Cidadeverde.com
Últimas

Anac fará vistoria no aeroporto de São Raimundo para receber voos regulares

Imprimir

A Anac (Agência Nacional de Avião Civil) vai enviar técnicos ao Piauí para realizar vistoria no aeroporto Serra da Capivara, no município de São Raimundo Nonato ( a 517 km de Teresina). A visita foi comunicada ao  governo do Estado e a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham).

Os técnicos estarão no Piauí nos dias 5 e 6 de novembro para iniciar o processo de homologação da pista e balizamento do aeroporto. Segundo o diretor executivo da Esaero (Serviços Aeroportuários), Antônio Mesquita, a vistoria inicia o processo para abrir o tráfego aéreo público. 

“Com a vistoria inicia etapa de internacionalização do aeroporto. Ao se tornar público, com aval da vistoria, o aeroporto será incluído no Plano de Investimento e Logística (Pio) da Secretaria da Avião Civil da Presidência da República”, disse  Antônio Mesquita.

O aeroporto de São Raimundo Nonato foi inaugurado em 2009 com pista de 1.600 metros de cumprimentos e 45 metros de largura, com balizamento noturno. “Os técnicos farão um laudo e encaminharão observações, caso haja necessidade, e depois será publicado no Diário Oficial da União o novo indicativo do aeroporto público. Com isso, fica apto a receber transporte aéreo comercial”, ressaltou Antônio Mesquista.

Na vistoria, os técnicos irão analisar as condições da pista, sinalização, alimentação de energia, operação do balizamento e outras questões.
“Já foi aprovado pelo Cindacta 3 todas as áreas de proteção ao aeroporto e encaminhado a Anac”, disse o diretor executivo.

Força tarefa agiliza processo

A superintendente de Obras da Secretaria de Infraestrutura, Cristina Lages Castelo Branco, informou que o governo do Estado contratou uma empresa com know how para ajudar na homologação do aeroporto. “Existe uma burocracia especializada e que a empresa nos ajudou na regularização dos documentos. A Anac já solicitou parecer favorável a homologação e por isso vamos receber a equipe técnica”.

Foi montado uma força tarefa para agilizar a homologação composta pela Secretaria de Infraestrutura,   Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho, Fumdham, Esaero e a Superintendência de representação do Estado do Piauí em Brasília.

Segundo a superintendente, o governo está investindo R$ 17 milhões na pista e na conclusão do terminal. Cristina Lages lembra que a homologação é importante até mesmo para que a arqueóloga Niède Guidon busque recursos para o aeroporto e também para aumentar o tráfego de turistas.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com 

Imprimir