Cidadeverde.com
Política

Henrique Pires é exonerado da Funasa e governo inicia saída dos aliados de Temer

Imprimir

O piauiense Antônio Henrique de Carvalho Pires foi exonerado da presidência da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Henrique Pires estava no cargo por indicação do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). A saída do piauiense inicia a devassa que a presidente Dilma Rousseff fará com os aliados de Temer que têm cargos no governo.

A estratégia da presidente é montar uma ação para evitar o impeachment na Câmara Federal.

Em convenção nacional – realizada este mês – os peemedebistas  reconduziram Michel Temer para a presidência do partido. Na reunião, os líderes do PMDB aprovaram um "aviso prévio” de 30 dias para os peemedebistas saírem do governo Dilma Rousseff.

Henrique Pires ficou 1 ano e 11 meses na Funasa. Após a convenção do partido, o piauiense colocou seu cargo à disposição do governo. O Cidadeverde.com tentou falar com Pires, mas seu celular estava desligado.

Com o afastamento de Pires, o substituto sairá de um grupo aliado do Maranhão, composto por partidos pequenos.

Ontem, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, afirmou que está disposto a deixar o cargo para retornar à Câmara Federal e votar contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, caso seja necessário.


Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir