Cidadeverde.com

O São Paulo encontrou um mago...

Wagner Carmo/Vipcomm

Xandão, zagueiro do São Paulo, ensaiando qual será a mágica para impedir os ataques adversários na Libertadores.

Registro do treino de ontem. Bela foto.

Cinema na Esportiva: Invictus


Invictus
(Invictus, de Clint Eastwood, EUA, 2009, 134min)

Um mês de atraso. Esperei esse tempo todo por Invictus. Ainda me irritei na hora de comprar o ingresso, mas corri para ver logo o filme no cinema e indicá-lo a vocês. Só o faço hoje por conta dos afazeres extras que tive no fim de semana, e dos quais todos logo terão notícias por aqui.

Invictus tem a cara de Clint Eastwood, seus sustos com tons de comédia e sua dramaticidade em slow motion, consegue emocionar e te levar a momentos tensos que terminam com sorrisos discretos, que ao passar das cenas viram até gargalhadas. Soa até muito romântico, por tratar a miséria com uma pincelada e resumir os momentos de racismo a algumas frases, notícias de jornal, vaias de torcedores, e olhares que insinuam preconceito. Talvez para não fugir do roteiro, que tem outro objetivo, mas soa como se Mandela conseguisse mudar a África do Sul ao ser eleito.


Aliás, finalmente Morgan Freeman fez o papel que muitos esperavam: se um dia alguém interpretasse Nelson Mandela, teria de ser ele. O ator comanda com Matt Damon a saga da seleção sul-africana de Rugby, considerada um fiasco antes mesmo de disputar a Copa do Mundo em casa. Mandela surge como alguém que irá mudar os rumos do time, por precisar dele politicamente para ter o respeito dos brancos e os setores que eles ainda controlam, e por querer que a seleção una negros e brancos e de fato faça o fim do Apartheid.

Damon é François Pienaar, capitão da seleção de Rugby. Massacrado pela imprensa, ele recebe a ajuda de Mandela. Correndo por fora, o presidente impede mudanças que prejudicariam o time, e solicita outras que irão o aproximar dos negros que odeiam a seleção. Diretamente, apresenta-se como exemplo. Pienaar começa a descobrir como viveu o preso político que virou presidente, e a história passa a inspirar o time.


Clint Eastwood se aproveita disso, e começa a arrancar lágrimas bem antes do fim - eu mesmo já havia chorado duas vezes com uma hora de filme. Procurou inserir ainda cenas que ensinam o Rugby, pouco difundido nos Estados Unidos. Fez um filme lindo, que não deve ganhar o Oscar, mas usa o exemplo de como o esporte pode mudar os rumos de uma sociedade.

Em Invictus, a realidade ganha o drama da ficção. Claro que os problemas sociais e o racismo continuaram a existir, apesar do título ter sido um grande passo. E claro também que um poema entregue por Mandela ao capitão da seleção de futebol não a tornará campeã do mundo em 2010...

Se bem que, se a África do Sul de Carlos Alberto Parreira passar das oitavas-de-final, é bom desconfiar de intervenção de Mandela...

Veja aquios horários das sessões em Teresina, onde o filme estreou apenas na última sexta-feira.


Dia errado para ficar famoso

Marino Azevedo/Photocamera

Quando o goleiro não aparece, pode ser um bom sinal. Se ele aparece, a coisa está bem quando o arqueiro salva o time. Do contrário, a coisa vai mal.

Marcos Wennycios Leal apareceu domingo no jogo Fluminense e Friburguense, pelo returno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. Fez uma série de defesas, mas tomou cinco gols na virada de 5 a 1 do Fluminense.

E foram dizer na transmissão da TV que ele é de Picos. Ficou famoso no Piauí no dia errado.

O currículo do jogador inclui Porto/PE, Sergipe, Picos, e Friburguense, com o qual tinha contrato no ano passado até ser emprestado para a disputa do Campeonato Piauiense de 2009. 
Marcos completará 26 anos no dia 4 de maio. Que até lá, tenha mais sorte no restante da competição.

Obrigado ao leitor Joaçu Filho pelo alerta.

Judô: inscrições para seletiva do Regional 2010

Dia 13 de março a Federação Piauiense de Judô promove seletiva para o Campeonato Regional, que será disputado em São Luís/MA. O local ainda será confirmado, mas todo mundo sabe que deve ocorrer mesmo no Iate Clube, a partir de 16h.

