Cidadeverde.com

Jornal do Piauí faz ação fraterna distribuindo sopa para carentes em Teresina

  • WILL0016.jpg Wilson FIlho
  • WILL0028.jpg Wilson FIlho
  • WILL0032.jpg Wilson FIlho
  • WILL9812.jpg Wilson FIlho
  • WILL9817.jpg Wilson FIlho
  • WILL9820.jpg Wilson FIlho
  • WILL9841.jpg Wilson FIlho
  • WILL9864.jpg Wilson FIlho
  • WILL9874.jpg Wilson FIlho
  • WILL9877.jpg Wilson FIlho
  • WILL9892.jpg Wilson FIlho
  • WILL9897.jpg Wilson FIlho
  • WILL9904.jpg Wilson FIlho
  • WILL9928.jpg Wilson FIlho
  • WILL9936.jpg Wilson FIlho
  • WILL9941.jpg Wilson FIlho
  • WILL9945.jpg Wilson FIlho
  • WILL9955.jpg Wilson FIlho
  • WILL9971.jpg Wilson FIlho
  • WILL9972.jpg Wilson FIlho
  • WILL9995.jpg Wilson FIlho

Os jornalistas que fazem o Jornal do Piauí estiveram em uma ação fraterna, dividindo um pouco do seu tempo aos mais carentes. Eles foram até o Lar Espírita Casa do Samaritano ajudar a fazer a sopa semanal que é distribuída para cerca de 300 pessoas todos os sábados pelas ruas do Centro de Teresina. A Sopa Fraterna tem cinco anos e reúnem pessoas que doam um pouco do seu tempo para o próximo.

A equipe foi até a sede do Lar para auxiliar a cortar as verduras, a mexer as panelas, experimentar o tempero e colocar nos copos que são distribuídos em dois pontos da cidade. 

Francisco Lima, Maria Sérvio, Solange Sousa e Maira Monteiro ajudaram a cortar os legumes enquanto Joelson Giordani, Elivaldo Barbosa e Galego mexiam as panelas. 

Para Elivaldo Barbosa foi uma experiência muito boa. “É extraordinário! É muito gratificante, você nem lembra do tempo que está doando”, declarou. 

Já o Galego disse que gostou, apesar de não saber fazer um ovo. “Mesmo estão com as mãos cansadas, e bom doar o tempo para as pessoas necessitadas. Só não quero que minha mulher se acostume porque não faço nada em casa”. 

O apresentador do Jornal do Piauí, Joelson Giordani, afirma que é importante ter esse gesto voluntariado. “É necessário porque tem muita gente que precisa, as pessoas que dependem desse alimento e as pessoas que são solidárias e também precisam de ajuda”, afirmou.

A reportagem foi comandada pela jornalista Eli Lopes, que informou que foram feitas 288 porções e 24 litros de suco que foram distribuídos em dois pontos: nas proximidades de um hospital para acompanhantes e pessoas na rua e em praças do Centro. 

A coordenadora da Sopa Fraterna, Carla Melo, disse que a ação tem cinco anos e começou com quatro pessoas, mas que agora ganhou outras adesões, no entanto sempre precisam de doações de descartáveis, isopores, além de material de cozinha e dos próprios alimentos. 

 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Luana Campos e Aislan Leal encerram Natal Cidade Verde com versão de 'Imagine'

  • b3376f47-2f24-47da-b2ae-60fa396a2b651.jpg Kelson Vieira
  • b98e9dd8-05c3-444d-8317-16a7e09592ff.jpg Kelson Vieira
  • 3562ab66-c435-46bc-84e5-6ce2b55cfec7.jpg Kelson Vieira
  • 93c6054b-1dbd-44d3-9b9f-3c9b8a8b3a31.jpg Kelson Vieira
  • d57f540d-215c-4e34-a823-23aeb3ae879a.jpg Kelson Vieira
  • 9cc0c603-1624-431f-8b0d-b6d725b80ec3.jpg Kelson Vieira
  • 1505ba50-4098-461e-86ad-80eb73a458a6.jpg Kelson Vieira
  • 85d8306d-4c4c-41f7-bbe8-d94e633eb861.jpg Kelson Vieira
  • 655c3f23-ca1a-4f1b-ae6d-5d946b829f8c.jpg Kelson Vieira
  • 3d0f2e40-927c-40b2-aafc-85f400c6e6ec.jpg Kelson Vieira
  • 58c2b067-3114-49b2-9c11-63b1ca1b880d.jpg Kelson Vieira
  • 581074b7-bd63-4e47-94e3-c86fa8b0c5ae.jpg Kelson Vieira
  • 1ee3aac9-7237-4253-b815-e3fee6713634.jpg Kelson Vieira
  • d18a2f17-af5a-4ddd-b49e-914a4ac23383.jpg Kelson Vieira
  • 45c2d823-7e5e-4dbb-8531-fe8f8aed90df.jpg Kelson Vieira
  • b3376f47-2f24-47da-b2ae-60fa396a2b65.jpg Kelson Vieira

