Cidadeverde.com

River apresenta treinador e dois reforços nesta terça; Tety diz ao povo que fica

O técnico Celso Teixeira será apresentado pelo River na tarde desta terça-feira (16), quando comanda seu primeiro treino no clube tricolor, na zona Sul de Teresina (PI). 

Junto com Celso Teixeira, chegam o lateral direito Gilberto Matuto, ex-Assu (RN), e o volante Zé Neto, que defendeu o Galo em 2014. Os reforços se somam a Testinha, ex-Piauí, apresentado no treino de ontem (15). 

Com nove dispensas e a saída do zagueiro Gustavo Eugênio, o River perdeu 10 atletas e ganhou três. Faltam sete pra fechar a conta. 

O desfalque no elenco só não é maior porque Tety disse ao povo tricolor que fica. O atacante, que tem quatro gols pelo River na temporada e chama a atenção por sua velocidade, conversou com a diretoria e permanece no poleiro do Galo. 

A não saída de Tety talvez seja o principal reforço que o River possa ter antes da Série D do Brasileirão. 

Foto: Victor Costa/River A.C.

 

Cai o último técnico do Campeonato Piauiense: Fernando Tonet dá adeus ao Parnahyba

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

A diretoria do Parnahyba confirmou, nesta segunda-feira (15), a demissão do técnico Fernando Tonet. O Tubarão era o único time que mantinha o treinador desde o início do Campeonato Piauiense. 

Tonet caiu após a derrota por 3 a 0 para o Altos, sábado, na primeira partida da decisão do Campeonato Piauiense. O resultado força o Parnahyba a golear o Jacaré para ficar com o título, na quarta-feira (17), em Teresina (PI). 

No jogo da final, o Parnahyba será comandado por um treinador interino. 

Tonet era o treinador com vida mais longa no futebol piauiense desde a passagem de Flávio Araújo pelo River, que durou todo o ano de 2015. O técnico estava no Parnahyba desde junho do ano passado, quando substituiu Paulo Moroni na disputa da Série D. Mesmo com o time eliminado do torneio, Fernando Tonet teve seu retorno confirmado ao clube em outubro de 2016. 

A sequência do trabalho permitiu a Fernando Tonet levar o Parnahyba para a decisão do Campeonato Piauiense, após a conquista do 1º Turno, um feito relevante em um grupo sem grandes destaques individuais. A produção do time, no entanto, caiu no 2º turno a ponto do Tubarão não se classificar para as semifinais. 

- Foi uma decisão da diretoria. Eu respeito e agradeço a oportunidade, apesar de achar ter sido uma decisão precipitada e por impulso... Saio do clube com o título do Primeiro Turno e com no mínimo o vice-vampeonato estadual... Que venham vovos desafios!

A diretoria busca nomes para a Série D do Brasileirão, na qual o Tubarão estreia no domingo (21), em casa, contra o Globo (RN). Caso termine o Campeonato Piauiense, o Parnahyba também terá de disputar a Pré-Copa do Nordeste, no final de maio. 

Jogador é expulso por mostrar bunda ao comemorar gol no Piauiense Sub-19

O Campeonato Piauiense Sub-19 começou no fim de semana com quatro jogos e um momento inusitado. Um jogador foi expulso por ter mostrado a bunda ao comemorar o gol do seu time. 

Foi no sábado (13), no empate em 1 a 1 entre Cori-Sabbá e Ferroviário. O time de Floriano vencia a partida com um gol de Vinícius no primeiro tempo. Mas o Ferroviário empatou na etapa final com João Pedro. 

O momento inusitado da partida aconteceu após o segundo gol do jogo e foi relatado na súmula do árbitro Edimar da Silva Leite:

É torneio Sub-19, pessoal. O garoto Anderson vai aprender com essa lição. 

Nos outros jogos de sábado, o Parnahyba fez 5 a 1 no Flamengo, e o River empatou em 0 a 0 com o Timon. No domingo (14), o Picos ficou no 0 a 0 com o Tiradentes. 

O torneio vale duas vagas na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018. 