A Federação alerta que as inscrições terminam na quinta-feira, dia 11. A taxa é de R$ 15. Judoca também deve renovar sua carteira com a entidade e apresentá-la no dia da pesagem, marcada para sexta-feira, 12, no Dojô Judô Queiroz, academia Eugênio Fortes, avenida Marechal Castelo Branco, de 18h às 20h.

Quem foi campeão no Regional 2009 ou medalhista nacional e internacional está automaticamente classificado. Mas deve se inscrever na seletiva para ratificar essa vaga. 

Desafio de Judô em Floriano


Já estão confirmados Nilo Carvalho, Stanley Torres, Dyego Brito e Leonardo Silva (Buiú)

O Nilo é o da foto, tirada por mim nas Olimpíadas Universitárias do ano passado, em Fortaleza/CE, quando ele ficou com o bronze. Perdeu justamente para o paulista Chibana, de branco.

Eu sabia que a foto ia servir para alguma coisa...

O evento terá ainda homenagens, inclusive para Abdias Queiroz, que trouxe o judô para o Estado. A competição é a primeira de muitas que Nilo Carvalho pretende realizar em Floriano.

Nilo Terá a missão de organizar e ganhar a competição. Luta em Floriano, onde tem apoio total. Infelizmente o torneio chocou com outros compromissos aqui em Teresina, mas vamos divulgar todos os resultados.

Candidato a saco de pancadas

A Associação Atlética Cori-Sabbá soma 16 jogadores no Boletim Acumulado da CBF. O registro de seis deles foi feito na última sexta-feira, dia 26. 

O BID acumulado ainda não soma mais cinco jogadores registrados no dia 1º de março. 

Se o Campeonato Piauiense não tivesse sido adiado em uma semana, o Cori teria 16 jogadores disponíveis, sendo seis contratados na semana da estreia com Picos. Seriam 11 na linha e cinco no banco de reservas.

E a vida continua no futebol piauiense.

Copa Piauiense de Futebol Amador

A Copa Piauiense de Futebol Amador, sexta edição do torneio, começa no dia 27 de março. No site da Fundação de Esportes do Piauí - Fundespi - já é possível obter o termo de adesão do município ao torneio. O termo também vale para a Copa Feminina.

Coisas que não acontecem em Picos

Picos é a terra do mel, mas as abelhas atacam os jogadores é no Panamá:



Quando se passa o primeiro minuto de vídeo, todos os jogadores caem no gramado. Depois, os torcedores começam a correr das arquibancadas. No ataque, as abelhas africanas deram de goleada.

Depois de recompostos os jogadores, o Chiriquí, que perdia para o Tauro por 1 a 0, ainda conseguiu o empate.

Deu no site Trivela.

Até 2011

Três jogos, nenhum gol marcado, dez gols sofridos.

O saldo da Copa do Brasil para o futebol piauiense é o mesmo de todos os anos: garantir renda e pagar a folha de pagamento por alguns meses - em Picos, nem isso.

Você, leitor antigo do blog, deve estar pensando. Eu li isso em algum lugar... Leu sim, aqui mesmo. No dia em que as chaves da Copa do Brasil foram divulgadas. 

Ao contrário dos anos anteriores, pelo menos a torcida local superou a do visitante famoso por conta da presença do Jardel. Mas, infelizmente o marketing não se converteu no futebol necessário.

"Ah, lá vem ele falar mal do Piauí". Falar a realidade é falar mal? Então, tudo bem. Fingir que está tudo bem é melhor?

Ok. Então, até 2011.

O dia em que Jardel comeu o sanduba

O Palmeiras faz 3 a 0 no primeiro tempo contra o Flamengo. No segundo tempo fraco, amarrado, de marasmo, apático, chato, sem emoção, arrastado, sem informação, jornalista vai atrás do que gosta de chamar de inusitado. Sobrou para o time do Piauí, que ainda fez por onde.

Na transmissão do canal fechado Sportv, a reportagem descobriu que Jardel comeu no intervalo um sanduba de presunto feito pela nutricionista do Palmeiras. O lanche seria dos gandulas.

Quando se pensou que Jardel fosse entrar em campo, a mesma reportagem flagra o atacante passando "um óleo milagroso" no joelho. Especularam que o jogador tenha se machucado durante o aquecimento no vestiário, durante o intervalo.

Aliás, na volta do intervalo, o Flamengo tinha 10 jogadores. Tote, que havia sofrido um ferimento na cabeça, voltou correndo um minuto depois do reinício da partida. E foi autorizado pelo árbitro a retornar, já cobrando lateral.

Sem assunto, narrador e comentarista fizeram festa.

Posts anteriores