sufocou eles fizeram duas linhas de quatro e trabalharam. 

O técnico Eduardo Hungaro, também...

- Quem viu o jogo da Champions, viu um Juventus fazer duas linhas de quatro o tempo todo, e são oito jogadores defendendo. E o grande Barcelona não conseguiu fazer um gol. 

Quem lê apenas isso pode pensar que eles tão se referindo somente ao jogo entre Barcelona e Juventus, pela Liga dos Campeões da Europa. O empate sem gols classificou os italianos e eliminou o time de Neymar, Messi e companhia. 

Mas o exemplo foi usado, na verdade, para falar da vitória tricolor no Rivengo por 2 a 1, também ontem, pelo Campeonato Piauiense. 

 

Viola e Hungaro falaram das dificuldades que o Flamengo impôs no jogo. O artilheiro do Campeonato Piauiense citou o sufoco dos rubro-negros quando o River vencia por 2 a 0 e encheu o time de atacantes para fazer pressão. Os tricolores se seguraram e evitaram a virada - ainda que tenham contado com a sorte e, na reclamação dos flamenguistas, com ajuda da arbitragem. 

Já o River contou com o primeiro gol do meia-atacante Júnior Paraíba, que passou a jogar mais avançado com Eduardo Hungaro. Antes disso, Viola abriu o placar, de cabeça. O time tricolor foi melhor no primeiro tempo. Na visão do treinador, uma resposta para as críticas recebidas após o empate do fim de semana, em 1 a 1, no polêmico jogo com o Piauí.  

- Futebol é assim: você sai do céu pro inferno, do inferno pro céu num jogo. O que eu achei é que no jogo passado foi desproporcional o que aconteceu. (...) Pra quem tá fora, é sempre muito fácil fazer análises. Não acho que o River tenha jogado uma boa partida no último jogo, mas os jogadores deram uma resposta em termos de compromisso, de vontade, de atitude. E ganharam de um grande adversário, um time que jogou muito bem. Mas foi um resultado justo para o River.