Os cantores Aislan Leal e Luana Campos foram as atrações do último bloco do programa Natal Cidade Verde - Tempo de Doar seu Tempo. A dupla interpretou a canção Imagine, composta por John Lennon em 1971 e até hoje uma das mais tocadas de todos os tempos. 

Imaginar um mundo em paz, sem barreiras nas fronteiras, sem divisões de religiões e nacionalidades, a humanidade vivendo em paz, praticando o desapego de bens materiais e valorizando o que realmente importa.

Luana é atualmente vocalista da banda Top Gun e Aislan Leal integra o grupo Quimika In Trio formado por três vozes masculinas, instrumentos de orquestra como violino e violoncello além de violão clássico e popular, percussão e pioano.

Ao fim da apresentação emocionante, a dupla desejou Feliz Natal aos telespectadores, encerrando assim o especial 2016 da TV Cidade Verde.

 

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Guardiões do Bem saem do mundo real e viajam na imaginação

“É tempo de doar o seu tempo” marca o especial de Natal da TV Cidade Verde em 2016. Momento em que convida aos telespectadores a conhecer histórias de voluntários que decidiram doar um pouco do seu tempo em solidariedade e amor pelo próximo.  Um dos grupos que ganhou destaque neste especial foram os “Guardiões do Bem”, que “saem do mundo real e viajam na imaginação”. 

O repórter Marcelo Fontenele foi convidado a conhecer esses voluntários e participar de um dos momentos mais especiais do ano para eles: visitar o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e levar alegria ao coração das crianças internadas e, ao mesmo tempo, confortar os pais, que vivem a dor de ter seus filhos, tão especiais, passando por problemas de saúde.  A visita pode ser acompanha no vídeo acima. 

Para o grupo, formado inicialmente por seis amigos do tempo de escola que, depois de anos, se reencontram em 2015, a história de cada criança, paciente e família fica marcada na vida dos guardiões.  

Eles falam que “os laços da união poderiam render outras experiências” e os Guardiões do Bem cresceu cada vez mais fortalecendo a ideia de ajudar a quem mais precisa com ações sociais e solidárias. 

No dia de visita ao HUT os guardiões pintaram os rostos e capricharam nas perucas, com apresentações teatrais improvisadas, para levar cor e alegria pelos corredores. Por um momento, dizem os que participam da ação, é possível esquecer a dor dos dias tristes por causa das doenças. 

Confira a reportagem na íntegra:  

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Dia da Gratidão faz a alegria da criançada doando presentes e tempo

Levar alegria para crianças doando presentes e, principalmente, um tempo para compartilhar carinho e ensinamentos. Esse é o propósito de um grupo de mulheres que realiza todos os anos o Dia da Gratidão. Não importa se o trabalho é feito no sábado ou domingo, o que vale é o resultado: ver o sorriso no rosto de uma criança.

O Centro Pastoral da Vila Irmã Dulce foi o escolhido este ano para receber o trabalho voluntário. Crianças interpretam um presépio  vivo, deixando a emoção no ar. No outro lado, a distribuição de lanches e presentes.

O Dia da Gratidão começou após a médica Elmarene Athayde ter sido obrigada a ficar 3 anos fazendo tratamento contra o câncer. "A vida fez com que eu parasse", disse. Começou com 14 mulheres e hoje já chega a 34.