Rodrigo Tiuí encabeça lista de dispensas do River; Tety também pode sair

  • dispensa-01.jpg Rodrigo Tiuí está fora dos planos do River para a Série D
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-02.jpg Júnior Paraíba integra a lista de dispensas
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-03.jpg Lucas Bacelar não teve oportunidades no time tricolor
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-04.jpg Matheus Mendes também foi dispensado
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-05.jpg O volante Emerson é outro nome no pacote de dispensas
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-06.jpg Ricardo Sena é outro lateral fora do River
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-07.jpg Caíque é outro jogador livre para defender um novo clube
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • dispensa-08.jpg Cléber Lucas também terá o contrato encerrado
    Foto: Victor Costa/River A.C.
  • rosales.jpg O lateral Rosales está na lista de dispensados pelo Galo
    Foto: Victor Costa/River A.C.

O presidente do River Atlético Clube, Elizeu Aguiar, confirmou a dispensa de nove jogadores que disputaram o Campeonato Piauiense, faltando uma semana para a estreia do Galo na Série D do Brasileirão. 

O atacante Rodrigo Tiuí encabeça a lista. Oscilante ao longo do torneio, chegou a ser expulso por duas vezes. Antes do início da temporada, já havia expectativa de que ele deixasse o River em busca de outro clube após o Estadual. Isso deve se confirmar agora. 

Com a lista confirmada neste domingo (14), já são 10 os jogadores fora do River nos últimos dias - o zagueiro Gustavo Eugênio, que perdeu espaço após se lesionar, havia pedido para sair na semana passada. 

Elizeu Aguiar falou sobre as dispensas:

- Algumas peças não funcionaram. Outras não tiveram adaptação e alguns nem tiveram oportunidade. (...) Temos que fazer uma acomodação no próprio elenco.

Quem ainda pode sair é o atacante Tety, um dos destaques do River na temporada. Ele chegou a demonstrar interesse em deixar o clube, mas a diretoria terá uma conversa final com o atleta nesta segunda-feira (15). 

O River agora corre contra o tempo. A estreia na Série D do Brasileirão será domingo (21), contra o Guarany de Sobral (CE), no Albertão. Elizeu Aguiar quer que os últimos reforços estejam em Teresina no máximo até quarta-feira. 

Para repor as dispensas, o time tricolor só anunciou oficialmente o atacante Testinha, ex-Piauí. Do mesmo clube, Gleydson deve ser confimado nas próximas horas. O meia Capela, do Flamengo, chegou a ser procurado, mas a negociação não foi adiante por fugir dos valores pretendidos pelo River. Evitar gastos excessivos é outra meta de Elizeu Aguiar. 

- Pé no chão. Sem aventura.

Novos nomes devem ser anunciados ainda nesta segunda-feira, em acordo com o novo técnico Celso Teixeira. 

Com as dispenas, o River fica praticamente sem laterais. Veja a lista:

Zagueiros
Caique

Laterais
Matheus Mendes
Rossales
Ricardo Sena

Volantes
Emerson

Meias
Cleber Lucas
Júnior Paraíba

Atacantes
Rodrigo Tiuí
Lucas Bacelar

Testinha, ex-Piauí, é o primeiro reforço do River para a Série D

Fábio Lima/Cidade Verde

O River anunciou, na tarde deste sábado (13), o primeiro jogador contratado para a disputa da Série D do Brasileirão. O meia Testinha, que disputou o Campeonato Piauiense pelo Piauí, passa a integrar o plantel tricolor. 

Testinha ficou marcado no Campeonato Piauiense por um incidente no primeiro jogo contra o River. O jogador foi atingido por um soco do lateral Wesley. No reencontro dos dois em campo, o atleta do Galo pediu desculpas e presenteou o meia com sua camisa do jogo. 

Agora Testinha e Wesley serão colegas de clube - pelo menos enquanto o River não divulga sua lista de dispensas antes do início da Série D do Brasileirão. 

A diretoria tricolor tem uma lista de aproximadamente sete nomes em reforços a serem contratados. O meia Capela, que defendeu o Flamengo no Estadual, é um dos nomes que chegou a ser sondado. 

O jogador é o primeiro reforço anunciado depois da demissão de Eduardo Hungaro e a contratação de Celso Teixeira para o comando do Galo. O novo treinador deve se apresentar até terça-feira. 

O Galo estreia na Série D do Brasileirão dia 21, contra o Guarany de Sobral (CE). 

Handebol e Futsal do Piauí são prata na Liga do Desporto Universitário do Nordeste


Futsal da UFPI foi vice-campeão do torneio

O handebol e o futsal do Piauí ficaram com a medalha de prata na fase Nordeste da Liga do Desporto Universitário, disputada nesta semana em Natal (RN). 

No handebol masculino, o time da Aliança/Nassau foi derrotado na decisão pela Uninassau de Pernambuco por 22 a 19. O time conta com atletas que fizeram sucesso em competições escolares pelo Caic Balduíno, comandato pelo técnico Giuliano Ramos. 

No futsal masculino, a derrota da UFPI foi dolorosa: 3 a 2 para a Uninassau de Pernambuco com um gol sofrido no último segundo de partida. 

Sem o ouro, os dois times piauienses perderam a chance de representarem o estado na fase nacional do torneio, que neste ano só terá o campeão da região classificado. 

O time de futsal masculino da Uespi também disputou o torneio, mas foi eliminado ainda na primeira fase. 


Com egressos do Caic Balduíno, Nassau levou a prata no handebol

Nome de Celso Teixeira é mudança radical no perfil de treinadores do River

Foto: Wilson Filho

Flávio Aráujo em 2015, Zé Teodoro, Capitão e Vica em 2016. Waldemar Lemos e Eduardo Hungaro em 2017. Todos contrastam com o perfil de Celso Teixeira. A contratação do novo treinador é uma mudança radical no banco de reservas tricolor, se comparado com os últimos nomes trazidos pela diretoria - pelo menos no que diz respeito ao temperamento. 

O clube que demitiu Waldemar Lemos depois de um surpreendente rompante do treinador, quando ele fugiu do tom calmo e equilibrado pela primeira vez, agora contrata o técnico conhecido por seu estilo tão irreverente como impulsivo, que o faz ser lembrado especialmente por suas expulsões ao longo das competições. 

No comando do Flamengo, no Campeonato Piauiense deste ano, Celso Teixeira esperou apenas a segunda rodada para ser excluído da partida pela arbitragem. No jogo seguinte, contra o Piauí, viu a partida na geral e fez o time sentar em frente ao alambrado para ouvir suas orientações. Ao final, com vitória em campo, disse que sua meta era tomar uma cerveja. 

No primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paraibano, conseguiu a vitória do Treze sobre o Campinense, mas também foi expulso. E acabou nos braços da torcida ao acompanhar o resto da partida no meio da galera. 

Com palavras e gestos que torcedor adora, Celso Teixeira consegue fazer muitos relevarem e até esquecerem suas expulsões. Dá até pra imaginar que é bom ser expulso, mas não é - e deveria ser algo contestado ao invés de exaltado. 

Mas o River não contratou Celso Teixeira pelo que o treinador vende para a plateia, e sim pelos resultados. 

Na atual temporada, o treinador deixou o Flamengo - clube para o qual havia voltado para pagar uma dívida com sua torcida - com duas vitórias e uma derrota. Levou alguns jogadores para sua nova equipe e o plantel rubro-negro começou a se desmanchar. 

Foi para o Treze e engatou uma sequência de 11 jogos invicto no Paraibano, perdendo apenas a primeira partida da decisão com o Botafogo, que acabou campeão. Foram 13 partidas, sendo uma derrota, cinco vitórias e sete empates. 

Gentil com a imprensa, explosivo em campo, eficiente nos jogos e, na soma de tudo, sempre polêmico. Esse é Celso Teixeira. Todo mundo conhece o produto e a embalagem não engana ninguém. A diretoria tricolor resolveu pagar pelo benefício, mas ciente do custo, das possíveis consequências. Conhece todo o perfil do treinador nos jogos e nos bastidores. 

Se Eduardo Hungaro era uma aposta, o River agora sabe bem a compra que fez. 

Árbitro Fifa vai atuar nas finais do Campeonato Piauiense

Cesar Greco/Palmeiras

Raphael Claus integra o quarteto de árbitros que veio de São Paulo para os dois jogos da decisão do Campeonato Piauiense 2017. Ele é do quadro da Fifa e apitou o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista, no qual o Corinthians venceu a Ponte Preta por 3 a 0 e abriu caminho para o título. 

Neste sábado, em Piripiri, ele será o quarto árbitro de Parnahyba e Altos, jogo marcado para 20h na arena Ytacoatiara. Na quarta-feira, na partida de volta, em Teresina, ele vai ser o árbitro principal. 

