Cidadeverde.com

Jornal do Piauí faz ação fraterna distribuindo sopa para carentes em Teresina

  • WILL0016.jpg Wilson FIlho
  • WILL0028.jpg Wilson FIlho
  • WILL0032.jpg Wilson FIlho
  • WILL9812.jpg Wilson FIlho
  • WILL9817.jpg Wilson FIlho
  • WILL9820.jpg Wilson FIlho
  • WILL9841.jpg Wilson FIlho
  • WILL9864.jpg Wilson FIlho
  • WILL9874.jpg Wilson FIlho
  • WILL9877.jpg Wilson FIlho
  • WILL9892.jpg Wilson FIlho
  • WILL9897.jpg Wilson FIlho
  • WILL9904.jpg Wilson FIlho
  • WILL9928.jpg Wilson FIlho
  • WILL9936.jpg Wilson FIlho
  • WILL9941.jpg Wilson FIlho
  • WILL9945.jpg Wilson FIlho
  • WILL9955.jpg Wilson FIlho
  • WILL9971.jpg Wilson FIlho
  • WILL9972.jpg Wilson FIlho
  • WILL9995.jpg Wilson FIlho

Os jornalistas que fazem o Jornal do Piauí estiveram em uma ação fraterna, dividindo um pouco do seu tempo aos mais carentes. Eles foram até o Lar Espírita Casa do Samaritano ajudar a fazer a sopa semanal que é distribuída para cerca de 300 pessoas todos os sábados pelas ruas do Centro de Teresina. A Sopa Fraterna tem cinco anos e reúnem pessoas que doam um pouco do seu tempo para o próximo.

A equipe foi até a sede do Lar para auxiliar a cortar as verduras, a mexer as panelas, experimentar o tempero e colocar nos copos que são distribuídos em dois pontos da cidade. 

Francisco Lima, Maria Sérvio, Solange Sousa e Maira Monteiro ajudaram a cortar os legumes enquanto Joelson Giordani, Elivaldo Barbosa e Galego mexiam as panelas. 

Para Elivaldo Barbosa foi uma experiência muito boa. “É extraordinário! É muito gratificante, você nem lembra do tempo que está doando”, declarou. 

Já o Galego disse que gostou, apesar de não saber fazer um ovo. “Mesmo estão com as mãos cansadas, e bom doar o tempo para as pessoas necessitadas. Só não quero que minha mulher se acostume porque não faço nada em casa”. 

O apresentador do Jornal do Piauí, Joelson Giordani, afirma que é importante ter esse gesto voluntariado. “É necessário porque tem muita gente que precisa, as pessoas que dependem desse alimento e as pessoas que são solidárias e também precisam de ajuda”, afirmou.

A reportagem foi comandada pela jornalista Eli Lopes, que informou que foram feitas 288 porções e 24 litros de suco que foram distribuídos em dois pontos: nas proximidades de um hospital para acompanhantes e pessoas na rua e em praças do Centro. 

A coordenadora da Sopa Fraterna, Carla Melo, disse que a ação tem cinco anos e começou com quatro pessoas, mas que agora ganhou outras adesões, no entanto sempre precisam de doações de descartáveis, isopores, além de material de cozinha e dos próprios alimentos. 

 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com