Confira a reportagem:

Profissionais da saúde tiram um tempo para doar serviços ao projeto Irmã Dulce

A paróquia Santíssima Trindade, no bairro Primavera, desenvolve um projeto que atende gratuitamente cerca de 200 pessoas mensalmente nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, dentista e outras especialidades médicas no Projeto Irmã Dulce. 

São cerca de 40 profissionais que aceitaram o chamado, que é feito durante as missas na paróquia e sempre tem vaga para mais um voluntário. Segundo padre Nilton, o projeto recebe o nome de Irmã Dulce, por ela ter sido uma pessoa que viveu na caridade e na misericórdia e “que esqueceu suas feridas para cuidar das feridas das outras pessoas”.

Confira a reportagem na íntegra:  

Associação Esperança e Vida dá exemplo de apoio a pessoas com câncer

Criada em 2008 a associação Esperança e Vida atende 125 famílias são adultos crianças e idosos em luta contra a mais temida das doenças. A batalha contra o câncer exige estrutura de saúde, psicológica e apoio de muitos profissionais como os advogados que acompanham os casos. A parte operacional tem funcionários pagos com dinheiro de doações assim como o aluguel, as despesas da casa e até os remédios e alimentos servidos todos os dias, ou distribuídos para as famílias carentes. Mas a arrecadação mais valçiosa não tem preço, é a entrega de serviços a dedicação a uma causa, fazer o bem.

O tratamento contra o câncer não é uma coisa fácil a medicação provoca efeitos colaterais e ainda tem a dificuldade de lidar com a doença e é inevitável ter um abalo psicológico que afeta o paciente. Terapias alternativas, carinho dos voluntários, tudo isso ajuda a amenizar o sofrimento e encher os corações de Esperança e Vida.

A associação aproxima quem tem disponibilidade para servir de pessoas que precisam de ajuda e reforça que ser solidário não é apenas partilhar bens materiais e dedicar tempo a informar ou prestar um atendimento que melhore a qualidade de vida de alguém transforma quem doa e quem recebe esse gesto de amor. 

Esta e a segunda casa de senhoras como a dona jovina - todos os momentos felizes e tristes do último ano elas compartilharam com a nova família. A imposição das mãos ajuda no tratamento tradicional  a energia que cura vem do coração e serve de alento para a alma. 

Nenhum dos terapeutas é pago pelo atendimento. Enquanto os pacientes recebem doses de afeto os voluntários sentem o efeito de imediato. É como uma injeção de ânimo renovada a cada visita. 

Veja mais na matéria de Indira Gomes:

Reportagem de Indira Gomes (TV Cidade Verde)
Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Casa da Sopa alimenta semanalmente famílias da Santa Maria da Codipi

  • 587a88a6-32f0-42db-b209-3b8755d600c1.jpg Kelson Vieira
  • 3bcbf3c3-f666-4b2b-8e5f-d0ca48c3ed39.jpg Kelson Vieira
  • bf24c554-64dc-45aa-b535-6263107cfb14.jpg Kelson Vieira
  • 450830eb-375f-42d4-ba92-3146c2bcd49b.jpg Kelson Vieira
  • 5a3e4c56-aa0b-4566-a66b-88e06c35469f.jpg Kelson Vieira

Uma das convidadas do programa Natal Cidade Verde – Tempo de Doar o Seu Tempo foi Flávia Lorene, integrante da Associação dos Amigos da Sopa. A instituição sem fins lucrativos assiste cera de 800 famílias na região da Santa Maria da Codipi desde 2007.

A associação oferece cursos, oficinas, consultoria jurídica, serviços de saúde e assistência social. Hoje ela é formada por uma rede de 55 profissionais das mais diversas áreas que se disponibilizam a atender gratuitamente a comunidade.

"Eu acho que esse trabalho é bastante gratificante para quem vai conhecer, para nós amigos que fazemos parte desse programa que já está há 23 anos na comunidade. Nosso carro chefe é a sopa e a distribuição de verduras para as famílias cadastradas durante a semana", explicou Flávia.

Na área cultural também há o projeto de oficina de leitura para crianças todo sábado. Em setembro uma tradição se repete há 44 anos na comunidade: é a festa de Cosme e Damião que reúne 1500 crianças, mas o projeto social de maior alcance é alimentação gratuita. Todos os dias 30 famílias carentes tem almoço e jantar garantidos pela casa da sopa, que tem esse nome porque as terças-feiras, o cardápio é sopa, mas nessa entidade a gente já viu que há muito mais que sopa.