O árbitro deste sábado será Vinicius Gonçalves Dias. Na quarta-feira, ele troca de posição com Raphael Claus e ficará como suplente. 

Os auxiliares dos dois jogos serão Tatiane Sacilotti dos Santos e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa. Todos são de São Paulo e permanecem no Piauí até a final de quarta-feira. 

Claus é acostumado a jogos importantes. No ano passado, apitou três clássicos envolvendo os quatro grandes do futebol paulista. 

Altos cumpre a promessa: bancou as despesas de arbitragem na semifinal contra o 4 de Julho e na decisão do turno contra o River. A arbitragem piauiense fica de fora também da grande final do torneio.

Tonet joga favoritismo para o Altos. Mas tem tabu a favor do Parnahyba

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde

Fernando Tonet, técnico do Parnahyba

É um mini tabu, digamos assim. Até porque, a história dos confrontos entre Parnahyba e Altos é tão recente como a história do clube do interior. 

No ano passado, uma vitória para o Tubarão e um empate. Neste ano, dois empates e uma derrota - a dolorosa na final do 1º Turno do Campeonato Piauiense. E por mais que a torcida do Jacaré reclame do gol mal anulado naquele jogo, ainda seria outro empate. 

E assim, o Parnahyba segue invicto contra o Altos, time que enfrenta hoje (13), às 20h, na arena Ytacoatiara, em Piripiri - o clube cumpre o primeiro de dois jogos de perda de mando de campo e não decide o título em Parnaíba. 

Ainda assim, na quarta-feira, no jogo de volta, em Teresina, o Jacaré pode ser campeão sem quebrar o tabu. Por ter feito melhor campanha, o time da terra da manga pode levar o título com dois empates. 

Por isso e pelo elenco que o Jacaré tem, o técnico Fernando Tonet joga todo o favoritismo da final para o outro lado do campo. Mas aposta no seu Parnahyba por estar com todos os jogadores a disposição e descansados, depois de duas semanas sem jogos em função da eliminação no 2º Turno. 

Do lado do Altos, Paulinho Kobayashi já admitia as dificuldades da partida que está por vir logo após ter eliminado o River do torneio. Até porque, antes mesmo dele chegar ao clube, o Jacaré era favorito contra o Parnahyba na decisão do 1º Turno. E Tonet usou o mesmo discurso de agora.

Luís Júnior/A.A.Altos

- Nós sabemos da dificuldade que vamos encontrar. Mas eu tenho certeza que nossos jogadores vão lutar do começo ao fim. 

É... De novo, o favorito é o Altos. Mas quem arrisca apostar?

Ex-Flamengo-PI, Celso Teixeira será o novo técnico do River

Foto: Erica Paz/Fla-PI

Depois de treinar o Flamengo no Campeonato Piauiense e comandar o Treze (PB) na conquista do vice-campeonato paraibano, Celso Teixeira será o novo técnico do River. 

A informação foi confirmada ao Cidadeverde.com pelo diretor de futebol do clube tricolor, Robert Ibiapina. O River acertou com o treinador ainda na quinta-feira, depois da demissão de Eduardo Hungaro, mas mantinha isso sob sigilo aguardando a saída de Celso Teixeira do Treze ser concluída. Porém, a notícia vazou nesta sexta-feira (12) em um site nacional. 

O River aguarda Celso Teixeira resolver sua situação junto ao Treze para agilizar a chegada do treinador ainda neste fim de semana. No domingo (21), o Galo estreia na Série D do Brasileirão contra o Guarany de Sobral (CE), em Teresina (PI). 

Será o terceiro técnico do River na temporada. O time começou o ano com Waldemar Lemos, que saiu em fevereiro. Eduardo Hungaro, seu substituto, foi demitido após a derrota por 3 a 1 para o Altos, na final do 2º Turno. 

Mudanças no elenco
Além do treinador, a diretoria se movimenta por mudanças no elenco.

O River deve dispensar jogadores do plantel atual, mas vai conversar primeiro com os atletas.

Enquanto isso, outros nomes são negociados. 

Capela, meia do Flamengo no Estadual 2017, já foi sondado. Sete nomes estariam nas mãos da diretoria tricolor para negociações, mas nenhum ainda foi fechado. 

Posts anteriores