“Neste Natal o projeto cadastra crianças para que sejam adotadas para uma festa de no dia 22 de dezembro. E acho que tudo isso é um exemplo que nós temos do mestre Luís, e esse exemplo nos guiou hoje nesse projeto. Eu convido a todos para que possam conhecer nosso projeto e precisamos de amigos que possam colaborar cada vez mais”, concluiu Flávia.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Maísa Aguiar interpreta canção 'É Tempo' e emociona programa especial

A cantora gospel Maisa Aguiar foi uma das atrações do programa especial Natal Cidade Verde - Tempo de doar seu tempo. Ela interpretou a música "É Tempo", de Melissa Barcelos. A canção fala que é hora das pessoas doarem seu tempo ao próximo.

Maisa congrega na igreja Assembléia de Deus, no bairro Dirceu Arcoverde, zona Sudeste de Teresina.

Nesta quinta-feira (08), a TV Cidade Verde exibiu o programa Natal Cidade Verde e por meio de reportagens e atrações especiais destacou a importância da 'doação de tempo'.

Carpe Night apresenta canção ‘One Day’, de Matisyah

 

O trio Carpe Night interpretou a canção ‘One Day’, no especial Natal Cidade Verde- É Tempo de Doar Seu Tempo. A letra, de autoria de Ari Levine, Bruno Mars, Matisyahu e Philipp Lawrence, é um clássico que transmite a mensagem “não haverá mais guerras e as nossas crianças vão brincar”. A música é emocionante e fala sobre amor e solidariedade. 

Assista a apresentação do trio acima. 

 

redacao@cidadeverde.com 

Profissionais da saúde doam tempo e mudam vidas no Sertão do Piauí

Doar tempo e atenção aos mais necessitados. Há três anos é esse ato de generosidade que o grupo ‘Missionários do Sertão’ faz ao realizar sonhos e proporcionar mudanças na rotina de vida de parte das pessoas que vivem no Sertão do Piauí.  O projeto, liderado pelo médico Mário Primo e a sua esposa, a enfermeira Cristiane Borges, reúne, principalmente, profissionais da saúde. 

“É uma grande mobilização, braço de um projeto maior de uma aliança acadêmica profissional, que existe no Piauí. Os Missionários do Sertão é uma grande mobilização de voluntários que decide manifestar amor a partir de suas vocações. Mobilizamos profissionais de todas as áreas, com foco na saúde, e vamos ao sertão do Piauí cooperar para transformar vidas a partir do nosso fazer”, esclarece o médico Mário Primo. 

O médico fala das experiências durante as missões nas regiões mais carentes do Piauí. Ela conta que, em algumas localidades, se depara com situações de pobreza extrema, que o missionário avalia serem “mais críticas que boa parte da África”. 

A enfermeira Cristiane Borges conta que ao doarem seu tempo e estarem próximos dessas comunidades, quem mais se beneficia são os missionários. “A experiência para nós que vamos ao sertão é muito mais enriquecedora do que para eles que estão lá. Lembro de uma vez que deitamos as crianças no chão e pedimos para elas fecharem os olhos e sonharem.  Depois pedimos para elas dizerem qual era o sonho delas e a resposta foi algo tão simples. Era sonho de ter uma bola, boneca, brinquedo, abraço. Esse choque de realidade muda muita coisa no nosso interior”, avalia a missionária. 

Os ‘Missionários do Sertão’ tem como meta levar o projeto para todo Sertão do Piauí.  O principal critério para a escolha da comunidade a ser recebida pela iniciativa é a carência da região.  

“Atuamos em parceria com outras organizações que permanecem nessas comunidades dando seguimento a esse processo de transformação. Não praticamos assistencialismo, nós temos um compromisso com a continuidade desse trabalho”, completa Mário Primo. 

Na próxima sexta-feira (09), os Missionários do Sertão partirão para missão de solidariedade no assentamento Eugênio, no município de São João do Piauí, distante 483 quilômetros de Teresina.  


Izabella Pimentel (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com 

 

 

 

Posts anteriores